Bioquímica, Química ou Engenharia Química

 

Mymelo

Membro Dux
Matrícula
21 Novembro 2017
Mensagens
901
Curso
MEGIE
Instituição
IST
Boa tarde,

De momento encontro-me no 12º ano em Ciências e Tecnologias e chegou aquela altura em que devemos começar a pensar no curso que iremos seguir na universidade. No entanto, estou dividido entre: Bioquímica (FCUL), Química (FCUL), Engenharia Química (IST).

Tenho média de 17,4 com 17 no exame de Biologia/Geologia 13 no de Física e Química (pretendo repetir este ano) e estou com 19 a Matemática A, portanto, acho que média não vai ser um problema (espero eu).
Amo química, matemática e tenho algo gosto por Física (Termodinâmica) e Biologia (Genética sobretudo). Vejo-me, no futuro, a trabalhar num laboratório todos dias.
Já fiz alguma pesquisa em relação aos cursos que mencionei e ambos me atraem da mesma forma, apesar disso tenho algum receio em relação aos mesmos: Engenharia Química, receio que as saídas profissionais não sejam focadas em trabalho de laboratório e que a Física seja demais para mim; Bioquímica, receio que seja demasiada Biologia e que me afaste da química; Química, após falar com o meu professor de química ele disse que tanto Engenheiros Químicos como Químicos competem pelos mesmos lugares no mercado de trabalho e que geralmente as empresas preferem Engenheiros Químicos, outra coisa que tenho receio é o facto do curso ter como saída profissional o ensino secundário e básico que não quero.
Outro receio que tenho é a taxa de desemprego. No site da DGES permitem-nos aceder a informações estatísticas relacionadas ao curso na faculdade onde estamos pesquisar e os resultados que obtive, em relação à taxa de desemprego por observação do dado "Percentagem de recém-diplomados do curso que estão registados no IEFP como desempregados" foram: Bioquímica (FCUL) 2,2%, Engenharia Química (IST) 6,5% e Química 0% (duvido desta percentagem, uma vez que, no site da DGES, só há informação relativa a este curso desde 2016)

Espero que alguém me possa esclarecer algumas das dúvidas ou que me dê a sua opinião acerca dos cursos que mencionei ou que corrija alguma informação que tenha errada.

Obrigado
 
  • Like
Reactions: J_ml
Boa tarde,

De momento encontro-me no 12º ano em Ciências e Tecnologias e chegou aquela altura em que devemos começar a pensar no curso que iremos seguir na universidade. No entanto, estou dividido entre: Bioquímica (FCUL), Química (FCUL), Engenharia Química (IST).

Tenho média de 17,4 com 17 no exame de Biologia/Geologia 13 no de Física e Química (pretendo repetir este ano) e estou com 19 a Matemática A, portanto, acho que média não vai ser um problema (espero eu).
Amo química, matemática e tenho algo gosto por Física (Termodinâmica) e Biologia (Genética sobretudo). Vejo-me, no futuro, a trabalhar num laboratório todos dias.
Já fiz alguma pesquisa em relação aos cursos que mencionei e ambos me atraem da mesma forma, apesar disso tenho algum receio em relação aos mesmos: Engenharia Química, receio que as saídas profissionais não sejam focadas em trabalho de laboratório e que a Física seja demais para mim; Bioquímica, receio que seja demasiada Biologia e que me afaste da química; Química, após falar com o meu professor de química ele disse que tanto Engenheiros Químicos como Químicos competem pelos mesmos lugares no mercado de trabalho e que geralmente as empresas preferem Engenheiros Químicos, outra coisa que tenho receio é o facto do curso ter como saída profissional o ensino secundário e básico que não quero.
Outro receio que tenho é a taxa de desemprego. No site da DGES permitem-nos aceder a informações estatísticas relacionadas ao curso na faculdade onde estamos pesquisar e os resultados que obtive, em relação à taxa de desemprego por observação do dado "Percentagem de recém-diplomados do curso que estão registados no IEFP como desempregados" foram: Bioquímica (FCUL) 2,2%, Engenharia Química (IST) 6,5% e Química 0% (duvido desta percentagem, uma vez que, no site da DGES, só há informação relativa a este curso desde 2016)

Espero que alguém me possa esclarecer algumas das dúvidas ou que me dê a sua opinião acerca dos cursos que mencionei ou que corrija alguma informação que tenha errada.

