Emigrante no ensino superior

Matrícula
8 Fevereiro 2017
Mensagens
7
Gostos
2
#1
Boa tarde!
Foi-me dito que, sendo emigrante (ucraniano), no ensino superior público terei de pagar um valor de propinas superior ao dos restantes alunos...
Alguém me pode confirmar tal? Obrigado!
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
14,804
Gostos
16,791
Curso
Eng. Aeroespacial
Instituição
IST - ULisboa
#2
Olá @Nazariy Kovalyuk
Foi-me dito que, sendo emigrante (ucraniano), no ensino superior público terei de pagar um valor de propinas superior ao dos restantes alunos...
Alguém me pode confirmar tal?
Atualmente, tens que nacionalidade(s) (além da naturalidade, já que a disseste)?
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
14,804
Gostos
16,791
Curso
Eng. Aeroespacial
Instituição
IST - ULisboa
#4
Tenho nacionalidade ucraniana.
Resides legalmente em Portugal há pelo menos 2 anos? (a contar até 31 de agosto deste ano)

Estou só a validar contigo os critérios para poderes concorrer ao concurso especial para estudantes internacionais versus o nosso concurso nacional, btw. :sweatsmile:
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
14,804
Gostos
16,791
Curso
Eng. Aeroespacial
Instituição
IST - ULisboa
#6
Sim, resido já há 13 anos.
Nesse caso concorres como qualquer aluno nacional, não és obrigado a recorrer ao concurso especial para estudantes internacionais, onde são aplicadas essas propinas superiores.
 

blackuro

Criadora do maior tópico do fórum
Colaborador Editorial
Matrícula
23 Agosto 2015
Mensagens
1,627
Gostos
3,426
Curso
Ciências e Tecnologias (13º Ano)
#8
Boa noite :) Um aluno brasileiro (sem dupla nacionalidade) que queira estudar Medicina em Portugal pode fazê-lo concorrendo pelo contingente geral (fazendo, por isso, as provas de ingresso respectivas), certo? Nesses casos, como é feita a média de candidatura, uma vez que o sistema de classificação do ensino médio (secundário) é diferente no Brasil? É mesmo possível um aluno brasileiro concorrer a Medicina em Portugal? Muito obrigada :)
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
14,804
Gostos
16,791
Curso
Eng. Aeroespacial
Instituição
IST - ULisboa
#9
Olá @blackuro
Boa noite :) Um aluno brasileiro (sem dupla nacionalidade) que queira estudar Medicina em Portugal pode fazê-lo concorrendo pelo contingente geral (fazendo, por isso, as provas de ingresso respectivas), certo? Nesses casos, como é feita a média de candidatura, uma vez que o sistema de classificação do ensino médio (secundário) é diferente no Brasil? É mesmo possível um aluno brasileiro concorrer a Medicina em Portugal? Muito obrigada :)
Não tem outra forma, dado que Medicina não abre o concurso especial para estrangeiros. O aluno tem de pedir o reconhecimento do secundário junto da DGE que fará a conversão da nota (não estou por dentro da fórmula usada).
 
Gostos: blackuro

blackuro

Criadora do maior tópico do fórum
Colaborador Editorial
Matrícula
23 Agosto 2015
Mensagens
1,627
Gostos
3,426
Curso
Ciências e Tecnologias (13º Ano)
#10
Olá @blackuro

Não tem outra forma, dado que Medicina não abre o concurso especial para estrangeiros. O aluno tem de pedir o reconhecimento do secundário junto da DGE que fará a conversão da nota (não estou por dentro da fórmula usada).
Muito obrigada :)
 
