Engenharia Informática v. Engenharia Eletrotécnica v. Engenharia de Telecomunicações

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
Olá,
Refiro-me aos cursos da FCT NOVA e IST.
Alguém me explica as diferenças essenciais? A primeira é mais software e a segunda hardware? Que tipo de empresas contratam?
Alguma diferença relevante entre os cursos da FCT NOVA e do IST?
Com o fim dos Mestrados Integrados em Engenharia como vão ser os cursos designados no ano letivo 2020/2021? Licenciaturas de 5 anos, ou passa tudo a 3 anos sendo obrigatório um segundo ciclo para acesso ao título de Engenheiro?
Post automatically merged:

Alguém? Qual a melhor opção, entre Eletrotécnica e Informática?
 
Última edição:

Wraak

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
5 Dezembro 2015
Mensagens
1,517
Curso
Computer Science
Existem vários tópicos exatamente iguais com imensas respostas cá, sugiro-te procurares porque vais encontrar informação mais relevante do que te podemos responder aqui (porque já foi perguntado imensas vezes e torna-se um bocado repetitivo).

Ninguém te vai responder qual é a melhor opção porque a escolha do curso é pessoal e depende de quem és, daquilo que gostas, o que é que pensas do futuro, aquilo que queres fazer, etc. O máximo que podemos fazer é dar-te os factos e tentar guiar-te até perceberes o curso que tens maior afinidade.

O título de Engenheiro é inútil para Eletrotécnica e Informática, também há posts cá (há menos de 1 mês, se não estou em erro) onde isto foi respondido. Podes tornar-te membro se tiveres uma licenciatura (3 anos) e se pagares as anuidades (120€), nenhum empregador, público ou privado, vai perguntar-te se és membro da Ordem porque é completamente irrelevante para o teu trabalho (desde entry level até management).

Estás à vontade para ler o fórum com cuidado nos tópicos interessantes e responder cá (ou até nos outros tópicos) se tiveres dúvidas mais específicas.

Boa sorte!
 
  • Like
Reactions: undisclosed

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
Ok. E quais formados nestas engenharias são mais procurados? Em Informática ou Eletrotécnica e Computadores? Supondo que se formou no IST ou na FCT NOVA.
 

fsantos02

Membro Veterano
Matrícula
10 Setembro 2019
Mensagens
184
Curso
LEI/LEEC/LETI
Instituição
FCT NOVA/IST
Ok. E quais formados nestas engenharias são mais procurados? Em Informática ou Eletrotécnica e Computadores? Supondo que se formou no IST ou na FCT NOVA.
Isso é algo bastante relativo, mas pelo que sei e conheço, há bastantes engenheiros electrotécnicos e de computadores a trabalhar em conjunto com engenheiros informáticos na área de informática (talvez os engenheiros informáticos consigam com mais facilidades a cargos mais elevados na área de informática). Portanto, diria que Engenharia Informática tem mais procura, se bem que com engenharia eletrotécnica e de computadores estarás bem servido em termos de empregabilidade
@Wraak, corrige-me se eu estiver enganado ahah
 

Wraak

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
5 Dezembro 2015
Mensagens
1,517
Curso
Computer Science
Isso é algo bastante relativo, mas pelo que sei e conheço, há bastantes engenheiros electrotécnicos e de computadores a trabalhar em conjunto com engenheiros informáticos na área de informática (talvez os engenheiros informáticos consigam com mais facilidades a cargos mais elevados na área de informática). Portanto, diria que Engenharia Informática tem mais procura, se bem que com engenharia eletrotécnica e de computadores estarás bem servido em termos de empregabilidade
@Wraak, corrige-me se eu estiver enganado ahah
Sim, exatamente isso, na verdade. Engenheiros Eletrotécnicos conseguem arranjar emprego em consultoria, posições de developer (programação) e em alguns casos específicos (dependendo da experiência da pessoa) podem conseguir diretamente uma posição de software engineer. Outras posições podem incluir administração de sistemas e redes. Para estas posições, Eng. Informática normalmente tem vantagem relativamente a ECC porque focamo-nos muito mais na estruturas das coisas (O que é bom código? O que é uma boa arquitetura para um projeto? O que são boas práticas de programação? Como é que se desenha código de acordo com padrões estudados? ...) para além de termos uma boa compreensão das bases que envolvem o mundo digital.

