Engenharia Informática onde estudar engenharia informática? em que universidade?

Qual?


  • Total voters
    35

Pepper456

Membro Dux
Matrícula
29 Janeiro 2016
Mensagens
651
Curso
LEC
Instituição
ISEP
Eu percebo, não te preocupes 😅 mas tu tens de perceber que não tens razão... O Técnico mantém o prestígio (ou no mínimo a ideia de, se formos por aí) não porque está a aproveitar a boleia de coisas que aconteceram antes do 25 de Abril mas porque têm investido imenso em redes sociais, divulgação das conquistas da universidade e dos seus alumni, parcerias na ordem das 6 figuras com várias empresas conhecidas (e por si só, prestigiosas), registo de patentes, dezenas de eventos por ano ligados à inovação e ao contacto direto dos alunos com as empresas. Isto para não falar do trabalho incrível da Área de Transferência de Tecnologia que tem dado um apoio enorme aos alunos através dos núcleos de estudantes, contactos e organizações diretas com empresas e puxado imenso para a criação de uma cultura baseada na inovação e no empreendedorismo.

A IST Spin-Off Community | Área de Transferência de Tecnologia do IST • TT tem 56 empresas criadas por alunos ou desenvolvidas no contexto do Técnico, muitas delas com escritórios nos US e em vários pontos da Europa e com investimentos de milhões e milhões de euros. Estares a dizer que diz-se que o Técnico tem "prestígio" porque tinha uma fachada bonita antes do 25 de Abril e que agora estamos a viver o reminescente desse falso prestígio, é completamente errado. O Técnico tem muitas falhas (e também podia passar um dia inteiro a numerá-las) mas o que disseste não faz sentido nenhum. O Técnico continua a ser uma instituição fundamental e extremamente relevante no que toca ao ensino de Engenharia em Portugal e vai continuar a sê-lo durante muito tempo.

Não estou a dizer isto para lamber as botas do Técnico e mantenho aquilo que disse no meu post anterior, diferentes alunos têm diferentes personalidades e vão dar-se melhor em outras faculdades que não o Técnico. Há imensas instituições muito boas e com imenso prestígio (tanto a nível de investigação como de mercado de trabalho) mas, sem dúvida, que o Técnico também está entre elas (e as pessoas continuam a ter o direito de dizer que X tem mais prestígio porque Y na sua opinião, seja o Técnico ou não).

Deixo-te aqui algumas das notícias mais relevantes do último mês da faculdade da fachada bonitinha:
E eu disse que o técnico não tinha prestígio? What? Eu só disse que essas pessoas tiraram o curso no pré 25/4, onde 90 por cento das faculdades nem existiam, e eu não tenho nada contra vocês, mas têm de perceber que é técnico vs todas das outras facs/institutos de engenharia do país...
E agora andam a aparecer muitas boas facs (falo da UP, UM, UA, FCT-UNL, ISEP-IPP e isso), mas é aquela resistência percebes?
E o técnico é uma faculdade que está vendida às tecnologias (e tu és de EI, sabes bem disso), achas que alguém quer saber lá de engenharia civil, arquitetura e engenharia geológica?
 
Última edição:

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
23,707
Curso
MEAer + MEGIE
Instituição
Técnico - ULisboa
E eu disse que o técnico não tinha prestígio? What?
Tu literalmente disseste que o Técnico só tinha prestígio porque tinha uma fachada... 😐
Eu só disse que essas pessoas tiraram o curso no pré 25/4, onde 90 por cento das faculdades nem existiam
E agora andam a aparecer muitas boas facs (falo da UP, UM, UA, FCT-UNL, ISEP-IPP e isso), mas é aquela resistência percebes?
90% é claro exagero, e no pré 25/4 tinhas já escolas a formar na área da engenharia, algumas delas antes do próprio Técnico existir:
- FEUP - existe com este nome desde 1926. Tem origem na Academia Politécnica que foi criada em 1837.
- FCTUC - tem origem nas Faculdades de Matemática e de Filosofia Natura fundadas em 1772.
- ISEP - tem origem na Escola Industrial do Porto fundada em 1852
mas têm de perceber que é técnico vs todas das outras facs/institutos de engenharia do país...
Só se for no teu mundo. Os empregadores podem reconhecer o mérito do Técnico, mas também o reconhecem em outras faculdades de engenharia do país.
E o técnico é uma faculdade que está vendida às tecnologias (e tu és de EI, sabes bem disso), achas que alguém quer saber lá de engenharia civil, arquitetura e engenharia geológica?
Nem sei o que é que queres dizer com isto, mas eu ficaria preocupado se uma faculdade de engenharia não estivesse "vendida às tecnologias".
 
  • Fabulous
  • Like
Reactions: Alterado and Wraak

Pepper456

Membro Dux
Matrícula
29 Janeiro 2016
Mensagens
651
Curso
LEC
Instituição
ISEP
Tu literalmente disseste que o Técnico só tinha prestígio porque tinha uma fachada... 😐


90% é claro exagero, e no pré 25/4 tinhas já escolas a formar na área da engenharia, algumas delas antes do próprio Técnico existir:
- FEUP - existe com este nome desde 1926. Tem origem na Academia Politécnica que foi criada em 1837.
- FCTUC - tem origem nas Faculdades de Matemática e de Filosofia Natura fundadas em 1772.
- ISEP - tem origem na Escola Industrial do Porto fundada em 1852

Só se for no teu mundo. Os empregadores podem reconhecer o mérito do Técnico, mas também o reconhecem em outras faculdades de engenharia do país.

Nem sei o que é que queres dizer com isto, mas eu ficaria preocupado se uma faculdade de engenharia não estivesse "vendida às tecnologias".
Civil é uma engenharia tão clássica que pronto, por isso é que defendo as áreas de construção irem para as faculdades de arquitetura (tu és de aero, é um área techie, até mecânica também já está completamente minada), falo disto por experiência própria.
Apesar de estar a formar para ser engenheiro, sinto que a definição mudou muito com o advento das tecnologias, até a DGES reconhece que Engenharia Civil não está na área Engenharia e Técnicas afins, mas sim Arquitetura e Construção.
O que quero dizer com as tecnologias é por exemplo nas feiras de emprego aquilo só serem empresas de tecnologia e consultoras lá a vaguear, parece que há pouquíssima coisa fora dessa área percebes?
A sério, obrigado por dizeres que reconhecem o mérito fora do IST, é que há muitas lérias de não tás no IST és lixo, não sei porquê, são os tais mitos urbanos alimentado pelos velhos lá está que depois vão para as faculdades, mas pronto...
Se falas do ISEP ter origem na escola industrial do Porto, o ISEL e ISEC também têm, tal como o Técnico. Eu estava a falar que a UM, UA, NOVA e as outras facs e polis do país não existirem, praticamente era só Lisboa, Porto e Coimbra e vem daí a tal resistência à mudança de mentalidade percebes?
 
