Bolsa de Estudo - Dúvidas gerais

Olá! Alguém me consegue dizer se eu tenho direito a bolsa +superior no segundo ano, não tendo pedido no primeiro ano de inscrição na faculdade?
Obrigada!
 
Olá! Alguém me consegue dizer se eu tenho direito a bolsa +superior no segundo ano, não tendo pedido no primeiro ano de inscrição na faculdade?
Obrigada!
Tinhas de pedir esse apoio logo no 1° ano.
 
Tinhas de pedir esse apoio logo no 1° ano.
Não é meio mau não puder fazer isso tho? Não sei, não me parece muito justo... imagina que alguém não fazia ideia nenhuma que existe esse tipo de apoios e só descobre depois de completar o 1º ano e já não pode fazer isso... acho mau.
 
Não é meio mau não puder fazer isso tho? Não sei, não me parece muito justo... imagina que alguém não fazia ideia nenhuma que existe esse tipo de apoios e só descobre depois de completar o 1º ano e já não pode fazer isso... acho mau.
São bolsas de número limitado para incentivo a estudar fora das principais cidades. Sendo um número limitado de bolsas, normal que a prioridade seja beneficiar alunos que escolheram instituições abrangidas pelo programa, especialmente no início do percurso. A bolsa deixa até beneficiar quem mude de curso e há possibilidade de candidatarem-se fora do prazo, meramente tinham que se candidatar ainda no ano lectivo da colocação. Se a informação deveria ser mais divulgada (sobretudo ainda no final do secundário), sim, mas não me compete a mim avaliar critérios de "justiça". Também estamos a falar de bolsas de estudo e estas são do interesse dos estudantes, pelo que em parte, além da informação circular, os alunos também têm de ter alguma iniciativa neste tipo de informações ou correm riscos (porque em geral, da universidade para a frente és considerado responsável por ti próprio e há muito menos acompanhamento do que no ensino obrigatório). Fazemos o que podemos deste lado, mas nem sempre é fácil chegarmos a todos. Recentemente, consegui ajudar uma pessoa a fazer Reingresso fora do prazo e já estamos a falar de situações em que havia justificação fundamentada e teve de ser feito um requerimento ao director da instituição. É mesmo muito complicado fugir a estas coisas e o meu único conselho é genuinamente o pessoal andar muito em cima destas informações de apoios, bolsas, etc.
 
São bolsas de número limitado para incentivo a estudar fora das principais cidades. Sendo um número limitado de bolsas, normal que a prioridade seja beneficiar alunos que escolheram instituições abrangidas pelo programa, especialmente no início do percurso.
Pois, compreendo isso.
A bolsa deixa até beneficiar quem mude de curso e há possibilidade de candidatarem-se fora do prazo, meramente tinham que se candidatar ainda no ano lectivo da colocação.
Ok, isso é bom.
É mesmo muito complicado fugir a estas coisas e o meu único conselho é genuinamente o pessoal andar muito em cima destas informações de apoios, bolsas, etc.
Pois... O problema é que muitas escolas podem não se preocupar o suficiente para informar os seus alunos quanto a isso. A minha até que falou nisso e também há sites online onde podes ir ver quais as bolsas que te podes candidatar, o que é bom.
os alunos também têm de ter alguma iniciativa neste tipo de informações ou correm riscos (porque em geral, da universidade para a frente és considerado responsável por ti próprio e há muito menos acompanhamento do que no ensino obrigatório)
Concordo. As pessoas também têm de ser mais independentes. Acho que a parte má seria as pessoas que não tinham direito a bolsa no primeiro ano, mas no segundo ano por algum motivo já tinham direito a tal, não podiam fazer isso. Também tem bolsa de emergência então dá cover nisso.
 
  • Like
Reactions: Ariana_
Bom dia, sabem se uma pessoa que mora a 46kms da faculdade tem direito ao complemento de alojamento?
Se precisares de arrendar quarto/casa ou ficar numa residência universitária e fores bolseiro DGES, sim, recebes o complemento de alojamento.
 
Outra situação e explicas que vives numa casa com uma senhora que não é tua familiar, mas não pagas tu a renda
Desculpa vir buscar uma mensagem tão antiga mas é praticamente o mesmo caso que ela, mas vivo sozinha numa casa e o meu senhorio deixou-me cá estar a viver sem pagar nada por ser também amigo da minha família e gostar muito da minha avó que era com quem eu vivia antes dela ter falecido. Eu coloquei "outra situação" e expliquei isto mas fiquei com medo que não fosse válido. Achas que dá? 😭
 
Desculpa vir buscar uma mensagem tão antiga mas é praticamente o mesmo caso que ela, mas vivo sozinha numa casa e o meu senhorio deixou-me cá estar a viver sem pagar nada por ser também amigo da minha família e gostar muito da minha avó que era com quem eu vivia antes dela ter falecido. Eu coloquei "outra situação" e expliquei isto mas fiquei com medo que não fosse válido. Achas que dá? 😭
Sim, eles vão avaliar o facto de viveres numa casa que te "acolhe" e o teu senhorio não vive contigo, nem faz parte do teu agregado. Não te preocupes!
 
  • Like
Reactions: soraiarftorres
Olá. Tenho de enviar um documento adicional com o rendimento mensal médio de um dos membros do agregado familiar. No entanto, não percebo nada disto e confesso que não sei onde posso verificar/como calcular este valor. Alguém me consegue ajudar? Obrigada.
 
Olá. Tenho de enviar um documento adicional com o rendimento mensal médio de um dos membros do agregado familiar. No entanto, não percebo nada disto e confesso que não sei onde posso verificar/como calcular este valor. Alguém me consegue ajudar? Obrigada.
Quando fez o pedido da bolsa adicionou os rendimentos do agregado familiar e o valor das contas no banco a 31 Dezembro ano anterior? Se sim talvez lhe estejam a pedir os comprovativos desses mesmos rendimentos em relação a pessoa que eles mencionam no agregado
 
  • Like
Reactions: carina_pereira25
Olá. Tenho de enviar um documento adicional com o rendimento mensal médio de um dos membros do agregado familiar. No entanto, não percebo nada disto e confesso que não sei onde posso verificar/como calcular este valor. Alguém me consegue ajudar? Obrigada.
Olá!
Dependendo da situação, podes fazer uma estimativa do valor. Por exemplo, no meu caso a minha mãe é empregada doméstica, logo o salário dela depende muito das horas que ela faz por mês. Na altura o que me costumavam pedir era uma declaração sob compromisso de honra onde indicasse a média salarial dela. Tens que verificar na plataforma da DGES que tipo de documento eles estão a pedir (declaração sob compromisso de honra, declaração da segurança social, etc...).
 
Olá Alexandra! Obrigada por responderes. :) Pois a minha mãe é trabalhadora independente, ou seja o salário dela varia de mês para mês. Neste caso pediram-me a declaração sob compromisso de honra do rendimento médio mensal da minha mãe. Tiro este valor a partir do IRS, correto? Onde verifico o rendimento anual bruto e a partir dai estimo o rendimento mensal medio?
 
  • Like
Reactions: Alexandra S.
Olá Alexandra! Obrigada por responderes. :) Pois a minha mãe é trabalhadora independente, ou seja o salário dela varia de mês para mês. Neste caso pediram-me a declaração sob compromisso de honra do rendimento médio mensal da minha mãe. Tiro este valor a partir do IRS, correto? Onde verifico o rendimento anual bruto e a partir dai estimo o rendimento mensal medio?
Sim, podes usar os valores do IRS para te baseares numa estimativa do valor médio mensal e, a partir daí, redigires a declaração.