Direito: Nova ou Clássica?

Qual a melhor Universidade para estudar Direito?


  • Total voters
    93

Diogo252

Membro Caloiro
Matrícula
27 Maio 2017
Mensagens
1
Olá,

Eu estou indeciso entre estudar direito na Nova ou na Clássica. Gostaria de saber se alguém me poderia sumariar os prós e contras de cada uma, sendo que já tenho algumas noções.

Pelo que me apercebo, a Nova tem um método de ensino que me agrada mais - é mais pragmática e moderna -, podendo formar-me melhor para a advocacia e para o jurismo. Também me agrada muito que abranja uma vertente internacional e uma vertente mais económica. Junto de um escritório internacional um curso na Nova seria vantajoso? Preocupa-me não encontrar quase nenhuns advogados bem posicionados licenciados na Nova (compreendo que é bastante recente mas isso pode abalar o prestígio do curso). Já falei com alguns advogados que a elogiaram, porém, frisando a sua dimensão muito menor que a da Clássica. Ainda assim, tirando um curso na Nova e conjugando-o com um mestrado na Clássica, essa situação do peso do currículo poderia ser alterada? Além disso, também ouço muita gente a criticar o facto da Nova menosprezar algumas cadeiras de direito ditas essenciais, minimizando-as em prol de cadeiras mais abrangentes e progressistas.

Em relação à Clássica, acho que é uma faculdade de grandes dimensões cujo curso tem um enorme prestígio e peso no currículo. Ainda assim, e apesar dos seus professores (que, pelo percurso profissional, me parecem melhores - não querendo menosprezar os professores da Nova e referindo-me somente a termos curriculares) e da enorme quantidade de ex-alunos notáveis, acho que o seu método de ensino é arcaico e que não me iria formar de forma tão célere. O clima competitivo e demasiado denso da faculdade também me assusta, sendo que ouvi dizer que tem um grau de dificuldade muito mais acrescido (o que nem me desagrada).

O que seria melhor para a formação de um Advogado? Os escritórios valorizam mais um curso em alguma destas? E os escritórios internacionais têm preferência por alguma destas Universidades? Existe alguma diferença prática entre tirar um curso na Clássica ou na Nova para seguir a magistratura?

Obrigado!
 

Luis Aires

Membro Caloiro
Matrícula
9 Janeiro 2016
Mensagens
10
Curso
Mestrado em Direito Tributário/Fiscal
Instituição
Universidade Católica do Porto
o que vai relevar sim, é a tua área de especialização, agora se é Nova ou Clássica, isso é igual ao litro, não é pela Licenciatura que vai fazer de ti um bom ou mau profissional, mas sim outras características (soft skills) e como disse, o importante vai ser sim, a área dentro do Direito na qual te vais especializar.
 
  • Like
Reactions: CarolinaDR

LBlackMoon

Membro Catedrático
Colaborador Editorial
Matrícula
27 Fevereiro 2016
Mensagens
3,957
Curso
Direito
Instituição
FDUP
Olá,

Eu estou indeciso entre estudar direito na Nova ou na Clássica. Gostaria de saber se alguém me poderia sumariar os prós e contras de cada uma, sendo que já tenho algumas noções.

Pelo que me apercebo, a Nova tem um método de ensino que me agrada mais - é mais pragmática e moderna -, podendo formar-me melhor para a advocacia e para o jurismo. Também me agrada muito que abranja uma vertente internacional e uma vertente mais económica. Junto de um escritório internacional um curso na Nova seria vantajoso? Preocupa-me não encontrar quase nenhuns advogados bem posicionados licenciados na Nova (compreendo que é bastante recente mas isso pode abalar o prestígio do curso). Já falei com alguns advogados que a elogiaram, porém, frisando a sua dimensão muito menor que a da Clássica. Ainda assim, tirando um curso na Nova e conjugando-o com um mestrado na Clássica, essa situação do peso do currículo poderia ser alterada? Além disso, também ouço muita gente a criticar o facto da Nova menosprezar algumas cadeiras de direito ditas essenciais, minimizando-as em prol de cadeiras mais abrangentes e progressistas.

