11.° ano: Como é?

INocas06

Membro Veterano
Matrícula
29 Maio 2021
Mensagens
106
Curso
Ciências e Tecnologias - 12.º ano
Olá a todos!😊

Este ano vou para o 11.° ano no curso de Ciências e Tecnologias com BG e estou um pouco nervosa.
Como foi o vosso 11.° ano? Correu bem? Correu mal? É um ano muito trabalhoso?

Terminei o 10.° ano com média de 18,3 e português baixa a minha média (tive 16). Este ano queria aumenta-la, principalmente a nota de português, mas estou com receio de descer.
Afinal como é que se estuda para esta disciplina? Ainda não aprendi.😅
Precisava também de dicas para conseguir subir a minha média.🥺

Em relação aos exames, se for ou não obrigatório, eu vou fazer na mesma os dois, o de BG e o de FQ.
Como correram o vossos exames? É assim tão difícil? Quando é que me começo a preparar?

Acho que já reparam que estou com imensas dúvidas.😂
Obrigada por lerem o meu testamento!

P.S.: Caso tenham recursos de 11.° ano, podem me mandar.
Email: inesf681@gmail.com
 
Última edição:
Olá! O 11º lá está é uma continuação do 10º. As disciplinas tornam-se mais difíceis pelo facto de que os professores começam a mandar mais trabalhos e o tempo encurta-se. Matemática é na minha opinião a única que se torna de facto mais difícil em termos de matéria. A minha experiência não serve de muito porque foi no segundo ano de pandemia, então ficámos montes de tempo em casa, o que de facto não ajudou. Mas lembro me de que quando voltámos no final do ano não havia nenhuma semana com pelo menos uma avaliação, apresentação, etc.

Então no fundo tens é de manter a organização.

Os exames convém ires estudando bem fq e bg ao longo do ano, eu só fiz de fq. Não conheço ninguém que tenha começado a estudar para eles antes das férias antes dos exames mas se fores fazer os dois exames é aconselhável ires revendo matéria. Se não correr bem tens sempre o 12º para os melhorar. Mas ainda falta muito tempo, não te preocupes já.

A média tem sempre o seu quê. Imagina que tiveste 18 a inglês. Pensa: este ano consigo o 19 se me esforçar mesmo? se a resposta é sim, esforça-te. Se a resposta é não, só tens de garantir um 17. Não gastes tempo a tentar subir o que não te vai aumentar a média. Isto vale para todas as bianuais. Eu por exemplo como tinha 17 a bg de 10º, foquei me para conseguir agora o 18 no mínimo, para a média da disciplina (que é o que importa) ficar como 18, e não ligar tanto às que à partida só precisaria de menos e sabia que não conseguia aumentar. Espero que não tenha ficado confuso. Matemática estuda todos os dias ou realisticamente, o mais que conseguires. BG é fazer exercícios de exame com fartura e FQ exercícios também. O resto já hás de saber.

Resumindo, vai sendo consistente e esforça-te nos trabalhos também, que eles mudam muito mais as notas que o que parece. tudo o que são questões aula e isso fazem a diferença no final do ano
Post automatically merged:

Ah e boa sorte! Ainda falta um bom tempo para começar, descansa tudo e não te preocupes com o próximo ano
 
  • Like
  • Love
Reactions: sigis and INocas06
Olá! Acrescentando um bocado ao que já foi dito, o 11° é muito mais interessante do que o 10°. Eu, sinceramente, achei o 11° o meu melhor ano (mesmo em pandemia) e o que eu gostei mais. Em termos de matéria, é um bocado trabalhoso, mas muito muito mais interessante em qualquer disciplina. Além disso, é importante conseguires gerir bem o teu tempo para ter sucesso nos teus objetivos escolares e ainda sobrar tempo para ti!

No que concerne aos exames, eles não são nada de outro mundo, são mais do mesmo (exercícios que fazes ao longo do ano) com um enunciado diferente, mas convém reveres as coisas bem! Tendo em conta as datas normais dos exames (meio-fim de junho) acho que é mais do que suficiente começares uma revisão das disciplinas (fq e bio) por volta de maio. Não que seja muito difícil reveres tudo, mas assim não necessitas de estudar tanto por sessão de estudo.

Relativamente à tua pergunta de português, também nunca encontrei uma boa forma de estudar. Esforça-te bem nas apresentações orais porque elas fazem a diferença muitas vezes! Quanto à gramática é estudar uns dias antes das avaliações e educação literária é um bocado decorar a teoria, já que as perguntas dos testes quase sempre baseiam-se nisso. Uma das coisas que mais precisava de ter atenção era à forma da resolução das perguntas. Normalmente embrulhava tudo e tinha 0 na forma (o que me fazia perder imensos pontos), mas para resolveres isso é só saberes o que estás a escrever. Quase como se estivesses a classificar todas as orações das frases que escreves. Assim dá para perceber melhor como articular ideias ou até onde colocar as vírgulas.

