Direito

Carlos Silva

Membro
Matrícula
18 Janeiro 2015
Mensagens
18
Olá! Alguém da FDUC que possa dar-me uma ajuda?
Eu entrei em Direito na FDUC por transferência de curso e gostava de saber se podia fazer algumas perguntas (ou enviar uma mensagem privada) sobre algumas dúvidas específicas de cadeiras a que compense ou não pedir equivalência, obrigado!
 

Pedro30

Membro Caloiro
Matrícula
22 Julho 2019
Mensagens
8
Curso
Direito
Instituição
FDUC
Olá! Alguém da FDUC que possa dar-me uma ajuda?
Eu entrei em Direito na FDUC por transferência de curso e gostava de saber se podia fazer algumas perguntas (ou enviar uma mensagem privada) sobre algumas dúvidas específicas de cadeiras a que compense ou não pedir equivalência, obrigado!
Estou disponível amigo, envia-me mp.
 
Matrícula
9 Janeiro 2019
Mensagens
59
Curso
Direito
Instituição
FDUL
Malta, alguém da FDUL consegue informar-me melhor sobre os livros necessários?
A editora da AAFDUL lá da faculdade vende livros pelo que vi, esses são bons e chegam ou nem por isso?
Tem lá todos?
 

Daner Reifarre

Membro Caloiro
Matrícula
2 Setembro 2020
Mensagens
5
Curso
Direito
Instituição
FDUL
Malta, alguém da FDUL consegue informar-me melhor sobre os livros necessários?
A editora da AAFDUL lá da faculdade vende livros pelo que vi, esses são bons e chegam ou nem por isso?
Tem lá todos?
Boas.
Os regentes das cadeiras geralmente indicam a bibliografia necessária nas primeiras aulas.
A AAFDL tem alguns dos livros recomendados pelos regentes/assistentes e de facto ajudam (nomeadamente livros de casos práticos), mas não têm todos, ficas mais bem servido de livros de Direito na Almedina, nesta loja sim, creio que estejam lá todos os livros necessários. Para bibliografia adicional podes sempre consultar a biblioteca da faculdade
 
Matrícula
9 Janeiro 2019
Mensagens
59
Curso
Direito
Instituição
FDUL
Boas.
Os regentes das cadeiras geralmente indicam a bibliografia necessária nas primeiras aulas.
A AAFDL tem alguns dos livros recomendados pelos regentes/assistentes e de facto ajudam (nomeadamente livros de casos práticos), mas não têm todos, ficas mais bem servido de livros de Direito na Almedina, nesta loja sim, creio que estejam lá todos os livros necessários. Para bibliografia adicional podes sempre consultar a biblioteca da faculdade
Boas, entendido, vou ver depois nessa livraria, obrigado!
Mas então nas primeiras aulas os regentes indicam quais serão necessários, correto?
Visto seres aluno, achas que "bastam" os livros que os regentes pedem para estudar no dia-a-dia ou há outros complementos que possam ajudar como esses da AAFDL?
Online arranjas algo para estudar (mesmo sem ser livros)?
 

Daner Reifarre

Membro Caloiro
Matrícula
2 Setembro 2020
Mensagens
5
Curso
Direito
Instituição
FDUL
oas, entendido, vou ver depois nessa livraria, obrigado!
Mas então nas primeiras aulas os regentes indicam quais serão necessários, correto?
De nada! Sim, costuma ser na primeira aula teórica que tens com o respetivo regente, eles indicam a bibliografia. Caso não vás a essa aula, sempre podes consultar a bibliografia no programa da respetiva cadeira, que costuma estar no site da própria faculdade.

