E agora, que curso devo escolher!?

Boa Noite,
Encontro-me num debate intenso desde o início do meu 12º ano. Que curso devo escolher? E melhor... Que cursos posso escolher com uma média de secundário de 15?
Sempre possui um bichinho por Psicologia, e informei sempre que pretendia seguir esse rumo, a esta altura do campeonato, sei que não possui percentagens a meu favor para conseguir entrar pois a primeira fase de Biologia correu mal e eu obtive apenas um 11,7. Já a segunda fase foi mais favorável, mas como se sabe, as vagas são pouquíssimas. Também estou a debater seguir Fisiologia Clínica pela parte prática e o estudo do ser humano, mas receio não ter cérebro para tal. Fisioterapia atraiu, de igual forma a minha atenção. Qualquer componente que seja manter um bom corpo e mente é a área pela qual mais me interesso.
Desta forma, queria imenso saber a opinião sobre o que devo fazer perante uma situação destas, o que devo decidir?

Obrigada, desde já! :)
O unico conselho a dar aqui é escolhe o que queres ou achas que queres e nao vás pelo nao ter cerebro para tal. Toda a gente consegue fazer todos os cursos, com mais ou menos esforço. Depende apenas de ti. Quem te disser que é muita dificil e que nao dá das duas uma, ou te está a dizer isso porque lá andam e nao conseguiram por falta de estudo ou dedicaçao ou está mal informado.(Obviamente podes te esforçar muito e mesmo assim passar dificuldades mas acabas por conseguir.)
 
  • Like
Reactions: s_proenca
Hey, hoje tive a oportunidade de infiltrar-me no Técnico e vaguear pelos corredores e algumas salas à socapa com uma amiga que também irá para o Técnico, fomos acompanhados por um aluno nosso amigo. Entretanto pude observar o departamento de civil e o laboratório gigante de construção, eu acho, que cativou-me imenso. Eu sempre gostei de Construção Civil mas por receio da empregabilidade tenho muito medo de seguir. Tenho média passível de entrar em Engenharia Mecânica, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, outras duas engenharias que pondero, mas também já ponderei Engenharia de Gestão Industrial, no entanto, fica no Tagus, o que é um pouco longe e os transportes não são lá muito agradáveis, além de não ser um curso que aborda uma matéria em específico mas um conjunto de matérias de forma superficial.
Dito isto, com uma média confortável, será um desperdício apostar em Cívil?
Acham que o mercado de Civil está saturado em Portugal?
Crêem que com a crescente internacionalização de Lisboa e a vinda de empresas para o país venha a surgir um novo "boom" na construção?
Há oportunidades bem remuneradas em Civil ou nem por isso? Um dos fatores que considero relevante, embora claro equilibre com a empregabilidade e saídas profissionais, é a remuneração média.

Portanto, quem puder dar a sua opinião, comentário esteja à vontade, pois sem dúvida irá ajudar-me, muito obrigado.
 
Última edição:
Hey, hoje tive a oportunidade de infiltrar-me no Técnico e vaguear pelos corredores e algumas salas à socapa com uma amiga que também irá para o Técnico, fomos acompanhados por um aluno nosso amigo. Entretanto pude observar o departamento de civil e o laboratório gigante de construção, eu acho, que cativou-me imenso. Eu sempre gostei de Construção Civil mas por receio da empregabilidade tenho muito medo de seguir. Tenho média passível de entrar em Engenharia Mecânica, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, outras duas engenharias que pondero, mas também já ponderei Engenharia de Gestão Industrial, no entanto, fica no Tagus, o que é um pouco longo e os transportes não são lá muito agradáveis, além de não ser um curso que aborda uma matéria em específico mas um conjunto de matérias de forma superficial.
Dito isto, com uma média confortável, será um desperdício apostar em Cívil?
Acham que o mercado de Civil está saturado em Portugal?
Crêem que com a crescente internacionalização de Lisboa e a vinda de empresas para o país venha a surgir um novo "boom" na construção?
Há oportunidades bem remuneradas em Civil ou nem por isso? Um dos fatores que considero relevante, embora claro equilibre com a empregabilidade e saídas profissionais, é a remuneração média.

Portanto, quem puder dar a sua opinião, comentário esteja à vontade, pois sem dúvida irá ajudar-me, muito obrigado.
Se houver inovaçao vai haver um boom de certeza e sendo o IST o que é vai te preparar para isso.
Eu diria que vao ser precisos mais do que já há dado que durante alguns entraram poucos alunos. Isto dito por especialistas em jornais ahah
Vai na fé que tens emprego.Menos mas tens.
 
