Direito: Nova ou Clássica?

Qual a melhor Universidade para estudar Direito?


  • Total voters
    93
Olá! Eu pretendo seguir direito, tendo como objetivo final tornar-me juíza ou trabalhar em algo relacionado com a PJ. Só irei me candidatar pro ano, mas encontro-me num dilema no que toca à qual universidade poderá ser a melhor para mim! Pretendo colocar em primeiro a NOVA e em segundo a clássica e pelo que estiver a ler, em certos aspetos a clássica fica à frente da Nova e vice-versa. Assim sendo, não sei mesmo qual poderá ser a mais indicada pra mim, pois tenho medo que a clássica seja demasiado antiquada e que acabe por não me identificar muito com o curso ou que a Nova não me prepare bem o suficiente (pois dizem que certas cadeiras que deviam ser obrigatórias, na Nova não o são). Se alguém me puder ajudar, ficaria muito agradecida.

e mais uma coisa: para participar nos moot courts tens de ser de um ano específico ou até mesmo os alunos de 1 ano de licencitura podem-se candidatar?
 
Olá! Eu pretendo seguir direito, tendo como objetivo final tornar-me juíza ou trabalhar em algo relacionado com a PJ. Só irei me candidatar pro ano, mas encontro-me num dilema no que toca à qual universidade poderá ser a melhor para mim! Pretendo colocar em primeiro a NOVA e em segundo a clássica e pelo que estiver a ler, em certos aspetos a clássica fica à frente da Nova e vice-versa. Assim sendo, não sei mesmo qual poderá ser a mais indicada pra mim, pois tenho medo que a clássica seja demasiado antiquada e que acabe por não me identificar muito com o curso ou que a Nova não me prepare bem o suficiente (pois dizem que certas cadeiras que deviam ser obrigatórias, na Nova não o são). Se alguém me puder ajudar, ficaria muito agradecida.

e mais uma coisa: para participar nos moot courts tens de ser de um ano específico ou até mesmo os alunos de 1 ano de licencitura podem-se candidatar?
Qualquer Faculdade vai-te preparar bem para o CEJ, até porque a maior parte vem de ti e de estudo autónomo. É uma questão de ponderares o que valorizas mais e comparares com as vantagens e desvantagens de cada Faculdade.
Quanto aos moot courts, cada um terá o seu regulamento e possíveis condições de inscrição, também depende um pouco de quem os organiza e qual o tema. Normalmente são em grupo, também. O que acontece é que no primeiro ano ainda tens pouco conhecimento jurídico para litigar numa competição dessas com a mesma "cabeça" que um aluno com mais estudos consolidados, e a tua capacidade de resposta e possibilidade de sucesso aos desafios é um pouco inferior.
 
Investigação criminal em que sentido? Análises de laboratório? Inspetor da PJ? Resolver casos? Defender/acusar agentes em tribunal ou proferir sentenças? Ou investigação estatística, teórica, de escritório, de fazer estudos sobre o fenómeno o crime?
A segurança de que falas é a criminal, por ação humana e que viola uma norma penal? É uma segurança física ou eletrónica? É uma segurança mais no sentido de Direito Civil ou do dia-a-dia, como a segurança do consumidor? Uma segurança perante o Estado, ou uma segurança a nível internacional?
A área da criminologia é complementar ao Direito Penal, apesar de não serem a mesma coisa. Podes sempre ver o programa de ambas as instituições nesse campo e os docentes/departamentos ou secções e ver qual te parece agradar mais.
Boa tarde! Já vi pela resposta à minha mensagem sobre a clássica ou Nova, E desde já agradeço pela amabilidade, o seu enorme conhecimento à cerca do direito, etc... E por isso lhe venho perguntar. Estava a referir -me a qualquer que seja a área relacionada com a investigação de crimes, não em laboratório, mas mesmo como um investigador da pj, a resolver casos, ações que violem leis penais. Será que a Pj, após um curso de direito é a minha única opção para a área que gosto? E qual a melhor uni para tal? NOVA ou clássica? Todos dizem que a clássica prepara um bom advogado mas como no meu caso não quero advocacia estou meio perdida...
 
