(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Futuro universitário,

Espero que estejas psicologicamente preparado para começares a seguir páginas de memes sobre o quão difícil é ser universitário e desenvolveres uma dependência de cafeína para sobreviveres às palestras das 8h da manhã. Mas não precisas de ficar assustado porque tenho aqui alguns conselhos para ti, que brevemente serás caloiro:

Faz um esforço para saíres da casca

Quer sejas introvertido ou extrovertido, conheceres pessoas novas na tua faculdade vai ser não só inevitável, mas também essencial para a tua experiência académica. Vais precisar eventualmente de comparar apontamentos, tirar dúvidas sobre algum trabalho ou até de participar num grupo de estudo para se manterem motivados (apesar de às vezes ser mais conversa que estudo mas isso faz parte!), e tudo isso só pode acontecer se te deres a conhecer aos teus colegas de curso.

Neste seguimento, quero frisar algo que considero importante teres em conta antes de entrares na universidade: Não precisas de te juntar à praxe para fazer amigos. O tema da praxe é muito controverso e não é algo sobre o qual tenciono partilhar a minha opinião pessoal no entanto, deves juntar-te apenas se achares que é algo que tu queres e com o qual te identificas e não só porque sentes algum tipo de “obrigação”. Vais conseguir fazer amigos quer vás ou não à praxe por isso, faz aquilo que achares melhor para ti.

Se não sabes pergunta!

Algo que muitas pessoas não tiram proveito mas que recomendo é tirares dúvidas com os teus professores. Se tiveres dificuldade em alguma parte da matéria, pergunta! Se fores mais tímida como eu, sugiro que o faças no final da aula. Se o professor(a) em questão for muito intimidador ou inacessível, tens sempre os teus colegas de curso que tenho a certeza te irão conseguir auxiliar. Ninguém nasce ensinado e irás ter mais aptidão para umas cadeiras do que outras por isso não stresses se não conseguires notas muito altas como tinhas no secundário porque o nível de dificuldade não se compara. Tenta apenas esforçar-te para dares o teu melhor.

Amizades

Vais conhecer alunos das mais variadas culturas não só de Portugal mas de todo o Mundo, que te poderão proporcionar outras perspetivas sobre variadíssimos temas. Estás no momento ideal da tua vida para investir algum do teu tempo livre a cultivar novas amizades. Não precisas de te cingir apenas ao teu curso visto que é muito frequente, nos primeiros anos de universidade, teres cadeiras em conjunto com outros cursos.

Contudo, não te esqueças de manter as amizades antigas! É normal que a dinâmica do teu grupo de amigos mude agora que não vão estar juntos quase todos os dias porém, tenta fazer um esforço para combinares saídas com eles, nem que seja para um café ou almoço, para meterem a conversa em dia.

Atividades extracurriculares

Se ainda não estás inscrito em nenhuma atividade extracurricular, está na altura de pensares sobre isso. E esta é a razão primordial: Hoje em dia, o mercado de trabalho é extremamente competitivo e teres uma licenciatura ou um mestrado já é algo que não te destaca aos olhos dos empregadores. Praticar um desporto de equipa, um estágio de verão ou participares nos projetos do teu núcleo de curso, ou associação de estudantes, pode ser o fator decisivo para te escolherem a ti. Mesmo que a atividade não esteja diretamente ligada à tua área de formação académica, consegues adquirir soft skills essenciais para a tua futura carreira profissional.

E é isto! Espero que estas dicas te ajudem e acredita que se toda a gente consegue, porque é que não irás de conseguir?

Colabora!

Este texto faz parte de uma série de textos de opinião de alunos do ensino secundário e superior sobre a sua visão do ensino e da educação.

Gostavas de publicar um texto? Colabora connosco.