Mas tem calma com isto tudo! Vai ser mais fácil do que parece ;)
 
Olá! O 11º lá está é uma continuação do 10º. As disciplinas tornam-se mais difíceis pelo facto de que os professores começam a mandar mais trabalhos e o tempo encurta-se. Matemática é na minha opinião a única que se torna de facto mais difícil em termos de matéria. A minha experiência não serve de muito porque foi no segundo ano de pandemia, então ficámos montes de tempo em casa, o que de facto não ajudou. Mas lembro me de que quando voltámos no final do ano não havia nenhuma semana com pelo menos uma avaliação, apresentação, etc.

Então no fundo tens é de manter a organização.

Os exames convém ires estudando bem fq e bg ao longo do ano, eu só fiz de fq. Não conheço ninguém que tenha começado a estudar para eles antes das férias antes dos exames mas se fores fazer os dois exames é aconselhável ires revendo matéria. Se não correr bem tens sempre o 12º para os melhorar. Mas ainda falta muito tempo, não te preocupes já.

A média tem sempre o seu quê. Imagina que tiveste 18 a inglês. Pensa: este ano consigo o 19 se me esforçar mesmo? se a resposta é sim, esforça-te. Se a resposta é não, só tens de garantir um 17. Não gastes tempo a tentar subir o que não te vai aumentar a média. Isto vale para todas as bianuais. Eu por exemplo como tinha 17 a bg de 10º, foquei me para conseguir agora o 18 no mínimo, para a média da disciplina (que é o que importa) ficar como 18, e não ligar tanto às que à partida só precisaria de menos e sabia que não conseguia aumentar. Espero que não tenha ficado confuso. Matemática estuda todos os dias ou realisticamente, o mais que conseguires. BG é fazer exercícios de exame com fartura e FQ exercícios também. O resto já hás de saber.

Resumindo, vai sendo consistente e esforça-te nos trabalhos também, que eles mudam muito mais as notas que o que parece. tudo o que são questões aula e isso fazem a diferença no final do ano
Post automatically merged:

Ah e boa sorte! Ainda falta um bom tempo para começar, descansa tudo e não te preocupes com o próximo ano
Obrigada :)
Vou ter que me organizar muito bem neste ano e esforçar-me para conseguir subir as notas.
Obrigada pela motivação!

Olá! Acrescentando um bocado ao que já foi dito, o 11° é muito mais interessante do que o 10°. Eu, sinceramente, achei o 11° o meu melhor ano (mesmo em pandemia) e o que eu gostei mais. Em termos de matéria, é um bocado trabalhoso, mas muito muito mais interessante em qualquer disciplina. Além disso, é importante conseguires gerir bem o teu tempo para ter sucesso nos teus objetivos escolares e ainda sobrar tempo para ti!

No que concerne aos exames, eles não são nada de outro mundo, são mais do mesmo (exercícios que fazes ao longo do ano) com um enunciado diferente, mas convém reveres as coisas bem! Tendo em conta as datas normais dos exames (meio-fim de junho) acho que é mais do que suficiente começares uma revisão das disciplinas (fq e bio) por volta de maio. Não que seja muito difícil reveres tudo, mas assim não necessitas de estudar tanto por sessão de estudo.

Relativamente à tua pergunta de português, também nunca encontrei uma boa forma de estudar. Esforça-te bem nas apresentações orais porque elas fazem a diferença muitas vezes! Quanto à gramática é estudar uns dias antes das avaliações e educação literária é um bocado decorar a teoria, já que as perguntas dos testes quase sempre baseiam-se nisso. Uma das coisas que mais precisava de ter atenção era à forma da resolução das perguntas. Normalmente embrulhava tudo e tinha 0 na forma (o que me fazia perder imensos pontos), mas para resolveres isso é só saberes o que estás a escrever. Quase como se estivesses a classificar todas as orações das frases que escreves. Assim dá para perceber melhor como articular ideias ou até onde colocar as vírgulas.

Mas tem calma com isto tudo! Vai ser mais fácil do que parece ;)
Obrigada :)
Espero que também ache o mesmo do 11.° ano. Vou seguir as tuas dicas para Português de certeza.

Muito obrigada pela vossa resposta e apoio <3😊
Post automatically merged:

Vou ser sincera, eu gostava muito de seguir Engenharia Aeroespacial e eu não sei se vou conseguir ter média. Eu sei que ainda tenho dois anos pela frente, mas parece quase impossível de melhorar.

Acho que o 3.° Período do 10.° ano não me correu muito bem, porque estava muito stressada, ansiosa e exausta. Não andava a cuidar muito bem de mim e nos testes errava sempre algo que eu sabia, tinha muitos erros de distração, prinicipalmente a FQ e a MAT.
Espero melhorar este aspeto este ano.
Alguém tem dicas de como ficar menos nervosa antes do teste e mais segura de si própria?