Em relação à Clássica, acho que é uma faculdade de grandes dimensões cujo curso tem um enorme prestígio e peso no currículo. Ainda assim, e apesar dos seus professores (que, pelo percurso profissional, me parecem melhores - não querendo menosprezar os professores da Nova e referindo-me somente a termos curriculares) e da enorme quantidade de ex-alunos notáveis, acho que o seu método de ensino é arcaico e que não me iria formar de forma tão célere. O clima competitivo e demasiado denso da faculdade também me assusta, sendo que ouvi dizer que tem um grau de dificuldade muito mais acrescido (o que nem me desagrada).

O que seria melhor para a formação de um Advogado? Os escritórios valorizam mais um curso em alguma destas? E os escritórios internacionais têm preferência por alguma destas Universidades? Existe alguma diferença prática entre tirar um curso na Clássica ou na Nova para seguir a magistratura?

Obrigado!
Também sou um futuro estudante de Direito e, se fosse para Lisboa, escolheria a Clássica. Não é que a NOVA seja pior, é apenas diferente.. Mas a Clássica atrai-me mais pela idade que já tem e a consolidação que tem na vida jurídica nacional. Mas acabo por pensar um pouco como o Luís: o que realmente importa é o que tu adquires durante os teus estudos, e não propriamente onde estudas. :)
 

Ana Rita Ramalho

Membro Caloiro
Matrícula
6 Agosto 2015
Mensagens
1
Na clássica vais estudar imenso, livros e livros mas vais sair com uma enorme preparação, agora requer muito estudo diário, se não estás disposto a isso então esquece a clássica. É a melhor faculdade de direito de Lisboa, todos os grandes nomes saem daí. A nova falta -lhe no plano de estudos áreas nucleares, não é normal cadeiras como direito da família, das sucessões, do trabalho ou internacional privado serem opcionais, assim como ser a maior facilidade.
 

anacsilva

Estás a olhar para onde?
Colaborador Editorial
Matrícula
3 Janeiro 2016
Mensagens
1,372
Curso
Direito
Instituição
Universidade de Lisboa
Pelo que me apercebo, a Nova tem um método de ensino que me agrada mais - é mais pragmática e moderna -, podendo formar-me melhor para a advocacia e para o jurismo. Também me agrada muito que abranja uma vertente internacional e uma vertente mais económica. Junto de um escritório internacional um curso na Nova seria vantajoso?

Desculpa mas tenho que discordar imenso disto. É verdade que a NOVA tem um ensino muito diferente, mais moderno, internacional, etc, mas nunca ninguém vai conseguir concordar que te prepara melhor para a Advocacia. Para isso, acredita: Clássica.

Se tens a certeza (que nunca se tem, sinceramente) que queres ser advogado: Clássica.

Se estás mais interessado em diplomacia, economia, etc: Clássica, mas também podes ir para a NOVA.

Além disso, também ouço muita gente a criticar o facto da Nova menosprezar algumas cadeiras de direito ditas essenciais, minimizando-as em prol de cadeiras mais abrangentes e progressistas.

Sem dúvida, é como a @Ana Rita Ramalho disse, não faz sentido nenhum cadeiras super importantes de Direito Civil (!!!) e não só serem opcionais na NOVA. Olha por exemplo Direito Internacional Privado: há pessoas que não acabam o curso por causa disso e noutras faculdades é opcional, qual é que é o sentido (sendo que é super importante)?

Em relação à Clássica, acho que é uma faculdade de grandes dimensões cujo curso tem um enorme prestígio e peso no currículo. Ainda assim, e apesar dos seus professores (que, pelo percurso profissional, me parecem melhores - não querendo menosprezar os professores da Nova e referindo-me somente a termos curriculares) e da enorme quantidade de ex-alunos notáveis, acho que o seu método de ensino é arcaico e que não me iria formar de forma tão célere. O clima competitivo e demasiado denso da faculdade também me assusta, sendo que ouvi dizer que tem um grau de dificuldade muito mais acrescido (o que nem me desagrada).

O método de ensino não é arcaico, e se gostas da competitividade então qual é o problema?