Visto seres aluno, achas que "bastam" os livros que os regentes pedem para estudar no dia-a-dia ou há outros complementos que possam ajudar como esses da AAFDL?
Online arranjas algo para estudar (mesmo sem ser livros)?
Diria que depende da cadeira. Existem cadeiras em que os alunos pouco pegam em mais do que o manual base, aquelas em pegam apenas numa simples sebenta e aquelas em que tens de recorrer a mais do que um livro. Por exemplo, em cadeiras como teoria geral do direito civil, em que vais ser confrontado com imensos casos práticos, é sempre ideal estudar pelos manuais recomendados + livros de casos práticos disponibilizados na livraria da AAFDL (na Almedina também) , como já disse. Até naquelas cadeiras em que te dizem que basta uma sebenta ou um livro apenas para "desenrascar" a cadeira, se queres ser um aluno destacável, recomendava-te sempre consultar mais do que um livro, até porque te vais deparar com imensa divergência doutrinária entre certos autores (isto mais numas cadeiras do que em outras), ver o que cada um defende só enriquece o teu conhecimento e os assistentes notam e reconhecem isto.
A internet é muito vasta, muito mesmo, não só encontras livros em pdf como muitos resumos para estudar. No entanto, é melhor teres cuidado, visto que muitos desses resumos/sínteses podem ser de outras faculdades (muitas vezes do Brasil, até) onde a matéria pode ser lecionada de maneira diferente e os termos jurídicos não são iguais, mas se fores atento e tiveres cuidado com estes detalhes , procurar na internet ajuda sempre.
 
Última edição:
Matrícula
9 Janeiro 2019
Mensagens
59
Curso
Direito
Instituição
FDUL
De nada! Sim, costuma ser na primeira aula teórica que tens com o respetivo regente, eles indicam a bibliografia. Caso não vás a essa aula, sempre podes consultar a bibliografia no programa da respetiva cadeira, que costuma estar no site da própria faculdade.


Diria que depende da cadeira. Existem cadeiras em que os alunos pouco pegam em mais do que o manual base, aquelas em pegam apenas numa simples sebenta e aquelas em que tens de recorrer a mais do que um livro. Por exemplo, em cadeiras como teoria geral do direito civil, em que vais ser confrontado com imensos casos práticos, é sempre ideal estudar pelos manuais recomendados + livros de casos práticos disponibilizados na livraria da AAFDL (na Almedina também) , como já disse. Até naquelas cadeiras em que te dizem que basta uma sebenta ou um livro apenas para "desenrascar" a cadeira, se queres ser um aluno destacável, recomendava-te sempre consultar mais do que um livro, até porque te vais deparar com imensa divergência doutrinária entre certos autores (isto mais numas cadeiras do que em outras), ver o que cada um defende só enriquece o teu conhecimento e os assistentes notam e reconhecem isto.
A internet é muito vasta, muito mesmo, não só encontras livros em pdf como muitos resumos para estudar. No entanto, é melhor teres cuidado, visto que muitos desses resumos/sínteses podem ser de outras faculdades (muitas vezes do Brasil, até) onde a matéria pode ser lecionada de maneira diferente e os termos jurídicos não são iguais, mas se fores atento e tiveres cuidado com estes detalhes , procurar na internet ajuda sempre.
Desde já, agradeço-te pela vasta gama de informação que me estás a fornecer!
Pois, também imaginei que dependesse de cadeira para cadeira, visto que umas podem ser mais objetivas e específicas, enquanto que outras muito mais complexas.
Quando dizes outros livros though, referes-te por exemplo, ter um "livro principal/manual" e auxiliar esse conteúdo com informações de livros de casos práticos (tipo um caderno de atividades, com "exercícios" na prática e a sua explicação, certo?) e sebentas (isso são de resumos de alunos, correto? arranjam-se apenas por padrinhos da praxe ou há outra forma?) ou, por exemplo, ter mesmo dois "Manuais principais" de autores diferentes, como os seguintes:
1599729082978.png
1599729090817.png

Desculpa por tanta pergunta, mas quanto mais souber, mais preparado vou pra lá, ainda por cima serei estudante deslocado, saber os sítios corretos e a quem recorrer é sempre bom! ahah
 

