Biologia e Geologia - Dúvidas, apontamentos e discussões

Alguém me sabe dizer como identificar qual a anomalia magnética mais antiga registada nas rochas do fundo do Atlântico a oeste da Península Ibérica? É o exercício 1 do Grupo 1 do Exame de 2016, 2ª fase. Obrigada :)

Repara que existe uma dorsal médio oceânica, assim está a ocorrer formação de nova crusta , e por isso a rocha mais antiga será a E e consequente será a que possui anomalia magnética mais antiga .
 
  • Like
Reactions: BeatrizFC
O vuclanismo num complexo vulcânico que é formado por rochas andesíticas é do tipo explosivo? O vulcanismo só é do tipo efusivo quando se formam basaltos, gabros ou peridotitos?
 
Ma
O vuclanismo num complexo vulcânico que é formado por rochas andesíticas é do tipo explosivo? O vulcanismo só é do tipo efusivo quando se formam basaltos, gabros ou peridotitos?
Magmas de composição intermédia, como os que presidem à formação de rochas como o andesito, estão associados a limites de placas tectónicas, nomeadamente zonas de subducção. Por outro lado, rochas de composição básica estão associadas a vulcanismo do tipo efusivo que pode ser subaéreo ou submarino, este ultimo associado a limites divergentes.
 
  • Like
Reactions: zumbadumba
Nem sempre, por exemplo em zonas de subducção , que é limite convergente, forma-se rochas de composição intermédia nomeadamente andesiticos :)
Sim, mas as rochas ácidas estão sempre associadas a limites convergentes? Também estão associadas a zonas de subducção? As zonas de subducção associadas a rochas intermédias são de que tipo? Oceânica-continental ou continental-continental?
 
Olá :)

Nas cadeias alimentares consideram-se os produtores como seres do 1º nível trófico, os consumidores primários como seres do 2º nível trófico e assim sucessivamente ao longo da cadeia correto ?
o-que-sao-niveis-troficos-11.jpg


Seguindo este raciocino, caso esteja correto, como se classificam os níveis como inferiores ou superiores uns em relação aos outros?

No meu entender são considerados níveis tróficos inferiores todos os seguintes ao nivel trofico dos produtores, ou seja, o 2º nivel trofico (consumidores primários) é inferior ao 1º nível trofico (consumidores), sendo o 1º nível trofico (consumidores) respectivamente superior ao 2º nivel trofico (consumidores primários) e assim sucessivamente.

Coloco está dúvida pois apareceu-me a seguinte questão num exame modelo da plataforma online da Escola Virtual do Livro de Preparação para o EN da Porto Editora, em que a resolução me dá a a firmação como falsa...

verdeiro_wrong.gif
falso_corr.gif
Os animais ocupam níveis tróficos inferiores ao das bactérias quimioautotróficas.


Podem me esclarecer ?
 
  • Like
Reactions: Andreia C.
Olá :)

No meu entender são considerados níveis tróficos inferiores todos os seguintes ao nivel trofico dos produtores, ou seja, o 2º nivel trofico (consumidores primários) é inferior ao 1º nível trofico (consumidores), sendo o 1º nível trofico (consumidores) respectivamente superior ao 2º nivel trofico (consumidores primários) e assim sucessivamente.

Coloco está dúvida pois apareceu-me a seguinte questão num exame modelo da plataforma online da Escola Virtual do Livro de Preparação para o EN da Porto Editora, em que a resolução me dá a a firmação como falsa...

verdeiro_wrong.gif
falso_corr.gif
Os animais ocupam níveis tróficos inferiores ao das bactérias quimioautotróficas.


Podem me esclarecer ?
Penso que 1º nivel trófico é inferior ao 2º nivel trófico que é inferior ao 3º nivel trófico etc.
Dado isto como os quimioautotróficos são autotrófico e por isso produtores são do 1º nivel trófico os consumidores sao 2º 3º etc.(se houver mais) niveis troficos por isso os consumidores (os animais que a pergunta fala) são de niveis tróficos superiores. (e não inferiore, daí ser falso). Não sei se me fiz entender...