Sim, a FDL é exigente, mas a longo prazo compensa. Um escritório de advogados que olhe para o CV de uma pessoa da NOVA com média de 14 e para o CV de uma pessoa da Clássica com média de 12 escolhe a da Clássica, ponto. Temos professores excelentes (mas exigentes, é verdade), assistentes muito bons, e excelentes condições a nível de biblioteca e afins.

Aliás, o pessoal que faz a licenciatura na Clássica e depois tira mestrado na NOVA ou na Católica depois passa a vida a ir estudar para a FDL.
 
Última edição:

JoanaRS

Membro Caloiro
Matrícula
27 Julho 2016
Mensagens
8
Vou procurar esclarecer a tua questão porque estive exactamente na mesma situação o ano passado.
Acabei por entrar na Clássica
A minha opinião sincera sobre a minha faculdade é a seguinte:
- o choque inicial do secundário para a FDL é enorme (em todos os aspectos- SOBRETUDO NOTAS (para nós 11 ou 12 é um alívio, 13 e 14 é genial, 15 só em oral de melhoria). Só dispensamos com 12 o que se torna bastante complexo; tendo em conta que 8s e 6s são comuns.

- extrema competividade MESMO (pior no início do ano, quando as subturmas são maiores porque estão os alunos todos; depois ao longo do ano vais ver que muitos vão desistindo)

- aprendes realmente imenso, a preparação é sem dúvida muito boa. Mas atenção que vais acabar por desenvolver uma elevada autonomia no estudo de certas cadeiras (terás regentes optimos e assistentes que explicam muito bem, terás assistentes verdadeiramente péssimos e regentes que nada explicam). Pelo que muita coisa terás que ir ler sozinho aos tratados e aos manuais.

- Injustiças na avaliação são imensas (mas acontecem em todo o lado; por vezes não percebes porque tiras certas notas)

- Vais habituar-te a chumbar a algumas cadeiras. É comum, acontece a todos (a não ser que sejas um génio iluminado)

- vais estudar imenso. Realmente imenso e não estou a exagerar. (Aquilo que no secundário é um 19, pode ser um 11 ou um 12 na FDL)

Mas creio que vale a pena :) (ficas preparado para quase todas as situações da vida e convives com tudo -quer bom, quer mau).

Em relação à Nova pouco sei, mas sem dúvida que o nivel de exigência é menos elevado. A preparação não será tão boa evidentemente.

Boa sorte!
 

Ana Lomba

Membro Caloiro
Matrícula
31 Maio 2017
Mensagens
3
Olá,

Eu estou indeciso entre estudar direito na Nova ou na Clássica. Gostaria de saber se alguém me poderia sumariar os prós e contras de cada uma, sendo que já tenho algumas noções.

Pelo que me apercebo, a Nova tem um método de ensino que me agrada mais - é mais pragmática e moderna -, podendo formar-me melhor para a advocacia e para o jurismo. Também me agrada muito que abranja uma vertente internacional e uma vertente mais económica. Junto de um escritório internacional um curso na Nova seria vantajoso? Preocupa-me não encontrar quase nenhuns advogados bem posicionados licenciados na Nova (compreendo que é bastante recente mas isso pode abalar o prestígio do curso). Já falei com alguns advogados que a elogiaram, porém, frisando a sua dimensão muito menor que a da Clássica. Ainda assim, tirando um curso na Nova e conjugando-o com um mestrado na Clássica, essa situação do peso do currículo poderia ser alterada? Além disso, também ouço muita gente a criticar o facto da Nova menosprezar algumas cadeiras de direito ditas essenciais, minimizando-as em prol de cadeiras mais abrangentes e progressistas.

Em relação à Clássica, acho que é uma faculdade de grandes dimensões cujo curso tem um enorme prestígio e peso no currículo. Ainda assim, e apesar dos seus professores (que, pelo percurso profissional, me parecem melhores - não querendo menosprezar os professores da Nova e referindo-me somente a termos curriculares) e da enorme quantidade de ex-alunos notáveis, acho que o seu método de ensino é arcaico e que não me iria formar de forma tão célere. O clima competitivo e demasiado denso da faculdade também me assusta, sendo que ouvi dizer que tem um grau de dificuldade muito mais acrescido (o que nem me desagrada).

