Este artigo foi republicado com base nas informações de acesso ao ensino superior para  2017/2018.

Há pouco mais de dois anos noticiamos que os alunos do ensino profissional e artístico só faziam dois exames nacionais para efeitos de acesso ao ensino superior. Essa informação se manteve no ano passado e mantém-se neste também com a divulgação das informações dos exames nacionais 2017.

Estas novas medidas substituíram os três exames nacionais obrigatórios até então previstos para estes alunos, que caso quisessem prosseguir estudos superiores ficavam obrigados à realização do exame nacional de Português, assim como à realização de outros dois exames: um de uma disciplina bienal e outro de uma disciplina trienal, dentro do conjunto de disciplinas que compõem o currículo escolar dos cursos científico-humanísticos.

Com esta alteração, os alunos dos cursos profissionais e dos cursos do ensino artístico especializado que concluíram o seu curso a partir do ano letivo 2012/2013 e dos cursos vocacionais, que pretendam aceder ao ensino superior têm de realizar o exame nacional de português 639 e outro exame à sua escolha de entre os que são oferecidos para os vários cursos científico‐humanísticos.



Que notas mínimas precisas nestes 2 exames?

Ao contrário das regras anteriores, que previam notas mínimas de 9,5 valores nestes exames, ou na média do conjunto, deixa de haver notas mínimas que o aluno precisa de atingir nestes exames.

No entanto, caso algum destes exames seja também prova de ingresso para o curso que vais concorrer, continuam a aplicar-se nessa componente as classificações mínimas que o curso e a instituição de ensino superior exigir.

Como calculo a minha média de acesso?

No teu caso tens o que se designa por CFCEPE, ou seja, Classificação Final de Curso para Efeitos de Prosseguimento de Estudos no ensino superior. Esta será calculada segundo a expressão: CFCEPE = (7CF+3M)/10 em que:

  • CF ‐ é a Classificação Final do curso, calculada até às décimas, sem arredondamento, convertida para a escala de 0 a 200;
  • M ‐ é Média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações, na escala de 0 a 200 pontos, dos dois exames obrigatórios referidos.

Embora não sejam exigidas notas mínimas em cada um dos exames nacionais que realizares, só podes concorrer ao ensino superior caso a tua CFCEPE seja igual ou superior 95 pontos.

 

E quem concluiu o curso profissional ou artístico antes?

Caso tenhas concluído o curso profissional ou o curso do ensino artístico especializado anteriormente ao ano letivo de 2012/2013, apenas necessitas de realizar os exames nacionais que sejam pedidos como provas de ingresso.