Última edição:

Wraak

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
5 Dezembro 2015
Mensagens
1,595
Curso
Computer Science
Civil é uma engenharia tão clássica que pronto, por isso é que defendo as áreas de construção irem para as faculdades de arquitetura (tu és de aero, é um área techie, até mecânica também já está completamente minada), falo disto por experiência própria.
Apesar de estar a formar para ser engenheiro, sinto que a definição mudou muito com o advento das tecnologias, até a DGES reconhece que Engenharia Civil não está na área Engenharia e Técnicas afins, mas sim Arquitetura e Construção.
O que quero dizer com as tecnologias é por exemplo nas feiras de emprego aquilo só serem empresas de tecnologia e consultoras lá a vaguear, parece que há pouquíssima coisa fora dessa área percebes?
A sério, obrigado por dizeres que reconhecem o mérito fora do IST, é que há muitas lérias de não tás no IST és lixo, não sei porquê, são os tais mitos urbanos alimentado pelos velhos lá está que depois vão para as faculdades, mas pronto...
Se falas do ISEP ter origem na escola industrial do Porto, o ISEL e ISEC também têm, tal como o Técnico. Eu estava a falar que a UM, UA, NOVA e as outras facs e polis do país não existirem, praticamente era só Lisboa, Porto e Coimbra e vem daí a tal resistência à mudança de mentalidade percebes?
Civil não é uma engenharia clássica e é uma engenharia tão tecnológica como as outras. Eu não percebo muito do assunto mas lembro-me de estar a discutir com amigos de Civil e Minas sobre algumas tecnologias muito fixes para análises de solo (estrutura, composição, ...), construção de túneis e cenas do género que na altura deixaram-me um bocado mindblown porque eram soluções geniais. Até mesmo em construções de obras, vemos tecnologias e formas de construção hoje que eram impossíveis há umas décadas. Civil não é, nem pode, ser uma engenharia clássica porque o mundo muda. Há necessidades que têm de ser satisfeitas seja em aumentar o custo-benefício, arranjar alternativas sustentáveis, arranjar mecanismos cada vez melhores para a proteção de edifícios e obras, aumentar a velocidade de construção, ... Ao pé de onde vivia há uns meses, presenciei um edifício enorme de 8 andares com um piso a ser construído a cada semana, isto é ridículo só de pensar!

O Técnico tem um centro de investigação dedicado a Civil e Geológica/Minas chamado CERIS (Homepage Main - CERIS – Civil Engineering Research and Innovation for Sustainability) e tem 8 laboratórios diferentes com diferentes especializações onde se CONSTRÓI tecnologia para Civil e Minas. O Técnico tem um laboratório gigante para Civil no respetivo pavilhão (podes ver um bocadinho aqui STUDIES ON CONSTRUCTION - CERIS – Civil Engineering Research and Innovation for Sustainability) e Civil não é uma área morta no Técnico. Em relação a arquitetura, o Técnico tem também um centro de investigação de arquitetura e urbanismo chamado CiTUA (Home - CiTUA) e também tem um número considerável de projetos.

Em termos de empresas, o Fórum de Civil organiza anualmente as Jornadas de Civil, um evento dedicado para alunos de Civil/Arquitetura, onde tens imensas talks, workshops e empresas focadas em contratar alunos de Civil. Podes ver mais sobre as edicações das Jornadas de Civil aqui: JORNADAS DE ENGENHARIA CIVIL | Fórum Civil Assim como as outras atividades do Fórum de Civil.

Para além disto, tens também a EBEC que é a maior competição de engenharia da Europa onde anualmente por volta de uma centena de alunos participam (e muitos de Civil). Tens aqui algumas notícias da EBEC ao longo dos anos: EBEC – Técnico Lisboa. Para além disto, da mesma organização que organiza a EBEC, tens o BEST Inside View onde costumas ter várias empresas focadas em Engenharia Civil e até Arquitetura, podes ver mais aqui: BEST Inside View

Quem diz estes eventos, diz imensos outros focados em project management, soft skills, hard skills mais gerais (AutoCAD, Excel, ...), ... Os alunos de Civil não estão esquecidos no Técnico e fazem parte da comunidade como todos os outros. Tu é que estás a criar essa divisão sem provavelmente nunca teres ido ao Técnico em pessoa e, claramente, sem teres feito uma pesquisa antes.

Agora, porque é que o Técnico é uma faculdade considerada por uma boa parte dos alunos? Acho que o pouco que te disse de Civil é já uma boa indicação das oportunidades que podes ter (e garanto-te que posso fazer exatamente isto para todos os cursos no Técnico com exceção de 1 ou 2 porque enquadram-se em outras atividades naturalmente ou porque não há organização suficiente da comunidade estudantil). Para além das oportunidades? O Técnico é, de todas as faculdades de Engenharia do país, e sem sombra de dúvidas, aquele com a melhor relação com alunos do secundário desde as atividades e apoio do NAPE (que, inclusive, de vez em quando aparece no fórum @NAPE - Técnico Lisboa), às redes sociais (instagram, facebook, linkedin, ... you name it) e à forma como a faculdade tece a sua imagem pública de forma sólida e baseada em acontecimentos tanto da universidade como da extensa rede de alumni.

Curiosamente, eu acho a UM, UA e FCT muito mais apelativas do que a UP ou o ISEP e basta ires ao site da UP ou do ISEP para perceber porquê. A UP ficou presa nos anos 90 e o ISEP tem páginas vazias e, pelo menos para Civil, a página de Departamento está completamente vazia. Eu vou ao site da UP ou ISEP e não sei quais são as minhas oportunidades como aluno ou aquilo que posso esperar do curso, não sei quais são os pontos fortes da universidade nem como é que estas instituições me vão ajudar a ser o melhor de mim. O ISEP até tem uma página melhorzinha que a FEUP mas basta começares a procurar a fundo que encontras páginas vazias, informação com 5 anos, páginas desatualizadas, ... Estamos na era da usabilidade, redes sociais e do "digital bonito", as instituições têm de acompanhar e se não acompanharem, acontece o que para ti é o "Técnico vs os outros". Tem atenção que isto não é só com o Técnico, se pensares, a NOVA SBE fez um rebranding enorme e agora é uma paragem obrigatória para todos aqueles que queiram tirar gestão e economia simplesmente porque é tudo extremamente apelativo, tens a noção imediata de teres centenas de oportunidades, de ser reconhecido, de ser um lugar onde vais para ser a melhor versão de ti. Há outras faculdades boas para gestão e economia? Sem dúvida mas posso garantir-te que grande parte vai pelo menos considerar a NOVA SBE.

