Ajuda Filosofia 10ºano

ICarvalho

Membro
Matrícula
27 Junho 2021
Mensagens
13
Boa noite.Alguém me pode ajudar a interpretar este texto? Agradeço imenso.

Todas as dificuldades da metafísica têm origem no facto de os metafísicos terem substituído o ser, como primeiro princípio de sua ciência, por um dos aspetos particulares do ser estudados pelas diversas ciências da natureza. Supondo que alguém admita essa conclusão, ela, por sua vez, coloca um novo problema. Se, de facto, o ser é o primeiro princípio do conhecimento, como não estaria incluído em todas as nossas representações? Mas, se ele o é, como é possível que, em vez de apreendê-lo imediatamente como uma evidência primeira e de mantê-lo até o fim das suas especulações, tantos metafísicos, de entre os quais alguns dos maiores, tenham desde o início dele se desviado ou, após algumas tentativas infelizes, tenham-no finalmente recusado? Há algo de estranho num facto como esse e, no entanto, não há nada de mais comum. Ao longo da história, tudo se passa como se o temor do primeiro princípio da sabedoria fosse o próprio início da sabedoria. Tal é o paradoxo cuja natureza uma reflexão crítica sobre certos dados da história talvez nos permitirá esclarecer. Propor esse problema, aliás, nada mais será do que voltar àquilo que Aristóteles já considerava como a constante preocupação dos filósofos: o que é o ser.

1. Esclareça as dificuldades relativas ao ser expressas na primeira frase do texto. Na sua resposta, tenha em consideração a determinação do objeto da metafísica por Aristóteles.
2. Se o ser é o primeiro princípio do conhecimento, como se explica o desvio do ser referido no texto? Na sua resposta explore a ambiguidade do termo ser.
3. Explique os dois desvios fundamentais na tentativa de pensar o ser (no sentido verbal), realizada através dos conceitos de "essência" e de "existência".
4. Em que medida a análise lógica da linguagem pode ser considerada uma "recusa" do ser? Confronte as posições de Wittgenstein e de Vergílio Ferreira a este respeito. 5. Com base na problemática do texto, justifique porque é que a filosofia pode ser considerada mais uma procura (amor) do saber (philo + sophia) do que um saber (sophia). Estabeleça um paralelismo com a física contemporânea.