"Como funciona" a praxe

 
Análise geral: a praxe não funciona. A praxe vai funcionando. Não há regras: por ser baseada na tradição, os costumes são semelhantes de ano para ano, mas não é um modelo a seguir.

Alguns gostam da praxe outros não.É verdade que é baseada num tradição antiga que começou em Coimbra, mas varia de região para região e de universidade para universidade. Cada Universidade tem o seu próprio código de praxe baseado no antigo de coimbra mas completamente diferente, com hierarquias diferentes, com regras de utilização de traje diferentes pois até os trajes diferem de universidade para universidade. Até mesmo a praxe que é realizada no mesmo curso é diferente de ano para ano que dependendo do que os praxantes querem fazer valer da praxe é passado certos valores aos caloiros.
Mas nem todos têm de gostar ou compreender.
Aqui tens o código de praxe da UM que mostra como a praxe tem de ser organizada para funcionar
 

Attachments

  • codigo20152016.pdf
    621 KB · Visitas: 114
Não há regras????

Há. São, por exemplo, como as provas de aferição e os exames nacionais nos 1.º, 2.º e 3.º ciclos. Mudam sempre um pouco, apesar da essência estar lá.

Alguns gostam da praxe outros não.É verdade que é baseada num tradição antiga que começou em Coimbra, mas varia de região para região e de universidade para universidade. Cada Universidade tem o seu próprio código de praxe baseado no antigo de coimbra mas completamente diferente, com hierarquias diferentes, com regras de utilização de traje diferentes pois até os trajes diferem de universidade para universidade. Até mesmo a praxe que é realizada no mesmo curso é diferente de ano para ano que dependendo do que os praxantes querem fazer valer da praxe é passado certos valores aos caloiros.
Mas nem todos têm de gostar ou compreender.
Aqui tens o código de praxe da UM que mostra como a praxe tem de ser organizada para funcionar

Um código de Praxe? Pergunta aos praxantes se alguma vez o leram com olhos de ler. Feita a dita entrevista, coloca aqui os resultados... se os achares relevantes.
 
Olá, alguém me sabe explicar o que devo fazer em caso de não querer aderir à praxe?

Dizer que não se te perguntarem, simplesmente

As praxes alteram em alguma coisa o início das aulas ?

Não, mas há instituições onde incentivam faltar à 1ª semana de aulas para ir à praxe, o que não se devia fazer. Só por ser uma semana introdutória não significa que não se deve ir, pode ser a mais importante (onde ficas a conhecer o professor, o programa mais ao pormenor, bibliografia recomendada pelo próprio, etc)
 
Olá, eu posso desistir da praxe ao fim dos primeiros dias?

Podes claramente, basta chegares perto de algum dos doutores e dizer que aquilo não é para ti e que queres desistir (vão tentar 1001 maneiras convencer-te a ficar lá).

Dizer que não se te perguntarem, simplesmente

Não corro o risco de ser praxada na mesma?
E não vou sofrer consequências? E se me apanharem sozinha?

Se disseres que não queres ser praxada ninguém te vai praxar, não há consequências nenhumas por não ir a praxe, eu saí após um dia de praxe não morri e imensos colegas meus desistiram passado 1 dia, 2 dias, 1 mes, 3 meses... O máximo que vai acontecer é não "conheceres" os teus colegas porque eles vão estar em atividades de praxe no 1º ano, os meus melhores amigos são alunos que curiosamente eram da praxe e só os conheci melhor no 2º ano do curso :D

Se te apanharem sozinha vão passar por ti como se nada fosse, se existir algum tipo de ameaça ou intimidação informa-te como te podes queixar na direcção. Na minha faculdade explicaram que se alguma vez houvesse um problema havia um email especial para este fim que tratava posteriormente do caso.

Boa sorte e não tenhas medo de dizer não mal chegues lá ou de desistir caso queiras experimentar.
 
Olá! Gostava que alguém que esteja numa destas universidades (ISCTE, Faculdade de Ciências de Lisboa) ou que esteve ou que tenha conhecimento, que me diga como são vividas as praxes e o que fazem. Ouvi dizer que a 1ª semana nunca devemos ir. É verdade?
 