O que seria melhor para a formação de um Advogado? Os escritórios valorizam mais um curso em alguma destas? E os escritórios internacionais têm preferência por alguma destas Universidades? Existe alguma diferença prática entre tirar um curso na Clássica ou na Nova para seguir a magistratura?

Obrigado!
O ano passado estava exatamente na mesma posição em que estás agora. Uma rapariga que sempre quis ir para Lisboa estudar Direito, mas sem conhecer a realidade, só tendo uma noção pelo que amigos e família me diziam. No início, estava muito inclinada para a Nova do que para a Clássica. Ouvia muito que a Clássica era muito tradicionalista no método de ensino e tudo o que tu próprio ouviste também.

No entanto, eu fui visitar as duas e a minha opinião mudou completamente. Escolhi a Clássica. Primeiro, por muito competitivo e elitista que o ambiente seja, essa é a realidade do mercado de trabalho em Direito (daí que ache bom no sentido de começares cedo a ganhar calo). Segundo, o método de ensino não é de todo retrógado - tens aulas teóricas e aulas práticas (a parte prática é muito valorizada) de 50 minutos e os assistentes das aulas práticas são, na sua maioria, profissionais jovens. É exigente? Muito (mas mesmo muito). Vais fartar-me de ter crises existenciais? Oh, meu amigo, vais mesmo. Mas aqui tu vives o Direito e eu sinto isso desde que cá entrei no meu primeiro dia, aqui aprendes a sério para um dia seres um profissional a sério (não que nas outras faculdades isso não aconteça, mas esta é considerada a melhor Faculdade de Direito do país por alguma razão).

Sendo-te muito honesta, já tive a tentação de desistir inúmeras vezes, isto aqui é mesmo difícil - a tua personalidade vai mudar, vais encontrar tantas opiniões diferentes, vais discordar com muitas delas e sentir-te revoltado muitas vezes; no fundo vais viver a realidade. No entanto, sei que não vou sentir o mesmo nas outras faculdades, porque por muito que o curso se chame em todas "Direito", não é de todo o mesmo curso. Vires para a Clássica é uma excelente aposta, apesar de te dar muito trabalho (mas deves ter em mente que só no dicionário "sucesso" vem antes de "trabalho").

Em relação à Nova, o que me fez não ir para lá foi mesmo o facto de não valorizar cadeiras nucleares de base nesta área. Também o facto de na Clássica ser ensinada por alguns dos nomes mais ilustres do Direito, se queres um dia fazer parte dos melhores, ser ensinado pelos melhores é um grande passo. Por fim, acho que o ambiente nas duas faculdades também me fez perceber e, por isso, aconselho-te a ir visitar as duas fora daqueles Open Days (porque eles fazem parecer tudo muito irreal nesses dias) e sentires por ti próprio ;)

Se precisares de alguma ajuda, é só dizer!
 

Ana Lomba

Membro Caloiro
Matrícula
31 Maio 2017
Mensagens
3
Olá! Eu entrei para a NOVA o ano passado, por isso a única ajuda que te posso dar é esclarecer o nosso método de ensino. Acho um pouco prepotente alguém achar que sabe o que um escritório de advogados vai pensar quando olhar para um CV, e ainda mais, por qual candidato vai optar. Isso é apenas ridículo. A NOVA (Universidade, não apenas a faculdade de Direito) é cada vez mais conceituada internacionalmente. É na opinião de muitos a melhor universidade do país, só admite os melhores - ora aí está um dos fatores que pode influenciar a escolha entre a fdunl e a clássica, a média de entrada, que é bem mais alta na nova.

Na nova a avaliação não é contínua, durante o semestre com nada tens de te preocupar, e no fim, na época de exames, tens de estudar mesmo muito. Os exames valem 100% da nota final, com exceção de algumas disciplinas na qual se faz um teste ou um trabalho com um peso de 30% se a nota for superior à do exame. Este método de avaliação tem, como tudo na vida, os seus prós e contras.

Quanto às instalações, se deres importância a esse fator, o campus da nova é lindo, e a clássica, com o devido respeito, é quente e cheira a mofo. É o único defeito que posso apontar à clássica, pois não conheço mais do que isso para falar.

