Acabou a primeira fase dos exames nacionais!

  • Já viste os critérios?
  • Não vais ter as notas que querias?
  • Sentes que todo o teu esforço foi por água abaixo?

Calma…

Primeiro de tudo, tem calma… Respira e esquece o que já foi feito, preocupa-te sim é com aquilo que ainda podes

fazer!

Primeiramente, em teoria, até dia 13 de Julho não adianta estares a sofrer por antecipação visto que não tens maneira de prever os tão temidos resultados, a não ser que recorras à taróloga da SIC (e mesmo assim… aquilo já teve melhores dias). Agora a sério, espera pelo dia 13, nas “calmas”, e aproveita para estudar para a 2º fase!

Sim, segunda fase!

A segunda fase é uma forma de subires a tua média de secundário. Não desperdices essa oportunidade. Todas as décimas são bem vindas!

Seguidamente, terminada a 2º fase, se realmente vires que não tens qualquer hipótese de entrar no curso que queres, tens de começar a estudar as várias opções que podem ser colocadas “em cima da mesa” e ver qual o rumo mais acertado a tomar.

Eu, desde que me lembro, sempre quis estudar medicina. É o curso que me move! Este ano, assim como tu, fiz os nacionais, estando simultaneamente na faculdade, e agora aguardo ansiosamente pelos resultados.

Terminados os exames, tu tens em cima da mesa duas hipóteses:

  • Ficar um ano em “casa” para melhorar a nota de candidatura;
  • Entrar num curso alternativo e estudar simultaneamente para os nacionais.

Por experiencia própria, vou agora opinar sobre ambas as vertentes que podes vir a considerar.

No ano passado, após terminar o secundário, fiquei um ano em casa.

Eu queria mesmo estudar medicina e na altura senti que ficar em casa seria a opção mais acertada a tomar. Teria todo o tempo que necessitasse, sem entraves, para estudar; poderia acompanhar as aulas das específicas às quais iria a exame, na secundária em que andava; (…)

Só vantagens, portanto! Mas não…

A ti, que estás a pensar ficar um ano em casa, deixo-te alguns conselhos:

Não te acanhes

Eu sei, eu sei… No início é tudo muito bonito. Começamos com garra e determinados, sentimo-nos quase invencíveis, mas acredita que isso não vai durar. Primeiro, tudo o que darás nas aulas já não te será algo completamente desconhecido, o que faz com percas um pouco a atenção (visto que o fator “novidade” deixa de existir).

Agora, se pensas que vais conseguir acompanhar todas as aulas, podes esquecer! Eu, na altura, queria melhorar três exames: o Física e Química; o Matemática A e o Biologia e Geologia. Como tal, ia, religiosamente, a todas as aulas de matemática de 12º; uma aula de biologia de geologia de cada ano (uma de 10º ano e outra de 11º ano) e 2/3 aulas de Física e Química de 11º ano (visto que o programa de FQ de 10º ano tinha mudado entretanto). Aviso já que ao início será complicado conseguires organizar o teu estudo.

O problema principal será mesmo o facto de frequentares, simultaneamente, aulas de diferentes anos letivos. Esse horário vai perturbar a ordem natural do teu estudo uma vez que, basicamente, iria exigir que tu estudasses unidades curriculares de anos letivos diferentes (relativas à mesma disciplina) em simultâneo, afim de conseguires acompanhar as diferentes aulas. Acredita, por mais que tentes conciliar, não será fácil… Eu não consegui! Os diferentes capítulos de uma disciplina são dados segundo uma  ordem específica por alguma razão, não tentes alterá-la…

O meu conselho é que estudes por ti, pelo teu ritmo! Vai às aulas! Faz os testes! E não te esqueças que já não estás a ser avaliado(a). Não tens de sentir a obrigação que tens de saber tudo! E digo-te: se ainda não estiveres a estudar 11º ano, a certas disciplinas, vai a essas aulas na descontra (apenas para reavivar a memória), ou então, se achares melhor, começa apenas a frequentar essas aulas quanto acabares tudo o que está para trás…

O importante é não desmotivar!

Agarra-te à tua família! Agarra-te aos teus amigos

Prepara-te, não será um ano fácil…

Psicologicamente, será um ano muito pesado, cansativo e, sobretudo, esgotante.

Os teus amigos foram para faculdade e tu ficaste “sozinho” numa escola que, por tua opção, já terias abandonado há muito tempo. Antes, tinhas ali um apoio constante, os intervalos passavam a correr… Agora será diferente! Eles deixam de estar tão presentes.

Portanto, não quebres a ligação que tens com eles e tenta compreender o facto de eles deixarem de ser tão comunicativos como eram antigamente. A faculdade, sobretudo ao início, consome-nos grande parte do tempo. Não é que eles não queiram falar contigo, simplesmente vai existir muita coisa nova o ocorrer simultaneamente na vida deles. Dá-lhes um desconto!

SAI DE CASA e vai descontrair, mas não abuses! Sextas e sábados à noite vai beber um café com os teus amigos! Também não podes estar sempre a estudar, certo?