Obrigado
Olá. O curso de Engenharia Química é focado em laboratório sim. Conheço alguns formados que estão a trabalhar em laboratórios, principalmente laboratórios farmacêuticos. Contudo, a principal saída profissional é a Indústria. Se tens gosto por química, matemática e Termodinâmica este é o curso certo para ti. Na biologia não há tanto foco (mesmo assim é costume haver pelo menos uma cadeira de bioquímica), mas isso também depende da Instituição em que estás. Em Lisboa existe o curso de Engenharia Química e Bioquímica também, na FCT da Universidade Nova de Lisboa, que tem um maior foco em biologia. Apesar de haver algumas cadeiras de física bem complicadas no curso, com estudo e muita persistência consegues fazê-las. Esses dados são um pouco enganadores. Emprego não costuma ser um grande problema neste curso, há sempre empresas a tentar recrutar novos engenheiros e costuma-se ganhar bem. Sinceramente, acho que os cursos de Bioquímica e Química têm taxas de desemprego maiores na realidade mas isso já tens que falar com pessoal que esteja nesses cursos.
Se quiseres perceber melhor as saídas profissionais, aconselho-te a ler as páginas 33,34 e 35 deste livro Elementary Principles Of Chemical Processes 3rd Edition COMPRESSED Pdf | Al-Zaytoonah University
 
  • Like
Reactions: Sonia Isabel
Ultimamente tenho andado mais inclinado para Engenharia Química, ainda bem que a parte de física que o curso foca mais é a que gosto.
Eu também achei um pouco estranho a percentagem ser mais alta na Engenharia tendo em conta que, na minha opinião, engenheiros são mais requisitados do que químicos.
Obrigado pela resposta.
 
No fim ter taxa de desemprego abaixo de 10% já é bom mas também tens que entender que se és bom vais ter emprego.
Sem ir ver os dados diria que os formados em química são menos do que os formados em engenharia quimica... existe uma coisa chamada de má gestão do número de vagas para o número de vagas no mercado de trabalho , ou seja , vai acontecer que vai sair muita gente como engenheira química e depois não há emprego para todos.
 
Engenharia química. Apesar de não ser das engenharias mais "empregáveis", hoje em dia há uma febre por engenheiros em Portugal. A maior parte dos anúncios de emprego em indústria pede engenheiros.

O IST tem uma localização geográfica estratégica porque um grande número de empresas farmacêuticas e alimentares tem indústria em Lisboa por isso podes facilmente arranjar um estágio de verão com eles ao longo do curso.
 
  • Like
Reactions: Mymelo
Boa tarde,

De momento encontro-me no 12º ano em Ciências e Tecnologias e chegou aquela altura em que devemos começar a pensar no curso que iremos seguir na universidade. No entanto, estou dividido entre: Bioquímica (FCUL), Química (FCUL), Engenharia Química (IST).

Tenho média de 17,4 com 17 no exame de Biologia/Geologia 13 no de Física e Química (pretendo repetir este ano) e estou com 19 a Matemática A, portanto, acho que média não vai ser um problema (espero eu).
Amo química, matemática e tenho algo gosto por Física (Termodinâmica) e Biologia (Genética sobretudo). Vejo-me, no futuro, a trabalhar num laboratório todos dias.
Já fiz alguma pesquisa em relação aos cursos que mencionei e ambos me atraem da mesma forma, apesar disso tenho algum receio em relação aos mesmos: Engenharia Química, receio que as saídas profissionais não sejam focadas em trabalho de laboratório e que a Física seja demais para mim; Bioquímica, receio que seja demasiada Biologia e que me afaste da química; Química, após falar com o meu professor de química ele disse que tanto Engenheiros Químicos como Químicos competem pelos mesmos lugares no mercado de trabalho e que geralmente as empresas preferem Engenheiros Químicos, outra coisa que tenho receio é o facto do curso ter como saída profissional o ensino secundário e básico que não quero.
Outro receio que tenho é a taxa de desemprego. No site da DGES permitem-nos aceder a informações estatísticas relacionadas ao curso na faculdade onde estamos pesquisar e os resultados que obtive, em relação à taxa de desemprego por observação do dado "Percentagem de recém-diplomados do curso que estão registados no IEFP como desempregados" foram: Bioquímica (FCUL) 2,2%, Engenharia Química (IST) 6,5% e Química 0% (duvido desta percentagem, uma vez que, no site da DGES, só há informação relativa a este curso desde 2016)

Espero que alguém me possa esclarecer algumas das dúvidas ou que me dê a sua opinião acerca dos cursos que mencionei ou que corrija alguma informação que tenha errada.

