IST Engenharia Informática e Computadores

Micael Afonso

Membro Caloiro
Matrícula
14 Junho 2018
Mensagens
2
Boa tarde
Inscrevi-me em Engenharia Informática e de computadores no IST mas tenho algumas dúvidas quanto à área.
Tenho tentado aprender programação (especialmente C#) e vi alguns dos trabalhos que são pedidos a freelancers programadores.
No fundo, parece-me que só com faculdade não se fica preparado para exercer trabalho nenhum, sinto que é algo super exigente que requer esforço contínuo e dedicação autónoma. É claro que esperava sempre ter de o fazer, mas não no nível que me está a parecer. Por exemplo: o curso de medicina, após acabado, é suficiente na maioria das vezes para começar a exercer a profissão. Quanto à engenharia informática, parece-me que o conhecimento suficiente nunca é alcançado, e que muitas vezes podemos gastar mais horas do que as pagas na profissão, só para aprender a fazer o trabalho pedido.
Gostava que alguém da área me pudesse clarificar quanto aos trabalhos pedidos no emprego, à preparação que a faculdade dá para os mesmos, ao tempo livre de sobra e também quanto à remuneração espectável em portugal (dado que os dados do IST são chamativos mas não explícitos ou suficientes para mostrar a realidade).
Obrigado desde já!!
 
  • Like
Reactions: António Gomes

António Gomes

Membro Veterano
Matrícula
4 Agosto 2016
Mensagens
313
Curso
Engenharia de Polímeros
Instituição
UMinho
Boa tarde
Inscrevi-me em Engenharia Informática e de computadores no IST mas tenho algumas dúvidas quanto à área.
Tenho tentado aprender programação (especialmente C#) e vi alguns dos trabalhos que são pedidos a freelancers programadores.
No fundo, parece-me que só com faculdade não se fica preparado para exercer trabalho nenhum, sinto que é algo super exigente que requer esforço contínuo e dedicação autónoma. É claro que esperava sempre ter de o fazer, mas não no nível que me está a parecer. Por exemplo: o curso de medicina, após acabado, é suficiente na maioria das vezes para começar a exercer a profissão. Quanto à engenharia informática, parece-me que o conhecimento suficiente nunca é alcançado, e que muitas vezes podemos gastar mais horas do que as pagas na profissão, só para aprender a fazer o trabalho pedido.
Gostava que alguém da área me pudesse clarificar quanto aos trabalhos pedidos no emprego, à preparação que a faculdade dá para os mesmos, ao tempo livre de sobra e também quanto à remuneração espectável em portugal (dado que os dados do IST são chamativos mas não explícitos ou suficientes para mostrar a realidade).
Obrigado desde já!!
Vou tentar ajudar-te sobre estas questões, apesar de não ser informático, é a mesma área:
- O que aprendes em 5 anos de universidade não é suficiente para seres um engenheiro a 100%, tens de aprender, no mínimo dos mínimos 6 meses a 1 ano para conseguires desempenhar tarefas básicas;
- O que lês num livro, nem sempre se aplica na prática. A prática e a experiência ganha-se no terreno com os erros, e muitas vezes quem escreve os livros são teóricos, porque numa folha de cálculo ou num software de desenvolvimento de produto funciona tudo bem, mas no terreno é muito diferente;
- Podes acabar o teu curso com média de 19, que quando começares a trabalhar, vais ter de aprender como todos os outros, ninguém chega a um trabalho e revoluciona nada;
- Na informática e na engenharia em geral (mais na informática) tens de estar constantemente a estudar e a pesquisar sobre as novas tendências do mercado, se ficares parado é muito difícil saíres da cepa-torta;
- Na engenharia ninguém é obrigado a ensinar-te nem a formar-te, tens de ser tu a aprender e a "ouvir" tudo o que está à tua volta, tu é que pedalas a tua bicicleta, tanto há alunos de engenharia com grande conhecimento e bons engenheiros como pessoal sem nenhum tipo de vocação, e a saber pouco quando acaba o curso;
- Só tens uma hipótese de seres bom profissional, é todos os dias enquanto estudante, passares 3 horas no final do jantar até te deitares, a trabalhar, a escrever relatórios, a fazer trabalhos, a pesquisar nos artigos, não há outra forma, se não fizeres isso, muito dificilmente vais ter um salário bom em PT;
- Aconselho-te a passares as tuas férias de universitário (Julho e Agosto) a estagiar numa empresa de informática de Lisboa, só estares lá a ouvir os outros informáticos a conversar sobre os problemas e a aprenderes a "comportar-te" num ambiente mais profissional vai colocar-te em vantagem quando acabares o curso;
- Eng.ª informática em Lisboa, é sinónimo de trabalho fácil e remunerado acima da média para o padrão português, valores e informações mais específicas espera por alunos desse curso.
 
