Estudante da Iscte Business School recebe Certificado de Excelência pela Universidade de Praga


Para muitos estudantes, fazer Erasmus é um dos objetivos quando chegam ao Ensino Superior. E, de facto, a experiência em Erasmus pode ser enriquecedora a vários níveis, não apenas culturais e linguísticos, como te permitem fomentar amizades e ter contacto com realidades diferentes.

Por vezes, essa experiência é ainda mais marcante, como foi o caso da Carolina Gomes, licenciada em Gestão pela Iscte Business School e que viu a sua estadia em Praga ainda mais preenchida quando a Universidade lhe atribuiu um certificado de excelência pelo seu desempenho académico.

Neste artigo abordamos a experiência da Carolina enquanto estudante da Iscte Business School e quais as dicas que ela considera relevantes quando vais estudar no estrangeiro. Assim, se te interessas pelo programa Erasmus ou se Gestão está nas tuas opções para o próximo ano letivo, continua a ler o artigo.

O que te levou a escolher a licenciatura em Gestão no Iscte?

Desde sempre que estive indecisa no que seguir porque tudo me interessava, mas nada era a minha paixão. Frequentei o curso de Ciências e Tecnologias no secundário e ao início interessava-me por moda e design, passando também pelo sonho de arquitetura, mas sempre com um gosto específico por matemática.

Ao chegar a altura da decisão, sabia que queria ter a experiência de estudar em Lisboa e viver a vida universitária na sua totalidade e sabia que o Iscte proporcionava diversas oportunidades para os alunos se envolverem com a faculdade e criar fortes ligações com os colegas e utentes.

Ao pensar no curso, continuava indecisa entre Gestão e Arquitetura, mas acabei por escolher Gestão por ter ambições de, no futuro, me especializar na área do Marketing que sempre me entusiasmou. Posso dizer que, ao acabar o meu percurso, não me arrependo nem um pouco da minha decisão e adorava que todos pudessem viver um pouco do que o Iscte tem para oferecer.

Como foi a tua experiência em Erasmus?

Sempre tive a certeza de que gostava de me desafiar não só a nível profissional, mas  principalmente a nível pessoal num novo país, com novas culturas e pessoas. Erasmus foi o melhor pretexto para o fazer e não hesitei em candidatar-me.

Acabei por entrar na minha 1ª opção, Praga, no primeiro semestre do 3º ano da licenciatura, e posso dizer que voltava a repetir tudo sem pensar duas vezes. Praga foi uma cidade muito especial para mim, onde saí da minha zona de conforto diversas vezes, desde falar inglês diariamente e quebrando barreiras nas minhas inseguranças com a língua, como quando aprendi a viver sozinha e até mesmo viajar por inúmeras cidades pela Europa.

Sempre tive a certeza de que gostava de me desafiar não só a nível profissional, mas  principalmente a nível pessoal num novo país, com novas culturas e pessoas. Erasmus foi o melhor pretexto para o fazer e não hesitei em candidatar-me.

Acabei por entrar na minha 1ª opção, Praga, no primeiro semestre do 3º ano da licenciatura, e posso dizer que voltava a repetir tudo sem pensar duas vezes. Praga foi uma cidade muito especial para mim, onde saí da minha zona de conforto diversas vezes, desde falar inglês diariamente e quebrando barreiras nas minhas inseguranças com a língua, como quando aprendi a viver sozinha e até mesmo viajar por inúmeras cidades pela Europa.

Claro que todas as experiências acarretam pontos menos positivos, por exemplo sentir saudades de casa e do conforto da família e amigos, ou aprender a gerir o meu próprio dinheiro com todas as responsabilidades inerentes a uma vida independente. Contudo, todas estas dificuldades só me tornaram mais forte e com uma perspetiva mais real de um futuro eu.

Acredito que todos deviam pelo menos considerar em participar numa experiência tão enriquecedora como esta!

O teu desempenho académico levou-te a receber um certificado de excelência pela Universidade de Praga. Como foi para ti este momento e que dicas darias a estudantes que pretendam fazer Erasmus?

Para ser sincera, não estava à espera de receber este certificado. Entrei nesta experiência com mente aberta e com calma para enfrentar qualquer coisa e acho que foi a melhor solução para mim. Não pus expectativas muito altas porque sabia que Erasmus pode tornar-se num mundo perfeito para umas pessoas e para outras uma experiência falhada. Contudo, acho que tudo se baseia em expectativas e decidi não as elevar muito para não me desiludir, e correu tudo muito bem. A faculdade sempre me acolheu e fiz bastantes amigos, o que me ajudou bastante com as cadeiras, uma vez que nos ajudávamos uns aos outros por sabermos o quão importante era disfrutarmos de toda a experiência. Sinto que os professores também acolhem muito bem os alunos estrangeiros por perceberem que tudo está a ser uma aprendizagem para nós, não só na faculdade, mas na vida lá fora.

A todos os que planeiam fazer Erasmus, aconselho que venham com a mente aberta de que cada momento será uma aprendizagem e que 4 meses passam a voar, portanto aproveitem ao máximo!

O que é que um futuro estudante da licenciatura em Gestão no Iscte pode esperar?

Sinto que o Iscte nos proporciona diversas experiências e o que mais aconselho é que as aproveitem ao máximo. Não é por nada que existem Núcleos de Estudantes, a Associação de Estudantes, ações de Voluntariado, feiras de empresas e até mesmo as mais conhecidas festas de pátio. Tudo nos faz sentir em casa e nos traz um equilíbrio entre a vida universitária (desde a licenciatura às experiências que enriquecem o nosso currículo) e a diversão. Falo por mim, fiz parte do NEG ISCTE e da AEISCTE e sinto que sem tudo isto, o meu percurso não seria tão bonito como tem sido.

Aos futuros estudantes de Gestão, podem esperar um pouco de tudo, onde aprendem as bases de cada vertente da gestão e se familiarizam com todos os conceitos do mundo empresarial. O que mais aconselho é que não se fiquem por aí, desafiem-se e procurem sempre mais, tornando o vosso percurso único e insubstituível aos olhos de um futuro empregador. Mas acima de tudo, divirtam-se e aproveitem cada segundo.

Quais os teus planos para o futuro?

Neste momento estou em Mestrado e mal posso esperar para ver o que a vida me irá trazer. Sinto que tudo o que vivi até agora me preparou para o que vem a seguir e estou pronta para novos desafios.

Se gostaste da experiência da Carolina e desejas saber mais sobre os programas de licenciatura da Iscte Business School, consulta esta página.

Em nome da equipa Uniarea, um agradecimento especial à Carolina pela sua colaboração neste artigo.