Citei e pus a letras maiores o que me parece errado no teu comentário.
--- Post atualizado ---
Eu fiz o exame de 2014 (o da 1ª fase) e na altura foi um exame... assim assim... Do que ouvi, a 2ª fase foi assim... má... O de 2015, uma amiga minha fez e disse que não foi muito bom (mas ela também não estudou como para o de matemática). Eu tenho estado a fazer exames e é sempre aquela coisa do: não sei o que achar porque estou a olhar para os critérios com um enorme grau de subjetividade mas devo dizer que o de 2015 não foi horrível, o de 2012 talvez também não tenha sido muito bom mas nada de mais...
O que torna um exame difícil ou fácil para além de perguntas parvas (sim, porque no exame de biologia já sabes que eles te podem por perguntas sobre o tempo e acabares a falar de grilos, não é?) é o facto de, ou atingires os pontos dos critérios todos, ou já tens quase metade da resposta fora, ou seja, as respostas de desenvolvimento são o que deita tudo por aí abaixo. Se formos olhar bem, acontece o mesmo em português; se não olharmos para termos técnicos (que são de alta importância porque para além de ser exigido, o corretor fica logo com olhinhos de estrelas), não é assim muito diferente: ou sabes como desenvolver uma resposta, ou então é melhor treinares.
Para além disso, tens as sequências que são a morte para mim. Aquilo é: ou acertas no centro do alvo, ou mais vale nem disparares.

Quanto à diminuição/aumento da dificuldade dos exames... política meu caro. Ano de exames tende a coincidir com ano mais "fácil", porquê, não sei (até sei mas são teorias *cough* realidade *cough*). O melhor mesmo, é não te preocupares com os anos passados. Faz o teu exame e estuda para ele como se fosse o exame mais difícil que alguma vez saiu. Não decores, pratica muito, não te exaustes em conteúdos: sabe o essencial e ensina-te como podes daí tirar deduções com o que te for dado (algo importante não só agora como para o resto da vida, o cérebro tem a capacidade de armazenar muito, mas quanto maior for a tua capacidade de dedução racional e lógica a partir de um dado porque consegues fazer várias conexões com outros assuntos, temas ou conceitos, melhor será a tua capacidade de resolução de problemas e é super útil na faculdade para aquelas cadeiras em que tens mesmo de aprender aquilo para a tua futura carreira e não apenas para fazer professores felizes).

Outra dica que me lembrei agora: pelo amor da Santa, não se ponham a enfiar palha, não estamos em história. Arriscam-se a dizer algo que não está correto, a contradizerem-se ou a fazer outro disparate que não lembra a ninguém a não ser a uma alma que está a fazer o exame e quer ter a cotação máxima na resposta então acha que quanto mais disser, melhor até porque o tempo está a acabar e está a entrar em pânico (quem nunca) e depois têm um corte muito grande na resposta. Também não se ponham a dar informação que vocês, de acordo com o grau de ensino, "não deviam ter" (sim porque as pessoas não podem ter curiosidades nem vida para além disto nem podem saber mais) porque vão-vos cortar a resposta (ou pelo menos rouba-vos tempo que podiam estar a utilizar para completar outras coisas).

Peço desculpa pelo testamento! :grimacing:
No dia do exame há uma parte da folha de resposta que perguntam o ano, eu ja nem ando no 11º nem no 12º e uma colega minha que no ano passado esteve na mesma situação disse-me que os profs nao sabiam o que fazer e ja nao se lembra como é que ficou. Sabes o que por?
 
Penso que 1º nivel trófico é inferior ao 2º nivel trófico que é inferior ao 3º nivel trófico etc.
Dado isto como os quimioautotróficos são autotrófico e por isso produtores são do 1º nivel trófico os consumidores sao 2º 3º etc.(se houver mais) niveis troficos por isso os consumidores (os animais que a pergunta fala) são de niveis tróficos superiores. (e não inferiore, daí ser falso). Não sei se me fiz entender...