  • Like
Reactions: Rogério Pedro
Hey, hoje tive a oportunidade de infiltrar-me no Técnico e vaguear pelos corredores e algumas salas à socapa com uma amiga que também irá para o Técnico, fomos acompanhados por um aluno nosso amigo. Entretanto pude observar o departamento de civil e o laboratório gigante de construção, eu acho, que cativou-me imenso. Eu sempre gostei de Construção Civil mas por receio da empregabilidade tenho muito medo de seguir. Tenho média passível de entrar em Engenharia Mecânica, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, outras duas engenharias que pondero, mas também já ponderei Engenharia de Gestão Industrial, no entanto, fica no Tagus, o que é um pouco longo e os transportes não são lá muito agradáveis, além de não ser um curso que aborda uma matéria em específico mas um conjunto de matérias de forma superficial.
Dito isto, com uma média confortável, será um desperdício apostar em Cívil?
Acham que o mercado de Civil está saturado em Portugal?
Crêem que com a crescente internacionalização de Lisboa e a vinda de empresas para o país venha a surgir um novo "boom" na construção?
Há oportunidades bem remuneradas em Civil ou nem por isso? Um dos fatores que considero relevante, embora claro equilibre com a empregabilidade e saídas profissionais, é a remuneração média.

Portanto, quem puder dar a sua opinião, comentário esteja à vontade, pois sem dúvida irá ajudar-me, muito obrigado.

Não te consigo ajudar em relação a muito, mas a parte de "média confortável, será um desperdício apostar em Civil?" acho que não é desperdício nenhum. As médias resultam do que as pessoas escolhem e não pelo o que o curso em si vale. Se gostas de Eng.Civil então segue, claro que tens as questões de empregabilidade em ter em conta. O que eu quero dizer é que se gostas do curso então nunca será um desperdício.
 
Hey, hoje tive a oportunidade de infiltrar-me no Técnico e vaguear pelos corredores e algumas salas à socapa com uma amiga que também irá para o Técnico, fomos acompanhados por um aluno nosso amigo. Entretanto pude observar o departamento de civil e o laboratório gigante de construção, eu acho, que cativou-me imenso. Eu sempre gostei de Construção Civil mas por receio da empregabilidade tenho muito medo de seguir. Tenho média passível de entrar em Engenharia Mecânica, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, outras duas engenharias que pondero, mas também já ponderei Engenharia de Gestão Industrial, no entanto, fica no Tagus, o que é um pouco longo e os transportes não são lá muito agradáveis, além de não ser um curso que aborda uma matéria em específico mas um conjunto de matérias de forma superficial.
Dito isto, com uma média confortável, será um desperdício apostar em Cívil?
Acham que o mercado de Civil está saturado em Portugal?
Crêem que com a crescente internacionalização de Lisboa e a vinda de empresas para o país venha a surgir um novo "boom" na construção?
Há oportunidades bem remuneradas em Civil ou nem por isso? Um dos fatores que considero relevante, embora claro equilibre com a empregabilidade e saídas profissionais, é a remuneração média.

Portanto, quem puder dar a sua opinião, comentário esteja à vontade, pois sem dúvida irá ajudar-me, muito obrigado.
Se sequires uma área que gostes tens mais possibilidades de ser bom nisso e de assim te destacares e teres posições de destaque. Muitas vezes os cursos mais difíceis como fisica ou matemática tem médias baixas devido à sua dificuldade, ou seja muitas vezes o que chama as pessoas para o curso é o facto de não haver tantas dificuldades, isto para dizer que a média não é um indicador muito fiável acerca do seu valor.
 
Hey, hoje tive a oportunidade de infiltrar-me no Técnico e vaguear pelos corredores e algumas salas à socapa com uma amiga que também irá para o Técnico, fomos acompanhados por um aluno nosso amigo. Entretanto pude observar o departamento de civil e o laboratório gigante de construção, eu acho, que cativou-me imenso. Eu sempre gostei de Construção Civil mas por receio da empregabilidade tenho muito medo de seguir. Tenho média passível de entrar em Engenharia Mecânica, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, outras duas engenharias que pondero, mas também já ponderei Engenharia de Gestão Industrial, no entanto, fica no Tagus, o que é um pouco longo e os transportes não são lá muito agradáveis, além de não ser um curso que aborda uma matéria em específico mas um conjunto de matérias de forma superficial.
Dito isto, com uma média confortável, será um desperdício apostar em Cívil?
Acham que o mercado de Civil está saturado em Portugal?
Crêem que com a crescente internacionalização de Lisboa e a vinda de empresas para o país venha a surgir um novo "boom" na construção?
Há oportunidades bem remuneradas em Civil ou nem por isso? Um dos fatores que considero relevante, embora claro equilibre com a empregabilidade e saídas profissionais, é a remuneração média.

