Congelamento/Cancelamento de matrícula/curso na ESHTE

Catarina Barros2000

Membro Caloiro
Matrícula
29 Setembro 2018
Mensagens
1
Olá boa tarde,

Entrei na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, no curso de Gestão Hoteleira, tendo feito e pago a respectiva matrícula para o ano lectivo 2018/2019. No entanto decidi fazer um Gap Year no estrangeiro. Por essa razão fui ontem à escola para proceder ao cancelamento (ou congelamento) da minha matrícula, e o problema começou aí....a senhora da secretária disse-me que era impossível cancelar a matrícula. Disse-me ainda que fosse ou não às aulas, tinha que pagar as propinas do ano todo, e caso não pagasse o processo ía para as finanças...adiantou-me ainda que no momento da matrícula assinei um documento em que me comprometia a pagar as propinas do ano todo.

Para além da informação que recolhi junto da Universidade de Lisboa onde me disseram que podia cancelar a matrícula e se quisesse poderia fazer o reingresso posteriormente, no momento da matrícula na referida Escola de Turismo só me colocaram os papéis à frente para assinar, dizendo "despache-se menina, que tem mais gente à espera para se matricular".

Gostava de ter a vossa opinião sobre este assunto, nomeadamente: A possibilidade de cancelamento de uma matrícula e posterior reingresso está estabelecido nas leis gerais de acesso ao ensino superior, ou é uma decisão própria de cada estabelecimento de ensino superior?
Poderá um estabelecimento de ensino superior fazer um aluno assinar um documento em que diz que sou obrigada a pagar o ano todo, num momento de pressão, que é o processo de matrícula?

Aguardo com expectativa uma opinião vossa.
Obrigado,
Catarina
 

Margarida 286

Membro
Matrícula
19 Setembro 2018
Mensagens
22
Olá boa tarde,

Entrei na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, no curso de Gestão Hoteleira, tendo feito e pago a respectiva matrícula para o ano lectivo 2018/2019. No entanto decidi fazer um Gap Year no estrangeiro. Por essa razão fui ontem à escola para proceder ao cancelamento (ou congelamento) da minha matrícula, e o problema começou aí....a senhora da secretária disse-me que era impossível cancelar a matrícula. Disse-me ainda que fosse ou não às aulas, tinha que pagar as propinas do ano todo, e caso não pagasse o processo ía para as finanças...adiantou-me ainda que no momento da matrícula assinei um documento em que me comprometia a pagar as propinas do ano todo.

Para além da informação que recolhi junto da Universidade de Lisboa onde me disseram que podia cancelar a matrícula e se quisesse poderia fazer o reingresso posteriormente, no momento da matrícula na referida Escola de Turismo só me colocaram os papéis à frente para assinar, dizendo "despache-se menina, que tem mais gente à espera para se matricular".

Gostava de ter a vossa opinião sobre este assunto, nomeadamente: A possibilidade de cancelamento de uma matrícula e posterior reingresso está estabelecido nas leis gerais de acesso ao ensino superior, ou é uma decisão própria de cada estabelecimento de ensino superior?
Poderá um estabelecimento de ensino superior fazer um aluno assinar um documento em que diz que sou obrigada a pagar o ano todo, num momento de pressão, que é o processo de matrícula?

Aguardo com expectativa uma opinião vossa.
Obrigado,
Catarina


Não te posso dar certezas mas acho um bocado impossível não puderes efetuar o congelamento ou anulação de matrícula, eu por exemplo, também pretendo congelar a minha matrícula porque não estou a conseguir adaptar-me à faculdade e posso faze-lo tenho é prazos.
 

Adiogo

Membro Caloiro
Matrícula
4 Março 2019
Mensagens
1
Olá, entrei na Uminho e neste momento pretendo mudar de curso, será possível congelar a matrícula? Ficarei a pagar as propinas na mesma?
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
23,959
Curso
MEAer + MEGIE
Instituição
Técnico - ULisboa
Olá @Adiogo
Olá, entrei na Uminho e neste momento pretendo mudar de curso, será possível congelar a matrícula? Ficarei a pagar as propinas na mesma?
Podes anular a matrícula. As condições dependem de cada instituição, nomeadamente no que ao pagamento das propinas diz respeito. Mas nesta altura do campeonato, com o segundo semestre já a decorrer, o mais provável é teres de pagar as propinas completas.