Muito obrigada pela ajuda! 💞
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Vasco Carvalho88
Obrigada :)
Vou ter que me organizar muito bem neste ano e esforçar-me para conseguir subir as notas.
Obrigada pela motivação!


Obrigada :)
Espero que também ache o mesmo do 11.° ano. Vou seguir as tuas dicas para Português de certeza.

Muito obrigada pela vossa resposta e apoio <3😊
Post automatically merged:

Vou ser sincera, eu gostava muito de seguir Engenharia Aeroespacial e eu não sei se vou conseguir ter média. Eu sei que ainda tenho dois anos pela frente, mas parece quase impossível de melhorar.

Acho que o 3.° Período do 10.° ano não me correu muito bem, porque estava muito stressada, ansiosa e exausta. Não andava a cuidar muito bem de mim e nos testes errava sempre algo que eu sabia, tinha muitos erros de distração, prinicipalmente a FQ e a MAT.
Espero melhorar este aspeto este ano.
Alguém tem dicas de como ficar menos nervosa antes do teste e mais segura de si própria?

Muito obrigada pela ajuda! 💞
Olá, fiquei curiosa, que notas costumas ter? Quanto a ter confiança para os testes realmente é algo que se treina. Ouvir uma música que te faça sentir confiante e no geral ter uma boa postura, pensar que sabes tudo e que não há de aparecer nada que tu não tenhas capacidade de fazer. O segredo é só fazer uma pergunta de cada vez. É o que eu tentava pensar. Mas também pelo menos comigo, o tempo ajudou. Com tanto teste cada um passa a ser só mais um haha.

Também consegues encontrar no spotify meditações para fazer antes dos testes e exames e tal, comigo resultou mesmo, pelo menos consegui estar calma para os exames e acredita que tive uns 10 meltdowns por causa do exame de matemática haha, mas acabei por ter boa nota até. Conheço muita gente que tenho a certeza de que sabia fazer bem melhor e que falhou por causa de nervos... é assim a vida
 
  • Fabulous
Reactions: INocas06
Olá, fiquei curiosa, que notas costumas ter? Quanto a ter confiança para os testes realmente é algo que se treina. Ouvir uma música que te faça sentir confiante e no geral ter uma boa postura, pensar que sabes tudo e que não há de aparecer nada que tu não tenhas capacidade de fazer. O segredo é só fazer uma pergunta de cada vez. É o que eu tentava pensar. Mas também pelo menos comigo, o tempo ajudou. Com tanto teste cada um passa a ser só mais um haha.

Também consegues encontrar no spotify meditações para fazer antes dos testes e exames e tal, comigo resultou mesmo, pelo menos consegui estar calma para os exames e acredita que tive uns 10 meltdowns por causa do exame de matemática haha, mas acabei por ter boa nota até. Conheço muita gente que tenho a certeza de que sabia fazer bem melhor e que falhou por causa de nervos... é assim a vida
Muito obrigada, Alice :)
A nota dos testes de FQ e de MAT do 3.° Período não foram as notas para os quais eu tinha estudado nem estava habitada a ter, devido aos erros de distração. Mas no resto do ano tive excelentes notas, por isso, consegui acabar FQ com 19 e MAT com 20. Estou com receio que os nervos atrapalhem este ano, logo no 1.° Período e baixar as minhas notas.
Vou exprimentar meditar antes do dia do teste. Espero que funcione comigo! Ainda te lembras qual das meditações do spotify utilizaste ou utilizas?
Muito obrigada😊
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Vasco Carvalho88
português baixa a minha média (tive 16). Este ano queria aumenta-la, principalmente a nota de português, mas estou com receio de descer.
Afinal como é que se estuda para esta disciplina? Ainda não aprendi.😅
Precisava também de dicas para conseguir subir a minha média.🥺
Olá, Inês! Já acabei o secundário há alguns anos e como não fui aluna de CT, seria um pouco injusto falar das disciplinas que não tive, pelo que prefiro fazer antes um comentário geral a coisas que disseste e que me chamaram à atenção. Pelo que relatas, tu pareces ser uma aluna bastante boa, com aptidão para disciplinas como Matemática e FQ, onde tiras notas muito muito boas. Para alcançares esses resultados, tenho a certeza não só que és uma aluna aplicada, como de certeza que tens bom raciocínio ou as notas da Matemática não seriam essas 😛


