Engenharia Informática vs Gestão vs Audiovisual e Multimédia

Matrícula
13 Julho 2016
Mensagens
12
Olá a todos,

Estive este ano em Engenharia Informática, na FCT-UNL, tendo sido a minha segunda opção (a primeira era Engenharia Informática no IST).
Comecei o curso logo desanimanda por não ter entrado na faculdade que queria e, ao longo do ano lectivo, fui-me apercebendo de que não sentia o entusiasmo pelo curso que os meus colegas sentiam, ao ponto de desistir do curso após terminar o primeiro semestre. Já tinha programado no 12º ano, em pascal e VB, e, por isso, pensava que já tinha alguma noção do quão "secante" programação podia ser. Contudo, uma vez no curso, apercebi-me que ali era muito mais exaustivo do que pensava. Creio que isso se deveu, em grande parte, a que só consigo achar mais "piada" a programação quando estou a realizar um projecto que seja do meu interesse, e, no curso, é quase tudo escolhido e controlado pelos professores.

Para além de nunca me ter integrado muito bem, o facto de o curso também só possuir cadeiras de raciocínio foi outro dos motivos que creio que me levou a cansar do curso. Apesar de ter seguido ciências e tecnologias no secundário, as disciplinas que sempre tive mais facilidade foram português, história e até mesmo matemática (sempre detestei física e química).

Posto isto, hoje deparo-me novamente com dúvidas relativas a que curso seguir. Parte de mim questiona se tivesse entrado no IST se não teria gostado mais do curso, o que me leva a, apesar do que aconteceu, voltar a considerar concorrer a Engenharia Informática no IST. Por outro lado, o plano de estudos de Gestão também me agrada, apesar de que as saídas não tanto (não me vejo a ficar num escritório com números o resto da vida). Por fim, o curso que mais tenho considerado colocar como primeira opção é o de Audiovisual e Multimédia, na Escola Superior de Comunicação Social. Sempre gostei muito de tudo o que envolva produção e edição de vídeo (um dos meus sonhos era ser realizadora de cinema) e, dentro da vertente de multimédia, a parte da animação também me parece muito interessante, apesar de não ter jeito para desenhar (será este um impedimento para ser animador?). Seguindo este curso, tenho também esperanças de que possa, igualmente, exercer programação mas de um modo mais leve, mesmo que mais ao nivel de html e de designer de sites. No entanto, não consigo evitar recear a desempregabilidade que é associada a este tipo de cursos.

Alguém que esteja em algum destes cursos ou que já tenha estado numa situação semelhante à minha me pode ajudar?

Obrigada
 
Última edição:

Dippy

Membro Veterano
Matrícula
29 Junho 2016
Mensagens
149
Curso
Finance
Instituição
Católica
Olá a todos,

Estive este ano em Engenharia Informática, na FCT-UNL, tendo sido a minha segunda opção (a primeira era Engenharia Informática no IST).
Comecei o curso logo desanimanda por não ter entrado na faculdade que queria e, ao longo do ano lectivo, fui-me apercebendo de que não sentia o entusiasmo pelo curso que os meus colegas sentiam, ao ponto de desistir do curso após terminar o primeiro semestre. Já tinha programado no 12º ano, em pascal e VB, e, por isso, pensava que já tinha alguma noção do quão "secante" programação podia ser. Contudo, uma vez no curso, apercebi-me que ali era muito mais exaustivo do que pensava. Creio que isso se deveu, em grande parte, a que só consigo achar mais "piada" a programação quando estou a realizar um projecto que seja do meu interesse, e, no curso, é quase tudo escolhido e controlado pelos professores.

Para além de nunca me ter integrado muito bem, o facto de o curso também só possuir cadeiras de raciocínio foi outro dos motivos que creio que me levou a cansar do curso. Apesar de ter seguido ciências e tecnologias no secundário, as disciplinas que sempre tive mais facilidade foram português, história e até mesmo matemática (sempre detestei física e química).