Citei e pus a letras maiores o que me parece errado no teu comentário.
--- Post atualizado ---

No dia do exame há uma parte da folha de resposta que perguntam o ano, eu ja nem ando no 11º nem no 12º e uma colega minha que no ano passado esteve na mesma situação disse-me que os profs nao sabiam o que fazer e ja nao se lembra como é que ficou. Sabes o que por?

O ano colocado é o ano escolar (11º ,12º) em que o exame é feito, biologia e geologia e física e química A são do 11º ano
Matemática A, Português são do 12º ano
 
  • Like
Reactions: Andreia C.
Sim, mas as rochas ácidas estão sempre associadas a limites convergentes? Também estão associadas a zonas de subducção? As zonas de subducção associadas a rochas intermédias são de que tipo? Oceânica-continental ou continental-continental?
Rochas ácidas estão associadas a limites de convergência de placas, nomeadamente continental com continental ( pensa na composição de cada uma). Podem também estar associados a pontos quentes em placas continentais.
 
  • Like
Reactions: zumbadumba
Que exames consideram mais difíceis (2ºfase 2014, por exemplo, é considerado um exame difícil ou com dificuldade "moderada"/normal)? Acham que a dificuldade do exames tem vindo a aumentar ou diminuir?

2014... também fiz esses na altura! sim porque também não sou novo nisto, epa e eu tive melhor nota em 2a fase.. embora o de 1a tenha sido mais fácil. Um fator muito importante: controlar a ansiedade. Para mim esse sim é a variável que mais me influencia! Já agora têm truques? ahah é que eu fico tão ansioso (porque preciso da nota alta :sleepy:)que depois nem leio atentamente as coisas e... falho!
 
se marcarmos radioactivamente os átomos de carbono e oxigénio presentes numa molécula de glicose que foi usada para gerar energia nas células de companhia, é expetável detetar radioatividade?

A) na água resultante do metabolismo mitocondrial
B) no CO2 libertado pelas células de companhia
C) no oxigénio libertado pelos estomas da planta
D) no CO2 e no oxigénio libertados pela planta

É a B. Mas porquê que a A também não pode ser?
 
  • Like
Reactions: enigmaticFren
se marcarmos radioactivamente os átomos de carbono e oxigénio presentes numa molécula de glicose que foi usada para gerar energia nas células de companhia, é expetável detetar radioatividade?

A) na água resultante do metabolismo mitocondrial
B) no CO2 libertado pelas células de companhia
C) no oxigénio libertado pelos estomas da planta
D) no CO2 e no oxigénio libertados pela planta

É a B. Mas porquê que a A também não pode ser?
Porque na respiração aeróbia o oxigénio preveniente da ventilação é o aceitador final de eletrões e de iões H+, dando origem a água. Assim, esta molécula não apresentará radioatividade porque os iões hidrogénio da glicose não eram radioativos, e os átomos de oxigénio da molécula de água não são provenientes da glicose, mas sim da molécula de oxigénio molecular.
 
  • Like
Reactions: Andreia C.
Mas isto não está a mandar notificação porquê?!
Ora...
Olá :)

Nas cadeias alimentares consideram-se os produtores como seres do 1º nível trófico, os consumidores primários como seres do 2º nível trófico e assim sucessivamente ao longo da cadeia correto ?

Seguindo este raciocino, caso esteja correto, como se classificam os níveis como inferiores ou superiores uns em relação aos outros?

No meu entender são considerados níveis tróficos inferiores todos os seguintes ao nivel trofico dos produtores, ou seja, o 2º nivel trofico (consumidores primários) é inferior ao 1º nível trofico (consumidores), sendo o 1º nível trofico (consumidores) respectivamente superior ao 2º nivel trofico (consumidores primários) e assim sucessivamente.

Coloco está dúvida pois apareceu-me a seguinte questão num exame modelo da plataforma online da Escola Virtual do Livro de Preparação para o EN da Porto Editora, em que a resolução me dá a a firmação como falsa...

verdeiro_wrong.gif
falso_corr.gif
Os animais ocupam níveis tróficos inferiores ao das bactérias quimioautotróficas.


Podem me esclarecer ?

