Anatomia

LordKelvin

O Santo
Especialista
Medicina & Saúde
Matrícula
20 Julho 2015
Mensagens
7,648
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
É um dos meus vasos preferidos!
A minha artéria favorita é a axilar! Gosto particularmente das relações com as paredes da fossa axilar (foi tema de uma apresentação minha, aliás!).
 

LordKelvin

O Santo
Especialista
Medicina & Saúde
Matrícula
20 Julho 2015
Mensagens
7,648
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Lembro-me perfeitamente de uma pergunta num exame que perguntava qual era o comprimento do tronco celíaco.

Já agora, depende das edições do Gray's: na 37.ª é 1,25 cm, na 40.ª é 1,5 a 2 cm.
O nosso assistente detesta medidas. Diz que não faz sentido perguntarem isso porque é imensamente variável.
Mas as fáscias não fazem parte da artéria. :sunglasses:
Mas são englobadas na parte das relações! A melhor parte das artérias é mesmo relacionar com músculos, aponevroses e outras estruturas vásculo-nervosas.
 

a fish

(mandem-me ir estudar, sff)
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
16 Janeiro 2015
Mensagens
2,310
Curso
Medicina
Instituição
FMUC
O nosso assistente detesta medidas. Diz que não faz sentido perguntarem isso porque é imensamente variável.
@Rúben Almeida Rodrigues @kina já o vosso regente dirá que há uma certa estrutura anatómica que tem o comprimento do seu dedo indicador... #AnatomiaIIestájáaí

ups, esqueci-me de identificar o vosso colega... Medecina quê? :p)
 

LordKelvin

O Santo
Especialista
Medicina & Saúde
Matrícula
20 Julho 2015
Mensagens
7,648
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
É útil, desde que não seja exagerado. Isto é, naquela questão, não era obrigatório responder "1,25 cm" ou "1,5 cm". Qualquer coisa entre 1 e 2 cm era aceite. A veia porta, por exemplo, mede -- em média -- cerca de 8 cm. Qualquer coisa entre 5 cm e 10 cm é aceite. E percebo a importância de as pessoas terem uma ideia geral do comprimento dos órgãos: quem disser que a veia porta mede 20 cm não tem noção do que é a veia porta, nem a reconheceria numa cirurgia, por exemplo. Digo eu.
Sim, tens razão.
@Rúben Almeida Rodrigues @kina já o vosso regente dirá que há uma certa estrutura anatómica que tem o comprimento do seu dedo indicador... #AnatomiaIIestájáaí

ups, esqueci-me de identificar o vosso colega... Medecina quê? :p)
Sinto imensas saudades das barbaridades que dizia... :tearsofjoy:
 

LFTBAS

GIF Master
Matrícula
20 Dezembro 2015
Mensagens
3,072
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Considera-se que o seio carotídeo tem origem ao nível da bifurcação da carótida primitiva ou na porção inicial da carótida interna? Ou podemos dizer das duas formas (se for mais uma variação anatómica...)?
 

LFTBAS

GIF Master
Matrícula
20 Dezembro 2015
Mensagens
3,072
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Considera-se que o seio carotídeo tem origem ao nível da bifurcação da carótida primitiva ou na porção inicial da carótida interna? Ou podemos dizer das duas formas (se for mais uma variação anatómica...)?
Ao que parece, o seio carotídeo nem sempre fica na carótida interna...

"O calibre da artéria carótida interna é regular, excepto na sua origem, onde apresenta uma dilatação: o bulbo ou seio carotídeo. Esta dilatação pode existir apenas na carótida interna, ou na carótida interna e terminação da carótida primitiva, ou na extremidade terminal da carótida primitiva e origem das carótidas externa e interna; é em redor desta dilatação que se ramifica o plexo carotídeo primitivo (plexo carotídeo comum ou plexo intercarotídeo)."
 

