(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A Engenharia Biomédica é uma área de interface entre a Engenharia e a Saúde, usando ferramentas e conhecimentos da primeira para a resolução dos mais variados problemas na área da saúde. Como é um curso fortemente interdisciplinar, são abordadas várias áreas do saber desde Anatomia, Bioquímica e Biologia Molecular, a Física, Ciências dos Materiais e Eletrónica.

Qualquer engenharia tem uma componente de física/matemática/eletrónica/programação que a medicina frequentemente carece. Assim, a Engenharia Biomédica apresenta-se como um curso de engenharia, que é complementado com nuances de Biologia e Medicina, para que os futuros engenheiros estejam aptos a fazer a ponte entre ambos os domínios.



A grande abrangência desta engenharia, faz com que o curso difira muito de faculdade para faculdade, pelo que a formação pode ser abordada de forma desigual, dando mais ênfase a algumas áreas em detrimento de outras, dependendo do local.

Como já foi referido, a Engenharia Biomédica é um curso de extrema polivalência, o que faz com que proporcione um vasto leque de saídas profissionais. De entre estas, destacamos algumas, como: 

  • Instrumentação Médica
  • Engenharia Clínica (em unidades de saúde)
  • Investigação (em laboratórios ou centros de investigação)
  • Posições em empresas variadas (nas áreas de Biomateriais, Consultoria, Farmacêutica,…)

Segundo a OMS, os Engenheiros Biomédicos são profissionais que podem projetar, avaliar, regular, manter e gerir dispositivos médicos e dar formação para o seu manuseamento nos sistemas de saúde em todo o mundo. 

Caso tenhas alguma dúvida adicional, visita o nosso site (www.aneeb.pt) onde poderás encontrar uma página com FAQS de Engenharia Biomédica. E se ainda surgirem perguntas, podes entrar em contacto com a ANEEB, enviando a tua dúvida para: ensino@aneeb.pt.