Há cinco universidades portuguesas na lista das 200 melhores instituições de Ensino Superior com cinquenta anos ou menos. A Universidade Nova de Lisboa, o ISCTE, a Universidade da Beira Interior, e as universidades de Aveiro e do Minho integram assim o Ranking Universidades Jovens de 2017, da Times Higher Education, divulgado na semana passada.

A instituição portuguesa mais bem classificada é a Universidade de Aveiro (em 81º lugar), estando as outras restantes quatro universidades (duas delas, a UBI e o ISCTE, estreantes neste ranking) entre o 101 e 150º lugar, não sendo especificado em que lugar estão as 50 instituições neste patamar. Para se chegar à pontuação global (a Universidade de Aveiro tem 41.0 pontos e as restantes entre 28.5-37.0) foram dadas pontuações às instituições em cinco áreas: citações, projeção internacional, impacto na indústria, investigação e ensino.

A lista é encabeçada pela Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça, seguida da Universidade de Ciências e Tecnologia de Hong Kong e da Universidade Tecnológica de Singapura. A lista inclui 48 países, sendo que, entre as 200 melhores “universidades jovens” há 27 do Reino Unido, o país mais representado.

A jornalista do Times Higher Education, Ellie Bothwell, afirmou, citada pelo Público, que estes resultados são “excelentes notícias” para Portugal. No ranking da Times Higher Education, que inclui todas as universidades (World University Rankings), Portugal teve oito universidades representadas: as universidades de Aveiro, Coimbra, Lisboa, Porto, Minho, a Nova de Lisboa, a Universidade da Beira Interior e o ISCTE.