As melhores cidades do mundo para estudar em 2022

Foto de Eva Dang / Unsplash

A nova edição do QS Best Student Cities elegeu as melhores cidades do mundo para quem quer estudar no estrangeiro com base numa série de critérios, incluindo a opinião dos próprios estudantes internacionais. Londres lidera novamente – no último ranking da QS, de 2019, a capital do Reino Unido já reinava como a melhor cidade estudantil do mundo. Embora apresente algumas variações no topo, nesta nova edição as dez primeiras posições são ocupadas quase pelas mesmas cidades.

Como as melhores cidades do mundo são avaliadas?

A consultora QS utiliza dois critérios iniciais para decidir quais as cidades que serão avaliadas no ranking:

  • A cidade tem de ser um centro urbano com uma população mínima de 250.000 habitantes;
  • Nesta cidade devem estar localizadas pelo menos duas universidades que constam no QS World University Rankings®, ranking das melhores instituições de ensino superior do mundo desta consultora.

E com estes 2 critérios a única cidade portuguesa que é elegível é Lisboa, mas já lá vamos.

A partir desta primeira seleção, 164 cidades qualificaram-se para o QS Best Student Cities 2022. A pontuação de cada uma delas depende de seis categorias principais formadas por uma série de indicadores de qualidade pensando na vida dos estudantes:

  • As universidades presentes na cidade;
  • A diversidade dos estudantes, que considera, da população estudantil da cidade, quantos são estrangeiros, o nível de inclusão etc.;
  • A atratividade da cidade, como a sua economia, a segurança, o bem-estar, a corrupção, entre outros critérios;
  • Empregabilidade, identificando as iniciativas de empregadores na cidades, nomeadamente as oportunidades de estágio e entrada no mercado de trabalho;
  • Custo de vida, incluindo as propinas, a alimentação, o alojamento e outras despesas;
  • Opinião dos estudantes, a partir de mais de 95.000 respostas de estudantes do mundo todo.

Com todos esses indicadores, usando outros rankings e índices, como o Mercer Cost of Living Ranking e o Numbeo, a QS consegue chegar a uma lista de pontuações e ordenar as melhores cidades do mundo para se viver e estudar. Explicados os critérios, com os quais podes ou não concordar, vamos à lista!

As melhores cidades para estudar no mundo

Um dos destaques deste ano é a subida de Munique para segundo lugar, ficando acima de Berlim como a melhor cidade alemã, atrás apenas de Londres. A capital da Alemanha fica em quinto, mas permite que seja o país mais bem representado com duas cidades no Top 5, posicionando-se uma vez mais como um destino de estudo cada vez mais acessível e atraente na Europa. Um dos fatores que é destacado é o número de cursos universitários completamente em inglês, principalmente formação pós-graduada.

Grandes destinos de estudo do mundo, como o Canadá e os Estados Unidos, aparecem apenas no final do top dez – Boston e Montreal empataram com Paris na nona posição. A Ásia conseguiu dois lugares entre as melhores do mundo, com Seul, na Coreia do Sul, e Tóquio, no Japão, empatados em terceiro. A Austrália também muito bem representada consegue colocar dias cidades no top 10, onde mais uma vez Melbourne vence a capital Sydney.

Se quiseres uma lista mais alargada, podes ver aqui as 25 melhores cidades do mundo para estudantes internacionais segundo o QS Best Student Cities 2022:

1. Londres, Reino Unido

2. Munique, Alemanha

3. Seul, Coreia do Sul |  Tóquio, Japão

5. Berlim, Alemanha

6. Melbourne, Austrália

7. Zurique, Suíça

8. Sydney, Austrália

9. Boston, Estados Unidos | Montreal, Canadá | Paris, França

12. Edimburgo, Reino Unido

13. Toronto, Canadá

14. Viena, Áustria

15. Hong Kong, Hong Kong

16. Nova York, Estados Unidos

17. Singapura, Singapura

18. Vancouver, Canadá

19. Kyoto-Osaka-Kobe, Japão | Lausanne, Suíça

21. Amsterdam, Holanda

22. Buenos Aires, Argentina

23. Estocolmo, Suécia

24. San Francisco, Estados Unidos

25. Beijing, China | Moscou, Rússia

Lisboa desce novamente para a posição 62

Lisboa é a única cidade portuguesa no ranking, no 62º lugar, graças às três instituições de ensino superior que integram o QS World University Rankings® 2022. A Universidade de Lisboa na posição 356º, a Universidade Nova de Lisboa na posição 431º e a Universidade Católica Portuguesa no grupo entre a posição 801º e a 1000º.

A capital portuguesa é apontada como uma cidade com um baixo custo de vida, tendo sido classificada na posição 38º em termos de acessibilidade, incluindo o baixo custo do alojamento. É neste indicador que fica mais bem classificada. Também é identificada como uma cidade cosmopolita, onde 16% dos seus estudantes são estrangeiros, recebendo constantemente novas pessoas e novas culturas.

Na primeira edição deste ranking, em 2017, Lisboa ficou classificada na posição 49º. Na edição de 2018 desceu para a posição 50º, e na edição de 2019 para a posição 52º. Nesta nova edição de 2022 desce outros 10 lugares.