  • Like
Reactions: Micael Afonso

Micael Afonso

Membro Caloiro
Matrícula
14 Junho 2018
Mensagens
2
Vou tentar ajudar-te sobre estas questões, apesar de não ser informático, é a mesma área:
- O que aprendes em 5 anos de universidade não é suficiente para seres um engenheiro a 100%, tens de aprender, no mínimo dos mínimos 6 meses a 1 ano para conseguires desempenhar tarefas básicas;
- O que lês num livro, nem sempre se aplica na prática. A prática e a experiência ganha-se no terreno com os erros, e muitas vezes quem escreve os livros são teóricos, porque numa folha de cálculo ou num software de desenvolvimento de produto funciona tudo bem, mas no terreno é muito diferente;
- Podes acabar o teu curso com média de 19, que quando começares a trabalhar, vais ter de aprender como todos os outros, ninguém chega a um trabalho e revoluciona nada;
- Na informática e na engenharia em geral (mais na informática) tens de estar constantemente a estudar e a pesquisar sobre as novas tendências do mercado, se ficares parado é muito difícil saíres da cepa-torta;
- Na engenharia ninguém é obrigado a ensinar-te nem a formar-te, tens de ser tu a aprender e a "ouvir" tudo o que está à tua volta, tu é que pedalas a tua bicicleta, tanto há alunos de engenharia com grande conhecimento e bons engenheiros como pessoal sem nenhum tipo de vocação, e a saber pouco quando acaba o curso;
- Só tens uma hipótese de seres bom profissional, é todos os dias enquanto estudante, passares 3 horas no final do jantar até te deitares, a trabalhar, a escrever relatórios, a fazer trabalhos, a pesquisar nos artigos, não há outra forma, se não fizeres isso, muito dificilmente vais ter um salário bom em PT;
- Aconselho-te a passares as tuas férias de universitário (Julho e Agosto) a estagiar numa empresa de informática de Lisboa, só estares lá a ouvir os outros informáticos a conversar sobre os problemas e a aprenderes a "comportar-te" num ambiente mais profissional vai colocar-te em vantagem quando acabares o curso;
- Eng.ª informática em Lisboa, é sinónimo de trabalho fácil e remunerado acima da média para o padrão português, valores e informações mais específicas espera por alunos desse curso.
Muito obrigado pela resposta!
No fundo, em parte, estava à espera disso. Não tenho qualquer problema com esse trabalho extra tanto que comecei já a preparar informação e a estudá-la para ter algumas bases. O meu problema era se eu conseguiria em algum momento sentir-me capaz de, mesmo com algumas revisões, corresponder ao que me é pedido.
Mais uma vez obrigado e parece que só o tempo dirá!
 
  • Like
Reactions: António Gomes

hum

Membro Veterano
Matrícula
5 Setembro 2015
Mensagens
263
Curso
Engenharia Electrotécnica e de Computadores
Instituição
FEUP
Só com a exeperiência real em contexto de trabalho.
Os médico também tem o internato e os anos de especialização, que no fundo estão a aprender e a ganhar experiência em contexto de trabalho.