Portanto, quem puder dar a sua opinião, comentário esteja à vontade, pois sem dúvida irá ajudar-me, muito obrigado.
Vai para o que realmente gostas
 
  • Like
Reactions: Rogério Pedro
Boa tarde, terminei hoje o 12 ano em línguas e humanidades, e estava a pensar em ingressar em psicologia, mas devido ao meu curso não sei se estou preparada para entrar nesse curso porque nunca tive ciências etc. O curso é muito difícil ou não é adequado para pessoas de humanidades?
Não quero ir para um curso e depois não conseguir fazer nada, como estatística e ciências...
 
Pessoal, alguém me pode dar mais informações sobre cursos de estudos orientais, chines, japones etc?
Relativamene quer á sua empregabilidade, quer sobre o poder que tem sobre o nosso pais hoje em dia.
 
Terminei o 12º ano com média de 15 e estava a pensar candidatar-me a um curso relacionado com as tecnologias do futuro, mas que não fosse algo muito pesado, como as Engenharias que só envolvem as programações... Alguma sugestão? Preciso mesmo de ajuda
 
Terminei o 12º ano com média de 15 e estava a pensar candidatar-me a um curso relacionado com as tecnologias do futuro, mas que não fosse algo muito pesado, como as Engenharias que só envolvem as programações... Alguma sugestão? Preciso mesmo de ajuda
"Pesado" como assim? Se te estiveres a referir a dificuldade, então esquece engenharias
 
Estou a falar de programação, nem sei muito bem... Foi por isso que disse algo que não fosse Engenharias... Mas gostava de um curso relacionado com tecnologias do futuro
Trabalhar em novas tecnologias sem conhecimentos básicos de programação é um bocado complicado... que disciplinas gostas mais?
 
Matemática... Talvez a programação não seja assim tão complicado, não sei
Acho que não devias ter medo de programação, pode ser difícil tal como a maioria das cadeiras do curso hahaha, mas não é por ser difícil que deves desistir...podes gostar especialmente de física/engenharia física, como disseste que gostas de matemática e queres trabalhar em novas tecnologias :D
 
  • Like
Reactions: lalaporto
Acho que não devias ter medo de programação, pode ser difícil tal como a maioria das cadeiras do curso hahaha, mas não é por ser difícil que deves desistir...podes gostar especialmente de física/engenharia física, como disseste que gostas de matemática e queres trabalhar em novas tecnologias :D
Ok, obrigado pela opinião :D
 
  • Like
Reactions: Rui Veiga
Olá! Sou de humanidades e tenho média baixinha (13)o que me condiciona em muita na escolha
Gosto de curso onde possa interagir com pessoas é algo dinâmico
O que aconselham?
 
Olá! Sou de humanidades e tenho média baixinha (13)o que me condiciona em muita na escolha
Gosto de curso onde possa interagir com pessoas é algo dinâmico
O que aconselham?

Olá! Primeiro que tudo, a tua média de 13 é já a contar com os exames e isso tudo? Eu posso recomendar-te alguns cursos, no entanto não sei para que zonas do país estás disposta a ir. Quando dizes um "curso onde possa interagir com pessoas e algo dinâmico", referes-te a áreas como comunicação, relações públicas/internacionais, línguas e por aí fora?
 
Olá! Primeiro que tudo, a tua média de 13 é já a contar com os exames e isso tudo? Eu posso recomendar-te alguns cursos, no entanto não sei para que zonas do país estás disposta a ir. Quando dizes um "curso onde possa interagir com pessoas e algo dinâmico", referes-te a áreas como comunicação, relações públicas/internacionais, línguas e por aí fora?

Olá!!sim já a contar com os exames! Eu gosto muito de cursos como gestao ou de comunicação o meu problema é a média baixa e o facto de não saber inglês! Apenas sei espanhol fluente e portugues
Gostava imenso de ir para Coimbra mas também estive a ver na covilha, sou da zona do porto
 
Estou em dúvida quanto a algumas opções, entre as quais: Relações internacionais na Uni do Minho, ciências empresariais na Estg no ipp, gestão de atividades turísticas e gestão na Esht no ipp e administração hoteleira também na esht no ipp. Digam-me a vossa opinião e feedbacks se frequentarem algum destes ou algum curso mais acessível e que recomendem, tendo em conta a percentagem de empregabilidade. Sou do Porto, de línguas e humanidades e com uma média de 14.5-15, tendo em conta diferentes provas de ingresso