Em Portugal ainda existem software houses/consultorias de software que focam-se muito mais em contratar Eng. Informáticos porque há muito mais conhecimento nas envolventes da criação (e modificação) de código do que alunos vindos de EEC.

Pelo outro lado, Eng. Eletrotécnicos têm acesso a posições que nós, como Eng. Informáticos não temos, mas o mercado neste momento (e provavelmente nas próximas decadas) está muito mais virado para o digital por isso vai sempre haver uma maior procura de Engenheiros de várias áreas para esta parte.
 
  • Like
Reactions: fsantos02

fsantos02

Membro Veterano
Matrícula
10 Setembro 2019
Mensagens
184
Curso
LEI/LEEC/LETI
Instituição
FCT NOVA/IST
Sim, exatamente isso, na verdade. Engenheiros Eletrotécnicos conseguem arranjar emprego em consultoria, posições de developer (programação) e em alguns casos específicos (dependendo da experiência da pessoa) podem conseguir diretamente uma posição de software engineer. Outras posições podem incluir administração de sistemas e redes. Para estas posições, Eng. Informática normalmente tem vantagem relativamente a ECC porque focamo-nos muito mais na estruturas das coisas (O que é bom código? O que é uma boa arquitetura para um projeto? O que são boas práticas de programação? Como é que se desenha código de acordo com padrões estudados? ...) para além de termos uma boa compreensão das bases que envolvem o mundo digital.

Em Portugal ainda existem software houses/consultorias de software que focam-se muito mais em contratar Eng. Informáticos porque há muito mais conhecimento nas envolventes da criação (e modificação) de código do que alunos vindos de EEC.

Pelo outro lado, Eng. Eletrotécnicos têm acesso a posições que nós, como Eng. Informáticos não temos, mas o mercado neste momento (e provavelmente nas próximas decadas) está muito mais virado para o digital por isso vai sempre haver uma maior procura de Engenheiros de várias áreas para esta parte.
Gostaria de te fazer uma pergunta, nas áreas típicas de engenharia eletrotécnica, como se encontra a situação de empregabilidade? Eu tenho um especial interesse na parte de produção/distribuição de corrente elétrica, automação e telecomunicações 😄
 

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
Que tipo de trabalhos de grupo e individuais costumam pedir nas várias cadeiras nomeadamente nas mais específicas de cada um dos cursos? No IST e FCT NOVA em particular.
 

Wraak

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
5 Dezembro 2015
Mensagens
1,517
Curso
Computer Science
Gostaria de te fazer uma pergunta, nas áreas típicas de engenharia eletrotécnica, como se encontra a situação de empregabilidade? Eu tenho um especial interesse na parte de produção/distribuição de corrente elétrica, automação e telecomunicações 😄
Não sei bem como é a empregabilidade na área porque quem conheço de eletro está a trabalhar em informática ou ainda não acabou o curso. Acho que em telecomunicações não deves ter problemas e normalmente os empregadores são NOS, MEO, Vodafone, etc. Para automação tens várias empresas de robóticas e a mais comum, Siemens. Para energia acho que a mais comum é a EDP.

Se estiveres interessado em trabalhar no estrangeiro, também existem imensas oportunidades na área para ti.

https://oe.tecnico.ulisboa.pt/estatisticas/ Podes ver aqui as estatísticas para Eletro.

