(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“Acreditamos que o debate arma cidadãos com a capacidade para pensar e falar claro; com a ousadia de pensar e falar diferente. Acreditamos que o debate cultiva o amor às palavras e às ideias; que semeia líderes nos valores e no exemplo. Num país em que tantas vezes falta cultura de diálogo, acreditamos que o debate pode mudar um país. Porque não muda só quem debate, mas também aqueles que debatem com quem debate. Como pedra lançada ao charco.”

É com parte do seu preâmbulo estatutário que apresentamos o Conselho Nacional de Debates Universitários (CNADU). O CNADU é, desde 2012, a estrutura representativa das Sociedades de Debate Universitário em Portugal e, desde 2015, membro do Conselho Nacional da Juventude. Assente no seu potencial, o CNADU tem por missão levar o Debate Competitivo a toda a comunidade estudantil universitária portuguesa, capacitando-a para pensar e falar claro, cultivando o amor às palavras e ideias.



O CNADU tem como objetivos: a expansão do movimento em Portugal, a regulação e uniformização das regras do debate, a co-organização do Torneio Nacional de Debates Universitários (TORNADU) em Portugal e a internacionalização do circuito português, seja pelo envio de participantes para competições no estrangeiro (com recurso a bolsas), seja pelo fomento da organização de torneios internacionais em Portugal e da participação nestes.

O debate competitivo universitário funciona segundo as regras do modelo parlamentar britânico (BP). Este modelo, inspirado, como o próprio nome indica, na casa maior da Democracia Inglesa, é o mais utilizado internacionalmente e conta com um movimento europeu, lusófono e mundial sólido e interligado. É um “jogo” onde, apesar de se ganhar e perder, o mais importante é o desenvolvimento pessoal associado. Duas das principais características do formato são o facto de haver um tempo limitado (geralmente, 15 min) para a preparação dos discursos sobre o assunto em questão e ainda o facto de, as posições em relação ao tema a ser debatido serem completamente aleatórias e, portanto, não tendo em conta a nossa posição real. No CNADU acreditamos que estas são duas das características mais importantes que tornam este modelo tão completo. A ideia de um Debate Competitivo como um meio de capacitar os seus participantes a adquirir um raciocínio lógico rápido e oleado e, por outro lado, a aceder a uma real compreensão sobre uma tolerância intelectualmente verdadeira.

Neste momento, em Portugal, estão representadas em CNADU: a SdDUP (Sociedade de Debates da Universidade do Porto), a SdDCP (Sociedade de Debates da Universidade Católica do Porto), a SDUC (Sociedade de Debates da Universidade de Coimbra), a ADAUM (Associação de Debates Académicos da Universidade do Minho), a SDAL (Sociedade de Debates Académicos de Lisboa), a NOVA Debate (Sociedade de Debates da Universidade Nova de Lisboa) e a SDUL (Sociedade de Debate da Universidade de Lisboa). Caso sejas de uma destas Universidades e estejas interessado no Projeto, aparece nos seus debates semanais ou fala com eles por Facebook. Caso não sejas, fala connosco, de forma a que possamos levar o Debate Competitivo para a Tua Universidade.

Segue o CNADU nas redes sociais e, caso queiras saber com mais detalhe como funciona a Instituição e o modelo de Debate, visita o site www.debates.pt.

Facebook: www.facebook.com/cnadu/ . Instagram: @cnadu.debates . Twitter: @CnaduDebates