Boa maneira de ficar preparado? Exame PT19

Matrícula
27 Outubro 2018
Mensagens
21
Gostos
21
#1
Olá a todos.
De acordo com o que tive aqui a pesquisar, para o Exame Nacional de Português de 2019 irão ser abordadas as obras comuns aos dois programas, sendo elas:

  • Os Lusíadas
  • Os Maias
  • Sermão de Santo António aos peixes
  • Cesário Verde
  • Frei Luís de Sousa
  • Fernando Pessoa: Heterónimo, Ortónimo e a Mensagem
Estudar todas estas possíveis obras até mais ou menos inicio/meio de Abril e a partir dai até Junho, realizar exercicios, testes, exames, etc. será uma boa maneira a adotar de maneira a ficar preparado para o exame?
 
Gostos: Jude
Matrícula
13 Maio 2018
Mensagens
76
Gostos
58
#2
Se começares a estudar agora, tens mais que tempo para te preparares para o exame. A maior parte das pessoas estuda na semana anterior e tem notas razoáveis, portanto não te preocupes :^)
Não te esqueças que de Camões também podem sair as rimas.
 
Gostos: André Ca.
Matrícula
27 Outubro 2018
Mensagens
21
Gostos
21
#3
Se começares a estudar agora, tens mais que tempo para te preparares para o exame. A maior parte das pessoas estuda na semana anterior e tem notas razoáveis, portanto não te preocupes :^)
Não te esqueças que de Camões também podem sair as rimas.
Obrigado! :D
E convém estudar também gramática xD
 
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
2,818
Gostos
4,935
Curso
Estudos Artísticos
Instituição
FLUL
#5
Olá a todos.
De acordo com o que tive aqui a pesquisar, para o Exame Nacional de Português de 2019 irão ser abordadas as obras comuns aos dois programas, sendo elas:

  • Os Lusíadas
  • Os Maias
  • Sermão de Santo António aos peixes
  • Cesário Verde
  • Frei Luís de Sousa
  • Fernando Pessoa: Heterónimo, Ortónimo e a Mensagem
Estudar todas estas possíveis obras até mais ou menos inicio/meio de Abril e a partir dai até Junho, realizar exercicios, testes, exames, etc. será uma boa maneira a adotar de maneira a ficar preparado para o exame?
Parece-me uma calendarização ótima. O exame de português costuma ter um tipo de estudo um bocado diferente dos outros exames, diria até que o mais útil do tempo de estudo é praticar gramática e controlar o tempo que se demora a responder a questões de interpretação/composição, de forma a equilibrar com o tempo que é dado no exame (em 2018, não esperava uma parte C e isso trocou-me completamente as voltas, tive que responder ao primeiro grupo de perguntas apenas em 5min para cada questão, o que deves imaginar, é terrível e uma situação que deves tentar evitar). Dá uma revisão nos conteúdos mas não precisas necessariamente de andar a "decorar" tudo e mais alguma coisa, uma vez que o exame se prende muito à interpretação de conteúdos (que as perguntas nos avivam a memória). Boa sorte :)
 
Matrícula
21 Maio 2016
Mensagens
7,070
Gostos
10,744
Curso
Medicina
#6
Olá a todos.
De acordo com o que tive aqui a pesquisar, para o Exame Nacional de Português de 2019 irão ser abordadas as obras comuns aos dois programas, sendo elas:

  • Os Lusíadas
  • Os Maias
  • Sermão de Santo António aos peixes
  • Cesário Verde
  • Frei Luís de Sousa
  • Fernando Pessoa: Heterónimo, Ortónimo e a Mensagem
Estudar todas estas possíveis obras até mais ou menos inicio/meio de Abril e a partir dai até Junho, realizar exercicios, testes, exames, etc. será uma boa maneira a adotar de maneira a ficar preparado para o exame?
Penso que sim!
Se tiveres oportunidade tenta que alguém te corrija alguns desses exames, porque a par da interpretação, a forma e construção das respostas tem muita importância, sendo vantajosa as criticas de alguém familiarizado com os critérios.
A maior das sortes! ;)
 
