Os alunos dos cursos profissionais do ensino secundário não vão poder candidatar-se ao ensino superior, no próximo ano letivo, através de concursos especiais, avança esta quinta-feira o jornal PúblicoO Governo, que já tinha anunciado a medida – que deveria avançar no próximo ano letivo como projeto-piloto – não vai avançar para já. “Não haveria tempo para uma mobilização dos estudantes”, afirmou ao diário o presidente da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior, João Guerreiro.



Os concursos especiais visam facilitar o acesso dos alunos do ensino profissional ao ensino superior, criando uma via própria de acesso. Atualmente, os exames nacionais acabam por afastar estes alunos, que se veem confrontados com exames nacionais em matérias que muitas vezes não estudaram. A ideia era substituir os exames nacionais por concursos locais, onde o governo já tinha garantido que não teriam de realizar qualquer exame nacional, nem exame realizado pelas próprias instituições, devendo o acesso ter apenas por base as notas e competências adquiridas pelos alunos.

A criação deste novo regime, que agora fica adiado, não foi recebida de forma unânime, com responsáveis de universidades a temer que esta via se traduza num acesso particularmente facilitado ao ensino superior.

O acesso passa então a ser feito apenas pelo concurso nacional de acesso, cujas regras para estes alunos explicamos neste artigo

És do Profissional ou Artístico? Estas são as novas regras de Acesso