LFTBAS

GIF Master
Matrícula
20 Dezembro 2015
Mensagens
3,072
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Em anatomia, é raro haver "sempres". O normal é encontrar-se na extremidade proximal da artéria carótida interna. Isto está, contudo, sujeito a variações.
Já percebi, Root. ;)
 

Myriam

Membro Caloiro
Matrícula
6 Janeiro 2016
Mensagens
10
Permitam-me colocar uma pergunta estranha: na vossa faculdade fala-se em átrios ou aurículas? Eu estudo pela terminologia anatómica ou anglo-saxónica, mas tem estado a fazer-me uma confusão tremenda referir-me a "átrios" e a "musculatura atrial" e a um nódulo "atrioventricular" quando praticamente toda a gente à minha volta, colegas, professores e médicos usa o termo "aurículas". Gostaria, por isso, de ter uma perspetiva da nomenclatura que usam noutras faculdades, no sentido de garantir que não serei das únicas pessoas a optar por usar um termo diferente.
Obrigada desde já pela paciência!
 
Reactions: Urmik

Urmik

Membro Dux
Matrícula
27 Março 2016
Mensagens
5,202
Curso
Medicina
Instituição
NMS|FCM
Permitam-me colocar uma pergunta estranha: na vossa faculdade fala-se em átrios ou aurículas? Eu estudo pela terminologia anatómica ou anglo-saxónica, mas tem estado a fazer-me uma confusão tremenda referir-me a "átrios" e a "musculatura atrial" e a um nódulo "atrioventricular" quando praticamente toda a gente à minha volta, colegas, professores e médicos usa o termo "aurículas". Gostaria, por isso, de ter uma perspetiva da nomenclatura que usam noutras faculdades, no sentido de garantir que não serei das únicas pessoas a optar por usar um termo diferente.
Obrigada desde já pela paciência!
k so
Na unidade curricular de Anatomia, fala-se em átrios. Mas o meu assistente disse-me que, na prática clínica, ninguém diz átrios, mas sim aurículas (do mesmo modo que ninguém diz tubas uterinas, mas sim trompas de Falópio)

Edit:
Ou trombas, como já li num muito original relatório de colegas...
Sim, eu sei, I'm a bitch, I'm sorry
 
Última edição:
Reactions: Alexa and Blasty

LordKelvin

O Santo
Especialista
Medicina & Saúde
Matrícula
20 Julho 2015
Mensagens
7,648
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Permitam-me colocar uma pergunta estranha: na vossa faculdade fala-se em átrios ou aurículas? Eu estudo pela terminologia anatómica ou anglo-saxónica, mas tem estado a fazer-me uma confusão tremenda referir-me a "átrios" e a "musculatura atrial" e a um nódulo "atrioventricular" quando praticamente toda a gente à minha volta, colegas, professores e médicos usa o termo "aurículas". Gostaria, por isso, de ter uma perspetiva da nomenclatura que usam noutras faculdades, no sentido de garantir que não serei das únicas pessoas a optar por usar um termo diferente.
Obrigada desde já pela paciência!
k so
Na unidade curricular de Anatomia, fala-se em átrios. Mas o meu assistente disse-me que, na prática clínica, ninguém diz átrios, mas sim aurículas (do mesmo modo que ninguém diz tubas uterinas, mas sim trompas de Falópio)

Edit:
Ou trombas, como já li num muito original relatório de colegas...
Sim, eu sei, I'm a bitch, I'm sorry
Cá, também acontece o mesmo. A maioria dos alunos de 1º ano na FMUL, segundo a minha perceção, está a estudar pela Terminologia Anatómica. Contudo, como alguns termos característicos na nómina francófona acabam por ter mais impacto na comunidade médica, acabamos, por vezes, por colocar os nomes correspondentes da TA entre parêntesis (cúbito em vez de ulna, perónio em vez de fíbula, etc.). Em todo o caso, os professores das nossas aulas teóricas de Anatomia têm sempre falado tanto em átrios e aurículas como termos correspondentes para uma mesma estrutura.
 