Então... Por partes: Produtores são do 1º nível trófico, os consumidores primários do 2º e por aí fora até aos decompositores.
Onde erras é ao dizer que todos os que vêm a seguir aos produtores são níveis tróficos superiores... Todos os consumidores são superiores uns aos outros, tanto que se comem, não se isto faz lógica... ou seja.... Tens fitoplanctôn no 1º nível, depois tens peixinhos que comem o fito e estão no 2º nível, se comem o fito, são superiores. Tens Outros peixes, que consomem os peixinhos que consomem o fito, pertencendo então ao 3º, sendo ainda mais superiores...
Ou seja, quanto maior o número do nível, mais superior é o ser que se encontra nesse nível, relativamente ao que vem antes.
É um pouco confuso porque nós lemos primeiro então pensamos: é o mais dos mais, ganhou, não há mais alto que isto; no entanto, apesar de lermos primeiro, o 1 é maior do que o 2, e é esta a ordem seguida, não sei se te faz sentido.
Por esta lógica de pensamento, a resposta é falsa.

No dia do exame há uma parte da folha de resposta que perguntam o ano, eu ja nem ando no 11º nem no 12º e uma colega minha que no ano passado esteve na mesma situação disse-me que os profs nao sabiam o que fazer e ja nao se lembra como é que ficou. Sabes o que por?

Honestly have no idea... Se eles não sabem o que fazer, eu tenho de saber??? Liga para a secretaria, o que deve acontecer é tu não pores nada ou dizeres que estás no 12º ano... Depende do que fores fazer... Se é melhoria, deve ser 11º, se é só para ingresso (mas que aumenta a tua média, embora as senhoras da secretaria ADOREM ateimar que não, mesmo quando lhes espetas a lei no nariz) provavelmente não pões nada ou 12º... Liga para a secretaria ou para a direção, ou ainda mesmo para a DGES, mas não te preocupes com isso, se não é erro teu, não te podem fazer nada. Secalhar se escreveres noutro tópico no fórum te saibam ajudar...

2014... também fiz esses na altura! sim porque também não sou novo nisto, epa e eu tive melhor nota em 2a fase.. embora o de 1a tenha sido mais fácil. Um fator muito importante: controlar a ansiedade. Para mim esse sim é a variável que mais me influencia! Já agora têm truques? ahah é que eu fico tão ansioso (porque preciso da nota alta :sleepy:)que depois nem leio atentamente as coisas e... falho!

Lá venho eu com a mesma lenga lenga: pratica, pratica, pratica. Eu achei que ia estar uma bola nervosa no dia do exame de matemática porque... matemática... mas pratiquei tanto que tava nas calmas... Só stressei quando olhei para o relógio e vi que, com a calma com que estava, tinha 2 perguntas para fazer e 20 minutos para acabar... Simula situação de exame. Se achas que mesmo assim não vai dar com nada, se conseguires, evita a cafeína... Ainda tens umas semanas para largar o vício haha (eu não quero nem consigo, café é vida *diz uma pessoa que sabe os males do café mas que andou num curso de saúde em que café não era só vital como componente da corrente sanguínea*). Se isto não resultar, olha, valdispert. Nunca achei que ia precisar até ter o meu exame de condução e minha nossa, salvou-me a vida (embora diga que não é aconselhado tomar antes de conduzir mas olha, shiu, não digas a ninguém que eu também não). Honestly acho que aquilo é mais placebo que outra coisa... Mas toma tipo 2 quando estiveres em casa ou assim, só para ver se não ficas grogue e se consegues raciocinar igual... (aquilo tem uma dose máxima diária tão alta que se achares que 2 não fazem nada, toma mais mas tem atenção a ti próprio, lê o folheto, não tomes mais que 3/4 de uma vez, tem atenção o teu peso, etc, etc. Por precaução toma quando estiveres ao pé de alguém embora aquilo seja inofensivo, nunca se sabe (não mais que 4 de uma vez se não quiseres ir dormir para o exame) Por acaso devia fazer o mesmo... Só porque a ansiedade é um bichinho que não controlamos muito. Não bebas, não aconselho. Há quem tome shots epah... às 9h30 da manhã... pois... Menos.
E o conselho melhor que alguma vez me deram (depois do standard: não fiques ansiosa, tipo yah obrigada, isso ajuda :expressionless:): aprende a respirar. Aprender a respirar, o quê? Mas isso não é uma coisa que toda a gente sabe fazer? Não... Especialmente em situações de stress. Há que garantir que entra muito oxigénio que o teu cérebro bem precisa. Enche o peito, depois o abdómen e expira pela mesma ordem, tipo 4 segundos de inspiração, 5 de expiração.
Com o ler... Epah, lê, relê e volta a ler, escreve, sublinha. Os meus exames parecem desenhos de crianças de 2 anos...(O enunciado)
 