Quando aos professores, há excelentes e há péssimos, claro. Errado está quem apregoa que só existem profissionais bons numa determinada faculdade, porque isso é mentira.

O que mais me desagrada na nova são as questões políticas; é uma universidade consideravelmente à esquerda, e isso nota-se bastante nos alunos da minha faculdade, com os quais já tive vários desentendimentos por esse mesmo fator: a divergência de opiniões.

A nova organiza e participa ainda bastantes em atividades dinâmicas, como moot courts, dos quais temos vindo a vencer com frequência nos últimos anos.

Só tu podes decidir o teu caminho, mas se tiveres algúma dúvida não hesites em perguntar!
Em primeiro lugar, no que toca aos escritórios de advogados escolherem os seus candidatos, não é tão ridículo assim. A instituição onde o curso é tirado tem grande valor, até porque a diferença de médias entre as várias faculdades está diretamente ligada com o método de avaliação utilizado. Além disso, a UL continua a liderar em imensos rankings nacionais e internacionais.

No que toca ao argumento da média de acesso, em nada tem a ver se determinada faculdade é melhor que a outra. Se formos ver assim, se a FDL tivesse as mesma vagas que a NOVA, o média do nosso último colocado seria de 17/18. Não se avalia um curso pela sua média de entrada, isso além de redutor é extremamente errado.

Em terceiro lugar, relativamente à avaliação, a FDL tem o melhor dos dois mundos - avaliação contínua e avaliação final. Por isso, não vamos entrar pelo facto de a NOVA não ter avaliação contínua, porque na verdade isso acaba por ser um fator negativo. E esse argumento de "só tens de estudar para os exames" só mostra que a FDL oferece uma melhor preparação aos estudantes.

Já nas instalações, a FDL cheira a mofo? Temos das melhor condições, dos melhores auditórios e salas, além de não cheira a mofo. Para além de que a NOVA tem o tamanho da biblioteca da FDL.

Há bons profissionais em todo lado, claro que sim! Isso nunca se pôs em questão neste fórum (pelo menos que tenha reparado).

As questões políticas são visíveis em todo lado, é a vida real.

Por fim, a FDL faz parte da ELSA e somos muito ativos nos moot courts, temos ficado em posições excelentes a nível internacional.

As diferenças são visíveis, por isso aconselho todos os futuros estudantes de Direito a investigarem bem as várias faculdades para tomarem a decisão que achem melhor :)
 

Mr. Bandito

O Quintino Aires, mas em bom
Matrícula
2 Dezembro 2016
Mensagens
2,004
Curso
Psicologia
Instituição
FPCEUP
O que mais me desagrada na nova são as questões políticas; é uma universidade consideravelmente à esquerda, e isso nota-se bastante nos alunos da minha faculdade, com os quais já tive vários desentendimentos por esse mesmo fator: a divergência de opiniões.
Podes desenvolver isto?
 

Mr. Bandito

O Quintino Aires, mas em bom
Matrícula
2 Dezembro 2016
Mensagens
2,004
Curso
Psicologia
Instituição
FPCEUP
Na minha faculdade a maioria dos alunos são de esquerda, feministas, apologistas do politicamente correto. Eu, e mais uns escassos quantos, não somos
Não percebi bem a inserção do politicamente correto aí pelo meio :) (especialmente por teres falado sobre a esquerda)
Tu não és o quê? Feminista? De esquerda?

Convidava-te também a ires ao tópico das discussões sócio económicas dares o teu contributo :p e fazeres o political compass test que há lá
 

A. W.

Membro
Matrícula
27 Fevereiro 2016
Mensagens
26
Ficas bem servido com qualquer uma delas. Estereotipando, a Nova prepara-te melhor na vertente internacional, a Clássica prepara-te melhor na capacidade de intervenção oral. Se fores proativo, consegues suprir qualquer uma destas debilidades sozinho. Outra fragilidade da Nova é o plano curricular, onde algumas cadeias basilares são optativas ou inexistentes, olhando de fora. Outra debilidade da Clássica talvez seja a (quase) inexistente ponte com o mercado. Uma vez mais, no fim do dia depende muito do perfil do aluno e proactividade.

o que vai relevar sim, é a tua área de especialização, agora se é Nova ou Clássica, isso é igual ao litro, não é pela Licenciatura que vai fazer de ti um bom ou mau profissional, mas sim outras características (soft skills) e como disse, o importante vai ser sim, a área dentro do Direito na qual te vais especializar.

