Calculo valor da bolsa

elson.S

Membro Caloiro
Matrícula
8 Outubro 2022
Mensagens
5
calculoBolsa.jpeg

Podem pf esclarecer-me se está correta esta observação?
Ou seja, uma família em rendimento anual de 14254.56€ aluno recebe mesma bolsa que outra família com rendimento 27mil anual ?
 
Muito injusto, a diferença do rendimento é o dobro, é incomparável o esforço financeiro...
É o que temos, mas obrigado pela confirmação
No entanto, há várias situações em que alguém que tem pouco rendimento tem várias isenções e descontos em serviços públicos, mas quem tem algum rendimento a mais já não tem as isenções e acaba por ter maiores dificuldades.

Neste caso, a questão seria se está certo dar um mínimo de bolsa a quem aparenta ter rendimentos não tão baixos. Considerando que provavelmente terá mais custos e encargos do que alguém com rendimento menor, talvez até faça sentido.
 
No entanto, há várias situações em que alguém que tem pouco rendimento tem várias isenções e descontos em serviços públicos, mas quem tem algum rendimento a mais já não tem as isenções e acaba por ter maiores dificuldades.

Neste caso, a questão seria se está certo dar um mínimo de bolsa a quem aparenta ter rendimentos não tão baixos. Considerando que provavelmente terá mais custos e encargos do que alguém com rendimento menor, talvez até faça sentido.
Não sei que isenções fala mas isento de pagar taxas moderadoras, entradas grátis em museus, não ajuda em nada... Não existem outros apoios para este valor de rendimentos (rsi ou outros subsidios)
Continuo a pagar totalidade passe, propinas, e outras despesas associadas.
Pode explicar que isenções ou descontos se tratam?


Não entendi quando diz que rendimento menor tem menos custos/encargos...
 
Não sei que isenções fala mas isento de pagar taxas moderadoras, entradas grátis em museus, não ajuda em nada... Não existem outros apoios para este valor de rendimentos (rsi ou outros subsidios)
Continuo a pagar totalidade passe, propinas, e outras despesas associadas.
Pode explicar que isenções ou descontos se tratam?


Não entendi quando diz que rendimento menor tem menos custos/encargos...
Em relação a descontos e isenções, há a isenção das taxas moderadoras, descontos nos transportes, há quem tenha renda mais barata (bairros «sociais»), possivelmente outras situações. E pode parecer injusto para alguém que tenha rendimentos suficientes para não beneficiar disto, que haja quem beneficie, que acaba por ter as coisas mais facilitadas. Talvez isso seja tido em conta ao alargar o âmbito do valor mínimo de bolsa às tais famílias que não fazem tanto esforço financeiro.
 
Em relação a descontos e isenções, há a isenção das taxas moderadoras, descontos nos transportes, há quem tenha renda mais barata (bairros «sociais»), possivelmente outras situações. E pode parecer injusto para alguém que tenha rendimentos suficientes para não beneficiar disto, que haja quem beneficie, que acaba por ter as coisas mais facilitadas. Talvez isso seja tido em conta ao alargar o âmbito do valor mínimo de bolsa às tais famílias que não fazem tanto esforço financeiro.

Ou seja, maior parte das pessoas com baixos rendimentos vivem em habitações sociais é isso? Entendo o que quer dizer mas não faz sentido nenhum, o património imobiliário ja entra no calculo da bolsa.

Pelo que diz uma família 3 adultos com rendimento mensal de 1100 € tem menos esforço financeiro porque tem descontos (taxas moderadoras, transportes) do que uma família de 3 adultos com rendimento 2250€?(usei valor da imagem do post).
É isso?
1100 mes /3pessoas = 366€ por pessoa/mes
Sendo que abaixo 530€ é considerado probreza extrema segundo o governo/uniao europeia...
 
Última edição:
Ou seja, maior parte das pessoas com baixos rendimentos vivem em habitações sociais é isso? Entendo o que quer dizer mas não faz sentido nenhum, o património imobiliário ja entra no calculo da bolsa.

Pelo que diz uma família 3 adultos com rendimento mensal de 1100 € tem menos esforço financeiro porque tem descontos (taxas moderadoras, transportes) do que uma família de 3 adultos com rendimento 2250€?(usei valor da imagem do post).
É isso?
1100 mes /3pessoas = 366€ por pessoa/mes
Sendo que abaixo 530€ é considerado probreza extrema segundo o governo/uniao europeia...
Eu não disse que toda a gente que tem menos rendimento tem menos esforço. Digo que de uma perspetiva pode parecer injusto que uma família com maior rendimento tenha bolsa igual, mas da perspetiva de uma família com maior rendimento e com muitos custos poderia parecer injusto se não recebesse a bolsa mínima também. A minha questão não é relativa às imagens, é relativa à perceção de injustiça, que pode acontecer de mais do que um lado. Sem conhecer os casos concretamente, fica difícil julgar algo como injusto, e pode ser melhor dar um benefício maior a quem tenha mais rendimentos, a contar com a possibilidade de em alguns casos haver mais encargos.