Obrigado

Olá,
Eu acabei o 1.º ano em Bioquímica na FCUL.
Primeiro que tudo... Não tens assim tanta Biologia como possas pensar. Eu nem gosto muito de Biologia e estou a adorar o curso. É verdade que o curso em si é mais Química no início e mais Biologia no fim, mas com as opcionais e assim acabas sempre por ter bastante Química (há pessoas que até desistem por acharem que se encontra em demasia). Há medida que avanças no curso, mesmo as cadeiras de Biologia pura começam a ter bastantes bases de Química e começas a explicar os conceitos com base na mesma, o que as torna bastante interessantes.
A média talvez suba, mas não muito, mas penso que não te tenhas de preocupar com isso... Devo avisar que o curso é um pouco mais puxado do que talvez possas esperar, mas é muito giro e todos se ajudam uns aos outros. O bom da Bioquímica é o leque de opções de mestrado/saídas profissionais ser tão grande e, à medida que evoluis no curso, vais percebendo cada vez mais o que gostas mesmo.
Qualquer dúvida que tenhas diz.
Boa sorte!
 
  • Like
Reactions: Mymelo and Blasty
É possível com engenharia química trabalhar mais em laboratório? Ou é dada preferência a quem sai de química?
 
É possível com engenharia química trabalhar mais em laboratório? Ou é dada preferência a quem sai de química?

Olá,
Estive a falar com uma colega minha do departamento, que está em Química. É assim: Engenharia Química é mais direcionada para laboratório do que Química Científica. No entanto, também tens a opção de Química Tecnológica (pelo menos na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa) que é igualmente direcionada para laboratório.
O problema das engenharias seja talvez o excesso de Física, Matemática e Programação que possas ter que, apesar de tudo, dão-te excelentes bases. No entanto, em Química Tecnológica tens muito maior componente laboratorial e menor componente de Física, Matemática ou de Programação.
Se gostares de Biologia também, Bioquímica (que é o meu curso) também é uma excelente opção para o fim laboratorial!!
Espero ter ajudado!!
Boa sorte !!
 
  • Like
Reactions: J_ml
Olá,
Estive a falar com uma colega minha do departamento, que está em Química. É assim: Engenharia Química é mais direcionada para laboratório do que Química Científica. No entanto, também tens a opção de Química Tecnológica (pelo menos na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa) que é igualmente direcionada para laboratório.
O problema das engenharias seja talvez o excesso de Física, Matemática e Programação que possas ter que, apesar de tudo, dão-te excelentes bases. No entanto, em Química Tecnológica tens muito maior componente laboratorial e menor componente de Física, Matemática ou de Programação.
Se gostares de Biologia também, Bioquímica (que é o meu curso) também é uma excelente opção para o fim laboratorial!!
Espero ter ajudado!!
Boa sorte !!
Muito obrigada pela ajuda :blush:
Eu também vi o curso de bioquímica, no entanto a área de biologia não me puxa muito: eu este ano estive em medicina e hmm..não correu muito bem (tanto que me traumatizei com bioquimica :sweatsmile:)
 
Gostaria de saber se a FEUP é bem conceitoada na parte de engenharia quimica e se os que se formam lá têm maior, menor ou igual taxa de desemprego perante essas instituições que foram referidas nos posts anteriores
 
Boa Tarde,

Gostava de saber de entre Engenharia Química, Química e Bioquímica, qual o curso que tem mais saídas e maior possibilidades de emprego.
 
Olá! Eu estou com uma dúvida em relação ao curso de Bioquímica que, se me conseguirem tirar, agradeço. A questão é a seguinte: com este curso é possível ter bases suficientes para trabalhar num laboratório para descobrir, por exemplo, curas para doenças, trabalhar com genética, vírus e bactérias e até chegar a produzir vacinas ou medicamentos? Também estou com a mesma dúvida em relação aos cursos de Biologia Celular e Molecular, Ciências Biomédicas Laboratoriais e Ciências Farmacêuticas. Pela minha pesquisa e, pelo que eu entendi, o curso de Ciências Farmacêuticas é o mais indicado para a produção de medicamentos. Já o curso de Ciências Biomédicas Laboratoriais é mais indicado para doenças o que, talvez, fosse o mais indicado, mas fiquei de pé atrás com algumas cadeiras que tenho visto face a este curso. O curso de Biologia Celular e Molecular também parece ser indicado, mas talvez menos que o anterior. Mas, parece que o de Bioquímica fica praticamente no mesmo patamar que o de BCM. Por isso, precisava mesmo de uma resposta de alguém que já tenha tido contacto com o curso, ou, mesmo que não tenha tido, me saiba responder com alguma certeza porque eu nunca tive contacto com a universidade nem com os cursos e não conheço ninguém que já os tenha frequentado. Muito Obrigada de coração ^_^
 