Matrícula
27 Outubro 2018
Mensagens
21
Gostos
21
#7
Parece-me uma calendarização ótima. O exame de português costuma ter um tipo de estudo um bocado diferente dos outros exames, diria até que o mais útil do tempo de estudo é praticar gramática e controlar o tempo que se demora a responder a questões de interpretação/composição, de forma a equilibrar com o tempo que é dado no exame (em 2018, não esperava uma parte C e isso trocou-me completamente as voltas, tive que responder ao primeiro grupo de perguntas apenas em 5min para cada questão, o que deves imaginar, é terrível e uma situação que deves tentar evitar). Dá uma revisão nos conteúdos mas não precisas necessariamente de andar a "decorar" tudo e mais alguma coisa, uma vez que o exame se prende muito à interpretação de conteúdos (que as perguntas nos avivam a memória). Boa sorte :)
Penso que sim!
Se tiveres oportunidade tenta que alguém te corrija alguns desses exames, porque a par da interpretação, a forma e construção das respostas tem muita importância, sendo vantajosa as criticas de alguém familiarizado com os critérios.
A maior das sortes! ;)
Obrigado :D
 
Matrícula
16 Abril 2018
Mensagens
33
Gostos
21
#8
A minha stora avisou-me para não me fiar muito nas orientações do exame, uma vez que é bem possível que saia qualquer outra coisa no exame. O que devo, portanto, fazer? Devo estudar as obras que são comuns a ambos os programas e devo focar-me na gramática? Ou preciso de estudar todas as obras desde o 10 até ao 12? Obrigado.
 

Blasty

ModFofa
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
29 Abril 2016
Mensagens
4,225
Gostos
8,959
Curso
Medicina
Instituição
FMUP
#9
A minha stora avisou-me para não me fiar muito nas orientações do exame, uma vez que é bem possível que saia qualquer outra coisa no exame. O que devo, portanto, fazer? Devo estudar as obras que são comuns a ambos os programas e devo focar-me na gramática? Ou preciso de estudar todas as obras desde o 10 até ao 12? Obrigado.
Eu acho que o melhor é focares-te nas obras comuns e, se quiseres, dar uma vista de olhos nas restantes. Honestamente, eu só estudei as obras comuns quando fiz o exame no ano passado, mas podes sempre rever as restantes também para uma maior segurança. :)
 
Matrícula
16 Abril 2018
Mensagens
33
Gostos
21
#10
Eu acho que o melhor é focares-te nas obras comuns e, se quiseres, dar uma vista de olhos nas restantes. Honestamente, eu só estudei as obras comuns quando fiz o exame no ano passado, mas podes sempre rever as restantes também para uma maior segurança. :)
Quanto tiveste? É que eu preciso de ter pelo menos 15 para entrar em Coimbra e todas as ajudas e dicas são bem vindas
 

Blasty

ModFofa
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
29 Abril 2016
Mensagens
4,225
Gostos
8,959
Curso
Medicina
Instituição
FMUP
#11
Quanto tiveste? É que eu preciso de ter pelo menos 15 para entrar em Coimbra e todas as ajudas e dicas são bem vindas
Tive 17,8. O meu estudo foi mais ao longo dos 3 anos e a estar atenta nas aulas, sendo que na altura dos exames só estudei mesmo no fim de semana anterior (estava mais preocupada com as minhas provas de ingresso xD). :)
 
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
2,818
Gostos
4,935
Curso
Estudos Artísticos
Instituição
FLUL
#12
A minha stora avisou-me para não me fiar muito nas orientações do exame, uma vez que é bem possível que saia qualquer outra coisa no exame. O que devo, portanto, fazer? Devo estudar as obras que são comuns a ambos os programas e devo focar-me na gramática? Ou preciso de estudar todas as obras desde o 10 até ao 12? Obrigado.
Sim, em Português não há propriamente orientações. O melhor é rever as obras em comum, as restantes é menos provável sairem OU se saírem é apenas no contexto de interpretação do texto (não tens que ter contexto prévio). Acho que, acima de tudo, o mais importante é estudares gramática e praticares a estrutura de respostas de forma a escreveres de maneira mais clara possível :) also, os exames de Português são os que nas correções podem variar mais (um prof pode achar que mereces nota x e outro y, sendo estes valores significativos), pelo que às vezes é um bocado imprevisível :sweatsmile:
 
Matrícula
16 Abril 2018
Mensagens
33
Gostos
21
#13
Sim, em Português não há propriamente orientações. O melhor é rever as obras em comum, as restantes é menos provável sairem OU se saírem é apenas no contexto de interpretação do texto (não tens que ter contexto prévio). Acho que, acima de tudo, o mais importante é estudares gramática e praticares a estrutura de respostas de forma a escreveres de maneira mais clara possível :) also, os exames de Português são os que nas correções podem variar mais (um prof pode achar que mereces nota x e outro y, sendo estes valores significativos), pelo que às vezes é um bocado imprevisível :sweatsmile:
Entendo.
Tive 17,8. O meu estudo foi mais ao longo dos 3 anos e a estar atenta nas aulas, sendo que na altura dos exames só estudei mesmo no fim de semana anterior (estava mais preocupada com as minhas provas de ingresso xD). :)
Bem, no meu caso, Português é prova de ingresso, uma vez que quero entrar em Coimbra para Psicologia. Queria saber a vossa opinião sobre a UBI, que é a minha segunda opção, e gostava de que me dissessem, concretamente, como devo estudar para ter uma boa nota, isto é, no mínimo 15.
 

