Exames nacionais 2021: novas informações, incluindo a distribuição das perguntas obrigatórias e opcionais

Foto: Miguel Pereira/Global Imagens

O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE) emitiu hoje uma adenda à informação-prova geral relativa às instruções de realização e aos critérios gerais de classificação das provas e dos instrumentos de aferição amostral a realizar neste ano lectivo.

O documento, que pode ser consultado aqui, refere que atendendo a atual situação de emergência de saúde pública, e ao conjunto de medidas excecionais e temporárias entretanto aprovadas, vem apresentar uma adenda às informações-prova publicadas em outubro de 2020.

No que toca às informações gerais, o documento informa que as provas de avaliação externa terão, em 2021, uma extensão semelhante à dos anos anteriores. O processo de classificação também será similar, ou seja, os classificadores corrigem todas as respostas que fizeres, quer das perguntas obrigatórias, quer das perguntas opcionais, sendo a classificação final da prova será calculada automaticamente pelo sistema informático a partir da grelha de classificação. A nota final será uma soma das respostas às perguntas obrigatórias por um lado, e por outro, de entre as restantes respostas, todas com a mesma cotação, as que obtiverem melhor pontuação. Em baixo a informação detalhada para cada exame no que toca ao número de perguntas obrigatórias e opcionais.

Tal como aconteceu no ano passado, o documento alerta que podes responder a todas as perguntas opcionais, uma vez que o sistema informático selecionará automaticamente apenas as respostas que contribuem obrigatoriamente para a classificação final. Usando o exemplo do documento, uma prova poderá ter 20 perguntas, com 10 a contar obrigatoriamente para nota do exame. Das restantes 10 perguntas, serão escolhidas automaticamente as 5 perguntas em que tiveste melhor pontuação. Neste caso, a cotação total da prova de 200 pontos corresponderia à soma das cotações referentes às 10 perguntas obrigatórias e as cotações das 5 perguntas restantes. As perguntas obrigatórias são identificadas no enunciado da forma que podes ver na seguinte imagem:

O documento chama à atenção que pode haver situações em que um mesmo suporte (texto, tabela, gráfico ou imagem) seja utilizado para a resposta a uma pergunta obrigatória, e a outras perguntas que são opcionais. Neste caso, apenas as perguntas que são obrigatórias estão identificadas, embora o suporte seja necessário para a resposta às outras questões.

Relativamente à componente de produção e de interação orais dos exames das Línguas Estrangeiras e de Português Língua Não Materna, destaca-se que é aplicada com recurso a um guião independente, não incluído na componente de registo escrito de cada prova.

Finalmente, o documento chama à atenção para a utilização das calculadoras em modo de exame nos exames nacionais de Matemática A (635), Matemática B (735), Matemática Aplicada às Ciências Sociais (835) e Física e Química A (715). Encontras aqui a lista exemplificativa de máquinas de calcular que podes usar nos exames.

Instruções de realização e critérios gerais de classificação

Encontras aqui as instruções de realização de cada um dos exames, incluindo a distribuição das cotações entre perguntas opcionais e obrigatórias e informações gerais sobre os critérios de classificação:

Update: encontras ainda neste nosso artigo uma comparação entre o número de perguntas obrigatórias e opcionais deste ano com os exames do ano passado.