Olá! Eu estou com uma dúvida em relação ao curso de Bioquímica que, se me conseguirem tirar, agradeço. A questão é a seguinte: com este curso é possível ter bases suficientes para trabalhar num laboratório para descobrir, por exemplo, curas para doenças, trabalhar com genética, vírus e bactérias e até chegar a produzir vacinas ou medicamentos? Também estou com a mesma dúvida em relação aos cursos de Biologia Celular e Molecular, Ciências Biomédicas Laboratoriais e Ciências Farmacêuticas. Pela minha pesquisa e, pelo que eu entendi, o curso de Ciências Farmacêuticas é o mais indicado para a produção de medicamentos. Já o curso de Ciências Biomédicas Laboratoriais é mais indicado para doenças o que, talvez, fosse o mais indicado, mas fiquei de pé atrás com algumas cadeiras que tenho visto face a este curso. O curso de Biologia Celular e Molecular também parece ser indicado, mas talvez menos que o anterior. Mas, parece que o de Bioquímica fica praticamente no mesmo patamar que o de BCM. Por isso, precisava mesmo de uma resposta de alguém que já tenha tido contacto com o curso, ou, mesmo que não tenha tido, me saiba responder com alguma certeza porque eu nunca tive contacto com a universidade nem com os cursos e não conheço ninguém que já os tenha frequentado. Muito Obrigada de coração ^_^
Olá Gabriela! A resposta é: sim!! Este parece ser o curso certo para ti ! Em bioquímica aprendes imenso sobre regulação da expressão génica em diversos microorganismos para estudo de diferentes doenças. Esse foco é depois dado em mestrado ou num estágio que podes fazer com um dos professores do curso, no 3.º ano da licenciatura.
Biologia Celular e Molecular e Bioquímica basicamente abrem as mesmas portas para, mais tarde, a especialização em mestrado. Quanto a BCM não sei, mas quanto a Bioquímica posso garantir-te uma forte componente laboratorial (tens no 2.º e 3.º ano as Bioquímicas Experimentais I, II, III e IV na FCUL que são cadeiras exclusivamente laboratoriais e que acompanham as restantes cadeiras desse semestre, mas ainda tens laboratórios de Química-Física e Microbiologia, e no primeiro ano de Fundamentos de Química, Biologia Celular, Química Orgânica e Bioquímica I).
 
  • Fabulous
Reactions: Gabriela Borges
Olá Gabriela! A resposta é: sim!! Este parece ser o curso certo para ti ! Em bioquímica aprendes imenso sobre regulação da expressão génica em diversos microorganismos para estudo de diferentes doenças. Esse foco é depois dado em mestrado ou num estágio que podes fazer com um dos professores do curso, no 3.º ano da licenciatura.
Biologia Celular e Molecular e Bioquímica basicamente abrem as mesmas portas para, mais tarde, a especialização em mestrado. Quanto a BCM não sei, mas quanto a Bioquímica posso garantir-te uma forte componente laboratorial (tens no 2.º e 3.º ano as Bioquímicas Experimentais I, II, III e IV na FCUL que são cadeiras exclusivamente laboratoriais e que acompanham as restantes cadeiras desse semestre, mas ainda tens laboratórios de Química-Física e Microbiologia, e no primeiro ano de Fundamentos de Química, Biologia Celular, Química Orgânica e Bioquímica I).
Olá Rodrigo! Muito Obrigado por me responderes!! Muito Obrigado mesmo!! 😉😊
 
