A Católica-Lisbon School of Business & Economics continua a ser a única escola portuguesa no top 20 europeu do Financial Times referente a Formação para Executivos (Open). Está também entre as 10 mais internacionais, sendo mesmo a mais internacional de Portugal. Para avaliar este parâmetro, é tido em conta o número de programas, participantes e clientes internacionais, bem como as parcerias estabelecidas com escolas além-fronteiras.

A nível global, a Católica-Lisbon integra o top 50, ocupando a 44.ª posição, em 2017. É já o 11.º ano consecutivo em que a instituição de ensino de Lisboa integra os primeiros 50 lugares do ranking. No ranking Customized, está em 45.º lugar.

Francisco Veloso, dean da Católica-Lisbon, considera a «consolidação da liderança um motivo de orgulho». É também, «acima de tudo, um reconhecimento pelas empresas parceiras e pelos alunos da relevância e valor que caracterizam a oferta formativa». O responsável refere ainda que o resultado alcançado no ranking do Financial Times «reflecte a forte aposta na internacionalização, cada vez mais um pilar crítico de afirmação da escola».

Além da Católica-Lisbon, também a Porto Business School está em destaque no ranking. É a quinta melhor escola do mundo no que diz respeito à qualidade dos programas em parceria com outras escolas de negócios. É também a melhor em Portugal nesta categoria “Partner Schools”. No top geral de Formação para Executivos (Open) ocupa o 69.º lugar, em 2017, e o 75.º lugar no ranking Customized.

Ramon O’Callaghan, dean da Porto Business School, acredita que a aposta em parcerias, a nível mundial, permitem à instituição «trazer para os seus programas as últimas tendências e os temas de presente e de futuro para a gestão». Em comunicado, acrescenta que o reconhecimento neste âmbito é «reflexo da concretização da estratégia de crescimento e internacionalização, bem como do objectivo de ter impacto e criar valor nas organizações».

A Nova School of Business and Economics também integra o ranking, estando em 57.º lugar em Formação para Executivos (Open) e 62.º em Formação para Executivos (Customized). Todos os valores referem-se a 2017.