Olá e obrigado por estares a ler as minhas palavras. Hoje irei contar-te como é viver um dia meu nesta fase tão complicada da minha vida. Já faz 2 meses que tive de abandonar o meu sonho de me tornar veterinária e todos os dias tenho-me interrogado se terei tomado a opção certa. Apesar de ter posto o curso em stand-by e esperar regressar ao mesmo no próximo ano letivo, surgem imensas interrogações para as quais não tenho ainda resposta. Pergunto-me no porquê de isto me ter acontecido, no porquê de ter cedido ao cansaço extremo, talvez devesse ter continuado apesar da exaustão e da ausência de bons resultados… Talvez estivesse pior se tivesse continuado a forçar a corda, mas fica sempre a dúvida no pensamento..

Tenho chorado muito porque custa quando estás longe daquilo que realmente amas, custa imenso ver os nossos colegas felizes e a progredir no curso e nós a ficarmos para trás, a deixarmo-nos ser levados por aquela corrente que se sobrepõem a nós. É difícil dizer isto, até porque não é comum dizermos isto às pessoas, mas sim já pensei no suicídio. Não por ter parado o curso, isso não é nenhum drama, mas porque quero acabar com esta dor que parece não ter fim.



Não tem sido fácil, tive de arranjar um emprego que infelizmente não gosto mas foi o que apareceu, tenho de ajudar os meus pais a sustentar os pilares da casa, apesar de me custar muito estar de pé e sair da cama, fiquei sem os serviços de psicologia da universidade e tem sido uma luta diária. Mas quero que te lembres que se estiveres a passar por algo semelhante não desistas nunca. É comum o nosso pensamento ficar distorcido nestes momentos, mas lembra-te que para chegarmos ao verão e aos tempos das idas à praia com os amigos, temos de passar pelo Inverno e pelas tempestades que mais cedo ou mais tarde acabam.

Tudo o que é mau, todo o sofrimento, tem os seus dias contados e quanto mais acreditares mais isso se tornará real.

Tenta sempre mudar a perspetiva, pensa que melhores dias virão, que Deus dá aos seus soldados mais fortes as piores batalhas porque sabe que serás capaz de as superar. Não desistas nunca.

Eu estou a passar por um Inverno rigoroso, mas tenho esperança que um dia o Verão chegue. Não percas essa esperança. Estamos juntos nessa luta da qual sairemos vencedores.

Força guerreiro.

Colabora!

Este texto faz parte de uma série de textos de opinião de alunos do ensino secundário e superior sobre a sua visão do ensino e da educação.

Gostavas de publicar um texto? Colabora connosco.