Que tipo de trabalhos de grupo e individuais costumam pedir nas várias cadeiras nomeadamente nas mais específicas de cada um dos cursos? No IST e FCT NOVA em particular.
No que toca a LEIC no Técnico:
Os trabalhos dependem da teoria da cadeira e não são necessariamente os mesmos (ou do mesmo estilo) ao longo dos anos porque a matéria é suficiente para existirem diferentes abordagens no que toca a projetos. Em alguns projetos tens uma parte "arquitetural" que não envolve propriamente código mas mais focado em diagramas e na futura implementação do projeto seguido da parte de código (PO, Comp, BD, IPM, IA), outros são completamente escritos/diagramas (AMS) e maior parte são puramente código (CG, SD, ES, LP, FP, IAED, ASA, SO).

Já na nova reestruturação, o último semestre é o mais puxado porque todas as cadeiras são de projeto com várias entregas ao longo do semestre e vai acontecer existir semanas com 3 ou 4 entregas que exigem programar centenas e centenas de linhas de código e imensa lógica por isso é mega stressante. Normalmente alunos desistem no 2º ano quando as coisas ficam mais sérias com cadeiras como ASA, SO e TC, fora as matemáticas.

Se tiveres dúvidas sobre projetos específicos estou mais do que disponível para dar-te informações mas é um bocado difícil dizer como funcionam as coisas no geral porque os projetos são mesmo individuais às cadeiras, com diferentes ferramentas, diferentes softwares, diferentes linguagens de programação, etc.
 
Última edição:
  • Like
Reactions: undisclosed

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
Sim, o que queria saber era isso mesmo, a quantidade e esforço/tempo necessário a aplicar nos trabalhos/projetos. Só para ter uma ideia.

Para quem quer Informática no IST a melhor alternativa (caso não entre), também no IST, seria a Eletrotécnica ou a de Telecomunicações? Isto em termos de semelhança/sobreposição de funções. Os de Telecomunicações também programam?

A empregabilidade, segundo o link acima, é de 100% exceto na Eletrotécnica que é um pouco menos e também tem uma média salarial abaixo. Andei a ver anúncios no LinkedIn para engenheiros nestas áreas na NOS e pedem sempre anos de experiência nisto ou naquilo. É suposto as pessoas começarem por onde? Numa Atos ou Altran (provavelmente a ganhar abaixo da média)?
 

Wraak

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
5 Dezembro 2015
Mensagens
1,517
Curso
Computer Science
Sim, o que queria saber era isso mesmo, a quantidade e esforço/tempo necessário a aplicar nos trabalhos/projetos. Só para ter uma ideia.
Depende imenso ao longo do semestre também, acho que em LEIC, e em maior parte dos cursos, o psicológico é muito mais importante do que capacidades técnicas. Ao longos dos semestres vais passar por semanas de motivação abaixo de 0 e aquilo que "makes it or break it" é a capacidade de se superar e conseguir fazer os projetos/exames/etc. Acho que cerca de 10% dos alunos desistem no primeiro ano (mudam de curso, ...) mas não tenho dados nos anos mais difíceis (2º e 3º). Com a reestruturação não sei bem como é que vai ser a dinâmica das cadeiras nem o esforço necessário para cada uma mas suponho que vá exigir muito mais motivação porque em algumas cadeiras o "Ah, estudo pra semana" vai deixar de ser uma opção.

Para quem quer Informática no IST a melhor alternativa (caso não entre), também no IST, seria a Eletrotécnica ou a de Telecomunicações? Isto em termos de semelhança/sobreposição de funções. Os de Telecomunicações também programam?
O curso mais comum é LETI para quem não entrou em LEIC seguido de um mestrado em MEIC ou METI.

