As 13 instituições públicas mais desejadas na 1.ª fase de 2021

Fotografia de Hugo Alexandre Cruz / Iscte - Instituto Universitário de Lisboa

Conhecidos os resultados da 1.ª fase de candidaturas do concurso nacional de acesso de 2021, analisamos quais foram as 13 instituições públicas mais procuradas nesta fase, com base nos dados da DGES fornecidos relativamente ao número de candidatos em 1.ª opção e o número de vagas iniciais.

Assim, seguem as 13 instituições públicas mais procuradas, que constituem todas as que tiveram mais candidatos em 1.ª opção do que vagas disponíveis, divididas entre ensino universitário e ensino politécnico.

A lista do ensino universitário passa a ser liderada este ano pelo ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, que sobe uma posição, com 2.237 alunos a colocar os seus cursos em primeira opção para um total de 1.129 vagas disponíveis, com um rácio de ocupação de 198%. Ou seja, para cada vaga existiram quase 2 candidatos a colocar o seu curso em primeira opção. O segundo lugar passa a ser da Universidade do Porto, que desce do primeiro lugar, com um rácio de 182%. O pódio fecha novamente com a Universidade Nova de Lisboa, que mantém o lugar do ano anterior.

Já na lista do ensino politécnico, a liderança vai novamente para a Escola Superior de Enfermagem do Porto, com 734 alunos a colocar o seu curso em primeira opção para apenas 266 vagas disponíveis, dando um rácio de 276%. Em segundo lugar mantém-se a Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, com um rácio de ocupação de 231%, e o terceiro lugar passa a ser do Instituto Politécnico de Lisboa que, com um rácio de 135%, sobe desde o sexto lugar na lista do ano anterior.

É adicionado entre parêntesis a variação relativamente à lista do ano passado, que podes consultar aqui. Podes ver todos os números nas seguintes duas listas:

(se estás a ler isto no telemóvel sugerimos que o vires para a horizontal para veres melhor as tabelas)

Ensino Superior Público Universitário

# Instituição Vagas iniciais Candidatos em 1.ª opção % candidatos/vagas (var. 2020-2021)
1🔺ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa 1129 2237198%+34%
2🔻Universidade do Porto48208783182%=
3=Universidade Nova de Lisboa28945015173%+17%
4=Universidade de Lisboa767211183146%+7%
5=Universidade do Minho30034188139%+7%
6=Universidade de Coimbra34314246124%-2%
7=Universidade da Madeira745899121%-4%
8=Universidade de Aveiro24262910120%+7%

Ensino Superior Público Politécnico

# Instituição Vagas iniciais Candidatos em 1.ª opção % candidatos/vagas (var. 2020-2021)
1=Escola Superior de Enfermagem do Porto 266 734276%-26%
2=Escola Superior de Enfermagem de Lisboa287663231%-16%
3🔺 Instituto Politécnico de Lisboa24093258135%+17%
4🔻 Instituto Politécnico do Porto31594180132%+4%
5=Escola Superior de Enfermagem de Coimbra322352109%-11%

O maior destaque vai para o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, que percentualmente é a instituição de ensino superior que mais sobe este ano. Em segundo lugar, as maiores subidas vão para a Universidade Nova de Lisboa e para o Instituto Politécnico de Lisboa. A maioria das instituições de ensino superior melhoram o seu resultado relativamente ao ano anterior, um reflexo do grande número de candidatos que existiu nesta fase de candidaturas, o maior número dos últimos 25 anos.

No entanto, relativamente ao ano anterior, há 2 saídas desta lista: a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril e Instituto Politécnico do Cávado e do Ave. As duas instituições passaram a ter menos candidatos em primeira opção do que vagas iniciais, ou seja, um rácio de ocupação inferior a 100%.