Posto isto, hoje deparo-me novamente com dúvidas relativas a que curso seguir. Parte de mim questiona se tivesse entrado no IST se não teria gostado mais do curso, o que me leva a, apesar do que aconteceu, voltar a considerar concorrer a Engenharia Informática no IST. Por outro lado, o plano de estudos de Gestão também me agrada, apesar de que as saídas não tanto (não me vejo a ficar num escritório com números o resto da vida). Por fim, o curso que mais tenho considerado colocar como primeira opção é o de Audiovisual e Multimédia, na Escola Superior de Comunicação Social. Sempre gostei muito de tudo o que envolva produção e edição de vídeo (um dos meus sonhos era ser realizadora de cinema) e, dentro da vertente de multimédia, a parte da animação também me parece muito interessante, apesar de não ter jeito para desenhar (será este um impedimento para ser animador?). Seguindo este curso, tenho também esperanças de que possa, igualmente, exercer programação mas de um modo mais leve, mesmo que mais ao nivel de html e de designer de sites. No entanto, não consigo evitar recear a desempregabilidade que é associada a este tipo de cursos.

Alguém que esteja em algum destes cursos ou que já tenha estado numa situação semelhante à minha me pode ajudar?

Obrigada
Desculpa-me começar o post assim, mas estou perdido. Tu andaste em Engenharia Informática contudo não sabes ao certo se Gestão será o curso certo para ti porque não queres trabalhar num escritório com números o resto da tua vida - um Eng. Informático não faz o mesmo a programar? Por outro lado, dizes que outra das tuas opções é Audiovisual e Multimédia que não tem NADA - nem de longe nem de perto - a ver com qualquer um dos outros cursos mencionados - exige muito mais criatividade e imaginação.

O que te posso dizer enquanto finalista é que mesmo quando gostas daquilo que é leccionado numa cadeira haverá alturas em que terás de fazer trabalhos que, por si só, não te dizem nada, mas como disse, terás de os fazer e pronto - questão da programação que mencionaste, por exemplo. Acrescento ainda que mesmo que escolhas um curso que seja "a tua cara" haverá sempre cadeiras que não serão do teu interesse e, mais uma vez, terás de as fazer, regardless - eu sou de Gestão e tive cadeiras de história e sociologia, p.e. e acredita que preferia não as ter feito.
Para ser sincero, acho que tu própria estás um bocado confusa e deverias reflectir exactamente sobre o que te vês a fazer no futuro.

Já que mencionaste a empregabilidade, há outro ponto que julgo ser importante: estás disposta a sair de Portugal e ir trabalhar para onde for preciso? Não tenhas isso em conta. Não estás? Então, pondera esse factor.
 
Matrícula
13 Julho 2016
Mensagens
12
O que é que queres dizer com isto mesmo?
O que queria dizer com tal é que todas as disciplinas do curso de Eng. Informática são à base de exercícios de cálculos, sem haver disciplinas mais teóricas.
Exemplo: Economia possui na mesma várias cadeiras de "puro raciocínio" como, por exemplo, Cálculo. Contudo, também possui disciplinas mais teóricas, como, por exemplo, Macroeconomia ou Sociologia. Não sei se me fiz entender melhor assim
 
Última edição:
Matrícula
13 Julho 2016
Mensagens
12
Desculpa-me começar o post assim, mas estou perdido. Tu andaste em Engenharia Informática contudo não sabes ao certo se Gestão será o curso certo para ti porque não queres trabalhar num escritório com números o resto da tua vida - um Eng. Informático não faz o mesmo a programar? Por outro lado, dizes que outra das tuas opções é Audiovisual e Multimédia que não tem NADA - nem de longe nem de perto - a ver com qualquer um dos outros cursos mencionados - exige muito mais criatividade e imaginação.

O que te posso dizer enquanto finalista é que mesmo quando gostas daquilo que é leccionado numa cadeira haverá alturas em que terás de fazer trabalhos que, por si só, não te dizem nada, mas como disse, terás de os fazer e pronto - questão da programação que mencionaste, por exemplo. Acrescento ainda que mesmo que escolhas um curso que seja "a tua cara" haverá sempre cadeiras que não serão do teu interesse e, mais uma vez, terás de as fazer, regardless - eu sou de Gestão e tive cadeiras de história e sociologia, p.e. e acredita que preferia não as ter feito.
Para ser sincero, acho que tu própria estás um bocado confusa e deverias reflectir exactamente sobre o que te vês a fazer no futuro.