A empregabilidade, segundo o link acima, é de 100% exceto na Eletrotécnica que é um pouco menos e também tem uma média salarial abaixo. Andei a ver anúncios no LinkedIn para engenheiros nestas áreas na NOS e pedem sempre anos de experiência nisto ou naquilo. É suposto as pessoas começarem por onde? Numa Atos ou Altran (provavelmente a ganhar abaixo da média)?
O que queres dizer com média salarial abaixo? Eletrotécnica está no top 5 de todos os cursos do Técnico, inclusive à frente de Informática no que toca a salário. É também de notar que, por exemplo, Aeroespacial tem um salário médio muito maior do que Eletrotécnica mas tem uma internacionalização de 40% comparado a 15%, é natural que o valor salarial seja muito maior. Estas estatísticas são úteis se forem analisadas em contexto. Não acho que haja alguma diferença relevante entre uma empregabilidade de 100% e de 97,7% tendo em conta que o número de respostas é relativamente baixo o que quer dizer que estamos a falar de provavelmente 1 ou 2 pessoas desempregadas (por qualquer razão, não necessariamente porque não conseguem emprego) no universo total dos inquiridos.

Relativamente à experiência, abrem posições para pessoas sem experiência mas provavelmente são das posições mais competitivas por diversas razões (porque existem menos, porque existem pessoas a trocar de área, porque existem imensos graduados interessados, etc). Há uma boa parte dos alunos que ingressam em programas de trainee ou juntam-se a consultoras (Accenture, Altran, Everis, Alten, ...) porque é mais fácil do que arranjar um trabalho numa empresa de telecomunicações. Os bons trabalhos (que pagam bem e com bons benefícios) são sempre os mais competitivos e por isso algo que muitos alunos recém-licenciados esforçam-se para conseguir em vez das alternativas (como mencionei acima).

É também de notar que todas as estatísticas referem-se a ex-alunos com mestrado, os inquéritos não são enviados a licenciados e por isso não há informação relativamente a estes. A minha ideia é de que a empregabilidade e a remuneração são muito mais baixos.
 
  • Like
Reactions: undisclosed

fsantos02

Membro Veterano
Matrícula
10 Setembro 2019
Mensagens
184
Curso
LEI/LEEC/LETI
Instituição
FCT NOVA/IST
Para quem quer Informática no IST a melhor alternativa (caso não entre), também no IST, seria a Eletrotécnica ou a de Telecomunicações? Isto em termos de semelhança/sobreposição de funções. Os de Telecomunicações também programam?
Olá, eu vou-me candidatar este ano e tenho as duas primeiras opções em leic no Técnico, depois vou meter leec, e tenho como 6° opção leti (vou meter info na nova e fcul pelo meio ahah)

Apesar das eventuais diferenças entre eletrotécnica e Informática, são duas áreas em que realmente estou disposto a aprender e também gosto da ideia que também sejam bastante abrangentes, em termos de programação os de leec e também talvez os de leti fiquem um bocado atrás. Não sei o que pretendes com o curso, portanto terias de ver essa questão :)

Eu lembro-me que fiz um tópico em que falava exatamente desta indecisão minha e o tópico tinha o mesmo título, é uma questão de pesquisares aqui ^^
 

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
Depende imenso ao longo do semestre também, acho que em LEIC, e em maior parte dos cursos, o psicológico é muito mais importante do que capacidades técnicas. Ao longos dos semestres vais passar por semanas de motivação abaixo de 0 e aquilo que "makes it or break it" é a capacidade de se superar e conseguir fazer os projetos/exames/etc. Acho que cerca de 10% dos alunos desistem no primeiro ano (mudam de curso, ...) mas não tenho dados nos anos mais difíceis (2º e 3º). Com a reestruturação não sei bem como é que vai ser a dinâmica das cadeiras nem o esforço necessário para cada uma mas suponho que vá exigir muito mais motivação porque em algumas cadeiras o "Ah, estudo pra semana" vai deixar de ser uma opção.


O curso mais comum é LETI para quem não entrou em LEIC seguido de um mestrado em MEIC ou METI.


