Católica é a melhor universidade portuguesa segundo o “ranking” Times Higher Education 2022

Foto da Católica Lisbon School of Business & Economics

Doze universidades portuguesas integram a edição 2022 da Times Higher Education World University Rankings (THE WUR2022). A Universidade Católica Portuguesa é a primeira instituição da lista, figurando entre as posições 351 e 400. Com os seus 11.233 estudantes, partilha com a Universidade do Algarve e a Universidade Nova a maior percentagem de estudantes internacionais (21% do total).

No grupo seguinte, entre as 401–500 universidades do mundo, aparecem a Universidade do Porto, que mantém a posição do ano anterior, e a Universidade Nova de Lisboa, que desce do grupo onde se encontra a Universidade Católica.

ranking THE WUR2022, que é considerado um dos mais importantes na análise do ensino superior coloca a Universidade de Lisboa, a maior do país, com 49.198 alunos, entre as 501 e 600. Entre as  601 e 800 da lista constam três portuguesas: Universidade da Beira Interior, Universidade de Coimbra e ISCTE-IUL.

A Universidade do Algarve, a Universidade de Aveiro, a Universidade do Minho e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro partilham a posição entre as 801 e as 1.000 melhores.

A última instituição nacional contemplada no ranking é o Instituto Politécnico do Porto, único estabelecimento politécnico português a integrá-lo, no grupo entre as 1.001 e as 1.200 melhores.

O Times Higher Education World University Rankings inclui mais de 1.600 instituições de ensino superior em 99 países. É liderado pela Universidade de Oxford, seguida por três norte-americanas: Harvard, Instituto de Tecnologia da Califórnia e Stanford. Em quinto lugar surge a universidade inglesa de Cambridge empatada com o MIT, seguindo-se outras quatro norte-americanas: Princeton, Berkeley, Yale e Chicago.

ranking cobre as principais áreas de atuação de uma universidade, avaliando 13 indicadores, agrupados em cinco áreas que medem o desempenho das universidades no que respeita à qualidade de ensino (ambiente de aprendizagem, reputação, desempenho estudantil, número de professores doutorados, docentes premiados); publicações de pesquisa; citações em artigos científicos; perspetiva internacional (alunos e professores estrangeiros); e transferência de conhecimento.

Desde 2010, o Times Higher Education World University Rankings é realizado, em parceria, com a empresa de informação e tecnologia Thompson Reuters. Podes consultar o ranking completo aqui.