Há. São, por exemplo, como as provas de aferição e os exames nacionais nos 1.º, 2.º e 3.º ciclos. Mudam sempre um pouco, apesar da essência estar lá.



Um código de Praxe? Pergunta aos praxantes se alguma vez o leram com olhos de ler. Feita a dita entrevista, coloca aqui os resultados... se os achares relevantes.

A pergunta do PSilva foi com tom de ironia ahaha xD
Na minha faculdade, há código de praxe, e o meu departamento em específico leva o código muito a sério no sentido em que nos ensinam o código e incentivam-nos a ler (muitas e muitas vezes fizeram-nos perguntas, explicaram-nos o que se pode ou não fazer, para nos podermos proteger e etc. Agora, verdade é que em muitas universidades os praxantes e os praxados não sabem nem o básico do que diz nos códigos, tolerando e cometendo assim certos abusos que não vão de acordo com o código xD
 
  • Like
Reactions: AnaSS
Há. São, por exemplo, como as provas de aferição e os exames nacionais nos 1.º, 2.º e 3.º ciclos. Mudam sempre um pouco, apesar da essência estar lá.



Um código de Praxe? Pergunta aos praxantes se alguma vez o leram com olhos de ler. Feita a dita entrevista, coloca aqui os resultados... se os achares relevantes.

Pergunto e foi algo que perguntei muito no meu ano de caloira e a resposta que obtive foi marioritaria positiva. Ouve todos têm o direito de escolher o que gostam ninguém impõem nada mas não devemos influenciar as escolhas de quem nunca sequer experimentou a praxe, porque ir com ideias negativas não é bom e não tentar compreender também não é bom.
É verdade que tens casos de abuso de força e essas pessoas que abusam são as que não seguem o codigo mas também tens as pessoas que não abusam que lêem o codigo e contribuem para um bom funcionamento da praxe. Não podemos generalizar só os maus acontecimentos temos de também ver o que a praxe pode trazer de positivo e acabar com o negativo.
Cada um tem a sua opinião e tem direito de a usar e mostrar qual é mas não tem o direito de a impor. Se tu não gostas muito bem mas deixa os outros terem direito à sua opinião e aos novos alunos que nunca tiveram a experiência da praxe descobrirem como funciona e se gostam por eles mesmos.
 
  • Like
Reactions: Alexandra S.
Como é que é a praxe da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa? (Eles avisam se forem sujar a roupa? Começa logo no dia das inscrições?)
 
Pessoal, uma pergunta um pouco estranha talvez xD : Na praxe vai ser pedido muitas vezes para beber bebidas alcoólicas em grande quantidade? É que eu tenho um problema de pele que com o álcool em exagero tende a piorar muito e gostava por isso de saber se vou ter de passar o curso com o look à freddy krueger xD
 
  • Like
Reactions: AnaSS
Pessoal, uma pergunta um pouco estranha talvez xD : Na praxe vai ser pedido muitas vezes para beber bebidas alcoólicas em grande quantidade? É que eu tenho um problema de pele que com o álcool em exagero tende a piorar muito e gostava por isso de saber se vou ter de passar o curso com o look à freddy krueger xD

Ninguém te pode obrigar a beber bebidas alcoólicas, com certeza haverá alternativas (se estivermos a falar de jantares de curso e assim)
 
Olá, alguém me sabe explicar o que devo fazer em caso de não querer aderir à praxe?
Quando te abordarem dizes que não queres participar. Ao contrário do que advogam "ah e tal não vais à praxe és excluído das atividades" isso é tanga. O que acontece é que indo à praxe conheces mais pessoas, não só caloiros com quem passas mais tempo e, por isso, podes, eventualmente, criar mais afinidade, mas também com os mais velhos que acabas por conhecer melhor. Deste modo, acabas por ser convidado para mais coisas porque mais pessoas te conhecem. Apenas isso
 
Pessoal, uma pergunta um pouco estranha talvez xD : Na praxe vai ser pedido muitas vezes para beber bebidas alcoólicas em grande quantidade? É que eu tenho um problema de pele que com o álcool em exagero tende a piorar muito e gostava por isso de saber se vou ter de passar o curso com o look à freddy krueger xD
Na minha praxe é proibido o consumo de bebidas alcoólicas. Depois, em jantares de curso e saídas bebes se queres