Português é uma disciplina um pouco estranha, especialmente para quem faz o percurso de CT, uma vez que vocês não têm disciplinas como Literatura Portuguesa e o vosso curso não está exactamente orientado para estudarem história e elementos que os alunos de Humanidades vão estar mais focados nisso. Porém, não é por estudarem ciências exactas que isso condena os vossos resultados na disciplina de Português que, digo-te já, o programa de 10º ano costuma ser um pouco chocante para os alunos em geral, porque começa com poesia trovadoresca e as crónicas, textos com os quais os alunos nunca tiveram contacto antes e estão um pouco distantes dos conhecimentos com que os alunos vinham do 3º ciclo. Mas prometo que esse 10º ano é sobretudo um ano de adaptação e aquele que em geral sinto que tanto eu como colegas meus tiveram mais dificuldades - os meus resultados eram completamente instáveis e cheguei a tirar tanto 14-16 em testes como de vez em quando chegava ao 18 e como tinha boas avaliações nos restantes parâmetros, acabei o 10º ano com 17. No 11º ano, senti que as obras estudadas eram mais fáceis de compreender e, acima de tudo, comecei a analisar os meus resultados e acho que só podes começar a melhorar os teus resultados se fizeres esse exercício que começa com uma pergunta muito simples:


- Onde é que eu ando a perder mais pontos? Pega nos testes que tiveres aí por casa e começa a reparar onde é que costumas ter mais descontos - é a composição que corre mal? andas a perder 1 ou 2 valores na gramática? ou são dificuldades na interpretação dos textos que te atrapalham? No final da tua pequena "investigação" provavelmente vais ter uma melhor ideia do que é que tens a melhorar e aí é pegares nisso para tentar melhorar. No meu caso, do 11º para a frente não mais dificuldades notórias na interpretação, então os meus resultados ficaram mais consistentes, mas o que ajudou IMENSO foi eu ter percebido que andava a perder 1 valor ou mais na gramática com questões que eu poderia totalmente estudar melhor para entender melhor e falhar menos. Isso fez toda a diferença e nunca mais tirei resultados abaixo de 18 na disciplina, solidificando mesmo no 19 quando comecei a sentir-me apurada em identificar as maiores dificuldades. Acho que esta técnica é bastante válida e aplicável a qualquer disciplina, então espero que ajude e que te motive - eu comecei com 17 na disciplina e terminei com 18 porque apesar de ter tido 19 nos anos subsequentes, o 17 deixava-me nos 18,(3) e não subi em exame. Ainda assim, como era uma margem pequena eu não tinha como melhorar muito mais de forma realista; no teu caso, se os próximos anos te correrem e conseguisses terminar num ano com 18 e noutro com 19, isso faria com que terminasses a disciplina com 18, 2 valores acima da nota que já tens. O bom das trienais é isso - podes compensar nos anos seguintes e a nota sobe um pouco. Acho que não deves ter receios com a disciplina, juro que melhora 🥴
parece quase impossível de melhorar.
Isso não é verdade, porque as tuas notas, apesar da média anual ser de 18,3, não estão de todo ainda definidas. Tens trienais que podes vir a melhorar com o tempo: tens Português, Educação Física e Matemática neste grupo. Nas bienais tens Inglês, Filosofia e mais BG e FQ, onde podes definir as tuas metas pelo método que te sugeriram - a nota vai ser definida pela média dos dois anos da disciplina, então tens de tentar definir onde podes aplicar um esforço e achas que a nota até sobe e onde achas que basta manter. Ainda para mais, no 12º ano tens mais 2 disciplinas anuais que, regra geral, sobem as notas aos alunos porque são disciplinas de 1 só ano mas que pesam na média como qualquer outra disciplina e muitas vezes os profs dessas disciplinas estão cientes da diferença que essas notas fazem, então não são particularmente implacáveis com as notas. Pelo menos, na minha experiência, não senti que fosse demasiado puxado conseguir chegar ao 19 e ao 20 nessas disciplinas e muitos alunos experienciam o mesmo.
Não andava a cuidar muito bem de mim
Isto é muito importante, apesar de muitas vezes darmos pouca importância ao assunto - no secundário, negligenciava as minhas refeições e até horas de sono para jogar ou fazer outras coisas que me ocupassem e como não andava a ter hábitos saudáveis, apesar das minhas notas conseguirem manter-se mais ou menos porque por norma baixava um pouco no 2º período e depois recuperava no 3º, a longo prazo isso reverteu-se numa série de hábitos muito pouco saudáveis que eu tive de fazer imenso esforço para combater, mas também a curto prazo deixou-me uma pessoa muito mais ansiosa e stressada do que o normal. Nunca negligenciem hábitos saudáveis nas vossas vidas, sobretudo o comer bem e dormir bem, porque a alteração desses hábitos produz efeitos no nosso corpo, efeitos que muitas vezes associamos a meramente ser por nos "preocuparmos com os resultados", quando por exemplo, a falta de horas de sono torna-nos muito mais tendenciosos para estarmos em stress e um corpo em níveis altos de stress vai deixar de funcionar tão bem quanto queremos e afectar coisas como a nossa capacidade de concentração.
Alguém tem dicas de como ficar menos nervosa antes do teste e mais segura de si própria?
Não há uma solução milagrosa para estas coisas, então vou tentar apelar ao nosso bom-senso em geral. Imagina, tu gostarias de seguir Engenharia Aeroespacial, um curso bastante concorrido e onde entram estudantes com notas muito boas. Seja esse o teu curso de eleição ou venha a ser outro, a verdade é que, depois do secundário, vais pelo menos passar mais 3 anos a estudar. Os métodos de avaliação vão ser muitas vezes coisas que já viste antes - testes e exames. Fazem parte de um processo normal de avaliação, então acho que pode ajudar-nos tentar relativizar o impacto que cada teste tem em nós e até mesmo nos exames nacionais - são momentos importantes para nós enquanto estudantes, mas temos de aprender a gerir que um teste é um teste e de certeza que não é o teu único elemento de avaliação nas disciplinas; trabalhos, outros testes e participação são também avaliados, então no fundo o teste é só um momento de todo esse processo que é a avaliação de uma disciplina.