O que queres dizer com média salarial abaixo? Eletrotécnica está no top 5 de todos os cursos do Técnico, inclusive à frente de Informática no que toca a salário. É também de notar que, por exemplo, Aeroespacial tem um salário médio muito maior do que Eletrotécnica mas tem uma internacionalização de 40% comparado a 15%, é natural que o valor salarial seja muito maior. Estas estatísticas são úteis se forem analisadas em contexto. Não acho que haja alguma diferença relevante entre uma empregabilidade de 100% e de 97,7% tendo em conta que o número de respostas é relativamente baixo o que quer dizer que estamos a falar de provavelmente 1 ou 2 pessoas desempregadas (por qualquer razão, não necessariamente porque não conseguem emprego) no universo total dos inquiridos.

Relativamente à experiência, abrem posições para pessoas sem experiência mas provavelmente são das posições mais competitivas por diversas razões (porque existem menos, porque existem pessoas a trocar de área, porque existem imensos graduados interessados, etc). Há uma boa parte dos alunos que ingressam em programas de trainee ou juntam-se a consultoras (Accenture, Altran, Everis, Alten, ...) porque é mais fácil do que arranjar um trabalho numa empresa de telecomunicações. Os bons trabalhos (que pagam bem e com bons benefícios) são sempre os mais competitivos e por isso algo que muitos alunos recém-licenciados esforçam-se para conseguir em vez das alternativas (como mencionei acima).

É também de notar que todas as estatísticas referem-se a ex-alunos com mestrado, os inquéritos não são enviados a licenciados e por isso não há informação relativamente a estes. A minha ideia é de que a empregabilidade e a remuneração são muito mais baixos.

Bem, quanto ao trabalho no curso acho que já estou preparado para tudo, depois de já ter passado por um MI que, não sendo tão exigente em termos de matérias e provavelmente trabalho como uma engenharia no IST, já dá uma boa preparação mental para o que aí virá.

Realmente, após ler algumas coisas, LETI pareceu-me mais próximo de LEIC, por isso vou considerá-la como alternativa antes de LEEC.

Tenho lido más reviews sobre as condições salariais em consultoras (nomeadamente as que citei), daí ter falado em salários abaixo da média para aquilo que habitualmente se vê noutras empresas e para a mesma experiência/formação, mas deve ser onde é mais fácil arranjar emprego. O que eu pretendia era uma empresa de telecomunicações, ou uma Microsoft, Apple, Amazon, e não consultoras. Veremos. Eletrotécnica diz ter uma média de 1852€ v. 2090€ de Informática (Alameda) e 2173€ de Telecomunicações (que até tem menos internacionalização, segundo o site).

Olá, eu vou-me candidatar este ano e tenho as duas primeiras opções em leic no Técnico, depois vou meter leec, e tenho como 6° opção leti (vou meter info na nova e fcul pelo meio ahah)

Apesar das eventuais diferenças entre eletrotécnica e Informática, são duas áreas em que realmente estou disposto a aprender e também gosto da ideia que também sejam bastante abrangentes, em termos de programação os de leec e também talvez os de leti fiquem um bocado atrás. Não sei o que pretendes com o curso, portanto terias de ver essa questão :)

Eu lembro-me que fiz um tópico em que falava exatamente desta indecisão minha e o tópico tinha o mesmo título, é uma questão de pesquisares aqui ^^

FCUL não meto porque não me parece que tenha o prestígio necessário nesta área da engenharia, mas se calhar é só impressão minha. Por exemplo, não faz parte do Consórcio de Escolas de Engenharia, ao passo que por exemplo a FCT NOVA faz. Não sei até que ponto isso poderá ter algum impacto na empregabilidade, pelo que prefiro, em última instância, algo que não seja Informática MAS no IST (ou talvez Informática na NOVA) do que Informática fora do IST (com exceção da NOVA). Ainda a decidir.
 

Pepper456

Membro Dux
Matrícula
29 Janeiro 2016
Mensagens
647
Curso
LEC
Instituição
ISEP
Bem, quanto ao trabalho no curso acho que já estou preparado para tudo, depois de já ter passado por um MI que, não sendo tão exigente em termos de matérias e provavelmente trabalho como uma engenharia no IST, já dá uma boa preparação mental para o que aí virá.