Gostos: davis

florsilva97

Membro Caloiro
Matrícula
9 Janeiro 2018
Mensagens
2
Gostos
0
#11
Bom dia,
Sou portuguesa mas estou há 5 anos a estudar na Suiça. Acabei o secundário e gostaria de me candidatar à universdade em Portugal. Para isso, preciso fazer novos exames finais em Portugal?
Obrigada.
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
14,804
Gostos
16,791
Curso
Eng. Aeroespacial
Instituição
IST - ULisboa
#12
Olá @florsilva97 , bem-vinda ao fórum,
Sou portuguesa mas estou há 5 anos a estudar na Suiça. Acabei o secundário e gostaria de me candidatar à universdade em Portugal. Para isso, preciso fazer novos exames finais em Portugal?
Depende da universidade em causa, das provas de ingresso pedidas e de que exames tens aí feitos que possam ser homólogos. Sugiro que consultes a informação que tens aqui:
Substituição de Provas de Ingresso por Exames Estrangeiros | DGES
 

daniha

Membro Caloiro
Matrícula
12 Janeiro 2018
Mensagens
1
Gostos
0
#13
Olá, sou um brasileiro, moro no Rio de Janeiro, e acabei de terminar o ensino médio (Ensino Secundário português), e pretendo me mudar para Portugal ainda nesse semestre. Tenho dupla nacionalidade, e gostaria de saber sobre o processo de inscrição para as provas de ingresso. Fiz algumas pesquisas sobre a cota para emigrantes, mas ainda restam algumas dúvidas. De acordo com o Consulado Português em São Paulo, diz que eu tenho que ter aprovação em um vestibular brasileiro, e que essa aprovação seja reconhecida pelo MEC (estou a me referir aos números 3 e 4)


"Documentos exigidos para a candidatura:
  1. documento comprovativo da situação de emigrante ou seu familiar que deverá ser solicitado neste Consulado Geral (inscrição consular do próprio ou do(s) pai(s), comprovante de residência (conta de água ou telefone), fotocópia do RG /RNE do próprio e dos pais, conforme o caso, comprovante de que o candidato reside aqui há mais de dois anos (pode ser através de documentos escolares)
  2. histórico escolar da conclusão do ensino médio;
  3. certificado de aprovação no exame vestibular brasileiro (corresponde ao 12º ano de escolaridade português);
  4. declaração emitida pelos MEC (Ministério da Educação e Cultura – Delegação em São Paulo – Alameda Nothman, 1058) atestando que a habilitação apresentada (aprovação em vestibular) é suficiente para o ingresso no ensino superior oficial;
  5. fotocópia do Bilhete de Identidade / RNE /RG, conforme o caso;
  6. Boletim de Candidatura, a ser solicitado aos Serviços de Acesso ao Ensino Superior, mesmo local onde deverá ser entregue a candidatura (clique aqui para obter endereços dos Serviços e outras informações sobre Ensino Superior)
  7. procuração (os estudantes residente no estrangeiro devem constituir domicílio postal em Portugal e designar procurador bastante)"

    fonte: Candidatura ao Ensino Superior Público | Consulado Geral de Portugal em São Paulo

    No número 3, ele está a se referir a vestibulares como o Enem? Ou se refere ao certificado de conclusão do Ensino Médio?

    Aguardo desde já,
    Abraços
 
Matrícula
20 Junho 2017
Mensagens
36
Gostos
18
#14
Olá, sou um brasileiro, moro no Rio de Janeiro, e acabei de terminar o ensino médio (Ensino Secundário português), e pretendo me mudar para Portugal ainda nesse semestre. Tenho dupla nacionalidade, e gostaria de saber sobre o processo de inscrição para as provas de ingresso. Fiz algumas pesquisas sobre a cota para emigrantes, mas ainda restam algumas dúvidas. De acordo com o Consulado Português em São Paulo, diz que eu tenho que ter aprovação em um vestibular brasileiro, e que essa aprovação seja reconhecida pelo MEC (estou a me referir aos números 3 e 4)