LordKelvin

O Santo
Especialista
Medicina & Saúde
Matrícula
20 Julho 2015
Mensagens
7,648
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Na FMUP, utilizamos o termo aurícula e auriculeta (ou aurícula própria), para nos referirmos ao "átrio" e "aurícula", respetivamente.
Que engraçado! :P
 

MedFCS-UBI

Membro Veterano
Matrícula
23 Agosto 2016
Mensagens
153
Curso
Medicina - 4º ano
Instituição
FCS-UBI
Permitam-me colocar uma pergunta estranha: na vossa faculdade fala-se em átrios ou aurículas? Eu estudo pela terminologia anatómica ou anglo-saxónica, mas tem estado a fazer-me uma confusão tremenda referir-me a "átrios" e a "musculatura atrial" e a um nódulo "atrioventricular" quando praticamente toda a gente à minha volta, colegas, professores e médicos usa o termo "aurículas". Gostaria, por isso, de ter uma perspetiva da nomenclatura que usam noutras faculdades, no sentido de garantir que não serei das únicas pessoas a optar por usar um termo diferente.
Obrigada desde já pela paciência!
Cá, também acontece o mesmo. A maioria dos alunos de 1º ano na FMUL, segundo a minha perceção, está a estudar pela Terminologia Anatómica. Contudo, como alguns termos característicos na nómina francófona acabam por ter mais impacto na comunidade médica, acabamos, por vezes, por colocar os nomes correspondentes da TA entre parêntesis (cúbito em vez de ulna, perónio em vez de fíbula, etc.). Em todo o caso, os professores das nossas aulas teóricas de Anatomia têm sempre falado tanto em átrios e aurículas como termos correspondentes para uma mesma estrutura.
Na FCS, a nossa bibliografia de cardio está em brasileiro e diz átrio e aurícula. Pessoalmente, eu gosto de dizer aurícula e auriculeta (e trompa de Falópio em vez de tuba uterina, cólon em vez de colo, etc.). Tenho colegas que estudam como na bibliografia e dizem ao contrário de mim. Alguns professores corrigem e dizem-nos como são os termos em Portugal, outros dizem como na bibliografia (ia morrendo quando uma professora disse carboidratos). Nas avaliações normalmente sai como na bibliografia, mas outras vezes não. Por isso eu sei os vários termos (senão, chego à avaliação e não sei que o grande epiplon é o omento maior :tearsofjoy:).
Em relação a ossos, por exemplo, dizemos ulna em vez de cúbito.
 

LordKelvin

O Santo
Especialista
Medicina & Saúde
Matrícula
20 Julho 2015
Mensagens
7,648
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Obrigado pela afirmação óbvia. É como dizer: "Olha, ventilar, que atividade tão importante para a minha sobrevivência".

Sim, anatomia é engraçada.
Realmente, nunca tinha ouvido... Cá, a vossa "auriculeta" é a aurícula na nómina anglo-saxónica e apêndice auricular na francófona, daí que tenha achado piada ao termo! :p
 

LFTBAS

GIF Master
Matrícula
20 Dezembro 2015
Mensagens
3,072
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Desculpem estar a chatear novamente... Será que alguém me consegue explicar, de uma forma simples, o que é que são gânglios perimurais e intramurais? Muitas vezes, leio qualquer coisa como: "o corpo do II neurónio [ao nível da invervação parassimpática] localiza-se em gânglios perimurais e intramurais", e não sei muito bem o que é que isso significa. Pelo que percebi, eles resultam das sinapses que se estabelecem entre os axónios dos I neurónios e os corpos dos II neurónios próximo do órgão inervado (parassimpaticamente). No entanto, não os consigo visualizar e isso ainda me faz alguma confusão.
Sabem se é possível identificar esses gânglios nas imagens do Netter?
 
Última edição:
Thread starter Tópicos Semelhantes Forum Replies Date
H Arquivo 2

Tópicos Semelhantes