Concordo, em traços gerais. A percepção que o mercado tem da Clássica e Nova é similar qb para a escolha não influenciar tanto como a especialização.

A nova falta -lhe no plano de estudos áreas nucleares, não é normal cadeiras como direito da família, das sucessões, do trabalho ou internacional privado serem opcionais, assim como ser a maior facilidade.

Toda a razão, nesta parte.

Um escritório de advogados que olhe para o CV de uma pessoa da NOVA com média de 14 e para o CV de uma pessoa da Clássica com média de 12 escolhe a da Clássica, ponto.

Concordo em traços gerais com o post, contudo esta parte não é verdade. 14 da Nova vale um ~13,5 da FDL, em jeito de bitaite acientífico.

- Injustiças na avaliação são imensas (mas acontecem em todo o lado; por vezes não percebes porque tiras certas notas)

Isto é uma consequência da massificação - 500 alunos todos os anos - e uma vantagem da Nova, que tem um ensino mais personalizado.

Primeiro, por muito competitivo e elitista que o ambiente seja, essa é a realidade do mercado de trabalho em Direito (daí que ache bom no sentido de começares cedo a ganhar calo).

Um bom argumento para escolher a Clássica. O mercado de trabalho não é fácil.

A NOVA (Universidade, não apenas a faculdade de Direito) (...) só admite os melhores - ora aí está um dos fatores que pode influenciar a escolha entre a fdunl e a clássica, a média de entrada, que é bem mais alta na nova.

Na minha opinião, um péssimo argumento. A maioria das pessoas que entra em Direito vem de Humanidades, onde qualquer pessoa tem 18, se quiser. "Admitir os melhores" pode ser um critério na escolha do mestrado, e algo que me levou a sair da Clássica para a Católica. Na licenciatura, ainda não se sabe quem são os melhores. No remanescente, parece-me um post bastante equilibrado.
 
Última edição:

Renata Costa

Membro
Matrícula
15 Julho 2016
Mensagens
34
Não percebi bem a inserção do politicamente correto aí pelo meio :) (especialmente por teres falado sobre a esquerda)
Tu não és o quê? Feminista? De esquerda?

Convidava-te também a ires ao tópico das discussões sócio económicas dares o teu contributo :p e fazeres o political compass test que há lá

O "apologista do politicamente correto" foi uma expressão que eu pensei logo que pudesse ser interpretada de forma menos correta, mas penso que deu para perceber. Muito resumidamente, é aquele grupo de pessoas que tanto apregoa à tolerância em tudo, mas que no dia a dia de tolerante não tem nada, pois basta verem uma opinião diferente que disparatam de imediato, não a respeitando por vezes.

A ver se encontro esse tópico!
 

Joãomaria455

Membro Caloiro
Matrícula
2 Julho 2017
Mensagens
7
Olá! Eu entrei para a NOVA o ano passado, por isso a única ajuda que te posso dar é esclarecer o nosso método de ensino. Acho um pouco prepotente alguém achar que sabe o que um escritório de advogados vai pensar quando olhar para um CV, e ainda mais, por qual candidato vai optar. Isso é apenas ridículo. A NOVA (Universidade, não apenas a faculdade de Direito) é cada vez mais conceituada internacionalmente. É na opinião de muitos a melhor universidade do país, só admite os melhores - ora aí está um dos fatores que pode influenciar a escolha entre a fdunl e a clássica, a média de entrada, que é bem mais alta na nova.

Na nova a avaliação não é contínua, durante o semestre com nada tens de te preocupar, e no fim, na época de exames, tens de estudar mesmo muito. Os exames valem 100% da nota final, com exceção de algumas disciplinas na qual se faz um teste ou um trabalho com um peso de 30% se a nota for superior à do exame. Este método de avaliação tem, como tudo na vida, os seus prós e contras.

Quanto às instalações, se deres importância a esse fator, o campus da nova é lindo, e a clássica, com o devido respeito, é quente e cheira a mofo. É o único defeito que posso apontar à clássica, pois não conheço mais do que isso para falar.