Já que mencionaste a empregabilidade, há outro ponto que julgo ser importante: estás disposta a sair de Portugal e ir trabalhar para onde for preciso? Não tenhas isso em conta. Não estás? Então, pondera esse factor.
Primeiro que tudo, eu tenho noção que os três cursos que referi são de áreas bastante diferentes (daí que a minha escolha seja tão difícil). No entanto, tenho interesse (mesmo que sendo diferentes tipos de interesse) nas três. É verdade que um programador também acaba a trabalhar fechado e isolado quase sempre com o mesmo à frente. No entanto, considero programar mais diversificado que o trabalho de um gestor (corriga-me se faz favor se esta minha noção estiver errada). Ou seja, quero com isto dizer, que considero programar menos monótono, pois pode envolver muita mais criatividade de certo modo, a meu ver, e é algo que tem menos limitações.

De facto não há nenhum caminho que seja quem for possa seguir sem ter de fazer certas disciplinas que não goste entretanto. No entanto, o meu caso não se limita a algumas, pelo que verifiquei este ano. É isso que me faz questionar seriamente se estou mesmo disposta a fazer 5 anos algo que constantemente sinta que estou a fazer por frete, percebe? Eu já ando a reflectir há muito tempo sobre tudo isto, e se há algo que aprendi de modo intenso e na primeira pessoa este ano é que o mais importante tem demonstrado ser gostar do que se faz (passei meses sem qualquer motivação e isso fez-me passar o tempo de rastos emocionalmente). Posto isto, acredito que, seguindo Audiovisual e Multimédia, apesar de correr mais riscos em termos de empregabilidade e estabelidade económica, talvez conseguisse ainda juntar a parte de programação mais "estética" (html, etc) com um conjunto de muitas outras saídas que me agradam igualmente (animação, edição e gravação de vídeo, guionismo, realizador, entre outros).

Respondendo à sua última questão, sim, acredito que estaria disposta a sair de Portugal.
 
Última edição:

Maxpaynner

Membro Dux
Matrícula
5 Fevereiro 2016
Mensagens
549
Curso
MIEEC
Instituição
FEUP
Antes de mais por favor para de nos tratar por você. É irritante, não sou um velho de 60 anos, sou pouco mais velho que tu.

O que queria dizer com tal é que todas as disciplinas do curso de Eng. Informática são à base de exercícios de cálculos, sem haver disciplinas mais teóricas.
Exemplo: Economia possui na mesma várias cadeiras de "puro raciocínio" como, por exemplo, Cálculo. Contudo, também possui disciplinas mais teóricas, como, por exemplo, Macroeconomia ou Sociologia. Não sei se me fiz entender melhor assim
Em informática também tens disso. Tu é que ainda só fizeste o primeiro ano, se tanto.

Primeiro que tudo, eu tenho noção que os três cursos que referi são de áreas bastante diferentes (daí que a minha escolha seja tão difícil). No entanto, tenho interesse (mesmo que sendo diferentes tipos de interesse) nas três. É verdade que um programador também acaba a trabalhar fechado e isolado quase sempre com o mesmo à frente. No entanto, considero programar mais diversificado que o trabalho de um gestor (corriga-me se faz favor se esta minha noção estiver errada). Ou seja, quero com isto dizer, que considero programar menos monótono, pois pode envolver muita mais criatividade de certo modo, a meu ver, e é algo que tem menos limitações.

De facto não há nenhum caminho que seja quem for possa seguir sem ter de fazer certas disciplinas que não goste entretanto. No entanto, o meu caso não se limita a algumas, pelo que verifiquei este ano. É isso que me faz questionar seriamente se estou mesmo disposta a fazer 5 anos algo que constantemente sinta que estou a fazer por frete, percebe? Eu já ando a reflectir há muito tempo sobre tudo isto, e se há algo que aprendi de modo intenso e na primeira pessoa este ano é que o mais importante tem demonstrado ser gostar do que se faz (passei meses sem qualquer motivação e isso fez-me passar o tempo de rastos emocionalmente). Posto isto, acredito que, seguindo Audiovisual e Multimédia, apesar de correr mais riscos em termos de empregabilidade e estabelidade económica, talvez conseguisse ainda juntar a parte de programação mais "estética" (html, etc) com um conjunto de muitas outras saídas que me agradam igualmente (animação, edição e gravação de vídeo, guionismo, realizador, entre outros).