EDIT: Tens aqui uma "prova mainstream" de que Civil não é uma engenharia clássica e, por muito que pareça, nada aborrecida The Boring Company
 
Última edição:
  • Like
  • Wow
Reactions: davis and Ariana_

floater3

Membro Dux
Apoiante Uniarea
Matrícula
15 Julho 2018
Mensagens
1,265
Curso
Eng. Informática e Computação
Instituição
FEUP
Curiosamente, eu acho a UM, UA e FCT muito mais apelativas do que a UP ou o ISEP e basta ires ao site da UP ou do ISEP para perceber porquê. A UP ficou presa nos anos 90 e o ISEP tem páginas vazias e, pelo menos para Civil, a página de Departamento está completamente vazia. Eu vou ao site da UP ou ISEP e não sei quais são as minhas oportunidades como aluno ou aquilo que posso esperar do curso, não sei quais são os pontos fortes da universidade nem como é que estas instituições me vão ajudar a ser o melhor de mim. O ISEP até tem uma página melhorzinha que a FEUP mas basta começares a procurar a fundo que encontras páginas vazias, informação com 5 anos, páginas desatualizadas, ... Estamos na era da usabilidade, redes sociais e do "digital bonito", as instituições têm de acompanhar e se não acompanharem, acontece o que para ti é o "Técnico vs os outros". Tem atenção que isto não é só com o Técnico, se pensares, a NOVA SBE fez um rebranding enorme e agora é uma paragem obrigatória para todos aqueles que queiram tirar gestão e economia simplesmente porque é tudo extremamente apelativo, tens a noção imediata de teres centenas de oportunidades, de ser reconhecido, de ser um lugar onde vais para ser a melhor versão de ti. Há outras faculdades boas para gestão e economia? Sem dúvida mas posso garantir-te que grande parte vai pelo menos considerar a NOVA SBE.
Tens toda a razão no que dizes. Os sites das faculdades da UPorto são, no geral, muito antigos e nada apelativos e isso pode afetar a imagem/comunicação da mesma, ainda que a UP continue a ser uma das universidades de referência em Portugal, em diversas áreas. Parece-me que eles até se esforçam em "cativar" os alunos do ensino secundário com as várias atividades que dinamizam (na semana passada, por exemplo, a FEUP fez o evento online Talent for the World, onde vários responsáveis apresentaram os cursos e dinamizaram conversas e esclarecimentos de dúvidas interessantes, inclusive com alumni; a comunicação nas redes sociais, como o Instagram, também não está nada má, etc), contudo, os sites ainda deixam a desejar.

Contudo, ao participar no evento que referi acima, constatei a existência de um site da FEUP que ainda não conhecia mas que parece ter melhorias significativas, quer no layout, quer na informação disponibilizada: Estudar na FEUP. Ainda assim, não consigo entender se está a acontecer uma transição, se esse é um site mais direcionado para a consulta de informações por alunos estrangeiros, etc. É ridículo, no entanto, considerando a evolução tecnológica dos últimos anos, manter o site "principal" totalmente antiquado, que nem sequer tem um responsive design (para não falar de outras informações interessantes que poderiam constar nas páginas dos cursos), nomeadamente quando falamos de uma faculdade de engenharia, o que torna tudo ainda mais irónico.
 

Wraak

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
5 Dezembro 2015
Mensagens
1,595
Curso
Computer Science
Tens toda a razão no que dizes. Os sites das faculdades da UPorto são, no geral, muito antigos e nada apelativos e isso pode afetar a imagem/comunicação da mesma, ainda que a UP continue a ser uma das universidades de referência em Portugal, em diversas áreas. Parece-me que eles até se esforçam em "cativar" os alunos do ensino secundário com as várias atividades que dinamizam (na semana passada, por exemplo, a FEUP fez o evento online Talent for the World, onde vários responsáveis apresentaram os cursos e dinamizaram conversas e esclarecimentos de dúvidas interessantes, inclusive com alumni; a comunicação nas redes sociais, como o Instagram, também não está nada má, etc), contudo, os sites ainda deixam a desejar.

Contudo, ao participar no evento que referi acima, constatei a existência de um site da FEUP que ainda não conhecia mas que parece ter melhorias significativas, quer no layout, quer na informação disponibilizada: Estudar na FEUP. Ainda assim, não consigo entender se está a acontecer uma transição, se esse é um site mais direcionado para a consulta de informações por alunos estrangeiros, etc. É ridículo, no entanto, considerando a evolução tecnológica dos últimos anos, manter o site "principal" totalmente antiquado, que nem sequer tem um responsive design (para não falar de outras informações interessantes que poderiam constar nas páginas dos cursos), nomeadamente quando falamos de uma faculdade de engenharia, o que torna tudo ainda mais irónico.
Não tinha conhecimento desse site mas é uma melhoria MUITO significativa relativamente ao atual e espero mesmo que façam a transição. Gosto das páginas dos cursos com as estatísticas, dos testemunhos e dos vídeos. Acho que o design do site é um bocadinho menos apelativo do que o do Técnico ou da UA (que adoro!!) e parece-me estar até já desatualizado relativamente às práticas de design de hoje em dia (há uma imersão muito menor do utilizador nesse site do que nos outros que mencionei, por exemplo). De qualquer forma, fico feliz pela FEUP porque o que estão a fazer agora aos alunos e futuros alunos é um crime, ninguém merece ter de navegar por aquele site de há 2 décadas. 😅

Um dos pontos positivos do Técnico neste aspeto é que têm uma equipa "in-house" muito capaz como com o desenvolvimento do Fénix que está a ser migrado para todas as faculdades da UL e é provavelmente dos melhores sistemas de gestão para ensino superior e portais académicos por aí (FenixEdu™).
 

Marco L.

