Direito

 
Olá a todos, apesar de ser de cientificos pretendo seguir Direito em Coimbra, pois é de longe o curso que mais interesse me desperta, contudo estou insegura em relação à minha decisão, primeiro por vir da area das ciências e ter medo de não me adaptar e segundo porque tenho encontrado opiniões muito divergentes quanto à empregabilidade (pretendo fazer um mestrado)... Existe muito aquela ideia de que se não formos filhos de advogados Direito leva nos diretamente ao desemprego, eu à partida não pretendo ser advogada mas não faço a menor ideia da realidade nas outras areas... Será que me podem esclarecer acerca destes dois pontos, a adaptação para alguem da minha area e as expectativas para o futuro? :sweatsmile:
 
Quanto a eventuais problemas de adaptação isso parece-me insignificante, as eventuais bases de História podem ajudar em uma ou outra cadeira, mas nada que um pouco mais de estudo não retifique, conheço imensos casos de gente que veio de Ciências e conseguiu notas melhores que muitos de Humanidades, até porque, não parecendo, Direito tem certas características em comum com os axiomas matemáticos. Não me perguntes o porquê desta comparação, esta foi a sensação que eu tive como alguém que gosta bastante de Matemática e Física (até muito mais do que de Direito). Quanto à questão da empregabilidade, o que é preciso é que te esforces imenso e te destaques. Penso que a partir de média de 15 na Clássica/Coimbra ou de 17 na Nova já ficas com bastantes portas abertas. Tenho um amigo advogado numa grande sociedade que acabou com 15/16 na clássica, outro que se está a formar juíz com 19 na Nova, conheci malta que agora dá aulas em Universidades como Oxford ou Harvard depois do curso, etc...

Como deves saber, com Direito podes fazer imensa coisa, mas foca-te no que queres e trabalha diariamente para isso, que o mercado está bastante sobre-lotado. ;)
 
  • Like
Reactions: A. W.
Quanto a eventuais problemas de adaptação isso parece-me insignificante, as eventuais bases de História podem ajudar em uma ou outra cadeira, mas nada que um pouco mais de estudo não retifique, conheço imensos casos de gente que veio de Ciências e conseguiu notas melhores que muitos de Humanidades, até porque, não parecendo, Direito tem certas características em comum com os axiomas matemáticos. Não me perguntes o porquê desta comparação, esta foi a sensação que eu tive como alguém que gosta bastante de Matemática e Física (até muito mais do que de Direito). Quanto à questão da empregabilidade, o que é preciso é que te esforces imenso e te destaques. Penso que a partir de média de 15 na Clássica/Coimbra ou de 17 na Nova já ficas com bastantes portas abertas. Tenho um amigo advogado numa grande sociedade que acabou com 15/16 na clássica, outro que se está a formar juíz com 19 na Nova, conheci malta que agora dá aulas em Universidades como Oxford ou Harvard depois do curso, etc...

Como deves saber, com Direito podes fazer imensa coisa, mas foca-te no que queres e trabalha diariamente para isso, que o mercado está bastante sobre-lotado. ;)

Muito obrigada pela resposta, ajudaste imenso! :)
 
  • Like
Reactions: Bateau Ivre
Vou pressupor que ele põe a possibilidade de fazer o curso em diurno, senão só em privadas. Segundo esta página fiável da DGES Guia da Candidatura 2017 - Detalhe de Curso as vagas do Pós-Laboral foram 'absorvidas' pelo diurno, pelo que me parece perfeitamente crível que ele entre com essa média na FDUL.

Mas continua a abrir turma da Noite, mesmo que dentro da candidatura a Dia, certo? Pelo menos está previsto na página da FDL
 
Olá a todos! Pretendo ingressar em Direito em Setembro na FDUP, contudo, recentemente estou a considerar seriamente a Católica (Porto) como uma opção... A minha preferência inicial pela FDUP residiu maioritariamente pelo facto de me encontrar a menos de uma hora da Universidade, algo que também acontece no caso da Universidade Católica. Mas agora que tenho prestado maior atenção ao fórum, tenho notado algumas críticas que me parecem válidas à FDUP e, para além disso, estive a verificar estatísticas e reparei que as classificações no Porto não são as mais famosas. Gostaria de ter a magistratura como opção no futuro e, como tal, a nota final é algo que me preocupa. Para além disso, estive a ver também o plano de estudos da FDUP e a verificar o das outras universidades de Direito. Reparei que no Porto, ao contrário das outras universidades, o programa só apresentava cadeiras opcionais no 4ano... Isto foi um erro meu de leitura, um erro do site, ou é mesmo assim? E acham que, em relação à FDUP, a Católica me compensa, pelo que também me interessa muito o Direito Internacional?
 
