Desistir do curso

Catarina5

Membro Veterano
Matrícula
15 Junho 2015
Mensagens
326
Boa noite,
Eu não gosto do curso em que estou, não gosto da faculdade e estou em dúvida se devia desistir do curso ou acabar o primeiro ano. Se desistir do curso, haverá alguma consequência? Se algumas pessoas que desistiram podiam me falar da sua experiência, se houve consequências?
Obrigada
 

Alchofras

Membro Veterano
Matrícula
8 Dezembro 2016
Mensagens
311
Curso
Engenharia Mecânica
Instituição
FEUP
Isso é muito relativo. Em alguns casos, não tem mal nenhum e faz sentido desistir. Uma pessoa deve estar no curso/a fazer aquilo que gosta. Agora, tu é que tens de ver se esse curso é parecido com o que gostas (se for, até podes ter cadeiras em comum com o curso que queres e depois podes tentar mudar), se achas que até podes vir a mudar de opinião, etc... E, a não ser que já tenhas pago as propinas todas, penso que não há nenhuma consequência.
 

Gonçalo Santos Silva

Politécnicos Advocate
Matrícula
4 Junho 2016
Mensagens
12,011
Curso
Farmácia
Instituição
ESS-IPP
E, a não ser que já tenhas pago as propinas todas, penso que não há nenhuma consequência.

A esta altura do campeonato acho que já seria obrigada a pagá-las na totalidade por isso terá essa consequência à mesma.
 

Gonçalo Santos Silva

Politécnicos Advocate
Matrícula
4 Junho 2016
Mensagens
12,011
Curso
Farmácia
Instituição
ESS-IPP
Eu li no regulamento da faculdade que se desistir até ao fim de Dezembro, que tenho de pagar 50% das propinas

Pronto, então será esse o único downside, se resto não há mais nenhuma desvantagem de desistir.
 
  • Like
Reactions: Catarina5

Maria_

Membro
Matrícula
7 Julho 2016
Mensagens
43
Curso
M. Bioinformática e Biologia Computacional
Instituição
FCUP
Boa noite,
Eu não gosto do curso em que estou, não gosto da faculdade e estou em dúvida se devia desistir do curso ou acabar o primeiro ano. Se desistir do curso, haverá alguma consequência? Se algumas pessoas que desistiram podiam me falar da sua experiência, se houve consequências?
Obrigada

Olá, Catarina.

Desistir ou continuar num curso (ou a fazer o que quer que seja) é uma decisão muito pessoal. Como tal, sugiro que te auto questiones sobre aquilo que pesa mais para TI (independentemente do que pais, irmãos, tios, senhoras velhinhas que vão à missa do domingo e que gostam de falar da vida do povo possam pensar). Potenciais perguntas para este processo de introspeção que falo são: "Pq que não gosto do curso?", "É a qualidade da minha prestação que está a ficar aquém das minhas expectativas?", "Sinto que não sou capaz e então desistir é mais fácil ou não gosto mesmo/não me vejo a fazer isto no futuro?", "Será que estou apenas a passar por um período de adaptação, normal e temporário?", "Certamente tomei uma decisão fundamentada quando me candidatei. As minhas ideias/objetivos, na altura em que o fiz, mantêm-se?", "O que mudou?", "É o curso o problema ou a inclusão complicada a percursora do meu desânimo?".

Depois de toda esta (e mais alguma) reflexão, podem existir ainda algumas ideias refratadas. Das três, uma:

- ou ainda não chegaste a uma conclusão e pensar naquilo que aconselharias a alguém na tua situação pode ser útil... (Quando olhamos para os "problemas" de fora, somos muito melhores julgadores e muito mais imparciais.);

- ou decides que continuar é a melhor opção. ("O primeiro semestre do primeiro ano é sempre mais geral. É normal que se afaste um pouco daquilo que eu esperava... para o próximo, vai ser diferente.")

- ou concluis que, de facto, o melhor é parar (dizer "desisitir" torna o dilema muito mais complicado e stressante... Não precisamos de pesos fantasmas na consciência) e tens o apoio da Nike - "Just do it".
Se não tiveres um curso alternativo, não há problema. Os gap years são bastante enriquecedores, se te souberes organizar. Lembra-te que és nova e que tens imenso tempo para descobrires, investires e fazeres aquilo que gostas.

