Concurso Nacional de Acesso 2021 com 52242 vagas, crescendo 3% em áreas digitais

Foto de ArturVerkhovetskiy | Depositphotos.com

O acesso ao ensino Superior para o próximo ano letivo será iniciado com 52242 vagas destinadas ao concurso nacional e 721 vagas destinadas aos concursos locais, num número total de 52963 vagas, o que representa um aumento de cerca de 2% face ao número de vagas iniciais disponibilizadas no ano anterior.

Na sequência das orientações que o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior transmitiu às instituições de ensino superior públicas, o número de vagas disponibilizadas nas instituições localizadas em regiões com menor pressão demográfica cresce 2% quando comparado com as vagas iniciais do ano letivo anterior, enquanto o número de vagas nas demais regiões cresce 1,4%.

Também aumenta em 3% o número de vagas em ciclos de estudos que visam a formação em competências digitais face às vagas iniciais do ano anterior (8642 vagas), com um aumento mais expressivo nas instituições localizadas em regiões com menor pressão demográfica, onde o aumento face a 2020 é de 3,4%.

Foram fixadas mais 385 vagas nos ciclos de estudo com maior concentração de melhores alunos (excetuando Medicina), que assim têm um crescimento de vagas de cerca de 14% face às vagas iniciais do ano anterior. Podes ver que cursos forem estes que aumentaram as vagas na seguinte tabela:

O prazo de candidatura à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público decorre entre 6 a 20 de agosto, devendo a candidatura ser apresentada através do sistema online, no sítio da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) na Internet (http://www.dges.gov.pt). Para acesso ao sistema de candidatura, os candidatos podem utilizar a autenticação com o cartão de cidadão ou chave móvel digital.

Em comunicado enviado ao Uniarea, o governo reforça que “o ingresso no ensino superior para o próximo ano letivo retoma a normalidade no processo de fixação de vagas, não incluindo nesta fase qualquer das medidas excecionais adotadas no verão de 2020. No entanto, não deixarão de se tomar as decisões apropriadas, caso circunstâncias excecionais idênticas à do ano transato o voltem a exigir. Relembra-se que o facto de se ter verificado em 2020, o maior número de candidatos ao concurso nacional de acesso desde 1996, aumentando estes 22% face ao ano precedente, foi concretizado um reforço excecional das vagas iniciais disponibilizadas no regime geral de acesso por via da transferência das vagas fixadas e não ocupadas nos concursos especiais de acesso e ingresso no ensino superior.”

Podes encontrar o número de vagas de cada um dos cursos neste documento.