Olá a todos! Pretendo ingressar em Direito em Setembro na FDUP, contudo, recentemente estou a considerar seriamente a Católica (Porto) como uma opção... A minha preferência inicial pela FDUP residiu maioritariamente pelo facto de me encontrar a menos de uma hora da Universidade, algo que também acontece no caso da Universidade Católica. Mas agora que tenho prestado maior atenção ao fórum, tenho notado algumas críticas que me parecem válidas à FDUP e, para além disso, estive a verificar estatísticas e reparei que as classificações no Porto não são as mais famosas. Gostaria de ter a magistratura como opção no futuro e, como tal, a nota final é algo que me preocupa. Para além disso, estive a ver também o plano de estudos da FDUP e a verificar o das outras universidades de Direito. Reparei que no Porto, ao contrário das outras universidades, o programa só apresentava cadeiras opcionais no 4ano... Isto foi um erro meu de leitura, um erro do site, ou é mesmo assim? E acham que, em relação à FDUP, a Católica me compensa, pelo que também me interessa muito o Direito Internacional?

Olá, Inês!

Estive, no passado ano, a frequentar Direito na FDUP, portanto, posso elucidar-te acerca de alguns pontos. Em primeiro lugar, se tens possibilidade de ingressar na Católica, nem penses sequer na possibilidade de trocar essa hipótese pela FDUP. Como tu mesma dizes, o prestígio da FDUP não se compara com o prestígio da Católica; não me estou a basear em dados estatísticos, porém, é facto. E tive acesso a alguns dos apontamentos dos alunos da Católica, e deparas-te com uma preparação quase 100% melhor. Outro ponto: não sei como é o método adotado pelos professores, para fins de avaliação, na Católica; porém, o método da FDUP (até este ano, pelo menos, porque já ouvi dizer que ia mudar) é péssimo. Limita-se a avaliar os alunos através de um exame teórico, no final do semestre/ano (o que, para alunos de Direito, não faz sentido absolutamente nenhum). Podia falar-te de outros fatores, como ambiente na faculdade, integração, mas vou focar-me apenas no que perguntas. Quanto ao plano de estudos, não é nenhum erro: é mesmo assim. Só no 4º ano podes escolher determinadas cadeiras. Espero ter ajudado!!
 
Mestrados da Católica

- Preço: 8000€-8500€;
- Há dois tipos também mas o Científico é residual;
- Na parte lectiva, são bem dados porque os professores são especialistas das áreas das cadeiras que leccionam e conseguem dar os programas das cadeiras na sua totalidade (a maioria dos alunos que aparece é da FDL);
- Na parte da dissertação, as teses são todas de 40-50 páginas.

- Relativamente à UCP-Lx, pois... é uma nota preta! Só faz sentido se houver efectivamente retorno (= estágio numa das sociedades "parceiras"), pelo que se impõe a questão: a experiência recente dita que quem cai lá de pára-quedas tem as mesmas hipóteses de quem tem "conhecimentos" já sedimentados? É na job shop que eles arranjam emprego ou é só marketing? Não sendo mestrados orientados para a investigação, como são as metodologias de avaliação? Testes como na licenciatura?

Mestrados da Católica

- São melhores que os da FDL (pudera... são 4 vezes mais caros);
- Não é por tirares o Mestrado lá que passas a ter cunha. A maioria das pessoas que tem 8.000€ para dar por um mestrado já tem cunha antes disso (lógica da batata);
- Se não tiveres cunha e mesmo assim quiseres ir para a Católica, esforça-te seriamente para seres um dos 2-3 melhores alunos do Mestrado, senão vais mandar 6000€ ao lixo (que é a diferença de € relativamente ao que se paga na FDL: 2200€).



Presumo que se estejam a referir aos mestrados da Católica de Lisboa, e não do Porto, correto?
 