Olá!Tenho que me candidatar para a universidade este ano, e como tal, tenho pesquisado alguns cursos que me interessam! Sempre tive uma paixão muito grande por química, tanto que este ano vou acabar com média de 20 à disciplina, assim como me interesso muito por matemática, biologia, e digamos...um pouco por física (no meu caso é uma disciplina que requer mais estudo, apesar de acabar com média de 17). Nos últimos tempos, tenho me convencido que engenharia química talvez seja o curso para mim. Ao pesquisar algumas universidades, reparei que na Nova em Lisboa, existe engenharia química e bioquímica. Será que alguém me poderia esclarecer a diferença entre este curso e engenharia química? Pelo que entendi, focam-se mais em biologia do que em química, mas mesmo assim não cheguei a entender a 100%...Por outro lado, também reparei que as médias não são tão altas como por exemplo nos outros cursos de engenharia química em outras universidades, já pesquisei e o curso está em funcionamento desde 2006, será então por não ter muita saída ou por não ser muito conhecido? Por fim, o que acham da Nova? Sempre pensei em me candidatar para a FEUP, mas a minha curiosidade nesta Uni tem crescido, e de certo modo até me é mais conveniente estudar em Lisboa, para ficar mais perto da minha família.
 
Olá!Tenho que me candidatar para a universidade este ano, e como tal, tenho pesquisado alguns cursos que me interessam! Sempre tive uma paixão muito grande por química, tanto que este ano vou acabar com média de 20 à disciplina, assim como me interesso muito por matemática, biologia, e digamos...um pouco por física (no meu caso é uma disciplina que requer mais estudo, apesar de acabar com média de 17). Nos últimos tempos, tenho me convencido que engenharia química talvez seja o curso para mim. Ao pesquisar algumas universidades, reparei que na Nova em Lisboa, existe engenharia química e bioquímica. Será que alguém me poderia esclarecer a diferença entre este curso e engenharia química? Pelo que entendi, focam-se mais em biologia do que em química, mas mesmo assim não cheguei a entender a 100%...Por outro lado, também reparei que as médias não são tão altas como por exemplo nos outros cursos de engenharia química em outras universidades, já pesquisei e o curso está em funcionamento desde 2006, será então por não ter muita saída ou por não ser muito conhecido? Por fim, o que acham da Nova? Sempre pensei em me candidatar para a FEUP, mas a minha curiosidade nesta Uni tem crescido, e de certo modo até me é mais conveniente estudar em Lisboa, para ficar mais perto da minha família.

Olá!

Eu ando no Técnico em Engenharia Química, mas posso tentar responder às tuas dúvidas.

Bom, o curso de Engenharia Química e Bioquímica da Nova é diferente dos cursos de Engenharia Química que existem, pois para além de teres formação em Engenharia Química também aprendes Engenharia Bioquímica. Ou seja, para além de aprenderes como funcionam processos químicos a nível industrial, também aprendes como é que funcionam processos da área da biotecnologia, como por exemplo produção de biofármacos, produtos de indústria alimentar que se obtenham de forma biotecnológica etc.

Acho que o curso da Nova tem essa vantagem em relação aos cursos de Engenharia Química tradicionais, no entanto acabas por não aprender tanto sobre processos químicos.

Em relação às médias, estes apenas refletem o gosto dos alunos, acho que não reflete muito uma faculdade ser melhor que a outra.

Entre a FEUP e a Nova, acho que ambas as faculdades são igualmente boas. A diferença provavelmente reside na rede de contactos e proximidade de empresas que tens. Aqui em Lisboa tens empresas das mais diversas áreas desde petróleo, farmacêutica, alimentar, agrícola, tintas, papel etc. No Porto já não sei como é que é a situação.
 
Olá!

Eu ando no Técnico em Engenharia Química, mas posso tentar responder às tuas dúvidas.

Bom, o curso de Engenharia Química e Bioquímica da Nova é diferente dos cursos de Engenharia Química que existem, pois para além de teres formação em Engenharia Química também aprendes Engenharia Bioquímica. Ou seja, para além de aprenderes como funcionam processos químicos a nível industrial, também aprendes como é que funcionam processos da área da biotecnologia, como por exemplo produção de biofármacos, produtos de indústria alimentar que se obtenham de forma biotecnológica etc.

Acho que o curso da Nova tem essa vantagem em relação aos cursos de Engenharia Química tradicionais, no entanto acabas por não aprender tanto sobre processos químicos.

Em relação às médias, estes apenas refletem o gosto dos alunos, acho que não reflete muito uma faculdade ser melhor que a outra.