Para finalizar, resta-me relembrar que a vida não é tão a preto e branco (exceto para os gatos) como a costumamos pintar e os real jobs raramente são fixos. No entanto, apesar de mutáveis, não deixam de ser aquilo no qual vamos investir grande (para não dizer "a maior") parte do nosso tempo. Desta feita, sou da opinião de que não devemos fazer algo que se afasta daquilo que nos preenche. A única maneira de termos e "darmos" sucesso é sermos bons na nossa profissão e quem corre por gosto não cansa. "Este curso far-me-á correr por gosto?"

Beijinhos,
Maria.
 

Catarina5

Membro Veterano
Matrícula
15 Junho 2015
Mensagens
326
Olá, Catarina.

Desistir ou continuar num curso (ou a fazer o que quer que seja) é uma decisão muito pessoal. Como tal, sugiro que te auto questiones sobre aquilo que pesa mais para TI (independentemente do que pais, irmãos, tios, senhoras velhinhas que vão à missa do domingo e que gostam de falar da vida do povo possam pensar). Potenciais perguntas para este processo de introspeção que falo são: "Pq que não gosto do curso?", "É a qualidade da minha prestação que está a ficar aquém das minhas expectativas?", "Sinto que não sou capaz e então desistir é mais fácil ou não gosto mesmo/não me vejo a fazer isto no futuro?", "Será que estou apenas a passar por um período de adaptação, normal e temporário?", "Certamente tomei uma decisão fundamentada quando me candidatei. As minhas ideias/objetivos, na altura em que o fiz, mantêm-se?", "O que mudou?", "É o curso o problema ou a inclusão complicada a percursora do meu desânimo?".

Depois de toda esta (e mais alguma) reflexão, podem existir ainda algumas ideias refratadas. Das três, uma:

- ou ainda não chegaste a uma conclusão e pensar naquilo que aconselharias a alguém na tua situação pode ser útil... (Quando olhamos para os "problemas" de fora, somos muito melhores julgadores e muito mais imparciais.);

- ou decides que continuar é a melhor opção. ("O primeiro semestre do primeiro ano é sempre mais geral. É normal que se afaste um pouco daquilo que eu esperava... para o próximo, vai ser diferente.")

- ou concluis que, de facto, o melhor é parar (dizer "desisitir" torna o dilema muito mais complicado e stressante... Não precisamos de pesos fantasmas na consciência) e tens o apoio da Nike - "Just do it".
Se não tiveres um curso alternativo, não há problema. Os gap years são bastante enriquecedores, se te souberes organizar. Lembra-te que és nova e que tens imenso tempo para descobrires, investires e fazeres aquilo que gostas.

Para finalizar, resta-me relembrar que a vida não é tão a preto e branco (exceto para os gatos) como a costumamos pintar e os real jobs raramente são fixos. No entanto, apesar de mutáveis, não deixam de ser aquilo no qual vamos investir grande (para não dizer "a maior") parte do nosso tempo. Desta feita, sou da opinião de que não devemos fazer algo que se afasta daquilo que nos preenche. A única maneira de termos e "darmos" sucesso é sermos bons na nossa profissão e quem corre por gosto não cansa. "Este curso far-me-á correr por gosto?"

Beijinhos,
Maria.
Muito obrigada pela tua resposta bastante completa, é o tipo de respostas que adoro 😁.
Eu tenho a certeza de que não quero continuar neste curso pois não está de acordo com as minhas expectativas e para ser honesta, eu não pensei bem na minha escolha. Eu estava num curso anterior a este mas pensei que não correspondia com o que queria fazer então decidi mudar para aqui mas agora estou a ver que estava errada e que o curso anterior era melhor.
Os cursos que estou a falar envolvem tradução mas essa área é um backup plan, eu na verdade quero entrar num curso que não tem nada a ver e o próximo ano vai ser a minha última oportunidade para entrar (já tenho 23 anos, eu sei que para muitos isso é uma idade jovem mas para mim não é 😅). Se não entrar no curso que quero então sim tento ir para tradução. Also a minha média é baixa por isso não tenho muitas opções de curso.
Eu já tive um gap year que me ajudou a pensar que curso tirar mas não queria estar a tirar mais um, mas ao mesmo tempo sinto que estou a perder o meu tempo a fazer algo que não me motiva de maneira alguma.
Esta é uma decisão muito difícil de se tomar, obrigada pelo conselho 😁