Açores aumentam para 750 euros o prémio para quem entra no superior

Foto de Rodrigo Ramos / Unsplash

O vice-presidente do Governo dos Açores, Artur Lima, anunciou hoje, durante o plenário da Assembleia Regional, que a região irá aumentar para 750 euros o prémio de mérito para os estudantes açorianos que ingressarem no ensino superior.

[Vamos] qualificar e premiar aqueles que realmente têm valor para que sejam um exemplo para os outros. Meritocracia é uma palavra para introduzir na qualificação dos nossos jovens. Vamos aumentar em cerca de 50% o prémio de mérito para os estudantes açorianos”, declarou Artur Lima.

O prémio de mérito no ensino superior destinado aos alunos açorianos, atualmente de 500 euros, foi criado pelo Governo dos Açores em 2019, então liderado pelo socialista Vasco Cordeiro, após uma proposta do CDS-PP no parlamento regional.

Na discussão, o número dois do executivo açoriano e líder do CDS-PP/Açores acrescentou que o Governo Regional pretende implementar um “conjunto de apoios sociais” para “criar condições de acesso ao ensino superior”.

O vice-presidente do executivo de coligação PSD/CDS-PP/PPM/ intervinha na discussão sobre uma proposta do CDS-PP para a criação de apoios aos estudantes açorianos deslocados no ensino superior, que foi aprovada por unanimidade.

Na apresentação dessa proposta, a líder parlamentar centrista, Catarina Cabeceiras, disse que “urge proporcionar aos estudantes açorianos deslocados uma linha de apoio direta decorrente de uma resposta pública, concertada, entre as diversas entidades púbicas”.

A parlamentar do CDS-PP/Açores destacou que a iniciativa pretende ainda “criar um mecanismo de apoio” para as famílias suportarem o “elevado encargo financeiro” das rendas de habitação.

Antes, os parlamentares açorianos tinham aprovado por unanimidade uma proposta do PS para a criação de uma linha de apoio social para os alunos do ensino superior devido à crise provocada pela pandemia da covid-19.

A proposta socialista vai apoiar os jovens açorianos cujas famílias “tenham sofrido uma quebra do seu rendimento” durante o último ano.

“Em termos de apoio financeiro, a iniciativa assegura aos estudantes residentes um valor máximo igual ao valor do indexante dos apoios sociais, aproximadamente 439 euros, e no caso dos estudantes deslocados ou trabalhadores-estudantes o apoio máximo é majorado em 50%”, avançou o socialista Vilson Ponte Gomes.

Durante esta semana está a decorrer o plenário da Assembleia Regional dos Açores na cidade da Horta, ilha do Faial.

O Governo dos Açores, de coligação PSD/CDS-PP/PPM é suportado na Assembleia Regional pelos partidos que integram o governo e pelo Chega e Iniciativa Liberal.