Daner Reifarre

Membro Caloiro
Matrícula
2 Setembro 2020
Mensagens
5
Curso
Direito
Instituição
FDUL
Desde já, agradeço-te pela vasta gama de informação que me estás a fornecer!
Pois, também imaginei que dependesse de cadeira para cadeira, visto que umas podem ser mais objetivas e específicas, enquanto que outras muito mais complexas.
Quando dizes outros livros though, referes-te por exemplo, ter um "livro principal/manual" e auxiliar esse conteúdo com informações de livros de casos práticos (tipo um caderno de atividades, com "exercícios" na prática e a sua explicação, certo?) e sebentas (isso são de resumos de alunos, correto? arranjam-se apenas por padrinhos da praxe ou há outra forma?) ou, por exemplo, ter mesmo dois "Manuais principais" de autores diferentes, como os seguintes:
Sim, referia-me tanto a um livro principal / livro de casos práticos (alguns têm apenas os casos, outros mais completos têm os casos e a sua respetiva resolução) como a ter livros de dois ou mais autores diferentes.
Acabaste de colocar fotos de dois bons livros de tgdc, eu próprio usei o do Pedro Pais Vasconcelos no primeiro ano, mas o principal era o do professor Menezes Cordeiro (até porque ele foi o meu regente, mas os livros dele costumam também ser recomendados nas turmas em que ele não é regente, digamos que ele é o "boss" de tgdc lá da faculdade).
Em relação às sebentas, sim, são, de facto, resumos feitos por alunos. Elas arranjam-se principalmente num departamento da FDUL chamado reprografia vermelha, lá podes pedir a sebenta da cadeira que desejas e eles imprimem na hora, costumas é ter de pagar uns 4/5€, depende da quantidade de folhas. O que não significa que não possas pedi-las aos padrinhos/madrinhas da praxe claro, se eles tiverem, melhor para ti.
A maior parte dos alunos costuma fotocopiar os manuais nas lojas de fotocópias nos arredores da cidade universitária (não que eu queira incentivar esta prática, até porque dá muito mais prazer ter o livro original, é claro, mas quando certos livros de Direito estão aos preços que estão, é apenas expectável que os alunos recorram às fotocópias. Portanto se não tiveres budget que chegue para comprar os livros que precisas, aconselhava-te a recorrer às fotocópias ou a comprar a alunos mais velhos que já não precisem deles, sai muito mais barato, podes encadernar e tudo. Atenção! O que não convém mesmo é colocar os livros fotocopiados à tua frente tanto no anfiteatro nas aulas teóricas como nas aulas práticas com os assistentes, por motivos óbvios.
Desculpa por tanta pergunta, mas quanto mais souber, mais preparado vou pra lá, ainda por cima serei estudante deslocado, saber os sítios corretos e a quem recorrer é sempre bom! ahah
Ora essa, glad to help. Podes continuar a colocar questões se assim precisares
 
Matrícula
9 Janeiro 2019
Mensagens
59
Curso
Direito
Instituição
FDUL
Sim, referia-me tanto a um livro principal / livro de casos práticos (alguns têm apenas os casos, outros mais completos têm os casos e a sua respetiva resolução) como a ter livros de dois ou mais autores diferentes.
Acabaste de colocar fotos de dois bons livros de tgdc, eu próprio usei o do Pedro Pais Vasconcelos no primeiro ano, mas o principal era o do professor Menezes Cordeiro (até porque ele foi o meu regente, mas os livros dele costumam também ser recomendados nas turmas em que ele não é regente, digamos que ele é o "boss" de tgdc lá da faculdade).
Em relação às sebentas, sim, são, de facto, resumos feitos por alunos. Elas arranjam-se principalmente num departamento da FDUL chamado reprografia vermelha, lá podes pedir a sebenta da cadeira que desejas e eles imprimem na hora, costumas é ter de pagar uns 4/5€, depende da quantidade de folhas. O que não significa que não possas pedi-las aos padrinhos/madrinhas da praxe claro, se eles tiverem, melhor para ti.
A maior parte dos alunos costuma fotocopiar os manuais nas lojas de fotocópias nos arredores da cidade universitária (não que eu queira incentivar esta prática, até porque dá muito mais prazer ter o livro original, é claro, mas quando certos livros de Direito estão aos preços que estão, é apenas expectável que os alunos recorram às fotocópias. Portanto se não tiveres budget que chegue para comprar os livros que precisas, aconselhava-te a recorrer às fotocópias ou a comprar a alunos mais velhos que já não precisem deles, sai muito mais barato, podes encadernar e tudo. Atenção! O que não convém mesmo é colocar os livros fotocopiados à tua frente tanto no anfiteatro nas aulas teóricas como nas aulas práticas com os assistentes, por motivos óbvios.