Respondendo à sua última questão, sim, acredito que estaria disposta a sair de Portugal.
Um programador não acaba a trabalhar fechado e isolado. Isso é um estereótipo, principalmente perpetuado pelo pessoal de gestão e de economia, porque os únicos sítios onde tipicamente interagem com pessoal de informática é em consultoras, e é tipicamente em pé de igualdade (desempenhando as mesmas funções).
Cada vez mais as empresas estão a optar por openspaces, e ambientes descontraídos. Tens uma grande vantagem quando trabalhas assim, em que muitas empresas te dão uma grande flexibilidade de horários.

O que eu faria na tua situação era continuar em informática. Estás desmotivada porque não estás a ver o que estás a dar agora a ter uma aplicação real world. É normal, és uma caloira, por isso és do mais desligado e burro que há (ainda achas que html é programar). Éramos todos assim quando estávamos frescos na uni, é normal. Para dares a volta a isto, arranja um grupo de alunos ou qualquer coisa onde possas aplicar os teus conhecimentos e contribuir. As AEs tipicamente têm um departamento que trata do site e de conteúdos audiovisuais; Na FEUP temos a JuniFEUP onde podias trabalhar mesmo em coisas a sério com empresas; Normalmente tens núcleos de estudantes de N coisas, sendo que pelo menos alguns precisam de pessoas para trabalhar no que tu queres.

Entretanto, podes pegar e fazer cursos livres numa faculdade de artes local ou assim, e fazer cursos online que tipicamente são gratuitos (mas se fores para coisas como EDX podes fazer cursos de unis internacionais muito reputadas e pagando 40$ acho eu recebes mesmo um diploma certificado no final).

O point que estou a tentar dar é: É mais fácil arranjar trabalho em audiovisual como engenheiro informático que o contrário. E tu mais par a frente no curso vais ter cadeiras exactamente do que tu queres. Vais ter de levar com outras, mas é uma vida.

Se fores para audiovisual, corres o risco de ter um plano de estudos mais próximo dos teus gostos pessoais, mas depois de acabares o curso não teres onde trabalhar e aplicar o que aprendeste.

É uma decisão tua, espero ter ajudado.
 
Matrícula
13 Julho 2016
Mensagens
12
Antes de mais por favor para de nos tratar por você. É irritante, não sou um velho de 60 anos, sou pouco mais velho que tu.



Em informática também tens disso. Tu é que ainda só fizeste o primeiro ano, se tanto.



Um programador não acaba a trabalhar fechado e isolado. Isso é um estereótipo, principalmente perpetuado pelo pessoal de gestão e de economia, porque os únicos sítios onde tipicamente interagem com pessoal de informática é em consultoras, e é tipicamente em pé de igualdade (desempenhando as mesmas funções).
Cada vez mais as empresas estão a optar por openspaces, e ambientes descontraídos. Tens uma grande vantagem quando trabalhas assim, em que muitas empresas te dão uma grande flexibilidade de horários.

O que eu faria na tua situação era continuar em informática. Estás desmotivada porque não estás a ver o que estás a dar agora a ter uma aplicação real world. É normal, és uma caloira, por isso és do mais desligado e burro que há (ainda achas que html é programar). Éramos todos assim quando estávamos frescos na uni, é normal. Para dares a volta a isto, arranja um grupo de alunos ou qualquer coisa onde possas aplicar os teus conhecimentos e contribuir. As AEs tipicamente têm um departamento que trata do site e de conteúdos audiovisuais; Na FEUP temos a JuniFEUP onde podias trabalhar mesmo em coisas a sério com empresas; Normalmente tens núcleos de estudantes de N coisas, sendo que pelo menos alguns precisam de pessoas para trabalhar no que tu queres.

Entretanto, podes pegar e fazer cursos livres numa faculdade de artes local ou assim, e fazer cursos online que tipicamente são gratuitos (mas se fores para coisas como EDX podes fazer cursos de unis internacionais muito reputadas e pagando 40$ acho eu recebes mesmo um diploma certificado no final).

O point que estou a tentar dar é: É mais fácil arranjar trabalho em audiovisual como engenheiro informático que o contrário. E tu mais par a frente no curso vais ter cadeiras exactamente do que tu queres. Vais ter de levar com outras, mas é uma vida.