Boa tarde! Já vi pela resposta à minha mensagem sobre a clássica ou Nova, E desde já agradeço pela amabilidade, o seu enorme conhecimento à cerca do direito, etc... E por isso lhe venho perguntar. Estava a referir -me a qualquer que seja a área relacionada com a investigação de crimes, não em laboratório, mas mesmo como um investigador da pj, a resolver casos, ações que violem leis penais. Será que a Pj, após um curso de direito é a minha única opção para a área que gosto? E qual a melhor uni para tal? NOVA ou clássica? Todos dizem que a clássica prepara um bom advogado mas como no meu caso não quero advocacia estou meio perdida...
Em Portugal não há assim detetives privados ou centros de investigação, pelo que resolver crimes e seres investigadora seria na PJ, sim. As polícias/SEF/GNR também seriam as únicas opções com realmente "autoridade" para agir. Mas apesar das vagas preferenciais e das vantagens que Direito te possa dar na PJ, não é o único curso admitido e podes entrar com muitas outras áreas diversas, e as provas físicas e de saúde são eliminatórias, é um acesso por concurso público um pouco diferente. Direito dá-te alguns conhecimentos de Penal, mas não te dará uma componente psicológica ou sociológica (entre outras) tão vasta sobre o fenómeno do crime como áreas específicas. Tu aprendes fundamentalmente o Direito. E mesmo criminologia não é necessariamente investigação criminal! Também depende se queres exercer em Portugal ou no estrangeiro.
E o curso de Direito é muito mais para além de crime, não te esqueças que tens de ter um certo gostinho ou interesse por Direito no todo para "aguentar" 4 anos de Civil, Fiscal, Administrativo, Económico, Comercial, Reais, Processos, Trabalho... Penal são umas 3 cadeiras entre as dezenas do curso inteiro, e é fundamentalmente teoria e doutrina e contextos jurídicos, muito diferente de resolver casos em termos policiais! Só te quero alertar para isto para não ficares assustada ou desanimada quando chegar a altura, porque muita gente do curso tem uma ideia errada do que se aprende em Direito Penal. 😅
 
Entrei na clássica e queria entrar na Nova como é possível concorrer à 2 fase?? Ao concorrer à 2 fase anula-se a 1? Ou seja caso volte a concorrer à Nova outravez anulo a clássica ou se não entrar tenjo lugar na clássica à mesma?
 
Entrei na clássica e queria entrar na Nova como é possível concorrer à 2 fase?? Ao concorrer à 2 fase anula-se a 1? Ou seja caso volte a concorrer à Nova outravez anulo a clássica ou se não entrar tenjo lugar na clássica à mesma?
Olá!
Antes de mais, parabéns! Mesmo que não tenhas entrado em 1ª opção, é um novo início e sempre algo a celebrar!
Tu concorres à 2ª fase da mesma maneira que concorreste à primeira: através da plataforma DGES. A tua colocação de 1ª fase apenas fica sem efeito em duas situações: caso nunca te matricules, ou caso te matricules e sejas colocada noutro curso na 2ª fase. Ou seja, desde que te matricules na Clássica, caso concorras à NOVA e não entres, a tua inscrição na Clássica não se altera.
 
Olá!
Antes de mais, parabéns! Mesmo que não tenhas entrado em 1ª opção, é um novo início e sempre algo a celebrar!
Tu concorres à 2ª fase da mesma maneira que concorreste à primeira: através da plataforma DGES. A tua colocação de 1ª fase apenas fica sem efeito em duas situações: caso nunca te matricules, ou caso te matricules e sejas colocada noutro curso na 2ª fase. Ou seja, desde que te matricules na Clássica, caso concorras à NOVA e não entres, a tua inscrição na Clássica não se altera.
Ah, muito obrigada!!! e se tivermos pago algo? Não temos que pagar duas matrículas pois não? E em 2 fase só podemos usar exames de 2 fase ou agora também se pode usar de 1?
 
Ah, muito obrigada!!! e se tivermos pago algo? Não temos que pagar duas matrículas pois não? E em 2 fase só podemos usar exames de 2 fase ou agora também se pode usar de 1?
Também podes usar exames de 1ª fase na 2ª. Os exames de 2ª fase é que apenas se podem usar na 2ª fase.
Quanto aos pagamentos, tudo o que pagares de propina nesta matrícula vai-se transferir para a tua nova matrícula de 2ª fase, caso fiques colocada. A única coisa que pagas "a dobrar" são os emolumentos e taxas de matrícula de cada instituição.