Estudar Medicina em Espanha

Matrícula
18 Junho 2016
Mensagens
898
Gostos
1,498
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Assim sendo, gostaria de saber se ao começar o curso de medicina em Espanha teria de o fazer todo lá ou se há alguma maneira de pedir transferência para Portugal ao fim de 1 ou 2 anos.
Segundo o que sei, não há qualquer maneira de pedires transferência do estrangeiro para uma faculdade de Medicina cá em Portugal (se não, imagina só a onda de portugueses que estão na República Checa, Espanha e outros países, a voltarem para "casa".. acredito eu que a maioria, se pudesse, voltava). Mesmo estando numa fac em Portugal, não dá pra pedires transferência para outra faculdade diferente durante o curso, exceto a UBI, que ainda aceita, dentro de certas condições. Por isso, ou fazes Erasmus e vens pra cá algum tempo, mas continuas a ser aluna da faculdade de origem obviamente, ou então só concorrendo pelos concursos de acesso nacionais (normal, licenciados, etc).
 

Margarida17

Membro Caloiro
Matrícula
16 Junho 2017
Mensagens
5
Gostos
2
Se concorreres a Espanha no próximo ano, podes utilizar qualquer exame que já tenhas feito (quer de 1º fase, quer de 2º fase). Não precisas de tirar acima de 14 em todas as provas (obrigatoriamente) para poderes concorrer a Espanha.
No processo de candidatura espanhola, a tua nota portuguesa (acreditación) é, no fundo, a média com que tu concorres a um curso em Portugal, convertida de 0 a 10. Por exemplo: Eu tinha 18 de média na ficha ENES e 19 no exame de matemática de 2º fase do ano passado. Escolhi o curso de biotecnologia medicinal, cujo exame valia 50%, e vi que concorria com 18,50. Desta forma, contactei a dges e pedi a acreditación para esse curso onde eles converteram o 18,50 a 9,25, de 0 a 10.
Relativamente ao exames de selectividad, não são um bicho de 7 cabeças. Eles dão os livros e também publicam as matrizes. O meu conselho é seguires, religiosamente, as matrizes (que, no fundo, são uma série de tópicos pormenorizados). Está ai tudo!! Eu, a partir das matrizes, fiz os meus próprios resumos (a partir de setembro) e consegui excelentes notas. Agora, tens é de trabalhar! Os exames espanhóis são mais justos que os nossos, mas abordam muito mais matéria.
Onde tiveste acesso a estas tais matrizes?
 

iSofia r

Membro Caloiro
Matrícula
27 Dezembro 2018
Mensagens
1
Gostos
0
Olá, poderiam por favor me explicar mais sobre o acesso às universidades espanholas de medicina?
Eu estou em Humanidades e até tenho uma boa média e boas notas nos exames do 11° ano, ainda não acabei o 12° ano, portanto ainda não fiz os exames finais. Dito isto, eu li em vários posts aqui e noutros locais da internet que em Espanha, se poderia utilizar a nota de acesso do exame nacional com nota mais alta na percentagem que desse mais jeito, seja da 1ª ou 2ª fase. Onde depois era só escolher um curso em Portugal para o qual tivesse melhor nota, ex: se tivesse grande nota a matemática, poderia escolher Arquitectura no Porto (50% média do secundário+50% exame nac de matemática). Então quando fosse pedir o certificado na DGES dizia que queria concorrer ao curso x em Universidade x na Espanha. E assim, no certificado iria aparecer a nota que resulta do curso que escolhi.

Encontrei essas informações tal e qual como descrevi. Só que estão datadas de 2014, e não sei se ainda se mantém!

Outra pergunta! Por exemplo, imaginando que eu tivesse boa nota no exame de História, poderia entrar com a média desse exame junta da nota dos exames (até 4) de competência específica espanholas como biologia, química, inglês e geografia? Espero nao estar a ser ridícula, porque eu estou a achar isso quase impossível porque só 2 dessas mencionadas servem aqui em Pt para medicina, em Espanha é diferente? ou são exatamente as 3 provas daqui (biologia e geologia, fisica e quimica e matematica A) que tenho que usar como provas de ingresso para a Espanha para entrar em medicina? É que eu sou má a matemática e realmente não iria conseguir tirar um 17 ou 18 no exame daqui.

Espero não ter sido muito confusa e obrigada pela ajuda desde já.