A Associação dos Estudantes da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (AEFCT) desenvolveu, em conjunto com vários estudantes, um calendário solidário que visa angariar verbas para o programa de apoio a alunos carenciados.

Vários alunos da FCT NOVA, membros de núcleos culturais, equipas desportivas, da tuna masculina (anTUNiA) e dos próprios órgãos sociais da Associação dos Estudantes, despiram-se de preconceitos e pousaram nús para este calendário solidário, um projeto que representa o dia a dia destes grupos de estudantes na faculdade através da fotografia.



O calendário está à venda na sede da Associação e tem o objetivo de angariar fundos para o Programa de Apoio a Alunos Carenciados, que ajuda diariamente dezenas de estudantes com necessidades financeiras.

Em declarações ao Uniarea, Carolina Crespo, Vice-Presidente da Direção, refere que “todos os anos temos uma (ou mais) iniciativas solidárias. As mesmas surgiram aquando da criação do programa de apoio a alunos carenciados, que visava ajudar todos os estudantes da FCT em situações de extrema necessidade. Neste âmbito, realizou-se há 3 anos a primeira versão do calendário solidário, com fotos do Campus e do dia a dia na faculdade. No ano seguinte, a AEFCT lançou a agenda solidária, uma agenda também com a particularidade de incluir a vida no Campus, não só através de imagens mas também com um calendário muito próprio da FCT. A par deste merchandising, foram realizados Churrascos e Café Concertos Solidários, com vista não só a angariar fundos para o programa, mas muitas vezes também em parceria com outras entidades ou associações de cariz solidário. No mandato passado surge a ideia do Calendário de Nú Artistico, à venda desde o início do ano de 2019.”

Quanto a forma como as verbas serão usadas, a Carolina explica que “o programa de apoio a alunos carenciados, (agora SOS Estudante), ajudou muitos estudantes, de várias formas distintas. Por vezes ajudamos com passes de transporte, outras com senhas de almoço, bilhetes de comboio ou complementos de alojamento em situações mais pontuais, mas os pedidos de ajuda são sempre muito diversificados. A ajuda é dada com a maior discrição, por forma a proteger a identidade dos Estudantes que nos contactam, para não tenham medo nem vergonha de nos pedir ajuda. Tentamos sempre que a ajuda seja sustentável, que não seja um simples “dar dinheiro” pontual mas que possa ajudar a manter estudantes no ensino superior e organizar as suas vidas a longo prazo. Por isso, o apoio nem sempre é monetário. Muitas vezes passa por questões de organização e resolução de problemas e nesses momentos, é essencial o contacto que mantemos com a Faculdade, os Serviços de Ação Social da Nova e outras entidades.”

No que toca às reacções dos colegas, confessa-nos que “este ano está a ser o mais bem sucedido até agora, ainda que a iniciativa choque um pouco a comunidade FCTense. Não foi fácil angariar voluntários para o calendário junto das nossas equipas e núcleos, uma vez que ainda existe algum estigma em torno destas iniciativas. No entanto aqueles que nos disseram que sim (e aos quais estamos muito agradecidos) levaram a experiência até ao fim e o feedback foi muito positivo. Mais difícil está a ser quebrar o gelo junto das pessoas para a venda. Com um pouco de insistência e “é para ajudar” alguns lá cedem, mas ainda há olhares curiosos que ficam só por aí. Os que compram acabam por adorar, uma vez que o calendário é uma versão não só artística, mas bem disposta do que distingue os estudantes da FCT.”

O calendário está à venda no guichet da Associação dos Estudantes por um preço mínimo de 3€. Podes obter mais informações junto da página no Facebook da AEFCT.