Ranking de Xangai é um dos mais conhecidos rankings de universidades do mundo, que diz quais são as 500 instituições de ensino que mais se destacam num conjunto específico de indicadores. Este ranking constitui uma das mais prestigiadas avaliações feita às instituições de ensino superior pela Universidade Jiao Tong de Xangai. Só são indicadas as posições das universidades até ao lugar 100, sendo a partir daí enquadradas em grandes intervalos.

Há 3 universidades portuguesas nesta lista:

A Universidade do Porto e a Universidade de Coimbra, que entrou no ano passado pela primeira vez para o ranking, mantêm as posições que tinham no ano passado.

O grande destaque vai para a Universidade de Lisboa, que com a fusão da Universidade Técnica de Lisboa com a antiga Universidade de Lisboa, conhecida como a “Clássica”, consegue ultrapassar várias universidades. As duas universidades que lhe deram origem estavam, respetivamente, nos grupos 401-500 e 301-400.

As universidades americanas dominam o topo da lista, com destaque para Harvard e Stanford que continuam a ocupar os dois primeiros lugares do “Academic Ranking of World Universities”. O Massachusetts Institute of Technology (MIT) recupera o 3.º lugar que havia sido perdido em 2013 para a Universidade da Califórnia, Berkeley. A primeira universidade europeia aparece no 5º lugar, a Universidade de Cambridge e a segunda no 9º lugar, a Universidade de Oxford.

Além deste ranking geral, é também feita outra avaliação por grandes áreas do conhecimento, onde é possível encontrar outra universidade portuguesa. Em Engenharia/Tecnologia e Ciências da Computação, podemos encontrar:

Não há universidades portuguesas em mais nenhum dos rankings por grande área, mas restringindo ainda mais análise: são ainda divulgadas as listas das 200 universidades que mais se destacam em disciplinas como a Matemática ou a Economia, por exemplo. A Universidade de Lisboa aparece referenciada nos primeiros 100 lugares nos grupos de Matemática e de Ciências da Computação, a Universidade do Minho, que não está no ranking geral, distingue-se no grupo da Física (situando-se algures entre a 151.ª e a 200.ª posição).

Ranking de Xangai tem como base uma série de indicadores como o número de alunos e professores que receberam o Prémio Nobel ou Fields Medals, as citações de artigos científicos realizados por investigadores das universidades, artigos publicados nas publicações Nature eScience e desempenho académico per capita.

Foram analisadas mais de 1200 universidades, e entre o Top500 177 são americanas, 205 são europeias, 113 estão situadas na Ásia e Oceânia e apenas 5 são africanas.

Podes consultar aqui o Academic Ranking of World Universities, mais conhecido como Ranking de Xangai: http://www.shanghairanking.com/