Blasty

ModFofa
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
29 Abril 2016
Mensagens
4,225
Gostos
8,959
Curso
Medicina
Instituição
FMUP
#14
Entendo.
Bem, no meu caso, Português é prova de ingresso, uma vez que quero entrar em Coimbra para Psicologia. Queria saber a vossa opinião sobre a UBI, que é a minha segunda opção, e gostava de que me dissessem, concretamente, como devo estudar para ter uma boa nota, isto é, no mínimo 15.
Não tenho uma opinião formada sobre a UBI, mas podes tentar pesquisar noutros tópicos aqui do fórum. :p
Os métodos de estudo não resultam de igual forma para toda a gente, mas aconselho a que estudes as características gerais dos vários autores e das várias obras (podes ver os ppts que os teus professores disponibilizem ou os que se encontram aqui na área dos apontamentos e fazer os teus próprios resumos), ler vários textos e poemas de cada autor (sendo que podes encontrar várias interpretações na net) e depois praticar muitos exercícios de gramática (os grupos II de exames e testes intermédios ajudam muito ;)). Quanto à parte da composição, nunca fiz nada em específico, acho que é apenas uma questão de se ler muito, saber estruturar bem um texto e usar diferentes conetores de discurso (sendo que ajuda se começares por fazer um pequeno esquema do que pretendes dizer antes de escreveres). :)
 
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
2,818
Gostos
4,935
Curso
Estudos Artísticos
Instituição
FLUL
#15
Entendo.
Bem, no meu caso, Português é prova de ingresso, uma vez que quero entrar em Coimbra para Psicologia. Queria saber a vossa opinião sobre a UBI, que é a minha segunda opção, e gostava de que me dissessem, concretamente, como devo estudar para ter uma boa nota, isto é, no mínimo 15.
Sobre o curso de Psicologia, talvez o @Journey to Medicine te possa dizer alguma da perspetiva dele, embora não das faculdades que pretendes ;)
Quanto à nota, eu acho que depende dos teus pontos mais fortes e mais fracos. Por exemplo, decidi-me a focar alguma atenção na gramática (que era o meu ponto mais fraco) para poder ter uma margem de erro confortável para a interpretação/falta de tempo porque sou lenta (onde a nota pode flutuar mais). Costumas ter boas cotações na composição? Pega nos teus testes e observa onde costumas ter mais dificuldades e estuda pra melhorares especificamente esse parâmetro. Nas respostas de interpretação, procura ver critérios de anos anteriores, de forma a que quando lês uma pergunta consigas dividir aquilo em tópicos sobre os quais vais escrever. Um aluno que escreva razoavelmente bem e acerte a gramática quase toda consegue um 15. E reforço mesmo a ideia de que isto pode flutuar dependendo do prof corretor, subi quase 3 valores na reapreciação :sweatsmile:
 
Matrícula
16 Abril 2018
Mensagens
33
Gostos
21
#16
Sobre o curso de Psicologia, talvez o @Journey to Medicine te possa dizer alguma da perspetiva dele, embora não das faculdades que pretendes ;)
Quanto à nota, eu acho que depende dos teus pontos mais fortes e mais fracos. Por exemplo, decidi-me a focar alguma atenção na gramática (que era o meu ponto mais fraco) para poder ter uma margem de erro confortável para a interpretação/falta de tempo porque sou lenta (onde a nota pode flutuar mais). Costumas ter boas cotações na composição? Pega nos teus testes e observa onde costumas ter mais dificuldades e estuda pra melhorares especificamente esse parâmetro. Nas respostas de interpretação, procura ver critérios de anos anteriores, de forma a que quando lês uma pergunta consigas dividir aquilo em tópicos sobre os quais vais escrever. Um aluno que escreva razoavelmente bem e acerte a gramática quase toda consegue um 15. E reforço mesmo a ideia de que isto pode flutuar dependendo do prof corretor, subi quase 3 valores na reapreciação :sweatsmile:
Modestamente, julgo que escrevo bem. Na composição, creio que nunca tive menos de 30 pontos, sabendo que esta vale 40. Na gramática, costumo acertar praticamente tudo, embora ainda caia, por vezes, em algumas rasteiras nas orações. Por último, o meu ponto fraco é a interpretação, uma vez que sou uma pessoa muito objetiva, o que torna a interpretação um pouco difícil, pois não sei bem o que os autores querem dizer, sobretudo na poesia.
 