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
8 Julho 2016
Mensagens
11,130
Curso
MEFT
Instituição
IST
Curiosamente, eu acho a UM, UA e FCT muito mais apelativas do que a UP ou o ISEP e basta ires ao site da UP ou do ISEP para perceber porquê. A UP ficou presa nos anos 90 e o ISEP tem páginas vazias e, pelo menos para Civil, a página de Departamento está completamente vazia. Eu vou ao site da UP ou ISEP e não sei quais são as minhas oportunidades como aluno ou aquilo que posso esperar do curso, não sei quais são os pontos fortes da universidade nem como é que estas instituições me vão ajudar a ser o melhor de mim. O ISEP até tem uma página melhorzinha que a FEUP mas basta começares a procurar a fundo que encontras páginas vazias, informação com 5 anos, páginas desatualizadas, ... Estamos na era da usabilidade, redes sociais e do "digital bonito", as instituições têm de acompanhar e se não acompanharem, acontece o que para ti é o "Técnico vs os outros".
É assim, isso aí de reduzir a apetibilidade de uma faculdade ao site ser bonito/feio é só demasiado pouco recomendável, apesar de estarmos na era do "digital apelativo" e não sei quê não acho e que haja assim muita gente que deixe de considerar por exemplo FEUP só porque entrou no site e não achou muito bonito o design. Ainda assim, concordo que os sites do SIGARRA da UP no geral são bastante antigos e precisam de muitas reformas (e creio que estão a acontecer coisas nesse sentido), especialmente nas versões de telemóveis (ha algumas faculdades que têm uma boa versão, mas...).

No caso particular da FEUP, pessoalmente acho é e sempre foi uma faculdade apelativa, independentemente do site que apresentam. É uma faculdade com imensas empresas parceiras e com imensas possibilidades de projetos extracurriculares / estágios, com excelentes departamentos, tem provavelmente as melhores instalações que já vi em todas as faculdades que fui e um marketing excelente nas escolas e nos dias abertos. Está muito longe de ser uma faculdade que parou nos anos 90...

Com isto também não queria iniciar uma guerra FEUP vs IST (ou site FEUP vs site IST), até porque não ando em nenhuma delas e o IST até é um forte candidato onde tirar o mestrado. 😅 That being said, não acho o Fenix particularmente atraente por exemplo nas páginas dos cursos para ver os planos de estudo (neste aspeto até acho os da UP melhores, na versão de PC) e para ver alguns departamentos de investigação, mas é claramente melhor no resto.
 

Wraak

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
5 Dezembro 2015
Mensagens
1,595
Curso
Computer Science
É assim, isso aí de reduzir a apetibilidade de uma faculdade ao site ser bonito/feio é só demasiado pouco recomendável, apesar de estarmos na era do "digital apelativo" e não sei quê não acho e que haja assim muita gente que deixe de considerar por exemplo FEUP só porque entrou no site e não achou muito bonito o design. Ainda assim, concordo que os sites do SIGARRA da UP no geral são bastante antigos e precisam de muitas reformas (e creio que estão a acontecer coisas nesse sentido), especialmente nas versões de telemóveis (ha algumas faculdades que têm uma boa versão, mas...).

No caso particular da FEUP, pessoalmente acho é e sempre foi uma faculdade apelativa, independentemente do site que apresentam. É uma faculdade com imensas empresas parceiras e com imensas possibilidades de projetos extracurriculares / estágios, com excelentes departamentos, tem provavelmente as melhores instalações que já vi em todas as faculdades que fui e um marketing excelente nas escolas e nos dias abertos. Está muito longe de ser uma faculdade que parou nos anos 90...

Com isto também não queria iniciar uma guerra FEUP vs IST (ou site FEUP vs site IST), até porque não ando em nenhuma delas e o IST até é um forte candidato onde tirar o mestrado. 😅 That being said, não acho o Fenix particularmente atraente por exemplo nas páginas dos cursos para ver os planos de estudo (neste aspeto até acho os da UP melhores, na versão de PC) e para ver alguns departamentos de investigação, mas é claramente melhor no resto.
Eu concordo qb contigo. A verdade é que para grande parte dos alunos o único contacto que vão ter com a universidade é o website e é a partir daí que vão conhecer tudo o que dizes que a faculdade/universidade tem a oferecer. Não discordo nem um pouco do que disseste relativamente ao valor da FEUP mas essa não é informação que está desenhada de forma apelativa aos alunos de secundário. Se visitar o site da FEUP não fico com ideia de nada do que disseste.

Isto é fundamental para alunos que vêm de, por exemplo, ilhas e interior. Eu fui à procura de faculdades de engenharia já durante o período de candidatura sem saber nada sobre as diferentes faculdades e sem as ideias que o pessoal do norte tem da FEUP e de Lisboa tem do IST/FCT. A FEUP foi das primeiras faculdades que exclui porque não sabia nada sobre a faculdade em si e o site pouco me disse. Ninguém (nem sequer a Universidade da Madeira 😂) tentou contactar alunos da minha escola embora seja a maior escola da ilha e com a melhor performance (e até bem colocada a nível nacional).

Relativamente ao design apelativo, conseguiu atrair literalmente biliões de pessoas para certos serviços que usámos hoje e embora seja impossível para uma universidade sequer ter recursos para fazer algo do género, o facto é que hoje somos movidos, motivados e persuadidos pelo design. Aliás, o design em certos aspetos é tão compelling que a qualidade do serviço/produto muitas vezes não tem de ser o melhor. A FEUP até pode muito bem ser 100x melhor do que o Técnico no ensino, instalações e investigação mas isso não significa nada se a faculdade não consegue traduzir isso em informação apelativa e de fácil “digestão” para alunos.

Pronto, isto também é só a minha opinião completamente biased na importância da comunicação digital e naquilo que sei de interfaces pessoa-máquina que não é a única forma que as universidades usam para atingir alunos.
 
  • Like
Reactions: brunoviana

Pepper456

Membro Dux
Matrícula
29 Janeiro 2016
Mensagens
651
Curso
LEC
Instituição
ISEP
Civil não é uma engenharia clássica e é uma engenharia tão tecnológica como as outras. Eu não percebo muito do assunto mas lembro-me de estar a discutir com amigos de Civil e Minas sobre algumas tecnologias muito fixes para análises de solo (estrutura, composição, ...), construção de túneis e cenas do género que na altura deixaram-me um bocado mindblown porque eram soluções geniais. Até mesmo em construções de obras, vemos tecnologias e formas de construção hoje que eram impossíveis há umas décadas. Civil não é, nem pode, ser uma engenharia clássica porque o mundo muda. Há necessidades que têm de ser satisfeitas seja em aumentar o custo-benefício, arranjar alternativas sustentáveis, arranjar mecanismos cada vez melhores para a proteção de edifícios e obras, aumentar a velocidade de construção, ... Ao pé de onde vivia há uns meses, presenciei um edifício enorme de 8 andares com um piso a ser construído a cada semana, isto é ridículo só de pensar!

