Ano novo, carreira nova: Sabe mais sobre oportunidades de emprego em instituições da União Europeia

Foto da União Europeia

Trabalhar para a União Europeia (UE) é uma oportunidade única para contribuir para a construção da Europa do futuro. Entre as vantagens oferecidas, destacam-se as oportunidades de formação e um equilíbrio entre a gestão da tua vida profissional e familiar.

Assim, se acreditas no projeto europeu, nos seus valores e gostavas de trabalhar num ambiente multilinguístico e multicultural, continua a ler para saber como podes candidatar-te às ofertas em aberto e como funciona o processo de recrutamento para as agências e instituições da UE.

Criado em 2002, o EPSO (European Personnel Selection Office) é responsável pela organização dos concursos de recrutamento para a contratação de funcionários para as instituições e agências da UE, procurando agir como elo de confiança entre as instituições e os candidatos, facultando processos de seleção justos e transparentes. Abaixo deixamos um breve resumo dos dois tipos de concurso geridos pelo EPSO. Em ambos os casos necessitas criar uma conta EPSO, que funcionará como principal meio de comunicação sobre o teu processo de recrutamento e candidatura:

As vagas são anunciadas através de um concurso público, em todas as línguas oficiais da UE. Estas vagas podem dirigir-se a uma área específica ou uma área generalista, sendo os candidatos avaliados por um júri nomeado para o efeito.

Serás sujeito a alguns testes para avaliarem as tuas competências e condições de elegibilidade. Caso sejas bem-sucedido, serás colocado na lista de reserva, uma base de dados utilizada pelas instituições da UE para as suas necessidades de recrutamento.

Funciona de forma semelhante a uma candidatura espontânea. Os candidatos não precisam de esperar pela abertura de um concurso público, podendo candidatar-se a qualquer altura. De modo geral, os funcionários contratados por este modelo, terão um contrato temporário, com uma duração de 6 a 12 meses e que se pode estender por um máximo de 6 anos.

Quando necessitam de recrutar, as instituições, os organismos e as agências da UE podem selecionar, na base de dados de candidaturas do CAST, um certo número de candidatos cujas qualificações correspondem ao perfil profissional pretendido. Posteriormente, esses candidatos terão de realizar testes de escolha múltipla organizados pelo EPSO, sujeitos a uma entrevista e outras formas de avaliação de competências. Sabe mais sobre este concurso aqui.

Independentemente do concurso, deverás cumprir algumas condições de elegibilidade a cargos na UE, tais como: ser cidadão de um Estado-Membro; ter cumprido quaisquer deveres impostos pelas legislações nacionais em relação ao serviço militar e satisfazer os requisitos para a vaga em causa.

Precisam ainda de cumprir os seguintes requisitos específicos:

  • Ter o nível exigido de pelo menos duas das línguas oficiais da UE. Podes consultar a Grelha Europeia de Níveis de Línguas para saberes o teu nível;
  • Dependendo dos cargos a que te candidates, deverás ter no mínimo o Ensino Secundário completo ou o Ensino Superior;
  • Atender a quaisquer requisitos de experiência profissional anunciados na vaga ou no Edital de Manifestação de Interesse.

Consulta aqui as perguntas mais frequentes sobre os critérios de elegibilidade.

A UE oferece ainda a oportunidade de realizares um estágio em diversas áreas, com uma duração média de 5 meses, sendo remunerados. Sabe mais sobre os estágios na UE, aqui.

Artigo elaborado em parceria com a Comissão Europeia.