Ora essa, glad to help. Podes continuar a colocar questões se assim precisares
Entendido, tu no primeiro ano usaste principalmente o quê como método estudo? Ainda usas o mesmo, vários livros, sebentas?


Pois, isso do preço dos livros é meio chato.. considerando que são em volta de 30 euros ou assim por livro por cadeira e algumas possam precisar de 2-3 ainda é um bom valor, se bem que já ouvi dizer que fotocopiar também não sai um valor lá muito diferente, confirmas?

Já agora, mais off-topic, no teu 1o ano costumavas estudar mais ou menos quantas horas semanais? Óbvio que isso difere MUITO de pessoa para pessoa, método de estudo, cadeira, regente, tempo a interiorizar, no entanto, tou a ponderar umas 2-3h por dia sem contar com as aulas, achas que é uma média aceitável ou baixa?

Obrigado!
 
  • Like
Reactions: Daner Reifarre
Matrícula
19 Novembro 2019
Mensagens
13
Curso
Línguas e Humanidades
Olá preciso de ajuda sobre o tema da Ordem. Eu este ano candidatei-me a Solicitadoria e estou confusa sobre a OSAE. Gostava de saber se é possível alguém não entrar na Ordem e mesmo assim conseguir trabalhar na área ou se é obrigatório estar na ordem para ter a capacidade de trabalhar como solicitadora.
outra dúvida é sobre o exame final de admissão. Se eu falhar no exame, nas duas fases, terei que fazer o estágio outra vez? Se alguém me puder ajudar agradecia, uma vez que até amanhã posso mudar a minha candidatura.
E é uma grande dúvida porque envolve muito dinheiro, pois pelo o que ouvi, depois de sermos aprovados, temos que pagar à Ordem para manteram a nossa licença ativa
Post automatically merged:

Olá preciso de ajuda sobre o tema da Ordem. Eu este ano candidatei-me a Solicitadoria e estou confusa sobre a OSAE. Gostava de saber se é possível alguém não entrar na Ordem e mesmo assim conseguir trabalhar na área ou se é obrigatório estar na ordem para ter a capacidade de trabalhar como solicitadora.
outra dúvida é sobre o exame final de admissão. Se eu falhar no exame, nas duas fases, terei que fazer o estágio outra vez? Se alguém me puder ajudar agradecia, uma vez que até amanhã posso mudar a minha candidatura.
E é uma grande dúvida porque envolve muito dinheiro, pois pelo o que ouvi, depois de sermos aprovados, temos que pagar à Ordem para manteram a nossa licença ativa
e se precisamos de ter a ordem para aceder a outras saídas profissionais relacionadas com o curso de solicitadoria- Solicitador; Assessor Jurídico; Agente de Execução; Assessor de Notariado Privado; Secretariado de Sociedades Comerciais; Administrador de Patrimónios e Heranças; Mediador (Julgados de Paz, Mediação Familiar, Laboral de Consumo, Penal, Administrativa e de Propriedade Industrial); Direção de Departamento Jurídico e de Recursos Humanos de Empresas; Administração Pública (Central, Regional, Local, Fundações e Empresas Públicas); Administrador Judicial, Despachante Oficial.
 