O Técnico tem um centro de investigação dedicado a Civil e Geológica/Minas chamado CERIS (Homepage Main - CERIS – Civil Engineering Research and Innovation for Sustainability) e tem 8 laboratórios diferentes com diferentes especializações onde se CONSTRÓI tecnologia para Civil e Minas. O Técnico tem um laboratório gigante para Civil no respetivo pavilhão (podes ver um bocadinho aqui STUDIES ON CONSTRUCTION - CERIS – Civil Engineering Research and Innovation for Sustainability) e Civil não é uma área morta no Técnico. Em relação a arquitetura, o Técnico tem também um centro de investigação de arquitetura e urbanismo chamado CiTUA (Home - CiTUA) e também tem um número considerável de projetos.

Em termos de empresas, o Fórum de Civil organiza anualmente as Jornadas de Civil, um evento dedicado para alunos de Civil/Arquitetura, onde tens imensas talks, workshops e empresas focadas em contratar alunos de Civil. Podes ver mais sobre as edicações das Jornadas de Civil aqui: JORNADAS DE ENGENHARIA CIVIL | Fórum Civil Assim como as outras atividades do Fórum de Civil.

Para além disto, tens também a EBEC que é a maior competição de engenharia da Europa onde anualmente por volta de uma centena de alunos participam (e muitos de Civil). Tens aqui algumas notícias da EBEC ao longo dos anos: EBEC – Técnico Lisboa. Para além disto, da mesma organização que organiza a EBEC, tens o BEST Inside View onde costumas ter várias empresas focadas em Engenharia Civil e até Arquitetura, podes ver mais aqui: BEST Inside View

Quem diz estes eventos, diz imensos outros focados em project management, soft skills, hard skills mais gerais (AutoCAD, Excel, ...), ... Os alunos de Civil não estão esquecidos no Técnico e fazem parte da comunidade como todos os outros. Tu é que estás a criar essa divisão sem provavelmente nunca teres ido ao Técnico em pessoa e, claramente, sem teres feito uma pesquisa antes.

Agora, porque é que o Técnico é uma faculdade considerada por uma boa parte dos alunos? Acho que o pouco que te disse de Civil é já uma boa indicação das oportunidades que podes ter (e garanto-te que posso fazer exatamente isto para todos os cursos no Técnico com exceção de 1 ou 2 porque enquadram-se em outras atividades naturalmente ou porque não há organização suficiente da comunidade estudantil). Para além das oportunidades? O Técnico é, de todas as faculdades de Engenharia do país, e sem sombra de dúvidas, aquele com a melhor relação com alunos do secundário desde as atividades e apoio do NAPE (que, inclusive, de vez em quando aparece no fórum @NAPE - Técnico Lisboa), às redes sociais (instagram, facebook, linkedin, ... you name it) e à forma como a faculdade tece a sua imagem pública de forma sólida e baseada em acontecimentos tanto da universidade como da extensa rede de alumni.

Curiosamente, eu acho a UM, UA e FCT muito mais apelativas do que a UP ou o ISEP e basta ires ao site da UP ou do ISEP para perceber porquê. A UP ficou presa nos anos 90 e o ISEP tem páginas vazias e, pelo menos para Civil, a página de Departamento está completamente vazia. Eu vou ao site da UP ou ISEP e não sei quais são as minhas oportunidades como aluno ou aquilo que posso esperar do curso, não sei quais são os pontos fortes da universidade nem como é que estas instituições me vão ajudar a ser o melhor de mim. O ISEP até tem uma página melhorzinha que a FEUP mas basta começares a procurar a fundo que encontras páginas vazias, informação com 5 anos, páginas desatualizadas, ... Estamos na era da usabilidade, redes sociais e do "digital bonito", as instituições têm de acompanhar e se não acompanharem, acontece o que para ti é o "Técnico vs os outros". Tem atenção que isto não é só com o Técnico, se pensares, a NOVA SBE fez um rebranding enorme e agora é uma paragem obrigatória para todos aqueles que queiram tirar gestão e economia simplesmente porque é tudo extremamente apelativo, tens a noção imediata de teres centenas de oportunidades, de ser reconhecido, de ser um lugar onde vais para ser a melhor versão de ti. Há outras faculdades boas para gestão e economia? Sem dúvida mas posso garantir-te que grande parte vai pelo menos considerar a NOVA SBE.

EDIT: Tens aqui uma "prova mainstream" de que Civil não é uma engenharia clássica e, por muito que pareça, nada aborrecida The Boring Company
Se for assim, arquitetura também é engenharia? É isso a que quero que tu chegues...
Há uma guerra enorme entre o pessoal de arquitetura e o de civil, minas, geologica, geotecnia, etc...
E que eu vejo o pessoal dos outros cursos e penso, o que é que civil está a fazer aqui pah
Post automatically merged:

Tens toda a razão no que dizes. Os sites das faculdades da UPorto são, no geral, muito antigos e nada apelativos e isso pode afetar a imagem/comunicação da mesma, ainda que a UP continue a ser uma das universidades de referência em Portugal, em diversas áreas. Parece-me que eles até se esforçam em "cativar" os alunos do ensino secundário com as várias atividades que dinamizam (na semana passada, por exemplo, a FEUP fez o evento online Talent for the World, onde vários responsáveis apresentaram os cursos e dinamizaram conversas e esclarecimentos de dúvidas interessantes, inclusive com alumni; a comunicação nas redes sociais, como o Instagram, também não está nada má, etc), contudo, os sites ainda deixam a desejar.