Entre a FEUP e a Nova, acho que ambas as faculdades são igualmente boas. A diferença provavelmente reside na rede de contactos e proximidade de empresas que tens. Aqui em Lisboa tens empresas das mais diversas áreas desde petróleo, farmacêutica, alimentar, agrícola, tintas, papel etc. No Porto já não sei como é que é a situação.
Obrigada por me ajudares a esclarecer as minhas dúvidas! Nunca duvidei que a Nova fosse uma boa universidade, pelo que só ouço coisas boas acerca, no entanto, fiquei reticente após ler alguns comentários que diziam que o curso não tinha saída. Sei que as médias de entrada não definem o principal, mas quando notei que de facto este curso tinha média muito inferior aos de engenharia química tradicional, pensei que estivesse relacionado com não ter muitas saídas ou oportunidades.
Já agora, esta adaptação do curso na Nova, com uma maior incidência em bioquímica, poderia abrir mais oportunidades e escolhas no futuro? Sairia prejudicada de alguma forma por não ter tanta formação em processos químicos?
 
Obrigada por me ajudares a esclarecer as minhas dúvidas! Nunca duvidei que a Nova fosse uma boa universidade, pelo que só ouço coisas boas acerca, no entanto, fiquei reticente após ler alguns comentários que diziam que o curso não tinha saída. Sei que as médias de entrada não definem o principal, mas quando notei que de facto este curso tinha média muito inferior aos de engenharia química tradicional, pensei que estivesse relacionado com não ter muitas saídas ou oportunidades.
Já agora, esta adaptação do curso na Nova, com uma maior incidência em bioquímica, poderia abrir mais oportunidades e escolhas no futuro? Sairia prejudicada de alguma forma por não ter tanta formação em processos químicos?
Depende dos teu objetivos. O curso da Nova do que percebi dá-te uma formação nas áreas das ciências da Engenharia Química que tens de saber mesmo que queiras trabalhar mais na parte da Engenheira Bioquímica. O que a Nova faz de diferente é após essa formação básica podes escolher se queres aprender mais sobre biotecnologia (Engenharia Bioquímica) ou sobre então aprofundares o que aprendeste sobre ciências de Engenharia Química e transpor isso para áreas que são puramente da Engenharia Química como os combustíveis, produção de energia, tintas, plásticos. Acho que se tu queres alguma destas áreas mais vale um curso de Engenharia Química tradicional.
Agora as áreas da indústria farmacêutica, indústria alimentar e águas usam tanto processos químicos como processos biotecnologicos. De modo que teres alguma formação em engenharia bioquímica é útil, mas com um curso de Engenharia Química tradicional também consegues chegar a estas áreas, visto que é comum na parte do mestrados os cursos de Engenharia Química também terem 1 ou 2 cadeiras sobre biotecnologia.

Portanto como podes ver depende bastante dos teus objetivos.

Dou-te o meu exemplo. Eu estou num curso de Engenharia Química no Técnico e quero trabalhar na área da indústria farmacêutica ou então na área da consultadoria. Escolhi uma Engenharia Química mais tradicional, porque no mestrado (no caso do Técnico) posso fazer um minor em Tecnologias Biológicas e aprender um pouco de Engenharia Bioquímica. No entanto, também sei que entre o técnico e a Nova no técnico posso ter uma rede de contactos com empresas maior o que é sempre útil.

Não sei se consegui esclarecer-te a tua dúvida, mas isso é porque depende bastante dos teus objetivos e do que queres fazer.
 
Olá,
Eu acabei o 1.º ano em Bioquímica na FCUL.
Primeiro que tudo... Não tens assim tanta Biologia como possas pensar. Eu nem gosto muito de Biologia e estou a adorar o curso. É verdade que o curso em si é mais Química no início e mais Biologia no fim, mas com as opcionais e assim acabas sempre por ter bastante Química (há pessoas que até desistem por acharem que se encontra em demasia). Há medida que avanças no curso, mesmo as cadeiras de Biologia pura começam a ter bastantes bases de Química e começas a explicar os conceitos com base na mesma, o que as torna bastante interessantes.
A média talvez suba, mas não muito, mas penso que não te tenhas de preocupar com isso... Devo avisar que o curso é um pouco mais puxado do que talvez possas esperar, mas é muito giro e todos se ajudam uns aos outros. O bom da Bioquímica é o leque de opções de mestrado/saídas profissionais ser tão grande e, à medida que evoluis no curso, vais percebendo cada vez mais o que gostas mesmo.
Qualquer dúvida que tenhas diz.
Boa sorte!
Olá Rodrigo. Já se passaram 6 anos desde esta mensagem, então soponho que já tenhas acabado a licenciatura. 😊 Hoje em dia trabalhas na área de Bioquímica? Estou a perguntar porque também estou a tirar esse curso e queria saber se no futuro me espera o desemprego. 😢Obrigado desde já.