Além disso, não deveríamos alcançar níveis extremos de stress e ansiedade quando estamos a fazer um elemento de avaliação que não surgiu sozinho, foi planeado, marcado e nos tempos anteriores tu e os teus profs estiveram a preparar-te para esse momento - o teu estudo não começou só quando começaste a preparar-te para o teste, os teus conhecimentos começaram a desenvolver-se desde o momento em que estiveste nas aulas. Se tentaste estar atenta, tentaste dar atenção também a outros elementos de avaliação e preparas-te o teu estudo, não deverias ter à partida grandes motivos para estares insegura contigo própria, porque fizeste tudo o que era suposto fazeres. Ou seja, tenta humanizar o momento da avaliação - tu fizeste a tua parte e vais resolver aquele teste como puderes, tentando desafiar-te a ti própria a falhares o mínimo que consigas, mas também a aprenderes com as falhas que fores tendo e a tentar melhorar nisso. Qualquer pessoa pode cometer falhas e não deves culpabilizar os teus resultados com o pensamento de que falhaste com alguma coisa do estudo, mas sim focando-te no que percebes pelas cotações que podem ser as coisas que conseguirias melhorar e subir mais um pouco.

Já sugeriram a música e meditação, eu gosto particularmente de ter uma skincare routine e fazer isso ajuda-me a ter um hábito que faço comigo própria, sozinha e é um momento onde estou a fazer aquilo e a pensar no geral sobre coisas que quero fazer. Como estudantes preocupados, acho muito difícil que não estejamos ligeiramente nervosos, mas temos que conseguir gerir o impacto que estes têm no nosso corpo e mente; o saudável não é acreditarmos que o que é saudável é não sentirmos nervos de todo, o saudável é saber que estamos um pouco nervosos, mas que isso não nos vai impedir de fazer o melhor que conseguimos. Se sentes que tens sintomas extremos de ansiedade, podes ter um transtorno de ansiedade e se suspeitares disso a dica é absolutamente falares com os teus pais para te ajudarem a procurar um psicólogo. Ninguém é menos capaz por precisar de ajuda profissional, antes pelo contrário, se há pessoas que são capazes de avaliar o que nos perturba e o que podemos fazer são pessoas profissionalmente preparadas para isso e em casos de transtornos graves, as pessoas podem não necessitar apenas de terapia, mas também de medicação que as ajude a enfrentar esses momentos. Em suma, nunca negligencies a tua saúde, os teus hábitos e procura fazer coisas que gostes e que sintas que possam acalmar-te nos dias anteriores aos testes - por exemplo, ires ver uma série que gostas antes de ir dormir.

Espero que ajude e que consigas sair do secundário com resultados que te satisfaçam e que sintas que reflectiram bem o teu trabalho ao longo do tempo, não só dos momentos de avaliação 🤗
 
Olá, Inês! Já acabei o secundário há alguns anos e como não fui aluna de CT, seria um pouco injusto falar das disciplinas que não tive, pelo que prefiro fazer antes um comentário geral a coisas que disseste e que me chamaram à atenção. Pelo que relatas, tu pareces ser uma aluna bastante boa, com aptidão para disciplinas como Matemática e FQ, onde tiras notas muito muito boas. Para alcançares esses resultados, tenho a certeza não só que és uma aluna aplicada, como de certeza que tens bom raciocínio ou as notas da Matemática não seriam essas 😛


Português é uma disciplina um pouco estranha, especialmente para quem faz o percurso de CT, uma vez que vocês não têm disciplinas como Literatura Portuguesa e o vosso curso não está exactamente orientado para estudarem história e elementos que os alunos de Humanidades vão estar mais focados nisso. Porém, não é por estudarem ciências exactas que isso condena os vossos resultados na disciplina de Português que, digo-te já, o programa de 10º ano costuma ser um pouco chocante para os alunos em geral, porque começa com poesia trovadoresca e as crónicas, textos com os quais os alunos nunca tiveram contacto antes e estão um pouco distantes dos conhecimentos com que os alunos vinham do 3º ciclo. Mas prometo que esse 10º ano é sobretudo um ano de adaptação e aquele que em geral sinto que tanto eu como colegas meus tiveram mais dificuldades - os meus resultados eram completamente instáveis e cheguei a tirar tanto 14-16 em testes como de vez em quando chegava ao 18 e como tinha boas avaliações nos restantes parâmetros, acabei o 10º ano com 17. No 11º ano, senti que as obras estudadas eram mais fáceis de compreender e, acima de tudo, comecei a analisar os meus resultados e acho que só podes começar a melhorar os teus resultados se fizeres esse exercício que começa com uma pergunta muito simples:


- Onde é que eu ando a perder mais pontos? Pega nos testes que tiveres aí por casa e começa a reparar onde é que costumas ter mais descontos - é a composição que corre mal? andas a perder 1 ou 2 valores na gramática? ou são dificuldades na interpretação dos textos que te atrapalham? No final da tua pequena "investigação" provavelmente vais ter uma melhor ideia do que é que tens a melhorar e aí é pegares nisso para tentar melhorar. No meu caso, do 11º para a frente não mais dificuldades notórias na interpretação, então os meus resultados ficaram mais consistentes, mas o que ajudou IMENSO foi eu ter percebido que andava a perder 1 valor ou mais na gramática com questões que eu poderia totalmente estudar melhor para entender melhor e falhar menos. Isso fez toda a diferença e nunca mais tirei resultados abaixo de 18 na disciplina, solidificando mesmo no 19 quando comecei a sentir-me apurada em identificar as maiores dificuldades. Acho que esta técnica é bastante válida e aplicável a qualquer disciplina, então espero que ajude e que te motive - eu comecei com 17 na disciplina e terminei com 18 porque apesar de ter tido 19 nos anos subsequentes, o 17 deixava-me nos 18,(3) e não subi em exame. Ainda assim, como era uma margem pequena eu não tinha como melhorar muito mais de forma realista; no teu caso, se os próximos anos te correrem e conseguisses terminar num ano com 18 e noutro com 19, isso faria com que terminasses a disciplina com 18, 2 valores acima da nota que já tens. O bom das trienais é isso - podes compensar nos anos seguintes e a nota sobe um pouco. Acho que não deves ter receios com a disciplina, juro que melhora 🥴

Isso não é verdade, porque as tuas notas, apesar da média anual ser de 18,3, não estão de todo ainda definidas. Tens trienais que podes vir a melhorar com o tempo: tens Português, Educação Física e Matemática neste grupo. Nas bienais tens Inglês, Filosofia e mais BG e FQ, onde podes definir as tuas metas pelo método que te sugeriram - a nota vai ser definida pela média dos dois anos da disciplina, então tens de tentar definir onde podes aplicar um esforço e achas que a nota até sobe e onde achas que basta manter. Ainda para mais, no 12º ano tens mais 2 disciplinas anuais que, regra geral, sobem as notas aos alunos porque são disciplinas de 1 só ano mas que pesam na média como qualquer outra disciplina e muitas vezes os profs dessas disciplinas estão cientes da diferença que essas notas fazem, então não são particularmente implacáveis com as notas. Pelo menos, na minha experiência, não senti que fosse demasiado puxado conseguir chegar ao 19 e ao 20 nessas disciplinas e muitos alunos experienciam o mesmo.

Isto é muito importante, apesar de muitas vezes darmos pouca importância ao assunto - no secundário, negligenciava as minhas refeições e até horas de sono para jogar ou fazer outras coisas que me ocupassem e como não andava a ter hábitos saudáveis, apesar das minhas notas conseguirem manter-se mais ou menos porque por norma baixava um pouco no 2º período e depois recuperava no 3º, a longo prazo isso reverteu-se numa série de hábitos muito pouco saudáveis que eu tive de fazer imenso esforço para combater, mas também a curto prazo deixou-me uma pessoa muito mais ansiosa e stressada do que o normal. Nunca negligenciem hábitos saudáveis nas vossas vidas, sobretudo o comer bem e dormir bem, porque a alteração desses hábitos produz efeitos no nosso corpo, efeitos que muitas vezes associamos a meramente ser por nos "preocuparmos com os resultados", quando por exemplo, a falta de horas de sono torna-nos muito mais tendenciosos para estarmos em stress e um corpo em níveis altos de stress vai deixar de funcionar tão bem quanto queremos e afectar coisas como a nossa capacidade de concentração.

Não há uma solução milagrosa para estas coisas, então vou tentar apelar ao nosso bom-senso em geral. Imagina, tu gostarias de seguir Engenharia Aeroespacial, um curso bastante concorrido e onde entram estudantes com notas muito boas. Seja esse o teu curso de eleição ou venha a ser outro, a verdade é que, depois do secundário, vais pelo menos passar mais 3 anos a estudar. Os métodos de avaliação vão ser muitas vezes coisas que já viste antes - testes e exames. Fazem parte de um processo normal de avaliação, então acho que pode ajudar-nos tentar relativizar o impacto que cada teste tem em nós e até mesmo nos exames nacionais - são momentos importantes para nós enquanto estudantes, mas temos de aprender a gerir que um teste é um teste e de certeza que não é o teu único elemento de avaliação nas disciplinas; trabalhos, outros testes e participação são também avaliados, então no fundo o teste é só um momento de todo esse processo que é a avaliação de uma disciplina.