Contudo, ao participar no evento que referi acima, constatei a existência de um site da FEUP que ainda não conhecia mas que parece ter melhorias significativas, quer no layout, quer na informação disponibilizada: Estudar na FEUP. Ainda assim, não consigo entender se está a acontecer uma transição, se esse é um site mais direcionado para a consulta de informações por alunos estrangeiros, etc. É ridículo, no entanto, considerando a evolução tecnológica dos últimos anos, manter o site "principal" totalmente antiquado, que nem sequer tem um responsive design (para não falar de outras informações interessantes que poderiam constar nas páginas dos cursos), nomeadamente quando falamos de uma faculdade de engenharia, o que torna tudo ainda mais irónico.
Eu tenho quase a certeza que na página do DEC do ISEP tem informação sobre empresas parceiras pah...
E eu não quero criar aqui uma guerra entre facs mais uma vez, a empregabilidade não é algo que seja muito importante para mim, senão nunca tinha ido para civil (eu não me identifico com as outras engenharias), o meu pai já me disse que me quer por a trabalhar na empresa dele lol...
Post automatically merged:

Civil não é uma engenharia clássica e é uma engenharia tão tecnológica como as outras. Eu não percebo muito do assunto mas lembro-me de estar a discutir com amigos de Civil e Minas sobre algumas tecnologias muito fixes para análises de solo (estrutura, composição, ...), construção de túneis e cenas do género que na altura deixaram-me um bocado mindblown porque eram soluções geniais. Até mesmo em construções de obras, vemos tecnologias e formas de construção hoje que eram impossíveis há umas décadas. Civil não é, nem pode, ser uma engenharia clássica porque o mundo muda. Há necessidades que têm de ser satisfeitas seja em aumentar o custo-benefício, arranjar alternativas sustentáveis, arranjar mecanismos cada vez melhores para a proteção de edifícios e obras, aumentar a velocidade de construção, ... Ao pé de onde vivia há uns meses, presenciei um edifício enorme de 8 andares com um piso a ser construído a cada semana, isto é ridículo só de pensar!

O Técnico tem um centro de investigação dedicado a Civil e Geológica/Minas chamado CERIS (Homepage Main - CERIS – Civil Engineering Research and Innovation for Sustainability) e tem 8 laboratórios diferentes com diferentes especializações onde se CONSTRÓI tecnologia para Civil e Minas. O Técnico tem um laboratório gigante para Civil no respetivo pavilhão (podes ver um bocadinho aqui STUDIES ON CONSTRUCTION - CERIS – Civil Engineering Research and Innovation for Sustainability) e Civil não é uma área morta no Técnico. Em relação a arquitetura, o Técnico tem também um centro de investigação de arquitetura e urbanismo chamado CiTUA (Home - CiTUA) e também tem um número considerável de projetos.

Em termos de empresas, o Fórum de Civil organiza anualmente as Jornadas de Civil, um evento dedicado para alunos de Civil/Arquitetura, onde tens imensas talks, workshops e empresas focadas em contratar alunos de Civil. Podes ver mais sobre as edicações das Jornadas de Civil aqui: JORNADAS DE ENGENHARIA CIVIL | Fórum Civil Assim como as outras atividades do Fórum de Civil.

Para além disto, tens também a EBEC que é a maior competição de engenharia da Europa onde anualmente por volta de uma centena de alunos participam (e muitos de Civil). Tens aqui algumas notícias da EBEC ao longo dos anos: EBEC – Técnico Lisboa. Para além disto, da mesma organização que organiza a EBEC, tens o BEST Inside View onde costumas ter várias empresas focadas em Engenharia Civil e até Arquitetura, podes ver mais aqui: BEST Inside View

Quem diz estes eventos, diz imensos outros focados em project management, soft skills, hard skills mais gerais (AutoCAD, Excel, ...), ... Os alunos de Civil não estão esquecidos no Técnico e fazem parte da comunidade como todos os outros. Tu é que estás a criar essa divisão sem provavelmente nunca teres ido ao Técnico em pessoa e, claramente, sem teres feito uma pesquisa antes.

Agora, porque é que o Técnico é uma faculdade considerada por uma boa parte dos alunos? Acho que o pouco que te disse de Civil é já uma boa indicação das oportunidades que podes ter (e garanto-te que posso fazer exatamente isto para todos os cursos no Técnico com exceção de 1 ou 2 porque enquadram-se em outras atividades naturalmente ou porque não há organização suficiente da comunidade estudantil). Para além das oportunidades? O Técnico é, de todas as faculdades de Engenharia do país, e sem sombra de dúvidas, aquele com a melhor relação com alunos do secundário desde as atividades e apoio do NAPE (que, inclusive, de vez em quando aparece no fórum @NAPE - Técnico Lisboa), às redes sociais (instagram, facebook, linkedin, ... you name it) e à forma como a faculdade tece a sua imagem pública de forma sólida e baseada em acontecimentos tanto da universidade como da extensa rede de alumni.

Curiosamente, eu acho a UM, UA e FCT muito mais apelativas do que a UP ou o ISEP e basta ires ao site da UP ou do ISEP para perceber porquê. A UP ficou presa nos anos 90 e o ISEP tem páginas vazias e, pelo menos para Civil, a página de Departamento está completamente vazia. Eu vou ao site da UP ou ISEP e não sei quais são as minhas oportunidades como aluno ou aquilo que posso esperar do curso, não sei quais são os pontos fortes da universidade nem como é que estas instituições me vão ajudar a ser o melhor de mim. O ISEP até tem uma página melhorzinha que a FEUP mas basta começares a procurar a fundo que encontras páginas vazias, informação com 5 anos, páginas desatualizadas, ... Estamos na era da usabilidade, redes sociais e do "digital bonito", as instituições têm de acompanhar e se não acompanharem, acontece o que para ti é o "Técnico vs os outros". Tem atenção que isto não é só com o Técnico, se pensares, a NOVA SBE fez um rebranding enorme e agora é uma paragem obrigatória para todos aqueles que queiram tirar gestão e economia simplesmente porque é tudo extremamente apelativo, tens a noção imediata de teres centenas de oportunidades, de ser reconhecido, de ser um lugar onde vais para ser a melhor versão de ti. Há outras faculdades boas para gestão e economia? Sem dúvida mas posso garantir-te que grande parte vai pelo menos considerar a NOVA SBE.