Quando aos professores, há excelentes e há péssimos, claro. Errado está quem apregoa que só existem profissionais bons numa determinada faculdade, porque isso é mentira.

O que mais me desagrada na nova são as questões políticas; é uma universidade consideravelmente à esquerda, e isso nota-se bastante nos alunos da minha faculdade, com os quais já tive vários desentendimentos por esse mesmo fator: a divergência de opiniões.

A nova organiza e participa ainda bastantes em atividades dinâmicas, como moot courts, dos quais temos vindo a vencer com frequência nos últimos anos.

Só tu podes decidir o teu caminho, mas se tiveres algúma dúvida não hesites em perguntar!
Olá! Quero muito ir para direito, mas tou indeciso no que toca a públicas entre a NOVA e Clássica, estando muito mais inclinado para a Nova. Grande parte das pessoas diz-me que a classica e que e "boa", "a verdadeira" e que a nova e uma mera "imitação" menos boa do ensino de direito. Isso e verdade? E verdade que direito na nova e muito menos puxado? E no que toca a enpregabilidade a classica "ganha" sempre?
 

A. W.

Membro
Matrícula
27 Fevereiro 2016
Mensagens
26
E no que toca a enpregabilidade a classica "ganha" sempre?

Não. Se fores bom aluno, vais safar-te na Nova ou Clássica. Se fores mau aluno, terás sérias dificuldades na Nova ou Clássica. No fim do dia, conta mais o teu desempenho ao longo do curso e áreas de interesse (algumas têm maior empregabilidade do que outras, desde logo Comercial) do que escolheres a Nova ou Clássica.
 

Leonor Baltazar

Membro Caloiro
Matrícula
16 Março 2018
Mensagens
1
Olá, eu quero seguir Direito para o ano, mas nao sei se deva ir para a Clássica ou para a Nova. Sempre estive mais inclinada para a NOVA, mas tenho investigado melhor e agora estou mais virada para a Clássica. Quais é que são os prós e contras de uma e da outra?
 

TMJ

Membro
Matrícula
16 Agosto 2016
Mensagens
19
Olá, eu quero seguir Direito para o ano, mas nao sei se deva ir para a Clássica ou para a Nova. Sempre estive mais inclinada para a NOVA, mas tenho investigado melhor e agora estou mais virada para a Clássica. Quais é que são os prós e contras de uma e da outra?

Olá Leonor,

O ano passado estava na tua posição, mas eliminei a Clássica do baralho por algumas razões, de modo que a sério só considerei a NOVA e Coimbra. Acabei por optar pela NOVA.

A Clássica é muito mais tradicional, tem um currículo da velha guarda e não dá tanta importância, segundo sei, às novas formas de ver o Direito e às Ciências que lhe estão intimamente ligadas (história, filosofia...).
A NOVA: O currículo é super-abrangente, interessante, e é muito mais do que saber livresco, obriga-te a pensar. Aqui o pessoal é muito unido, conhecemo-nos praticamente todos uns aos outros.

Coloca dúvidas em concreto, é mais fácil responder assim!

Abraço
 
  • Like
Reactions: CarolinaDR

Diogo Menezes

Membro Caloiro
Matrícula
28 Março 2018
Mensagens
1
Olá, estou a acabar a minha etapa no Ensino Secundário e pretendo continuar os estudos na área do Direito. Já tomei esta decisão há uns meses pelo que ao longo do tempo fui-me informando sobre o curso em si e sobre tudo o que o rodeia. No entanto, e mesmo parecendo-me que tenho toda a informação, há uma dúvida que se mantêm: a Universidade. Querendo estudar em Lisboa, a escolha reduz-se a três Universidades: Clássica, Nova ou Católica. A Católica, por ser privada e por estar ao mesmo nível que as outras duas, deixa de ser opção (ou menos opção). E, agora, a escolha reduz-se à Nova ou à Clássica. Pelo que sei, e muito sucintamente, a Clássica é mais exigente e os 4 anos que lá passarei serão menos agradáveis mas, no entanto, o prestígio da Universidade é maior. Em quanto à Nova, parece-me que o ambiente é mais agradável e os 4 anos possam ser mais agradáveis que na Clássica. Gostava que me dessem as vossas opiniões sobre cada uma e, se for o caso, a experiência que teve ou está a ter até agora. Obrigado!
 