Gostos: Ariana_
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
2,818
Gostos
4,935
Curso
Estudos Artísticos
Instituição
FLUL
#17
Modestamente, julgo que escrevo bem. Na composição, creio que nunca tive menos de 30 pontos, sabendo que esta vale 40. Na gramática, costumo acertar praticamente tudo, embora ainda caia, por vezes, em algumas rasteiras nas orações. Por último, o meu ponto fraco é a interpretação, uma vez que sou uma pessoa muito objetiva, o que torna a interpretação um pouco difícil, pois não sei bem o que os autores querem dizer, sobretudo na poesia.
A poesia é normalmente o calcanhar de Aquiles dos alunos :p a ideia é criares o hábito de ler poesia, ler poemas sem ser os que tens no manual, tentando exercitar a tua capacidade de interpretação. Na internet encontras análises que podem ajudar e ler os critérios ajuda a entender por que linhas os linguístas normalmente interpretam o poema. Acho que melhora mesmo com prática, com revisões de análises feitas em aula, acaba por desenvolver uma certa sensibilidade. Não tendo grandes dificuldades na escrita, acredito que apenas tenhas que desenvolver este chavão da sensibilidade/prática, pois um aluno que escreva bem, normalmente consegue fundamentar a sua interpretação.
 
Matrícula
16 Abril 2018
Mensagens
33
Gostos
21
#18
A poesia é normalmente o calcanhar de Aquiles dos alunos :p a ideia é criares o hábito de ler poesia, ler poemas sem ser os que tens no manual, tentando exercitar a tua capacidade de interpretação. Na internet encontras análises que podem ajudar e ler os critérios ajuda a entender por que linhas os linguístas normalmente interpretam o poema. Acho que melhora mesmo com prática, com revisões de análises feitas em aula, acaba por desenvolver uma certa sensibilidade. Não tendo grandes dificuldades na escrita, acredito que apenas tenhas que desenvolver este chavão da sensibilidade/prática, pois um aluno que escreva bem, normalmente consegue fundamentar a sua interpretação.
Entendo. Relativamente à faculdade, é mais dificil que o secundário ou é diferente? Da para ter uma vida muito fixe sem estar horas a fio a estudar?
 
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
2,818
Gostos
4,935
Curso
Estudos Artísticos
Instituição
FLUL
#19
Entendo. Relativamente à faculdade, é mais dificil que o secundário ou é diferente? Da para ter uma vida muito fixe sem estar horas a fio a estudar?
Na minha experiência, é diferente do secundário. Tenho aulas teóricas e práticas, mas noto a grande diferença de nas teóricas a postura dos profs é mais "esta aula vai ser uma conversa sobre tema x, que vai sendo debatido", o estudo em si é feito pelo aluno de acordo com uma bibliografia doq é mais importante. Aqui, é útil teres amigos no teu curso com quem vás trocando apontamentos (uma vez que às vezes é imensa coisa pra ler, divide-se e cada um faz uma parte). Eu acho que se estuda muito mais que no secundário (estudo quase todos os dias, enquanto no secundário isso não era necessário). A carga é maior mas se for aquilo que gostas, não é nenhum pesadelo e sim sem dúvida que podes ter uma vida fixe, dedico 4h diárias a uma atividade e encontro-me com os meus amigos. Se tiveres criado um bom hábito de estudo, fazendo um bocado todos os dias, consegues aproveitar tudo :)
 