Além disso, não deveríamos alcançar níveis extremos de stress e ansiedade quando estamos a fazer um elemento de avaliação que não surgiu sozinho, foi planeado, marcado e nos tempos anteriores tu e os teus profs estiveram a preparar-te para esse momento - o teu estudo não começou só quando começaste a preparar-te para o teste, os teus conhecimentos começaram a desenvolver-se desde o momento em que estiveste nas aulas. Se tentaste estar atenta, tentaste dar atenção também a outros elementos de avaliação e preparas-te o teu estudo, não deverias ter à partida grandes motivos para estares insegura contigo própria, porque fizeste tudo o que era suposto fazeres. Ou seja, tenta humanizar o momento da avaliação - tu fizeste a tua parte e vais resolver aquele teste como puderes, tentando desafiar-te a ti própria a falhares o mínimo que consigas, mas também a aprenderes com as falhas que fores tendo e a tentar melhorar nisso. Qualquer pessoa pode cometer falhas e não deves culpabilizar os teus resultados com o pensamento de que falhaste com alguma coisa do estudo, mas sim focando-te no que percebes pelas cotações que podem ser as coisas que conseguirias melhorar e subir mais um pouco.

Já sugeriram a música e meditação, eu gosto particularmente de ter uma skincare routine e fazer isso ajuda-me a ter um hábito que faço comigo própria, sozinha e é um momento onde estou a fazer aquilo e a pensar no geral sobre coisas que quero fazer. Como estudantes preocupados, acho muito difícil que não estejamos ligeiramente nervosos, mas temos que conseguir gerir o impacto que estes têm no nosso corpo e mente; o saudável não é acreditarmos que o que é saudável é não sentirmos nervos de todo, o saudável é saber que estamos um pouco nervosos, mas que isso não nos vai impedir de fazer o melhor que conseguimos. Se sentes que tens sintomas extremos de ansiedade, podes ter um transtorno de ansiedade e se suspeitares disso a dica é absolutamente falares com os teus pais para te ajudarem a procurar um psicólogo. Ninguém é menos capaz por precisar de ajuda profissional, antes pelo contrário, se há pessoas que são capazes de avaliar o que nos perturba e o que podemos fazer são pessoas profissionalmente preparadas para isso e em casos de transtornos graves, as pessoas podem não necessitar apenas de terapia, mas também de medicação que as ajude a enfrentar esses momentos. Em suma, nunca negligencies a tua saúde, os teus hábitos e procura fazer coisas que gostes e que sintas que possam acalmar-te nos dias anteriores aos testes - por exemplo, ires ver uma série que gostas antes de ir dormir.

Espero que ajude e que consigas sair do secundário com resultados que te satisfaçam e que sintas que reflectiram bem o teu trabalho ao longo do tempo, não só dos momentos de avaliação 🤗
Muito obrigada pelas tuas dicas e apoio, Ariana <3

Espero que goste mais da matéria de 11.° ano de Português para dar mais motivação para estudar!😅

Eu sempre tive muitas dificuldades na interpretação de textos, mas tirava na maioria das vezes Bom nos testes e uma vez ou outra Suficiente no Básico.
Com a matéria do 10.° ano, a nota desta disciplina piorou, porque, primeiro a língua era muito difícil de entender, e também eu não sabia muito bem que poema é que ia sair no teste. Isto fazia com que eu nunca estivesse bem preparada para o teste e depois atrapalhava-me toda.

É pouco provável que eu consiga chegar aos 18 e 19 nesta disciplina 😅, mas eu vou me esforçar para subir para 17 neste ano.

Já agora, muito obrigada pela motivação!
Sinto-me muito mais aliviada e vou seguir certamente os teus conselhos!

E muitos parabéns pelas tuas conquistas! Tu mereceres :)
 
Última edição:
Muito obrigada, Alice :)
A nota dos testes de FQ e de MAT do 3.° Período não foram as notas para os quais eu tinha estudado nem estava habitada a ter, devido aos erros de distração. Mas no resto do ano tive excelentes notas, por isso, consegui acabar FQ com 19 e MAT com 20. Estou com receio que os nervos atrapalhem este ano, logo no 1.° Período e baixar as minhas notas.
Vou exprimentar meditar antes do dia do teste. Espero que funcione comigo! Ainda te lembras qual das meditações do spotify utilizaste ou utilizas?
Muito obrigada😊
Com essas notas eu é que te devia pedir ajuda! Na minha cabeça só queria o 18 a tudo, nem sequer achava possível ter mais que isso ahah. Fui na conversa de que "com essas notas consegues ir para qualquer coisa" o que como sabes não é a verdade. Fazes muito bem apontar para as estrelas. Sendo inteligente não há de aparecer nada que não saibas fazer num teste ou exame, confia.