_mariana_22_

Membro
Matrícula
24 Junho 2020
Mensagens
14
Eu gostaria de seguir a área de criminologia, algo relacionado com investigação criminal ou direito e segurança. No entanto na impossibilidade de tirar um desses cursos escolho direito. Para uma vertente mais ligada à criminologia num futuro qual seria a melhor escolha de universidade? NOVA ou clássica?
Post automatically merged:

Olá,

Eu estou indeciso entre estudar direito na Nova ou na Clássica. Gostaria de saber se alguém me poderia sumariar os prós e contras de cada uma, sendo que já tenho algumas noções.

Pelo que me apercebo, a Nova tem um método de ensino que me agrada mais - é mais pragmática e moderna -, podendo formar-me melhor para a advocacia e para o jurismo. Também me agrada muito que abranja uma vertente internacional e uma vertente mais económica. Junto de um escritório internacional um curso na Nova seria vantajoso? Preocupa-me não encontrar quase nenhuns advogados bem posicionados licenciados na Nova (compreendo que é bastante recente mas isso pode abalar o prestígio do curso). Já falei com alguns advogados que a elogiaram, porém, frisando a sua dimensão muito menor que a da Clássica. Ainda assim, tirando um curso na Nova e conjugando-o com um mestrado na Clássica, essa situação do peso do currículo poderia ser alterada? Além disso, também ouço muita gente a criticar o facto da Nova menosprezar algumas cadeiras de direito ditas essenciais, minimizando-as em prol de cadeiras mais abrangentes e progressistas.

Em relação à Clássica, acho que é uma faculdade de grandes dimensões cujo curso tem um enorme prestígio e peso no currículo. Ainda assim, e apesar dos seus professores (que, pelo percurso profissional, me parecem melhores - não querendo menosprezar os professores da Nova e referindo-me somente a termos curriculares) e da enorme quantidade de ex-alunos notáveis, acho que o seu método de ensino é arcaico e que não me iria formar de forma tão célere. O clima competitivo e demasiado denso da faculdade também me assusta, sendo que ouvi dizer que tem um grau de dificuldade muito mais acrescido (o que nem me desagrada).

O que seria melhor para a formação de um Advogado? Os escritórios valorizam mais um curso em alguma destas? E os escritórios internacionais têm preferência por alguma destas Universidades? Existe alguma diferença prática entre tirar um curso na Clássica ou na Nova para seguir a magistratura?

Obrigado!
Eu gostaria de seguir a área de criminologia, algo relacionado com investigação criminal ou direito e segurança. No entanto na impossibilidade de tirar um desses cursos escolho direito. Para uma vertente mais ligada à criminologia num futuro qual seria a melhor escolha de universidade? NOVA ou clássica??
 
Última edição:

Frances

Membro Veterano
Matrícula
11 Maio 2016
Mensagens
178
Curso
Direito
Eu gostaria de seguir a área de criminologia, algo relacionado com investigação criminal ou direito e segurança. No entanto na impossibilidade de tirar um desses cursos escolho direito. Para uma vertente mais ligada à criminologia num futuro qual seria a melhor escolha de universidade? NOVA ou clássica?
Investigação criminal em que sentido? Análises de laboratório? Inspetor da PJ? Resolver casos? Defender/acusar agentes em tribunal ou proferir sentenças? Ou investigação estatística, teórica, de escritório, de fazer estudos sobre o fenómeno o crime?
A segurança de que falas é a criminal, por ação humana e que viola uma norma penal? É uma segurança física ou eletrónica? É uma segurança mais no sentido de Direito Civil ou do dia-a-dia, como a segurança do consumidor? Uma segurança perante o Estado, ou uma segurança a nível internacional?
A área da criminologia é complementar ao Direito Penal, apesar de não serem a mesma coisa. Podes sempre ver o programa de ambas as instituições nesse campo e os docentes/departamentos ou secções e ver qual te parece agradar mais.
 
  • Like
Reactions: _mariana_22_