Se fores para audiovisual, corres o risco de ter um plano de estudos mais próximo dos teus gostos pessoais, mas depois de acabares o curso não teres onde trabalhar e aplicar o que aprendeste.

É uma decisão tua, espero ter ajudado.
Em primeiro lugar quero agradecer, desde já, a tua ajuda.

No que toca a Eng. Informática, eu não disse que achava as saídas secantes e isoladas, ao contrário da ideia que disse ter de gestão. Portanto, concordo perfeitamente com o que disseste.

A tua sugestão referente às actividades da AEs parece-me interessante e irei considerar esse assunto.

Quando falaste dos cursos livres senti um bocado a típica descriminação dos cursos de artes perante os cursos de ciências e tecnologia, e, apesar de a sua ideia ser boa, não concordo com a ideia que estás a transmitir de que cursos como audiovisual e multimédia são só para fazer muito facilmente e apenas como hobby.

Claro que um Engenheiro Informático tem inúmeras mais oportunidades seja praticamente em que área for do que muitos outros técnicos, inclusive de audiovisual. A questão da empregabilidade será sempre o maior pro do curso e também não consigo ignorar esse factor nas minhas ponderações.
Sim, se eu for para Audiovisual e Multimédia corro um risco muito maior de não ter onde trabalhar, mas, seja em que área for, não deixa de ser verdade que aqueles que são dos melhores conseguem, geralmente, se safar bem, e sinceramente acho mais plausível conseguir destacar-me neste curso que em Engenharia Informática, onde não sinto ter um dom especial para programar nem um gosto por programação que se destaque do dos outros.

P.S: Eu não considero html programação, apenas não sabia como me referir ahahah
 
Última edição:

Maxpaynner

Membro Dux
Matrícula
5 Fevereiro 2016
Mensagens
549
Curso
MIEEC
Instituição
FEUP
Em primeiro lugar quero agradecer, desde já, a tua ajuda.

No que toca a Eng. Informática, eu não disse que achava as saídas secantes e isoladas, ao contrário da ideia que disse ter de gestão. Portanto, concordo perfeitamente com o que disseste.

A tua sugestão referente às actividades da AEs parece-me interessante e irei considerar esse assunto.

Quando falaste dos cursos livres senti um bocado a típica descriminação dos cursos de artes perante os cursos de ciências e tecnologia, e, apesar de a sua ideia ser boa, não concordo com a ideia que estás a transmitir de que cursos como audiovisual e multimédia são só para fazer muito facilmente e apenas como hobby.

Claro que um Engenheiro Informático tem inúmeras mais oportunidades seja praticamente em que área for do que muitos outros técnicos, inclusive de audiovisual. A questão da empregabilidade será sempre o maior pro do curso e também não consigo ignorar esse factor nas minhas ponderações.
Sim, se eu for para Audiovisual e Multimédia corro um risco muito maior de não ter onde trabalhar, mas, seja em que área for, não deixa de ser verdade que aqueles que são dos melhores conseguem, geralmente, se safar bem, e sinceramente acho mais plausível eu me cosneguir destacar neste curso que em Engenharia Informática, onde não sinto ter um dom especial para programar nem um gosto por programação que se destaque do dos outros.

P.S: Eu não considero html programação, apenas não sabia como me referir ahahah
Sim, estou a discriminar, mas é porque infelizmente conheço de perto a realidade.
É um facto que os cursos de artes são mais fáceis. Não por serem fáceis, mas sim porque os cursos de engenharia nas grandes faculdades têm uma carga absurdamente grande.

Se fores boa, podes ter sorte e conseguir emprego. Mas tens dois grandes problemas:
Em Portugal em tudo o que é área com menos procura prevalece o sistema da cunha. Vais ver pessoas com menos capacidades do que tu a passar-te à frente só porque conhecem a pessoa certa.
Os empregos que tipicamente se arranjam são uma merda. Leia-se: recibos verdes, IEFP (com sorte) e estágios não remunerados.
De qualquer das formas em qualquer àrea se consegue ter sucesso, simplesmente às vezes pode parecer impossível.