Olá! Aparentemente o curso de Direito Pós-Laboral na ULisboa não abrirá este ano, o que deitou abaixo os planos de um colega. Tendo média de 15,0 no secundário, 14,2 no exame de História e 12,5 no exame de Português (média de cadidatura de 14,2, mais ou menos) onde se pode candidatar?
Podem ajudar porfavor??
eu estou exatamente na mesma situação que essa, mas a média do secundária é 14,8
 
Olá, Inês!

Estive, no passado ano, a frequentar Direito na FDUP, portanto, posso elucidar-te acerca de alguns pontos. Em primeiro lugar, se tens possibilidade de ingressar na Católica, nem penses sequer na possibilidade de trocar essa hipótese pela FDUP. Como tu mesma dizes, o prestígio da FDUP não se compara com o prestígio da Católica; não me estou a basear em dados estatísticos, porém, é facto. E tive acesso a alguns dos apontamentos dos alunos da Católica, e deparas-te com uma preparação quase 100% melhor. Outro ponto: não sei como é o método adotado pelos professores, para fins de avaliação, na Católica; porém, o método da FDUP (até este ano, pelo menos, porque já ouvi dizer que ia mudar) é péssimo. Limita-se a avaliar os alunos através de um exame teórico, no final do semestre/ano (o que, para alunos de Direito, não faz sentido absolutamente nenhum). Podia falar-te de outros fatores, como ambiente na faculdade, integração, mas vou focar-me apenas no que perguntas. Quanto ao plano de estudos, não é nenhum erro: é mesmo assim. Só no 4º ano podes escolher determinadas cadeiras. Espero ter ajudado!!

Sim, isto ajudou imenso! Ainda assim, acho que me vou candidatar em primeiro lugar à FDUP. Fui visitar a universidade ontem e gostei mesmo muito. No entanto, tendo os pré requisitos feitos na Católica, vou deixar também essa opção em aberto, mas acho que a licenciatura na privada não compensa a larga escala... o mestrado, sim, esse é na Católica. Novamente, obrigada!!
 
Ola! sabem me dizer se é possivel inscrever na ordem dos advogados para fazer o estagio so com a licencitura em direito? ou para exercer e me inscrever no estagio na OA é obrigatorio mestrado?
 
Boa noite, a minha dúvida reside na média de acesso à faculdade. Alguém tem noção se as médias irão subir ou descer em Direito ?
 
Claro, já estive tanto na FDUL quanto na FDUNL, qualquer dúvida diz. :)

Olá Diogo! Visto que já estiveste nas duas , qual é a tua opinião acerca de cada uma? Eu estou muito indecisa!
Eu adorava seguir carreira diplomática ou trabalhar numa ONG, contudo não sei qual o caminho a seguir.... Muitas pessoas conduzem-me para direito, mas eu confesso que não morro de amores por ele...
Obrigada!
 
Olá Diogo! Visto que já estiveste nas duas , qual é a tua opinião acerca de cada uma? Eu estou muito indecisa!
Eu adorava seguir carreira diplomática ou trabalhar numa ONG, contudo não sei qual o caminho a seguir.... Muitas pessoas conduzem-me para direito, mas eu confesso que não morro de amores por ele...
Obrigada!

Acho que o curso de Relações Internacionais no ISCSP te deixaria com uma excelente preparação :)
 
Olá Diogo! Visto que já estiveste nas duas , qual é a tua opinião acerca de cada uma? Eu estou muito indecisa!
Eu adorava seguir carreira diplomática ou trabalhar numa ONG, contudo não sei qual o caminho a seguir.... Muitas pessoas conduzem-me para direito, mas eu confesso que não morro de amores por ele...
Obrigada!

Podes ler a minha opinião sobre as duas nas primeiras páginas deste tópico e no da Nova, desculpa mas agora não estou com tempo para escrever grandes paredes de texto. Quanto à parte internacional, infelizmente, tanto no meu tempo quanto no presente (tenho um amigo que passou para o 2º ano de Direito e corrobora esta crença), os licenciados em Direito são mais valorizados do que os de RI mesmo na área internacional mas, se o "não morro de amores" foi um eufemismo, aconselho-te mesmo a ires para Relações Internacionais em vez de Direito. Se não for uma tortura fazer Direito, penso que é um curso que te pode abrir muitas portas para além dessas, até porque não é propriamente fácil aceder a algo como a carreira diplomática, principalmente logo depois de saíres da Universidade.