Mas isto tudo é palha que veio do meu comentário:
No entanto, há várias situações em que alguém que tem pouco rendimento tem várias isenções e descontos em serviços públicos, mas quem tem algum rendimento a mais já não tem as isenções e acaba por ter maiores dificuldades.

Neste caso, a questão seria se está certo dar um mínimo de bolsa a quem aparenta ter rendimentos não tão baixos. Considerando que provavelmente terá mais custos e encargos do que alguém com rendimento menor, talvez até faça sentido.

Eu talvez tenha falado demais, acho isto não interessa para o assunto do tópico.
 
Olá a todos,

Desculpem-me o incómodo, mas já ando a querer estudar à vários anos numa licenciatura que me dá equivalência a 8 disciplinas de um CET que já fiz há mais de 5 anos, mas fico sempre sem saber o que fazer quanto à bolsa da ação social e quanto ao complemento de alojamento.

Sendo assim, como não tenho nada a temer, e se alguém me ajudar, o que agradeço desde já, posso dizer a situação do meu agregado familiar: tenho o meu pai reformado que ganha 358€ por mês, a minha mãe que ganha por volta dos 750 a 790€ por mês, e eu que tenho 275€ por mês.

Pelo que vi no site da DGES, aparece a seguinte frase:
"Número de bolseiros irá aumentar sendo abrangidos os candidatos com menos de 8.962€ per capita no seu agregado familiar"

Como os valores todos somados, a 12 meses, faz quase 13.000€, penso que esteja fora da lista dos 8.962€, mas não faz sentido, com as tabelas que apresentaram acima.

Sendo assim e segundo a minha situação financeira, alguém me poderá elucidar a responder se posso ir para um estabelecimento de ensino superior que fica a mais de 70KM de minha casa, estudar o curso que sempre quis, e que por impossibilidades financeiras nunca o consegui realizar?

Perdi muitos anos de vida a tentar estudar sem sucesso no estabelecimento de ensino superior da minha região, porque simplesmente não conseguia fazer a dita Engenharia numa certa área.

Se existir alguma alma caridosa, que me possa ajudar, agradeço muito a ajuda assim como a atenção.

(Se for possível, indicarem-me quais são os valores que com que poderei ficar, fico grato também)

Obrigado e Cumprimentos.
 
Última edição:
Como os valores todos somados, a 12 meses, faz quase 13.000€
Não sei que aritmética é essa. 790+358+275 = 1423; 1423*12/3 = 5692 < 8962; e se for 14 meses, 1423*14/3 ≈ 6641 < 8962.
O teu agregado familiar encontra-se abaixo do rendimento máximo pela frase que partilhaste. Onde foste buscar o 13000?
 
  • Like
Reactions: carlos.fcpb
Não sei que aritmética é essa. 790+358+275 = 1423; 1423*12/3 = 5692 < 8962; e se for 14 meses, 1423*14/3 ≈ 6641 < 8962.
O teu agregado familiar encontra-se abaixo do rendimento máximo pela frase que partilhaste. Onde foste buscar o 13000?

Olá Bom Dia,

Pois, pelos vistos não era como eu pensava.

Eu apenas tinha somado as três mensalidades e depois multipliquei por 12 vezes sem fazer a divisão por 3, mas nem já multiplicado por 12 vezes me deu por volta dos 1423. Usei a calculadora do Windows.

Muito obrigado pela ajuda e pela atenção!

EDIT: Devo ter feito só o salário da minha mãe com a reforma do meu pai vezes 12 meses. Do género 358 + 750 * 12 meses = 13296€
Como já estava com medicação em cima e já passavam das 1:30h da manhã, não devo de ter tomada a devida atenção por causa dos medicamentos.
 
Última edição:
multipliquei por 12 vezes sem fazer a divisão por 3

Aqui trata-se de rendimento "per capita", ou seja, por pessoa. Obtém-se pegando no total e dividindo pelo número de pessoas. Pela informação que deste, entendi que este era 3.
Quanto ao 12 vezes, não te sei dizer se eles usam 12 meses ou 14 para efectuar o cálculo, mas em qualquer dos casos o teu agregado familiar encontra-se dentro do limite.
 
  • Like
Reactions: carlos.fcpb