Mas tu em informática não precisas de programar especialmente bem, ou de teres grande gosto para seres boa engenheira. Vais ver que tens saídas em que tu nem programas. Se não consegues destacar-te ao programar melhor que eles, trabalha para saberes mais. Já que gostas de Web e audiovisuais, aprende a usar o Photoshop/Illustrator/Premiere, aprende a MEAN stack, aprende Rails, no teu tempo livre. Vais ver que ao seres mais versátil, consegues destacar-te muito mais.

HTML é markup, btw :P
 
Matrícula
13 Julho 2016
Mensagens
12
Sim, estou a discriminar, mas é porque infelizmente conheço de perto a realidade.
É um facto que os cursos de artes são mais fáceis. Não por serem fáceis, mas sim porque os cursos de engenharia nas grandes faculdades têm uma carga absurdamente grande.

Se fores boa, podes ter sorte e conseguir emprego. Mas tens dois grandes problemas:
Em Portugal em tudo o que é área com menos procura prevalece o sistema da cunha. Vais ver pessoas com menos capacidades do que tu a passar-te à frente só porque conhecem a pessoa certa.
Os empregos que tipicamente se arranjam são uma merda. Leia-se: recibos verdes, IEFP (com sorte) e estágios não remunerados.
De qualquer das formas em qualquer àrea se consegue ter sucesso, simplesmente às vezes pode parecer impossível.

Mas tu em informática não precisas de programar especialmente bem, ou de teres grande gosto para seres boa engenheira. Vais ver que tens saídas em que tu nem programas. Se não consegues destacar-te ao programar melhor que eles, trabalha para saberes mais. Já que gostas de Web e audiovisuais, aprende a usar o Photoshop/Illustrator/Premiere, aprende a MEAN stack, aprende Rails, no teu tempo livre. Vais ver que ao seres mais versátil, consegues destacar-te muito mais.

HTML é markup, btw :p
Em termos de dificuldade sim, reconheço que seja de facto uma realidade.

Pelo que ouvi dizer nas ESCS até oferecem boas oportunidades nesse sentido, de conhecer logo as empresas, as pessoas certas e realizr projectos. Não deixa de ser verdade o que disseste, mas por acaso essa é uma das coisas fixes em ser um curso mais prático, a meu ver.

Talvez até tenhas toda a razão e não tenha que ser das melhores a programar mas, sendo sincera, sou daquelas pessoas que precisa de sentir que faz parte do grupo dos melhores para gostar, não sei se isto faz sentido para ti. Quanto aos programas que referiste, vários deles estão incluídos no programa do curso de AM, curiosamente. Mas lá está, percebo perfeitamente o que queres dizer em ser mais seguro seguir Eng. Informática e depois, se quisesse, focar também um bocado em multimédia.

Bem já aprendi mais uma coisa hoje então ahahah (em relação ao markup)
Muito obrigada pela tua ajuda e certamente terei em conta o que me disseste na minha escolha :)
 
  • Like
Reactions: Maxpaynner

Rafael Lima

Membro
Matrícula
12 Janeiro 2016
Mensagens
44
Curso
Finanças Empresariais
Instituição
ISCAL
Acho que estou na mesma situação que tu e compreendo bastante a dúvida que tens.
Este ano fiz Engenharia Informática na FCUL, também entrei em segunda opção (sendo a primeira a FCT, engraçado :p) e também não gostei muito do curso.
As únicas cadeiras que gostei foram cadeiras de Matemática, Algebra, Estatistica, etc.. e isto ainda me deixou mais confuso com o futuro. A única coisa que até agora decidi é que vou mudar para outra faculdade.
Estou, assim como tu, na dúvida entre voltar a candidatar-me à minha primeira opção do ano passado ou a um curso diferente, no meu caso Finanças e Contabilidade ou Gestão Industrial.
No meu caso eu não me importo muito sobre não gostar do que estou a fazer, sinceramente estou aqui pelo dinheiro, não gostei propriamente de Ciências e Tecnologias e não tenho nenhum curso de "sonho".
Com isto tudo eu só queria dizer que, na minha opinião, sendo que tens um curso que achas que é o certo para ti, devias escolher o que te deixar feliz porque no final vamos todos para a cova, desculpa o péssimismo, e o que importa é viver feliz.
Boa sorte com isso !
 

