A Queima das Fitas de Coimbra foi eleita pelo 2º ano consecutivo o Melhor Festival Académico nos Portugal Festival Awards. A festa da responsabilidade da Associação Académica de Coimbra venceu o Arraial do Técnico, a Receção ao Caloiro da AAUBI, a Queima das Fitas de Évora e a Semana Académica da AAUTAD.

Os vencedores da noite foram o NOS Alive e o Vodafone Paredes de Coura. O último foi considerado o Melhor Festival Não Urbano, o Melhor Campismo, o Melhor Festival de Grande Dimensão e o Melhor Cartaz. Por sua vez, o NOS Alive recebeu as distinções nas categorias de Melhor Festival Urbano, Melhores WC’s, Melhor Comunicação e maior Contribuição para o Turismo.

O Andanças, o Festival Bons Sons, o Indie Music Fest, Milhões de Festa, o NOS D?Bandada e Vodafone Music Sessions foram outros dos eventos premiados ontem.

O prémio de Melhor Atuação Ao Vivo de um Artista Nacional foi para os Diabo na Cruz e os Muse foram os galardoados com o prémio de Melhor Atuação ao Vivo por um Artista Internacional. As Da Chick venceram o prémio de Melhor Atuação ao Vivo do Artista Revelação.

A 3ª edição dos Portugal Festival Awards decorreu ontem no Cinema São Jorge com a apresentação de Diogo Dias e Luísa Barbosa. Estes prémios nasceram em 2013 para premiar os melhores festivais de música em Portugal, contando este ano com 140 eventos a concurso.