O que podes fazer é tentar arranjar estágios de verão em empresas para veres como funcionam as coisas
 

margstavares

Membro
Matrícula
26 Julho 2017
Mensagens
30
Curso
Ciências e tecnologias
Olá. Candidato-me este ano lectivo ao ensino superior e ainda não tenho bem ideia daquilo que quero seguir. Gosto imenso de matemática, no entanto não tenho o mesmo sentimento por física. Com isto, comecei a equacionar seguir algo relacionado com informática, uma vez que é uma área bastante versátil, que envolve muita matemática e que também tem um alto nível de empregabilidade.
Já ouvi dizer que os melhores sítios para estudar engenharia informática são mesmo em Lisboa ou então a FEUP. O curso de engenharia informática e de computadores do IST tem um programa bastante interessante, semelhante ao de engenharia informática e computação da FEUP, e por isso gostava que alguém me pudesse responder às seguintes questões:

-O curso é acessível (dentro dos possíveis) para alguém que não gosta de física? E para quem gosta de matemática, pode ser uma boa opção?
-Para quem não sabe programar, será muito difícil a adaptação? Ou até mesmo impossível?
- A nível de emprego, o curso abre portas para o futuro ou é limitativo?
-Para quem estuda LEICA no IST, o que vos levou a escolherem este curso e neste sítio? O que pensam sobre o curso?

E se puderem dar mais informações sobre cadeiras, professores, o próprio ambiente académico, etc... Agradecia imenso!!
 
Matrícula
6 Setembro 2015
Mensagens
13
Olá. Candidato-me este ano lectivo ao ensino superior e ainda não tenho bem ideia daquilo que quero seguir. Gosto imenso de matemática, no entanto não tenho o mesmo sentimento por física. Com isto, comecei a equacionar seguir algo relacionado com informática, uma vez que é uma área bastante versátil, que envolve muita matemática e que também tem um alto nível de empregabilidade.
Já ouvi dizer que os melhores sítios para estudar engenharia informática são mesmo em Lisboa ou então a FEUP. O curso de engenharia informática e de computadores do IST tem um programa bastante interessante, semelhante ao de engenharia informática e computação da FEUP, e por isso gostava que alguém me pudesse responder às seguintes questões:

-O curso é acessível (dentro dos possíveis) para alguém que não gosta de física? E para quem gosta de matemática, pode ser uma boa opção?
-Para quem não sabe programar, será muito difícil a adaptação? Ou até mesmo impossível?
- A nível de emprego, o curso abre portas para o futuro ou é limitativo?
-Para quem estuda LEICA no IST, o que vos levou a escolherem este curso e neste sítio? O que pensam sobre o curso?

E se puderem dar mais informações sobre cadeiras, professores, o próprio ambiente académico, etc... Agradecia imenso!!
Oi, sou o Rodrigo e já estou no último ano de MEIC.

-O curso é uma ótima opção se gostas de matemática, para além de levares com várias cadeiras de matemática consegues também aplicar matemática em diversos problemas dos projetos. O facto de não gostares muito de física não deve ser um problema já que tens apenas duas cadeiras diretamente relacionadas a física: "Mecânica e Ondas" e "Electromagnetismo e Óptica", mas tal como matemática também aplicas algumas leis da física em alguns projetos.
-Muitos que entraram comigo não sabiam programar e hoje programam muito bem e sem dificuldades, depende só de ti e do teu empenho ao entrar no curso. No verão pode ser uma boa ideia começar a ver coisas por ti em relação a Python e assim já entras mais confortável no curso.
-Acredita, se há um curso com portas abertas para o futuro é Informática no IST ahhahaha
-Todas as minhas opções eram informática já que gostava mesmo da área, apenas via o IST como sendo a melhor e tinha sempre bons testemunhos de quem já tinha frequentado o IST. Ao fim de 5 anos posso dizer que não me arrependo nada!

Boa sorte, espero que tenha sido útil!
 
  • Like
Reactions: davis