Hmq7kmyjUuM

A Queima das Fitas de Coimbra arrancou ontem à noite com a Serenata Monumental, na Sé Velha, protagonizada por grupos de fado da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra. Para assinalar a data, o Youtuber Ricardo Esteves a sua rendição da conhecida Balada de Despedida, que podes ver em cima.

As noites de concertos na Praça da Canção decorrem de 5 a 12 de maio, com vários nomes estrangeiros, numa seleção musical onde cabe o pimba, reggae, música eletrónica, hip-hop e rock.

Nos quatro primeiros dias, há ainda um palco secundário com curadoria da Rádio Universidade de Coimbra (RUC), que aposta em “nomes emergentes, com especial enfoque na música urbana”, disse o presidente da rádio, Francisco Coroa.

Na primeira noite, sobem ao palco principal da Praça da Canção os portugueses You Can’t Win Charlie Brown, seguidos do cantor britânico James Arthur, que já tinha atuado na Queima das Fitas em 2016.

Também Richie Campbell regressa à Queima das Fitas de Coimbra no dia 9, depois de ter atuado em 2013, assim como Sam The Kid que atuou em 2015 e que, no dia 8, repete a dupla que fez com Mundo Segundo na Latada.

No dia 6, o palco principal da Queima das Fitas recebe Diogo Piçarra e David Carreira e, a 7, dia de cortejo, atua Quim Barreiros.

O dj holandês Nicky Romero atua a 10 e, no dia seguinte, é a vez de Virgul (membro dos da Weasel) e de Dj Ride, que já é presença assídua no evento dos estudantes de Coimbra.

A Queima das Fitas encerra ao som do rock, com os conimbricenses Flying Cages e os britânicos Kaiser Chiefs.

Pelo Palco RUC, entre 5 e 8 de maio, passam o americano Cakes da Killa, o britânico He/aT e os portugueses Lake Haze, 800 Gondomar, Riding Pânico, Conjunto Corona, Kking Kong, Dj Nervoso, Dj Firmeza e Keso.

De acordo com a membro da organização Mónica Coelho, o preço do bilhete geral é de 49 euros.