A Associação Académica de Coimbra (AAC), que detém, há vários anos, a marca “Queima das Fitas”, opôs-se ao registo da marca “Queima das Fitas do Porto”, alegando poder ter prejuízos e tratar-se de eventual concorrência desleal. Garantiu ainda tratar-se de uma imitação e usurpação.

Segundo o Jornal de Notícias, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) deu, esta semana, razão à Federação Académica do Porto (FAP), que autorizou a registar a marca “Queima das Fitas do Porto”. Caso o INPI desse razão a Coimbra, o Porto poderia ser forçado a encontrar outro nome para a semana académica.

A Queima das Fitas de Coimbra tem sido eleita como o melhor festival académico do país:

http://uniarea.com/queima-das-fitas-coimbra-melhor-festival-academico-pelo-2o-ano/