Última edição:

Frances

Membro Veterano
Matrícula
11 Maio 2016
Mensagens
178
Curso
Direito
Olá preciso de ajuda sobre o tema da Ordem. Eu este ano candidatei-me a Solicitadoria e estou confusa sobre a OSAE. Gostava de saber se é possível alguém não entrar na Ordem e mesmo assim conseguir trabalhar na área ou se é obrigatório estar na ordem para ter a capacidade de trabalhar como solicitadora.
outra dúvida é sobre o exame final de admissão. Se eu falhar no exame, nas duas fases, terei que fazer o estágio outra vez? Se alguém me puder ajudar agradecia, uma vez que até amanhã posso mudar a minha candidatura.
Olá!
Tu para seres solicitadora ou agente de execução e desempenhares essa atividade profissional precisas de estar inscrita na OSAE (ou seja, na Ordem). Para te inscreveres no estágio precisas de pagar algumas UC (unidades de conta) em várias prestações. Penso que atualmente o custo total andará entre os 900 e os 1000€. Quanto às quotas que vais pagando, não te sei informar de valores, mas é uma questão de procurares em regulamentos ou normas que devem estar no próprio site da Ordem.
Se não fores aprovada, tens de repetir o estágio e pagar novamente, sim. Mas se te esforçares, de certeza que corre tudo bem :)
 
Última edição:
Matrícula
19 Novembro 2019
Mensagens
13
Curso
Línguas e Humanidades
Olá!
Tu para seres solicitadora ou agente de execução e desempenhares essa atividade profissional precisas de estar inscrita na OSAE (ou seja, na Ordem). Para te inscreveres no estágio precisas de pagar algumas UC (unidades de conta) em várias prestações. Penso que atualmente o custo total andará entre os 900 e os 1000€. Quanto às quotas que vais pagando, não te sei informar de valores, mas é uma questão de procurares em regulamentos ou normas que devem estar no próprio site da Ordem.
Se não fores aprovada, tens de repetir o estágio e pagar novamente, sim. Mas se te esforçares, de certeza que corre tudo bem :)

Mas enquanto não tiver a ordem não posso trabalhar em nenhuma das saídas profissionais que o curso de solicitadoria oferece, sem ser mesmo solicitador ou agente de execução, como as que se seguem?
Assessor Jurídico
Sector da banca e seguros (notariado)
Administração Pública Central e Local (assessoria
jurídica)
Empresas (assessoria jurídica)
Gabinetes de estudos, ensino e investigação
Secretariado de Sociedades Comerciais;
Administrador de Patrimónios e Heranças;
Mediador(Julgados de Paz, Mediação Familiar, Laboral de Consumo, Penal, Administrativa e de Propriedade Industrial);
Direção de Departamento Jurídico e de Recursos Humanos de Empresas;
Administração Pública (Central, Regional, Local, Fundações e Empresas Públicas);
Administrador Judicial;
Despachante Oficial
 
Última edição:

Frances

Membro Veterano
Matrícula
11 Maio 2016
Mensagens
178
Curso
Direito
Mas enquanto não tiver a ordem não posso trabalhar em nenhuma das saídas profissionais como as que se seguem?
Assessor Jurídico
Sector da banca e seguros (notariado)
Administração Pública Central e Local (assessoria
jurídica)
Empresas (assessoria jurídica)
Gabinetes de estudos, ensino e investigação
Assim por alto, diria que sim, mas estás bastante limitada em termos de oferta de emprego e vida profissional, porque não podes desempenhar as mesmas funções que um solicitador ou um agente de execução ou mesmo um notário têm por te faltar a inscrição na Ordem. É como a licenciatura em Direito, tens n saídas profissionais, mas apenas algumas delas são acessíveis para um "mero" jurista licenciado.
 