No spotify só pesquisei meditation for exams ou qualquer coisa do género. Vale sempre a pena experimentar.
Post automatically merged:

Ah e já agora com português é sempre uma questão de sorte ou falta dela com os professores. Mas nos testes o que eu acho que resulta é na pergunta sublinhar o que te pedem e também ir sublinhando os textos, tirar notas do que cada coisa significa em palavras tuas, etc, meio que desmembrando o texto. Depois escrever quase que explicando passo a passo e justificar com passagens do texto.

Vale também a pena ler as resoluções e fazer um esquema de resposta que o teu prof usa.

Nunca estudei grande coisa para os testes (desmotivação) mas acho que aqueles livros de preparação ajudam com os contextos e também certas palavras-chave de cada matéria, aqueles tópicos a que normalmente querem que chegues. Acabei com dezoito todos os anos mas honestamente acho que poderia bem ter tido dezassete ou dezanove, é sempre uma cena de sorte.
 
Última edição:
  • Fabulous
Reactions: INocas06
Com essas notas eu é que te devia pedir ajuda! Na minha cabeça só queria o 18 a tudo, nem sequer achava possível ter mais que isso ahah. Fui na conversa de que "com essas notas consegues ir para qualquer coisa" o que como sabes não é a verdade. Fazes muito bem apontar para as estrelas. Sendo inteligente não há de aparecer nada que não saibas fazer num teste ou exame, confia.

No spotify só pesquisei meditation for exams ou qualquer coisa do género. Vale sempre a pena experimentar.
Post automatically merged:

Ah e já agora com português é sempre uma questão de sorte ou falta dela com os professores. Mas nos testes o que eu acho que resulta é na pergunta sublinhar o que te pedem e também ir sublinhando os textos, tirar notas do que cada coisa significa em palavras tuas, etc, meio que desmembrando o texto. Depois escrever quase que explicando passo a passo e justificar com passagens do texto.

Vale também a pena ler as resoluções e fazer um esquema de resposta que o teu prof usa.

Nunca estudei grande coisa para os testes (desmotivação) mas acho que aqueles livros de preparação ajudam com os contextos e também certas palavras-chave de cada matéria, aqueles tópicos a que normalmente querem que chegues. Acabei com dezoito todos os anos mas honestamente acho que poderia bem ter tido dezassete ou dezanove, é sempre uma cena de sorte.
Parabéns pelas tuas notas, de certeza que deves ter trabalhado e esforçado para chegar onde estás. Deves-te sentir muito orgulhosa de ti!
Vou experimentar e espero que me acalme os nervos!
Muito obrigada:)
Post automatically merged:

A propósito, o que recomendam em termos de livros com exercícios para treinar para os testes de 11.° ano para Português, Inglês e Filosofia?
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Alicewonderland
Parabéns pelas tuas notas, de certeza que deves ter trabalhado e esforçado para chegar onde estás. Deves-te sentir muito orgulhosa de ti!
Vou experimentar e espero que me acalme os nervos!
Muito obrigada:)
Post automatically merged:

A propósito, o que recomendam em termos de livros com exercícios para treinar para os testes de 11.° ano para Português, Inglês e Filosofia?
Own és uma querida. Por acaso olhando para trás sei que podia ter me esforçado mais muitas vezes, mas acontece. Eu para português tinha um enorme acho que da asa, mas honestamente devo ter lido muito pouco daquilo (fiz o exame mas fui praticamente sem estudar, já que não me ia contar para nada) acho que são todos mais ou menos a mesma coisa, dão um moooooonte de informação a mais que claro que é bom saber mas não é nada de fundamental (nem de perto). Quanto às outras disciplinas não sei mesmo.

Mas olha eu tenho o tal livro de português do qual não vou precisar, se quiseres podes pagar os portes e eu mando-te o livro. Tentei vender no olx mas ninguém quis, talvez estivesse muito caro ahah. Está como novo.
 
Own és uma querida. Por acaso olhando para trás sei que podia ter me esforçado mais muitas vezes, mas acontece. Eu para português tinha um enorme acho que da asa, mas honestamente devo ter lido muito pouco daquilo (fiz o exame mas fui praticamente sem estudar, já que não me ia contar para nada) acho que são todos mais ou menos a mesma coisa, dão um moooooonte de informação a mais que claro que é bom saber mas não é nada de fundamental (nem de perto). Quanto às outras disciplinas não sei mesmo.

Mas olha eu tenho o tal livro de português do qual não vou precisar, se quiseres podes pagar os portes e eu mando-te o livro. Tentei vender no olx mas ninguém quis, talvez estivesse muito caro ahah. Está como novo.
Okay, obrigada na mesma :)
Espero que corra tudo bem para esta tua nova fase! Beijinhos <3
 
  • Fabulous
Reactions: Alicewonderland