EDIT: Tens aqui uma "prova mainstream" de que Civil não é uma engenharia clássica e, por muito que pareça, nada aborrecida The Boring Company
Eu se fosse para economia/gestão (e eu estou a considerar esta área para mestrado) nem considerava a NOVA SBE, eu nunca iria para Lisboa sozinho tão novo, eu já disse que o mais longe que fui sozinho foi até Aveiro e já recusei várias vezes ir de erasmus. Eu mal sei me desenrascar de mim próprio sozinho lol, estou a pensar na FEP/Católica Porto...
Ah e falaste do pessoal do Norte considerar a FEUP, diz Porto só, não te esqueças que existe tb a EEUM, o ISEP, a UTAD e mais uns nichos em Viana e Bragança.
E já que és das ilhas, conheço uma rapariga na FEUP em EGI e outra no ISEP em química.
A UA para mim já é centro.
Ah, e a maior parte dessas coisas para entrar no BEST, ESTIEM e isso é preciso tachos (e eu tenho experiência disso), igualzinho à AE, e não percebo o que pessoal de Civil e Arquitetura vai fazer para o BEST, para que? Aquilo é só pessoal de informática, eletro e isso...
E para o pessoal de "engenharia" civil, procurem por EUR-ACE, se o curso tiver este selo, é porque ele é bom.
 
Última edição:

floater3

Membro Dux
Apoiante Uniarea
Matrícula
15 Julho 2018
Mensagens
1,265
Curso
Eng. Informática e Computação
Instituição
FEUP
não percebo o que pessoal de Civil e Arquitetura vai fazer para o BEST, para que? Aquilo é só pessoal de informática, eletro e isso...
Por ser, como dizes, só o pessoal de informática e eletro a participar é que os estudantes de Engenharia Civil deviam ir, para introduzir alguma diversidade! 😂 A pensar assim as coisas não vão mudar de certeza...
 

Pepper456

Membro Dux
Matrícula
29 Janeiro 2016
Mensagens
651
Curso
LEC
Instituição
ISEP
Por ser, como dizes, só o pessoal de informática e eletro a participar é que os estudantes de Engenharia Civil deviam ir, para introduzir alguma diversidade! 😂 A pensar assim as coisas não vão mudar de certeza...
BEST significa students for technology, percebes? E que no Porto, arquitetura tem uma faculdade só para ela mais as privadas (Lusíada) e isso a que querem que VCS cheguem, será que arquitetura também e engenharia?
 

floater3

Membro Dux
Apoiante Uniarea
Matrícula
15 Julho 2018
Mensagens
1,265
Curso
Eng. Informática e Computação
Instituição
FEUP
BEST significa students for technology, percebes? E que no Porto, arquitetura tem uma faculdade só para ela mais as privadas (Lusíada) e isso a que querem que VCS cheguem, será que arquitetura também e engenharia?
Honestamente, ainda não consegui perceber a tua insistência com Arquitetura e Engenharia Civil. Não sei se tenho percebido bem a tua "dúvida" mas parece que estás sempre a equiparar dois cursos que, pelo menos a meu ver, são bastante diferentes. Para além disso, também não consigo entender o que é que interessa se Arquitetura tem uma faculdade própria na UP e não ser assim no IST... O IST não é apenas uma escola de Engenharia. Na própria descrição do site eles referem que são "a maior escola portuguesa de Engenharia, Arquitetura, Ciência e tecnologia em Portugal". Arquitetura e Engenharia Civil até podem ter muitas semelhanças, mas também há muito a separá-las...

Antes de mais, todos os cursos de Engenharia, para além de agora estarem muito focados na tecnologia, pretendem dar-te uma boa formação de base em matemática e física. Como é óbvio, há engenharias que vão trabalhar muito mais esta parte, como é o caso de Engenharia mecânica e Engenharia física, e haverá também outras, como Informática e Civil, que se calhar vão trabalhá-la um pouco menos. Ainda assim, essa formação em "ciências básicas" acontece em todas as engenharias, numa quantidade maior ou menor dependendo do caso. Fui ver o plano de estudos de Engenharia civil na FEUP e vi logo cadeiras de matemática (Álgebra, Análise Matemática 1, Análise Matemática 2, Análise Numérica), de/ou relacionadas com física (Mecânica 1) e uma de computação, logo no 1º ano. Depois, no 2º ano, vejo Análise Matemática 3, Mecânica 2, Física e Estatística (para não falar de cadeiras como "Resistência dos materiais" que deverão relacionar conhecimentos de física e geologia, por exemplo)... Repara que, mesmo que nas engenharias a física e a matemática estejam, de alguma forma, adaptadas, vão estar sempre presentes. Fui ao plano de estudos de Arquitetura na FAUP e não vi nenhuma cadeira semelhante ou que seja transversal a todas as engenharias...

Sou sincero... Não estou muito por dentro do mercado de trabalho nas áreas de Engenharia civil e Arquitetura, mas pelo menos daquilo que vejo no plano de estudos de várias faculdades, há muitas diferenças... Não me parece muito normal, vindo de uma pessoa que está atualmente a formar-se em engenharia, estar constantemente a questionar se Arquitetura deverá ser considerada uma engenharia tendo em conta que civil é; mas tu saberás, com certeza, melhor do que eu, que ainda nem entrei no ensino superior!
 

Pepper456

Membro Dux
Matrícula
29 Janeiro 2016
Mensagens
651
Curso
LEC
Instituição
ISEP
Honestamente, ainda não consegui perceber a tua insistência com Arquitetura e Engenharia Civil. Não sei se tenho percebido bem a tua "dúvida" mas parece que estás sempre a equiparar dois cursos que, pelo menos a meu ver, são bastante diferentes. Para além disso, também não consigo entender o que é que interessa se Arquitetura tem uma faculdade própria na UP e não ser assim no IST... O IST não é apenas uma escola de Engenharia. Na própria descrição do site eles referem que são "a maior escola portuguesa de Engenharia, Arquitetura, Ciência e tecnologia em Portugal". Arquitetura e Engenharia Civil até podem ter muitas semelhanças, mas também há muito a separá-las...

Antes de mais, todos os cursos de Engenharia, para além de agora estarem muito focados na tecnologia, pretendem dar-te uma boa formação de base em matemática e física. Como é óbvio, há engenharias que vão trabalhar muito mais esta parte, como é o caso de Engenharia mecânica e Engenharia física, e haverá também outras, como Informática e Civil, que se calhar vão trabalhá-la um pouco menos. Ainda assim, essa formação em "ciências básicas" acontece em todas as engenharias, numa quantidade maior ou menor dependendo do caso. Fui ver o plano de estudos de Engenharia civil na FEUP e vi logo cadeiras de matemática (Álgebra, Análise Matemática 1, Análise Matemática 2, Análise Numérica), de/ou relacionadas com física (Mecânica 1) e uma de computação, logo no 1º ano. Depois, no 2º ano, vejo Análise Matemática 3, Mecânica 2, Física e Estatística (para não falar de cadeiras como "Resistência dos materiais" que deverão relacionar conhecimentos de física e geologia, por exemplo)... Repara que, mesmo que nas engenharias a física e a matemática estejam, de alguma forma, adaptadas, vão estar sempre presentes. Fui ao plano de estudos de Arquitetura na FAUP e não vi nenhuma cadeira semelhante ou que seja transversal a todas as engenharias...

