Este texto vai ser especialmente para ti, Caloiro! Há um ano atrás estava na mesma situação que tu, estava naquela ânsia para saber se tinha sido colocada na faculdade que sempre quis e se me ia dar bem com tudo aquilo que iria ter de enfrentar dali para a frente. Chegou o dia. Chegou o dia em que fui ver as colocações e vi lá aquele “smile” a sorrir e a pinchar de um lado para o outro no ecrã do meu pc! Nem queria acreditar! Era toda a gente a dar-me os parabéns mas a emoção era tanta mas ao mesmo tempo tão difícil de expressar que para alguns até parecia que estava triste. Contudo, era óbvio que estava mais que radiante!

Mudei-me para o porto. Estava super entusiasmada mas confesso que aquela noite anterior ao primeiro dia de faculdade foi uma noite de andar literalmente de um lado para o outro na cama e dormir que é bom “tá quieto”!

Lá acordei no dia seguinte, e o meu pensamento era “e a praxe?” Não, não era “como é que vão ser os meus colegas?” Ou “será que vou gostar dos professores?” Nada disso! Era só mesmo “e a praxe?”. Sempre quis experimenta-la e nunca tive uma opinião baseada naquilo que ouvia ou naquilo que me diziam. E posso dizer-vos que ter agido assim foi a melhor coisa que fiz porque sem duvida que a praxe foi a melhor coisa que levei do meu ano caloiro! Por isso futuro caloirinho(a) não tenhas medo nem vás pelo que te dizem. Vai por ti e tira TU as tuas próprias conclusões. Se tiveres bons praxistas, vais ser bem praxado! E se fores bem praxado vais perceber que a praxe é muito mais que integração. É respeito, é tradição, é transmissão de valores, é crescer, é tudo aquilo de bom que tu queiras tirar dela!

Nunca me obrigaram a fazer nada, tudo o que fiz foi porque quis e porque me sentia bem em fazê-lo. E se não o tivesse feito ia ser “amigos à mesma!”

Vai haver uma frase que vais ouvir muito mas ao mesmo tempo vais ficar “oh valha-me Deus, sempre o mesmo. Já percebi, já percebi que este vai ser o melhor ano da minha vida (dizes tu que estás de preto) e que vai passar num instante e blá blá blá” mas assim num tom desprezível. Agora digo-te. Eu que passei pelo que vais passar, confirmo TUDO, mas mesmo TUDO aquilo que essa pessoa de preto te vai dizer. Passa tudo a correr, quando deres por ti A ou As semanas da receção já acabaram. Depois acaba o semestre. Começa o segundo e já só pensas na queima. Chega a queima (sem duvida a melhor semana da minha vida, e não, não foi por ir para o recinto todos os dias e ficar lá até de manhã. Foi mesmo pela praxe, mas uma vez, “a praxe”) e quando deres por ti estás nos exames finais! E depois vais por as mãos na cabeça e vais pensar “como é que é possível? Este ano passou a correr! Quero voltar!” E aí já vais dar razão aquela pessoa de preto que sempre te disse “aproveita este ano ao máximo, faz a merd* toda enquanto podes porque ano como este, nunca mais vais ter. E quando deres por ti, estás no fim!”

Entra com o pé direito, vai sem medos! Acredita que dava tudo para poder fazer o tempo voltar atrás e estar outra vez na tua posição para poder vestir o meu kit, gritar o ponto (vais saber o que isso é em breve, espero!) , ficar à frente dos magníficos doutores nos jantares, chegar a casa aos fins de semana e só falar da praxe…!

Vai com tudo! E nunca te esqueças que esta vida passa num instante….

Por isso da minha parte, já só me resta desejar-te boa sorte!