(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Encontram-se abertas as candidaturas para doze bolsas de doutoramento de grau dual através do Programa Carnegie Mellon Portugal (CMU Portugal) e financiadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Após as seis oferecidas o ano passado, o Programa vê agora reforçado o número de bolsas o que permite dar oportunidade a mais estudantes de entrar neste programa exclusivo de doutoramento que confere grau pela Carnegie Mellon (USA) e por uma Universidade Portuguesa parceira.

“O nosso objetivo este ano é conseguir aumentar o número de candidatos admitidos na CMU e dar-lhes a oportunidade de obterem um grau duplo em parceria com uma das mais prestigiadas Universidades norte-americanas e financiado a 100%” avança Rodrigo Rodrigues, um dos dois Diretores do Programa CMU Portugal. Os doutorandos que terminarem a sua formação com sucesso recebem dois diplomas, um atribuído pela Carnegie Mellon University e outro pela universidade portuguesa parceira (Universidade de Aveiro, Universidade Católica Portuguesa, Universidade de Coimbra, Universidade de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, Universidade do Minho ou Universidade do Porto).



Nuno Nunes, também Codirector do Programa avança ainda que “o nosso maior desafio neste momento é encontrar candidatos que consigam passar o rigoroso processo de admissão na Carnegie Mellon. Estes estudantes são admitidos e integrados como alunos regulares da Universidade Norte-americana, com todos os benefícios associados. Ao serem aceites beneficiam de uma experiência que lhes abrirá ligações com plataformas internacionais de investigação e um contacto privilegiado com pares nas áreas das Tecnologias de Informação fundamentais para virem a concorrer num sector que é cada vez mais competitivo.”

Os prazos para a submissão das candidaturas para o ano académico 2020/2021 variam consoante as áreas de investigação a concurso: 12 de dezembro para Informática (Computer Science), Interação Pessoa-Máquina (Human-Computer Interaction), Tecnologias de Língua Falada (Language Technologies), Robótica (Robotics) e Engenharia de Software (Software Engineering); dia 15 para Engenharia e Políticas Públicas (Engineering and Public Policy) e 31 de dezembro para Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (Electrical and Computer Engineering).

As bolsas contemplam o pagamento integral das propinas tanto na CMU como em Portugal, assim como um subsídio mensal durante o período da bolsa. A sua duração é de 5 anos (sendo renovada anualmente), dos quais 3 anos serão passados em Portugal e 2 anos passados na CMU. Os cursos são totalmente lecionados em inglês, tanto nos Estados Unidos como em Portugal.

O programa CMU Portugal conta já com 13 anos de experiência na atribuição de bolsas de doutoramento de grau dual e desde a sua criação já entraram nos seus Programas 124 estudantes, sendo que 76 já obtiveram o grau dual. Entre os antigos alunos encontram-se inúmeros casos de sucesso em posições de liderança em empresas nacionais como a Unbabel, NOS ou FEEDZAI e internacionais como o Facebook, Google, Samsung ou Huawei. Na Academia também assumem lugares de destaque em Portugal (Nova Business School, Universidade Católica, IST ou FCT-UNL) e no estrangeiro (Universidade Tecnológica de Eindhoven, Universidade da Califórnia, Carnegie Mellon, ou Princeton University).

Informações adicionais sobre os processos de candidatura estão disponíveis no website da parceria internacional, na página de admissões e bolsas.