Matrícula
9 Setembro 2018
Mensagens
153
Gostos
440
Curso
Psicologia
Instituição
Universidade do Minho
#20
Entendo.
Bem, no meu caso, Português é prova de ingresso, uma vez que quero entrar em Coimbra para Psicologia. Queria saber a vossa opinião sobre a UBI, que é a minha segunda opção, e gostava de que me dissessem, concretamente, como devo estudar para ter uma boa nota, isto é, no mínimo 15.
Sobre o curso de Psicologia, talvez o @Journey to Medicine te possa dizer alguma da perspetiva dele, embora não das faculdades que pretendes ;)
Quanto à nota, eu acho que depende dos teus pontos mais fortes e mais fracos. Por exemplo, decidi-me a focar alguma atenção na gramática (que era o meu ponto mais fraco) para poder ter uma margem de erro confortável para a interpretação/falta de tempo porque sou lenta (onde a nota pode flutuar mais). Costumas ter boas cotações na composição? Pega nos teus testes e observa onde costumas ter mais dificuldades e estuda pra melhorares especificamente esse parâmetro. Nas respostas de interpretação, procura ver critérios de anos anteriores, de forma a que quando lês uma pergunta consigas dividir aquilo em tópicos sobre os quais vais escrever. Um aluno que escreva razoavelmente bem e acerte a gramática quase toda consegue um 15. E reforço mesmo a ideia de que isto pode flutuar dependendo do prof corretor, subi quase 3 valores na reapreciação :sweatsmile:
Entendo. Relativamente à faculdade, é mais dificil que o secundário ou é diferente? Da para ter uma vida muito fixe sem estar horas a fio a estudar?
Na minha experiência, é diferente do secundário. Tenho aulas teóricas e práticas, mas noto a grande diferença de nas teóricas a postura dos profs é mais "esta aula vai ser uma conversa sobre tema x, que vai sendo debatido", o estudo em si é feito pelo aluno de acordo com uma bibliografia doq é mais importante. Aqui, é útil teres amigos no teu curso com quem vás trocando apontamentos (uma vez que às vezes é imensa coisa pra ler, divide-se e cada um faz uma parte). Eu acho que se estuda muito mais que no secundário (estudo quase todos os dias, enquanto no secundário isso não era necessário). A carga é maior mas se for aquilo que gostas, não é nenhum pesadelo e sim sem dúvida que podes ter uma vida fixe, dedico 4h diárias a uma atividade e encontro-me com os meus amigos. Se tiveres criado um bom hábito de estudo, fazendo um bocado todos os dias, consegues aproveitar tudo :)
Boa noite Afonso. Em primeiro lugar, acho que em relação ao exame de português a @Ariana_ e a @Blasty já te encaminharam sobre o assunto.

Em relação a Psicologia tenho alguns aspectos a abordar. Como caso já tenhas pesquisado, para puderes ser um Psicólogo tens de ter o Mestrado Integrado (ou mestrado depois de uma licenciatura) em Psicologia, assim como um estágio remunerado e a inscrição na ordem dos psicólogos. Coimbra é uma das faculdades com MI, enquanto a UBI apenas te oferece a licenciatura. Terias de verificar se esta última faculdade te dá hipóteses de tirar um Mestrado na área da Psicologia ou se terias de o fazer noutra universidade.

Quanto ao curso em si, os 3 primeiros anos são sobre Psicologia Básica (Memória, Percepção, Neurociências, Aprendizagem, Desenvolvimento, etc.) e os 2 últimos sobre Psicologia Aplicada (a avaliação psicológica em si). As universidades do Porto, Lisboa e Coimbra seguem um padrão semelhante, tendo o seu currículo mais focada na formação de psicólogos, sendo que no 4º ano escolhes uma área (Psicologia Clínica e da Saúde, Psicologia da Educação e Desenvolvimento, Psicologia da Justiça /Organizações ou Psicologia do Desporto) e no 5º ano tens um estágio num local relacionado com essa área. Não quero te dizer informações das quais não tenho a certeza por isso terás os restantes tópicos aqui na Uniarea para verificares sobre estas universidades.

Na minha universidade, a UMinho visa mais a formação de investigadores, sendo que no 4º ano incorporas uma equipa de investigação do nosso centro de investigações, elaborando um projecto e fazendo essa investigação. Tens as seguintes equipas de investigação:
- Aprendizagem, Instrução e Carreira;
- Cognição Humana;
- Comportamento e Aprendizagem Animal; (os famosos pombos de Skinner);
- Desenvolvimento e Psicopatologia;
- Neurociências;

- Psicoterapia e psicopatologia;
- Saúde, bem-estar e rendimento;
- Vítimas, ofensores e sistema de justiça.

No 5º ano, tens o estágio como nas restantes universidades e a tua tese de mestrado. Não confundas o estágio da Universidade com o estágio da ordem dos Psicólogos, são coisas distintas.


O curso de Psicologia é extremamente teórico, com uma prática muito reduzida, pelo menos na UMinho. Apresenta ainda uma elevada taxa de desemprego e saturação de profissionais principalmente na área da Psicologia Clínica e de saúde. Todavia, se é mesmo o que pretendes fazer e aquilo que te faz feliz, aplica-te e terás com certeza sucesso.