1. O Uniarea foi eleito o melhor blog do ano na categoria Educação! Obrigado a todos os que votaram e ao longo dos últimos 3 anos tornaram este projecto possível. Este é um prémio de toda a comunidade. Obrigado! :)
    Fechar Aviso

Medicina no privado

Discussão em 'Concursos Institucionais – Privado' iniciado por Marta Paes Godinho, 17 Julho 2017.

  1. Droggy

    Droggy Membro Dux

    Matriculado:
    20 Julho 2015
    Mensagens:
    843
    Gostos Recebidos:
    1,444
    Curso:
    Medicina
    Instituição:
    NMS | FCM
    Falaste que o curso de Medicina era diferente e respondi-te dessa maneira. Ser médico é diferente efectivamente mas acho que o tópico da discussão nao é esse.

    Há quem defenda que as vagas deviam ser reduzidas em cursos que têm taxas de empregabilidade excessivamente baixas mas acho que essa discussão não importa. De qualquer das formas, repara que enquanto noutros cursos quando tu acabas o curso estás habilitado a exercer aquela profissão, em Medicina isso nã ocorre! Ao fim de 6 anos, se eu não tiver vaga, legalmente estou ao mesmo nível que estava antes de entrar em Medicina. Não posso exercer NADA na minha área de formação. Ora pegando no exemplo na área da saúde como os Médicos Veterinários ou os Médicos dentistas - estes ao fim dos 5 anos podem exercer onde quiserem: podem criar a sua própria clínica ou trabalhar por conta de outrém. Mais uma vez, eu não o posso!

    Pegando noutros exemplos de outras áreas isso também ocorre. Infelizmente que há muita gente que tem que trabalhar em áreas fora da sua formação académica. Mas tendo em conta que Medicina é dos cursos que mais custa ao estado em termos monetários e ainda por cima não me dá a liberdade que os outros cursos me dão acho que é legítimo pedirmos redução de vagas. Além disso, a redução de vagas serve ainda dois propósitos extremamente importantes!
    a) As faculdades de medicina estão a abarrotar! Há alunos a mais o que compromete a formação de todos! Pior formação -> maior probabilidade de se cometer erros -> piores cuidados de saúde na população
    b) Semelhante ao ponto A mas serve para chamar a atenção que estamos a treinar as nossas skills na nossa população. Inevitavelmente, e por muito bem intencionados e mesmo sob tutela, podemos cometer maldades. Seja por aumento do risco de infecção, seja por treino de procedimentos que podem não correr bem à 1 vez e que são dolorosos, etc etc.

    Errado. A parte da emigração tb tem muito a ver com a condições de trabalho. Lá fora valoriza-se muito mais que cá no nosso rectângulo. Além disso, não nos podemos esquecer que geralmente são os melhores alunos que vão emigrar e não os piores ;). Mais uma vez quem fica prejudicada somos todos nós!

    Fiquei extremamente confuso com esta parte.
    Portanto, concordas que os privados possam fazer umas belas massas à conta disto com o estado a pagar à grande?!


    O darmos milhares de euros a instituição estrangeiras tem mais a ver com problemas políticos de gestão de território, das políticas de saúde do que propriamente com abrir vagas para o privado. A tua sugestão é criar MAIS um problema e não uma solução.



    Portanto achas bem que venha cá uma população estrangeira treinar na nossa população portuguesa para depois irem para o país de origem, já com alguma formação? Eu não vejo vantagem mesmo que pagassem muito. Já para não falar que um hospital privado não tem as valências que um hospital público tem e muito menos o público alvo (o que condiciona a formação médica). É que não nos podemos esquecer que o nosso sistema de saúde é, apesar de tudo, bastante bom e relativamente universal. Noutros países não o é e em Portugal, as privadas servem um público alvo completamente diferente e muito skewed em termos de patologias. Não se iria conseguir ter uma formação adequada só com base em hospitais privados e não faz sentido as instituições privadas poderem usar hospitais públicos a seu bel prazer.
    Além disso, será que os Brasileiros que pedem para estudar cá querem fazê-lo apenas com o intuito de se formarem cá e depois voltarem ao brasil ou será que preferem ficar em Portugal? ;)
     
    a fish e Alterado gostam disto.
Loading...