A entrada no ensino superior é o início de uma nova aventura composta por descobertas e desafios, mas também de contar o dinheiro ao cêntimo. Ser estudante universitário implica várias despesas, mas se há algo que irás aprimorar é a tua capacidade de poupar dinheiro.

Esta é a altura da tua vida que começas a gerir o teu próprio orçamento, e muitas das vezes começas a controlar verdadeiramente a  tua conta bancária. Quer dependas financeiramente dos teus pais, tenhas bolsa de estudos ou sejas trabalhador-estudante, descobrirás formas fáceis de garantir que o teu dinheiro dê para as despesas essenciais, para alguma diversão e ainda sobre algum para uma poupança. Quer porque queres ter um pé-de-meia para quando acabares o curso, ou poupar para comprar um bem que precisas como um computador novo ou um carro, ou até para a viagem de finalistas do teu curso, são vários os motivos para não descurares esta reserva.

Desde dividir casa, comprar livros em segunda mão, ou usar os vários descontos para estudantes são várias as estratégias ao teu dispor para conseguir poupar algum ao fim do mês. Mas onde investir essa poupança?

A solução mais comum são os depósitos a prazo, no entanto, para quem pretende rentabilizar essas poupanças, as perspectivas não são boas. O presidente do Banco Central Europeu garantiu recentemente, inclusive, que as taxas de juro de referência na Zona Euro vão manter-se sem aumentos até ao Verão de 2019, pelo que não há melhorias para breve.

 

Soluções inovadoras com cada vez mais adeptos

Do lado de quem tem algum dinheiro para investir, tem aumentado o interesse nas plataformas de emprestimo coletivo, ou crowdlending, também conhecidas como empréstimos P2P ou peer-to-peer. Nestas é concedido um empréstimo coletivo a pessoas ou negócios, através de plataformas online, que oferecem taxas de rentabilidade muitas vezes superiores aos métodos tradicionais de investimento. É assim que funciona a Bondora, que já tem investidores um pouco por todo o mundo.

 

Dezenas de milhares de pessoas confiam na solução

Embora este possa ser um conceito que estejas a conhecer pela primeira vez, os empréstimos peer-to-peer ou “par a par” não são recentes. A Bondora já o faz há pouco mais de dez anos, sendo uma empresa originária da Estónia, e tendo um papel de destaque no panorama do crowdlending.

O dinheiro investido na plataforma é emprestado tipicamente a pessoas que precisam de crédito pessoal. Atualmente esta componente dos emprésticos só funciona em três países: Estónia, Espanha e Finlândia, no entanto, do lado dos investidores estão espalhados um pouco por todo o mundo.

A empresa tem mais de 39 mil investidores de mais de 85 países, incluindo Portugal, onde mais de 450 pessoas investiram o seu dinheiro. Estes investidores já aplicaram 142 milhões de euros e receberam 19 milhões de euros de rendimentos.

 

Nova solução Go & Grow

Para começar apenas tens de fazer o registo na plataforma Bondora, sem qualquer custo. O valor mínimo para começar é de um euro, oferendo várias modalidades para aplicares o teu dinheiro.

Quando aplicas o teu dinheiro na Bondora, podes escolher os empréstimos que queres fazer e o valor que lhes concede, ou então podes optar por ferramentas que fazem isso por ti.

É o caso da solução Go & Grow lançada no passado mês de Junho, que de uma forma automatizada aplica os teus investimentos num portefólio de empréstimos com uma taxa de rentabilidade de até 6,75%* ao ano.

A modalidade Go & Grow facilita-te todos os processos, especialmente se fores menos conhecedor dos mecanismos financeiros, permitindo apenas adicionar o dinheiro na conta, sendo os investimentos efectuados automaticamente através dos algoritmos específicos da Bondora. É tão simples que não é necessária qualquer experiência prévia com investimentos.

E não tens de ser só tu a investir. Podes pedir aos teus pais, ou outros familiares, para contribuirem para a tua conta Go & Grow, de forma a que atinjas os teus objectivos de investimento. Pode ser uma solução interessante para aquelas prendas de aniversário ou Natal.

Podes ainda ter contas múltiplas para diferentes objectivos que te proponhas atingir, de que podem ser exemplos a tal Viagem de Finalistas e a aquisição de um carro. Isto permite-te ter um controlo detalhado do estado de cada um dos investimentos.

Salientamos que podes pedir a retirada do teu investimento a qualquer momento, pagando uma taxa de apenas um euro. É, assim, a uma boa solução caso queiras aplicar dinheiro a longo prazo, mas também estar precavido para o tirar rapidamente se aparecer algum imprevisto.

Pronto para investir no crowdlending? Então Boas poupanças e bons investimentos!

*Como em qualquer investimento, o teu capital está em risco e os investimentos não são garantidos. O rendimento é de até 6,75% ao ano. Antes de decidir investir, consulta por favor a declaração de risco da Bondora ou entra em contato com um assistente financeiro.

Artigo elaborado em parceria com a Bondora.