Por favor, não te isoles! Se te isolares, rapidamente ficarás deprimido, triste, farto de tudo… E acredita, o teu estado de espírito vai influenciar o teu estudo a 100%. Se tu não estás bem, mais vale não estudares.

Fala com os teus pais! Eles são os teus melhores amigos e são dos melhores ouvintes que podes arranjar. Conta-lhes como correu o teu dia ou como está a correr o teu estudo.

Conta-lhes até que unidade queres chegar até ao final da semana ou, simplesmente, diz a matéria em voz alta para eles. Parece estúpido, não é? É verdade que eles não vão perceber nem metade do que estás a dizer, mas acredita que sabe bem saberes que tens ali um grande apoio.

Faz um horário de estudo

Não durmas pouco, mas também não durmas muito… 8 horas por dia é o ideal!

Em setembro faz logo um horário e tenta cumpri-lo à risca (mas também não é por descansares um dia ou outro que vais tirar menos um valor em cada exame).

Sê realista!

Neste tópico não posso opinar muito. Cada um tem o seu método de estudo! Eu, por exemplo, não consigo estudar muitas disciplinas ao mesmo tempo. Tenho de me focar naquilo que estou a fazer. E, para conseguir estudar e assimilar bem os conteúdos, tenho de estudar em voz alta. Só desta forma é que consigo decorar bem as coisas (corrijo: “conseguia decorar bem as coisas” // com a faculdade verás que rapidamente adquires novos métodos de estudo)

Descansa um dia por semana! Esse dia será sagrado! Vê séries! Procastina! (Gold rule)

Mexe-te

Literalmente, mexe-te!

Faz desporto! Acorda e faz umas flexões ou uns abdominais. Vai dar uma corrida. Não fiques é alapado em casa, sentando num cadeirão a exercitar apenas os olhos, a boca, o cérebro e as mãos! MEXE-TE! E bebe muita água. Pode parecer estranho, mas acredita que este conjunto de comportamentos aumentam a tua capacidade de atenção e memorização.

Explicações

Conforme as tuas possibilidades financeiras ou a dos teus pais, procura arranjar uma explicação. Além de te ajudar a organizar o estudo, irás (eventualmente) com uma melhor preparação a exame nacional.

 

Não considerando a hipótese de ficares um ano em casa, vais para a faculdade tirar um curso que não foi a tua primeira opção? Vais entrar com o objetivo de mudar? Então prepara-te. Se pensas que será fácil, enganas-te!

Estudar para os exames nacionais enquanto estás na faculdade não é tarefa fácil.

É verdade que ganhas um ritmo de estudo completamente diferente. Mas terás constante uma sensação de que não tens tempo para nada. Muitas das pessoas que conheci, e que encontravam na mesma situação que eu, no segundo semestre, ou desistiam da faculdade e foram para casa estudar ou então, faziam apenas algumas cadeiras no segundo semestre (as que lhes davam equivalências).

A faculdade não é nenhuma brincadeira! No entanto, também não é nenhum bicho de sete cabeças. Vive loucamente o primeiro semestre, mas não demasiado louco! Vive a praxe (acredita, não é tão má quanto dizem)! Faz novas amizades! E, acima de tudo, estuda! Faz as cadeiras todas no primeiro semestre e depois, só em janeiro, começa a estudar para os exames nacionais.

PS

Conselho pessoal: Se eras de ciências e um dos exames que vais repetir é o BG, deixa essa disciplina para o “fim”! De janeiro a junho, são ainda 5 meses de estudo até aos exames nacionais. A coisa mais frustrante seria estudares toda a BG antecipadamente e depois te ires esquecendo gradualmente dos conteúdos. Se pensas que depois, mais perto dos exames, terás tempo para estudar para outros exames nacionais ou para os exames da faculdade, enquanto revês BG (se for esse o teu caso)… acredita, simplesmente não dá! Começa pelas outras disciplinas e deixa essa para o fim (mas cuidado, não deixes para demasiado tarde).

Portanto, como estava a dizer, após o 1º semestre, terminada a primeira época de exames da faculdade, vai reunir todo o teu material de secundário, organiza um plano de estudo e começa a estudar.

Se achares necessário, arranja uma explicação para a específica a que estejas menos à vontade.

E, por fim, estuda! Lembra-te: o tempo será sempre pouco e tens de aproveitar todos os momentos. É normal achares que é quase impossível conciliar a faculdade com o estudo para os nacionais. No segundo semestre, fala com os teus pais e tentem, em conjunto, encontrar uma solução que possa, eventualmente, facilitar o teu estudo, caso te surja essa necessidade (por exemplo, procurar fazer apenas as cadeiras às quais tenhas equivalência). É como te digo, esta situação fica ao teu critério.

Agora, conselho de amigo:

O facto de este ano não conseguires entrar no curso que queres não significa que todo o tempo e que todo o esforço que investiste nos passados 3 anos tenham ido vão. Existem “n” planos B! E não te esqueças que és novo! Tens toda uma vida pela frente!

Luta pelos teus objetivos, pelo teu futuro, pela tua felicidade! É gratificante uma pessoa poder fazer aquilo que gosta, mesmo que isso implique alguns anos extra até lá chegares.

Não desistas!