"Documentos exigidos para a candidatura:
  1. documento comprovativo da situação de emigrante ou seu familiar que deverá ser solicitado neste Consulado Geral (inscrição consular do próprio ou do(s) pai(s), comprovante de residência (conta de água ou telefone), fotocópia do RG /RNE do próprio e dos pais, conforme o caso, comprovante de que o candidato reside aqui há mais de dois anos (pode ser através de documentos escolares)
  2. histórico escolar da conclusão do ensino médio;
  3. certificado de aprovação no exame vestibular brasileiro (corresponde ao 12º ano de escolaridade português);
  4. declaração emitida pelos MEC (Ministério da Educação e Cultura – Delegação em São Paulo – Alameda Nothman, 1058) atestando que a habilitação apresentada (aprovação em vestibular) é suficiente para o ingresso no ensino superior oficial;
  5. fotocópia do Bilhete de Identidade / RNE /RG, conforme o caso;
  6. Boletim de Candidatura, a ser solicitado aos Serviços de Acesso ao Ensino Superior, mesmo local onde deverá ser entregue a candidatura (clique aqui para obter endereços dos Serviços e outras informações sobre Ensino Superior)
  7. procuração (os estudantes residente no estrangeiro devem constituir domicílio postal em Portugal e designar procurador bastante)"

    fonte: Candidatura ao Ensino Superior Público | Consulado Geral de Portugal em São Paulo

    No número 3, ele está a se referir a vestibulares como o Enem? Ou se refere ao certificado de conclusão do Ensino Médio?

    Aguardo desde já,
    Abraços
Se tens dupla nacionalidade pode inscrever-se aos exames nacionais quando já estiver a morar aqui, acho que o processo é bem mais simples.
 

TecaFarias

Membro Caloiro
Matrícula
9 Julho 2017
Mensagens
9
Gostos
1
#15
Boa tarde, gostaria de uma ajuda, se alguem souber a respeito do Certificado de REsidência para fins do Contingente de portugueses no exterior. Meu filho com 26 anos já deve ter o tal certificado como sendo ele emigrante. Estivemos em dezembro no consulado de POrtugal no Rio e pedimos o certificado, pedimos que mencionasse que ele trabalhava por conta de outrem etc.. somente a senhora que nos atendeu de muita má vontade, não quis colocar essa informação dizendo que não era necessária, pois só o fato de residir há mais de 2 anos fora de Portugal já lhe dava o titulo de emigrante...Desde janeiro ele está em Braga. Foi hoje ao GAES da Uminho e mostrou o tal documento, a senhora muito solicita disse que por ele ter mais de 25 anos, é necessário que a declaração mencione que ele vivia no Brasil como emigrante e que exerceu atividade remunerada!!! Ou seja, e agora??? Alguém sabe se aceitam uma declaração do consulado do Brasil em Portugal dizendo que ele viveu como emigrante no Brasil por mais de dois anos e aqui trabalhou? Estamos muito chateados, fizemos tudo, levamos copias de emails, da pagina do DGES, comprovante de trabalho etc... a senhora não quis nem olhar, dizendo não ser necessário..Ele saiu do emprego, se mudou para Portugal, a esposa vai somente em maio, tudo porque contavamos com esse contingente.. Alguém teria experiência sobre isso? Acredito que muitos com dupla nacionalidade só souberam desse contingente quando já estavam em Portugal e portanto gostaria de saber como conseguiram a tal declaração. Obrigada
 

florsilva97

Membro Caloiro
Matrícula
9 Janeiro 2018
Mensagens
2
Gostos
0
#16
Olá @florsilva97 , bem-vinda ao fórum,

Depende da universidade em causa, das provas de ingresso pedidas e de que exames tens aí feitos que possam ser homólogos. Sugiro que consultes a informação que tens aqui:
Substituição de Provas de Ingresso por Exames Estrangeiros | DGES
Olá,
Desde já obrigada pela sua resposta. Então é assim... eu gostava de entrar em medicina e os exames aqui não são a nível nacional, penso que não sejam equivalentes.
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
14,804
Gostos
16,791
Curso
Eng. Aeroespacial
Instituição
IST - ULisboa
#17
Desde já obrigada pela sua resposta. Então é assim... eu gostava de entrar em medicina e os exames aqui não são a nível nacional, penso que não sejam equivalentes.
No link que te dei diz quais é que são os exames homólogos.
 