Frances

Membro Veterano
Matrícula
11 Maio 2016
Mensagens
178
Curso
Direito
sim, entendo, eu só tenho bastante receio de ficar condicionada nas outras opções por não ter ingressado na ordem. Por exemplo se eu pudesse trabalhar na administração pública, enquanto tivesse a focar-me na Ordem seria um sonho
obrigada desde já pela a atenção, estava a ficar desesperada. Foi um curso que encontrei a toa enquanto estava a passear pela a minha cidade e identifiquei me bastante com o mesmo
Tem atenção que o estágio na Ordem te ocupa ainda algum tempo. Afinal, é um estágio profissional, estás em contexto de trabalho e seria no fundo como teres dois empregos, dependendo do teu patrono e das horas que passarias a estagiar. No início tens ainda a carga académica da Ordem (trabalhos, formações, etc.)
Atenção que eu disse que muitas dessas saídas são acessíveis sem ordem, e não te quero desanimar, mas tens de ter em mente que o acesso pode ser competitivo e que não teres mais formação pode ser de algum modo um entrave. Não digo que seja impossível arranjares trabalho sem a Ordem, mas são funções ainda um pouco diferentes. Entrares na administração pública passa, muitas vezes, por concursos, e tens de esperar que abram e que tenhas sorte de ficar colocada. Tem atenção também que muitas dessas saídas podem ter formados em outras áreas a "competir" para entrar (ex.: alguém de Administração para um cargo de administração, alguém da área dos RH para um cargo nos RH, etc.).

De qualquer maneira, eu acho que face às tuas dúvidas, o melhor é falares com um solicitador ou com alguém que esteja mais por dentro da profissão e da licenciatura, porque essa pessoa está mais apta para responder em concreto às tuas perguntas. Eu quero avisar-te que não sou solicitadora nem tenho qualquer autoridade para falar da área, e que não há nada como confirmares ou desmentires o que eu sei e conheço por estar noutra área "irmã" com alguém que tenha realmente passado pela experiência.
 
Matrícula
19 Novembro 2019
Mensagens
13
Curso
Línguas e Humanidades
Tem atenção que o estágio na Ordem te ocupa ainda algum tempo. Afinal, é um estágio profissional, estás em contexto de trabalho e seria no fundo como teres dois empregos, dependendo do teu patrono e das horas que passarias a estagiar. No início tens ainda a carga académica da Ordem (trabalhos, formações, etc.)
Atenção que eu disse que muitas dessas saídas são acessíveis sem ordem, e não te quero desanimar, mas tens de ter em mente que o acesso pode ser competitivo e que não teres mais formação pode ser de algum modo um entrave. Não digo que seja impossível arranjares trabalho sem a Ordem, mas são funções ainda um pouco diferentes. Entrares na administração pública passa, muitas vezes, por concursos, e tens de esperar que abram e que tenhas sorte de ficar colocada. Tem atenção também que muitas dessas saídas podem ter formados em outras áreas a "competir" para entrar (ex.: alguém de Administração para um cargo de administração, alguém da área dos RH para um cargo nos RH, etc.).
Sim, eu pretendo entrar na Ordem para ser uma Solicitadora. Só gostava de saber que enquanto não tiver a ordem, se até poderei trabalhar em algumas das possíveis saídas. Sei que é um mercado bastante competitivo e isso faz me temer o curso em si e o futuro que posso ter com ele. Eu até já pensei em mudar a minha candidatura para RH por causa do medo. Não que RH seja menos fácil ou qualquer coisa, mas no fim não estaria dependente de um exame para trabalhar na minha área, ou de ter que pagar para manter a minha licença ativa após a ingressão na Ordem.
 

Frances

Membro Veterano
Matrícula
11 Maio 2016
Mensagens
178
Curso
Direito
Sim, eu pretendo entrar na Ordem para ser uma Solicitadora. Só gostava de saber que enquanto não tiver a ordem, se até poderei trabalhar em algumas das possíveis saídas. Sei que é um mercado bastante competitivo e isso faz me temer o curso em si e o futuro que posso ter com ele. Eu até já pensei em mudar a minha candidatura para RH por causa do medo. Não que RH seja menos fácil ou qualquer coisa, mas no fim não estaria dependente de um exame para trabalhar na minha área, ou de ter que pagar para manter a minha licença ativa após a ingressão na Ordem.
Sinceramente, não estou a ver motivo para temer o exame e o estágio. Os azares acontecem, mas se se esforçares ao longo do curso e da Ordem, não é nada de outro mundo! Totalmente possível, as taxas de sucesso não são assim tão assustadoras para se ir com medo! Acho que o medo de falhar uma avaliação daqui a 4-5 anos não te devia impedir de ires para o curso ou tentares ingressar na profissão.
Quanto à parte de pagares inscrição e quotas para exercer... Aí é um problema da área do Direito, e não há grande volta a dar. É uma questão que tens de ponderar, dentro das tuas possibilidades e expetativas realistas para o futuro.
 
