(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Hoje encontramo-nos no BOOM digital mas nem sempre foi assim. Considero que antigamente era mais fácil encontrar um trabalho através do jornal do que nos dias de hoje, pois o papel era a única ferramenta de trabalho. Atualmente sabemos que a Era Tecnológica trouxe imensas noções positivas à sociedade do século XXI, para além dessas noções acrescentou profissões cujo o nome é um palavrão ao qual poucas pessoas mencionam, pois não se sentem confortáveis em expressar tal sem uma formação primeiro.

Essas novas noções deixam-me admirada pela quantidade de informação à qual somos constantemente bombardeados e nem nos apercebemos, está tudo estrategicamente preparado para sermos invadidos de ideias, produtos e radicalmente, como se nada tivesse acontecido, é-nos criado o desejo em possuir tudo.



Nos dias que passam existem várias menções diferentes no mercado, como por exemplo, account manager, business senior manager, performance associate, copywritter; são tudo grandes palavrões para quem está a pisar o primeiro solo laboral. As questões são várias por quem procura emprego quando se depara com estes títulos, perguntas como “será que a pouca experiência profissional que tenho numa área idêntica consegue equiparar a oferta?”, “será que se for admitida para o emprego conseguirei desenvolver as competências necessárias à volta destas novas modernices?”. Caso nunca tenha tido experiência profissional será como uma maçã acabada de cair no chão: mais uma no meio de tantas.

Tudo evoluiu em menos de 20 anos, provavelmente muitos génios viram este momento chegar, acreditaram que seria um mundo melhor para nós, mas será? Teremos nós mais vantagens agora do que antigamente? Será que a vontade em apenas ir era melhor do que agora com a ajuda do UBER? Será que realmente evoluímos ou apenas retrocedemos socialmente?