Sou sincero... Não estou muito por dentro do mercado de trabalho nas áreas de Engenharia civil e Arquitetura, mas pelo menos daquilo que vejo no plano de estudos de várias faculdades, há muitas diferenças... Não me parece muito normal, vindo de uma pessoa que está atualmente a formar-se em engenharia, estar constantemente a questionar se Arquitetura deverá ser considerada uma engenharia tendo em conta que civil é; mas tu saberás, com certeza, melhor do que eu, que ainda nem entrei no ensino superior!
Passo a explicar, eu estou num grupo de engenheiros civis que estão sempre a dizer que fomos comidos pelos arquitetos, eles podem fazer tudo e os engenheiros civis perderam as competencias exclusivas todas ahahah, isto tem até a ver com guerra entre as ordens...
Eu tb comparo engenharia civil com arquitetura e geológica, geotécnica, minas, geográfica, entre outras, nós somos todos da área da construção civil.
Ah e mecanica 1 é estática (o início das estruturas, tipo apoios simples, duplos e isso), eu sei porque já passei por lá (mas não quero falar do meu passado, pq já causei muitos problemas aqui ahahah) antes de ir para o ISEP...
Remat é uma cadeira quase exclusiva dos engenheiros civis...
Se fores para civil (que acho que não) vais ouvir falar muito da guerra com os arquitetos e isso, mas não aconselho a ires para a FEUP para civil se não gostares de mudanças, já expliquei o que se andava a passar lá da instabilidade dos exames, mudanças a torto e a direito e isso, principalmente a numérica e a análise 2 (e se foi a essas cadeiras não me admira de terem feito tb a estatística, análise 3 e isso)...
 
Última edição:
Matrícula
27 Setembro 2020
Mensagens
49
Olá, tudo bem? :)
Estou neste momento no 1º ano de EI no ISEP. Apesar de recomendar o ISEP, não votei em nenhuma opção, pois o ISEP é a única realidade que verdadeiramente conheço e, não tendo frequentado as outras faculdades, apenas me posso basear no feedback que ouvi de pessoas em relação às outras opções.

Em relação ao ISEP e baseando-me na minha experiência até agora (que ainda não é muita, visto que ainda estou só no 1º ano), é que o curso é orientado de forma a que te prepare para o mercado de trabalho. Ou seja, a ideia que eu tenho, é que é um pouco mais prático que noutras faculdades, como essas que referiste aí. Por exemplo, nós temos todos os semestres uma cadeira designada por "Laboratório/Projeto" que consiste em trabalhar em equipa (grupos) no desenvolvimento de um determinado(s) projeto(s), aliando conhecimento de entre as cadeiras do semestre em questão. Honestamente, e isto sim é a minha opinião pessoal, é o carácter diferenciador nesta licenciatura nesta faculdade em relação às outras, uma vez que, que eu saiba, não têm uma cadeira que se assemelhe. E, honestamente, é mesmo muito vantajoso, uma vez que neste curso, é importantíssimo desenvolveres as chamadas soft skills (comunicação, saber trabalhar em equipa, fatores humanos) pois vais ter inevitavelmente inúmeros trabalhos em equipa depois no futuro (e ao longo do curso também!) e vais ter de saber lidar com os mais variados tipos de pessoas com personalidades distintas. Não te adianta de nada seres, por exemplo, um excelente programador, se depois não consegues comunicar com os teus colegas. Ser EI é muito mais do que ser um mero programador por variadas razões - compreende saber toda a logística e gestão envolvida no projeto e a melhor forma de o desenvolver, por exemplo. E tantas outras coisas mais que eu não mencionei aqui for the sake of simplicity ou que eu própria também ainda não tenho o conhecimento.

Em relação ao ambiente - é muito bom. Contrariamente ao que acontece em várias faculdades, existe alguma proximidade entre aluno e professor e os professores, regra geral, são muito acessíveis e dispostos a esclarecer qualquer dúvida. Agora, claro que podes encontrar um professor ou outro que não vai querer saber, mas isso é em todo o lado e não é a regra.

Isto foi assim um apanhado muito geral do que é estudar EI no ISEP, uma vez que não fizeste nenhuma questão em específico, mas estás à vontade para perguntar qualquer coisa que queiras saber :)
Boa tarde, também estou com as mesmas dúvidas em relação a qual universidade ou politécnico escolher, a única diferença é que pelo que vejo só vou ter média para entrar em vila real ou beira interior, esta a 3 horas e tal da minha residência porque sou de Braga, também gostava do politécnico ISEP mas como a média de fisico quimica não conta não vou ter média que chegue, a única alternativa era em Felgueiras mas tenho medo que não preste lá, sabes me dizer alguma coisa desse politécnico? Obrigada
 

ACA

Membro Veterano
Matrícula
3 Dezembro 2019
Mensagens
164
Boa tarde, também estou com as mesmas dúvidas em relação a qual universidade ou politécnico escolher, a única diferença é que pelo que vejo só vou ter média para entrar em vila real ou beira interior, esta a 3 horas e tal da minha residência porque sou de Braga, também gostava do politécnico ISEP mas como a média de fisico quimica não conta não vou ter média que chegue, a única alternativa era em Felgueiras mas tenho medo que não preste lá, sabes me dizer alguma coisa desse politécnico? Obrigada
Boa tarde!
Infelizmente, do Politécnico do Porto, só estou mesmo a par do ISEP, não sei mesmo nada acerca de Felgueiras :/
Espero que alguém te consiga ajudar ou a dar algum feedback!
Se estás interessada no ISEP, também tens sempre a opção de entrar noutro curso e depois pedir a transferência...
Boa sorte :)
 
Matrícula
27 Setembro 2020
Mensagens
49
Boa tarde!
Infelizmente, do Politécnico do Porto, só estou mesmo a par do ISEP, não sei mesmo nada acerca de Felgueiras :/
Espero que alguém te consiga ajudar ou a dar algum feedback!
Se estás interessada no ISEP, também tens sempre a opção de entrar noutro curso e depois pedir a transferência...
Boa sorte :)
Pois mas eu queria entrar diretamente para IF. Obrigada