Matrícula
19 Novembro 2019
Mensagens
13
Curso
Línguas e Humanidades
Sinceramente, não estou a ver motivo para temer o exame e o estágio. Os azares acontecem, mas se se esforçares ao longo do curso e da Ordem, não é nada de outro mundo! Totalmente possível, as taxas de sucesso não são assim tão assustadoras para se ir com medo! Acho que o medo de falhar uma avaliação daqui a 4-5 anos não te devia impedir de ires para o curso ou tentares ingressar na profissão.
Quanto à parte de pagares inscrição e quotas para exercer... Aí é um problema da área do Direito, e não há grande volta a dar. É uma questão que tens de ponderar, dentro das tuas possibilidades e expetativas realistas para o futuro.
Agradeço imenso a ajuda. Eu sei, um dos meus problemas é que foco muito no futuro e fico bastante ansiosa.. Um dia as quotas vão ser eliminadas :-) Bem tentar não custa, se não gostar do curso sempre posso mudar não é? E mais uma coisa, mesmo que depois de entrar na Ordem não esteja a trabalhar como solicitadora, tenho que pagar as quotas?
 

mfc21

Membro
Matrícula
1 Novembro 2019
Mensagens
33
Curso
Ciências e Tecnologias
Instituição
ES Cacilhas-Tejo
Malta que colocou a FDUL (Clássica) em primeira opção:

Enviem-me msg privada com o vosso número e nome pra criarmos um grupo de wpp! (Visto que não devemos ter praxe, nem festas, ficamos a conhecer-nos doutra maneira e podemos falar sobre o curso)
 

_mariana_22_

Membro
Matrícula
24 Junho 2020
Mensagens
14
olha princesa vou-te ser sincera.
há muito aquela coisa de "Ciências tem saída para tudo" e com isso a desvalorização dos outros cursos. Sim tem mais saídas a área de ciencias mas até em humanidades tu podes realizar exames de ciências ou economia ou artes.
Eu vou para Direito porque quero ingressar na polícia Judiciária. entendo isso de não teres bem a certeza do que queres, eu queria ir para psicologia no 9º ano e depois direito, vou-me candidatar à escola de PSP e era para candidatar à academia militar hahaha e candidato-me a direito também.
Quero que saibas que te desejo toda a sorte do mundo nesta nova etapa da tua vida, tira as melhores notas que podes! estudo diário SEMPRE! e se n gostares do curso podes sempre mudar <3
qualquer coisa podes mandar mensagem.
Beijinho


Obrigadaaaaa!
Boa noite! Isso da psp e de direito para a pj é precisamente o caminho que gostaria de seguir. Que ares acabou por conseguir??
 
Matrícula
28 Outubro 2017
Mensagens
4,520
Curso
Gestão da distribuição e da logística
Instituição
IPS
Boa noite! Isso da psp e de direito para a pj é precisamente o caminho que gostaria de seguir. Que ares acabou por conseguir??
Ola boa tarde,
Acabei por não ir pra nenhuma dessas áreas por começar a ter uma visão diferente daquilo que queria no meu futuro a nível de tempo para a vida pessoal e entendi que, aquilo que realmente amo é a área das ciências e vou tentar um dia trabalhar na medicina legal.
Mas posso te dizer que sim, o Direito é aquilo que te da mais facilidade para entrar na pj, já que o exame de admissão se baseia em leis.
Desejo muita muita sorte e espero um dia ter notícias sobre aquilo que decidiste seguir.
Beijinho grande 😘