Matrícula
4 Outubro 2017
Mensagens
17
Gostos
2
#18
Boa tarde, gostaria de uma ajuda, se alguem souber a respeito do Certificado de REsidência para fins do Contingente de portugueses no exterior. Meu filho com 26 anos já deve ter o tal certificado como sendo ele emigrante. Estivemos em dezembro no consulado de POrtugal no Rio e pedimos o certificado, pedimos que mencionasse que ele trabalhava por conta de outrem etc.. somente a senhora que nos atendeu de muita má vontade, não quis colocar essa informação dizendo que não era necessária, pois só o fato de residir há mais de 2 anos fora de Portugal já lhe dava o titulo de emigrante...Desde janeiro ele está em Braga. Foi hoje ao GAES da Uminho e mostrou o tal documento, a senhora muito solicita disse que por ele ter mais de 25 anos, é necessário que a declaração mencione que ele vivia no Brasil como emigrante e que exerceu atividade remunerada!!! Ou seja, e agora??? Alguém sabe se aceitam uma declaração do consulado do Brasil em Portugal dizendo que ele viveu como emigrante no Brasil por mais de dois anos e aqui trabalhou? Estamos muito chateados, fizemos tudo, levamos copias de emails, da pagina do DGES, comprovante de trabalho etc... a senhora não quis nem olhar, dizendo não ser necessário..Ele saiu do emprego, se mudou para Portugal, a esposa vai somente em maio, tudo porque contavamos com esse contingente.. Alguém teria experiência sobre isso? Acredito que muitos com dupla nacionalidade só souberam desse contingente quando já estavam em Portugal e portanto gostaria de saber como conseguiram a tal declaração. Obrigada
Estou na mesma luta! O que consegui aqui no Consulado de Portugal em Belém/Brasil é que consegui solicitar um documento de comprovação de que sou Emigrante Ativa há mais de dois anos no Brasil (ou seja, exerci atividade remunerada), mas para isso vou ter que mostrar a eles minha carteira de trabalho com contratos regulares + declarações de atividades remuneradas autônomas (só assim completo mais de 2 anos empregada).
O que soube no DGES enquanto estive em Portugal agora em fevereiro/2018 é que terei que apresentar esse documento apenas na candidatura após o resultado dos exames nacionais, junto com a ficha ENES + Conversão de notas para o sistema português + outros docs comuns para candidatura.

Não sei se esse é o procedimento correto, mas é a única forma que vi também para me encaixar neste contigente já que tenho 27 anos, duplanacionalidade e fiz o secundário no Brasil.

Aguardo também atualização do vosso caso também, toda ajuda é bem vinda!
 

TecaFarias

Membro Caloiro
Matrícula
9 Julho 2017
Mensagens
9
Gostos
1
#19
Debor, foi issp que explicaram ao meu filho. Só vai usar o contingente depois q sairem as notas das provas, para fazer a inscriçao no concurso nacional. Aqui no Ri no consulado ate levamos xateira profissional mas nem olharam, fizeram a declaraçao como emigrante produtivo. Pela lei, é considerado emigrante quem viva mais de dois anos e tenha trabalhado, a lei nao fala que tenha q ter trabalhado 2 anos, a lei diz na verdade 6 meses. Mas muitos consulados fazem essa exigencia🙁. Com 27 anos vc pode concorrer tambem aos exames para maiores de 23 anos q sao feitos pelas faculdade individualmente. Varias abrirao inscriçao entre abril e maio
 
Matrícula
4 Outubro 2017
Mensagens
17
Gostos
2
#20
Debor, foi issp que explicaram ao meu filho. Só vai usar o contingente depois q sairem as notas das provas, para fazer a inscriçao no concurso nacional. Aqui no Ri no consulado ate levamos xateira profissional mas nem olharam, fizeram a declaraçao como emigrante produtivo. Pela lei, é considerado emigrante quem viva mais de dois anos e tenha trabalhado, a lei nao fala que tenha q ter trabalhado 2 anos, a lei diz na verdade 6 meses. Mas muitos consulados fazem essa exigencia🙁. Com 27 anos vc pode concorrer tambem aos exames para maiores de 23 anos q sao feitos pelas faculdade individualmente. Varias abrirao inscriçao entre abril e maio
Sim sim, já soube sobre esses exames, porém meu curso é Medicina, portanto não há este tipo de candidatura, somente o Contingente Emigrante, no meu caso.