Realmente, após ler algumas coisas, LETI pareceu-me mais próximo de LEIC, por isso vou considerá-la como alternativa antes de LEEC.

Tenho lido más reviews sobre as condições salariais em consultoras (nomeadamente as que citei), daí ter falado em salários abaixo da média para aquilo que habitualmente se vê noutras empresas e para a mesma experiência/formação, mas deve ser onde é mais fácil arranjar emprego. O que eu pretendia era uma empresa de telecomunicações, ou uma Microsoft, Apple, Amazon, e não consultoras. Veremos. Eletrotécnica diz ter uma média de 1852€ v. 2090€ de Informática (Alameda) e 2173€ de Telecomunicações (que até tem menos internacionalização, segundo o site).



FCUL não meto porque não me parece que tenha o prestígio necessário nesta área da engenharia, mas se calhar é só impressão minha. Por exemplo, não faz parte do Consórcio de Escolas de Engenharia, ao passo que por exemplo a FCT NOVA faz. Não sei até que ponto isso poderá ter algum impacto na empregabilidade, pelo que prefiro, em última instância, algo que não seja Informática MAS no IST (ou talvez Informática na NOVA) do que Informática fora do IST (com exceção da NOVA). Ainda a decidir.
2mil paus em portugal? PAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH, afinal estamos melhor do que pensava lol
A FCUL é uma faculdade de ciências (mais teórico), se assim fosse a FCUP tb deveria pertencer
 
Última edição:

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
2mil paus em portugal? PAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH, afinal estamos melhor do que pensava lol
A FCUL é uma faculdade de ciências (mais teórico), se assim fosse a FCUP tb deveria pertencer

Sim, é uma área com défice de quadros especializados e em que a procura está a crescer cada vez mais (e com a pandemia é capaz de crescer mais ainda). Depois, é possível trabalhar no estrangeiro estando, contudo, em Portugal, em remoto. Por isso acredito que as médias salariais possam andar em torno dos 2000 euros. Mas as vagas às centenas que têm aberto para o curso deixam-me preocupado, não queria chegar ao final e deparar-me uma vez mais com um mercado saturado em que a opção é o estágio do IEFP (tão na moda no pico da crise da dívida soberana), seguir outro rumo numa área não relacionada, ou a emigração.
 

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
Estive a ver os novos planos de estudo do IST para as três licenciaturas no título deste tópico e parece-me tudo um bocado semelhante em termos de matérias, qual será a mais versátil, ou seja, mais abrangente em termos de áreas possíveis de exercício profissional? Em relação a Informática as outras duas parecem ter mais cadeiras de física, isso traduz-se em quê na prática?
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
23,070
Curso
MEAer + MEGIE
Instituição
Técnico - ULisboa
Olá @undisclosed
Estive a ver os novos planos de estudo do IST para as três licenciaturas no título deste tópico e parece-me tudo um bocado semelhante em termos de matérias, qual será a mais versátil, ou seja, mais abrangente em termos de áreas possíveis de exercício profissional? Em relação a Informática as outras duas parecem ter mais cadeiras de física, isso traduz-se em quê na prática?
Diria que Engenharia Eletrotécnica é dos 3 o curso mais abrangente, podendo enveredar por mais ramos/áreas. Electro tem uma base de física mais sólida, dado que tanto podes ir para as áreas de (Arquitetura de) Computadores, bem como podes ir para Energias, Eletrónica ou áreas de Sistemas e Controlo, além de também Telecomunicações.
 
  • Like
Reactions: undisclosed

undisclosed

Membro Veterano
Matrícula
18 Fevereiro 2021
Mensagens
266
Eletrotécnica parece-me realmente uma opção menos limitante digamos assim. Estou tentado.

Alguém tem acesso às notas dos colocados pelo regime especial para titulares de cursos superiores no IST no ano passado ou anteriores? Queria saber se vale a pena também tentar entrar por essa via.