O ministro do Ensino Superior, Manuel Heitor, adiantou, segundo o jornal Expresso, que os estudantes que concluam o ensino secundário em cursos profissionais vão poder aceder ao ensino superior sem terem que realizar exames nacionais.

Os alunos do ensino profissional vão passar a poder ingressar no ensino superior sem terem de realizar exames nacionais, noticia o Expresso. O jornal refere, com base em declarações do próprio ministro do Ensino Superior, Manuel Heitor, que os alunos que completem o ensino secundário através de cursos da oferta profissionalizante vão dispor de novas condições de acesso à universidade já a partir do próximo ano letivo, sendo uma delas a dispensa da realização de exames nacionais.



Assim, os estudantes do ensino profissional poderão ingressar nas universidade ou institutos politécnicos mediante o cumprimento de critérios definidos pelas próprias instituições. Em diversas ocasiões aqueles alunos tinham de realizar exames nacionais de disciplinas que não tinham sequer tido no secundário.

Segundo Manuel Heitor, apesar de este tema estar ainda a ser discutido pelo Conselho Coordenador do Ensino Superior (CCES), há já dois princípios estabelecidos: o acesso dos alunos do ensino superior ao ensino superior será feito através de concursos locais em cada instituição; esses concursos poderão ser levados a cabo quer pelas universidades quer pelos institutos politécnicos. 

O que é certo é que o Guia Geral de Exames 2019, lançado há 1 mês, prevê que os alunos do ensino profissional sejam obrigados a realizar dois exames nacionais para efeitos de acesso ao ensino superior, tal como é explicado neste nosso artigo.