  • Like
Reactions: Ricardo Vidal
Mas isto não está a mandar notificação porquê?!
Ora...


Então... Por partes: Produtores são do 1º nível trófico, os consumidores primários do 2º e por aí fora até aos decompositores.
Onde erras é ao dizer que todos os que vêm a seguir aos produtores são níveis tróficos superiores... Todos os consumidores são superiores uns aos outros, tanto que se comem, não se isto faz lógica... ou seja.... Tens fitoplanctôn no 1º nível, depois tens peixinhos que comem o fito e estão no 2º nível, se comem o fito, são superiores. Tens Outros peixes, que consomem os peixinhos que consomem o fito, pertencendo então ao 3º, sendo ainda mais superiores...
Ou seja, quanto maior o número do nível, mais superior é o ser que se encontra nesse nível, relativamente ao que vem antes.
É um pouco confuso porque nós lemos primeiro então pensamos: é o mais dos mais, ganhou, não há mais alto que isto; no entanto, apesar de lermos primeiro, o 1 é maior do que o 2, e é esta a ordem seguida, não sei se te faz sentido.
Por esta lógica de pensamento, a resposta é falsa.

Penso que 1º nivel trófico é inferior ao 2º nivel trófico que é inferior ao 3º nivel trófico etc.
Dado isto como os quimioautotróficos são autotrófico e por isso produtores são do 1º nivel trófico os consumidores sao 2º 3º etc.(se houver mais) niveis troficos por isso os consumidores (os animais que a pergunta fala) são de niveis tróficos superiores. (e não inferiore, daí ser falso). Não sei se me fiz entender...

Citei e pus a letras maiores o que me parece errado no teu comentário.

Olá :)
Muito obrigado pelo esclarecimento.
O meu raciocínio estava errado.

Todos os níveis tróficos que servem de alimento ao seguinte são inferiores a esse, e, consequentemente, todos os níveis tróficos que se alimentam de outros são superiores a esses.

Exemplo : as plantas estão num nível trófico inferior aos herbívoros, estando estes num nível superior em relação a elas, e assim sucessivamente ao longo de todos os níveis tróficos ..

Obrigado mais uma vez :)
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Andreia C.
Mas no ano passado pus 12º e era exame de fisica e quimica do 11º...

Se estamos a falar da mesma coisa , nesta folha onde diz ano de escolaridade por norma coloca-se o ano da disciplina , e não o ano de escolaridade em que estás inscrito
Só se isto mudou, mas eu de todas as vezes que fiz exame foi assim, alguém que me confirme sff , posso estar enganada

cabecalho+exame+nacional.jpg


Desculpa pela qualidade
 
Se estamos a falar da mesma coisa , nesta folha onde diz ano de escolaridade por norma coloca-se o ano da disciplina , e não o ano de escolaridade em que estás inscrito
Só se isto mudou, mas eu de todas as vezes que fiz exame foi assim, alguém que me confirme sff , posso estar enganada

cabecalho+exame+nacional.jpg


Desculpa pela qualidade
Ahahhah não comecem já a stressar :D
Os professores vigilantes dizem e escrevem tudo o que é necessário no quadro, mas confirmo que o ano que se deve colocar na folha é o ano de escolaridade em que oficialmente é aplicado o exame e não o ano que estão a frequentar (se bem que não creio que acontecesse alguma coisa caso a pessoa se enganasse e escrevesse o ano onde estava :P).
 
  • Like
Reactions: Ricardo Vidal