Dippy

Membro Veterano
Matrícula
29 Junho 2016
Mensagens
149
Curso
Finance
Instituição
Católica
Acho que estou na mesma situação que tu e compreendo bastante a dúvida que tens.
Este ano fiz Engenharia Informática na FCUL, também entrei em segunda opção (sendo a primeira a FCT, engraçado :p) e também não gostei muito do curso.
As únicas cadeiras que gostei foram cadeiras de Matemática, Algebra, Estatistica, etc.. e isto ainda me deixou mais confuso com o futuro. A única coisa que até agora decidi é que vou mudar para outra faculdade.
Estou, assim como tu, na dúvida entre voltar a candidatar-me à minha primeira opção do ano passado ou a um curso diferente, no meu caso Finanças e Contabilidade ou Gestão Industrial.
No meu caso eu não me importo muito sobre não gostar do que estou a fazer, sinceramente estou aqui pelo dinheiro, não gostei propriamente de Ciências e Tecnologias e não tenho nenhum curso de "sonho".
Com isto tudo eu só queria dizer que, na minha opinião, sendo que tens um curso que achas que é o certo para ti, devias escolher o que te deixar feliz porque no final vamos todos para a cova, desculpa o péssimismo, e o que importa é viver feliz.
Boa sorte com isso !
Já que gostas tanto da área de finanças/contabilidade como de matemáticas, porque não MAEG?
 
Matrícula
13 Julho 2016
Mensagens
12
Acho que estou na mesma situação que tu e compreendo bastante a dúvida que tens.
Este ano fiz Engenharia Informática na FCUL, também entrei em segunda opção (sendo a primeira a FCT, engraçado :p) e também não gostei muito do curso.
As únicas cadeiras que gostei foram cadeiras de Matemática, Algebra, Estatistica, etc.. e isto ainda me deixou mais confuso com o futuro. A única coisa que até agora decidi é que vou mudar para outra faculdade.
Estou, assim como tu, na dúvida entre voltar a candidatar-me à minha primeira opção do ano passado ou a um curso diferente, no meu caso Finanças e Contabilidade ou Gestão Industrial.
No meu caso eu não me importo muito sobre não gostar do que estou a fazer, sinceramente estou aqui pelo dinheiro, não gostei propriamente de Ciências e Tecnologias e não tenho nenhum curso de "sonho".
Com isto tudo eu só queria dizer que, na minha opinião, sendo que tens um curso que achas que é o certo para ti, devias escolher o que te deixar feliz porque no final vamos todos para a cova, desculpa o péssimismo, e o que importa é viver feliz.
Boa sorte com isso !
É bom saber que há mais alguém num caso semelhante ao meu. Também nunca tive um curso de sonho e só segui ciências pelo prestígio. No entanto, não partilho a tua ambição assim tão grande pelo dinheiro ahahah Sim, todos queremos ter dinheiro, mas no meu caso ficaria feliz tendo o suficiente para viver bem. Posto isto, não consigo me convencer a ficar em Eng.Informática só pelo motivo do dinheiro. Curiosamente também só gostei mais das disciplinas que tu referiste. Espero mesmo que, caso escolha o que acho que me deixará feliz, não me arrepender.
Agradeço imenso que tenhas partilhado o teu caso e a tua opinião! :)
Boa sorte!
 
Última edição:

Maxpaynner

Membro Dux
Matrícula
5 Fevereiro 2016
Mensagens
549
Curso
MIEEC
Instituição
FEUP
É bom saber que há mais alguém num caso semelhante ao meu. Também nunca tive um curso de sonho e só segui ciências pelo prestígio. No entanto, não partilho a tua ambição assim tão grande pelo dinheiro ahahah Sim, todos queremos ter dinheiro, mas no meu caso ficaria feliz tendo o suficiente para viver bem. Posto isto, não consigo me convencer a ficar em Eng.Informática só pelo motivo do dinheiro. Curiosamente também só gostei mais das disciplinas que tu referiste. Espero mesmo que, caso escolha o que acho que me deixará feliz, não me arrepender.
Agradeço imenso que tenhas partilhado o teu caso e a tua opinião! :)
Boa sorte!
Infelizmente para se viver bem em PT precisas do dinheiro de um curso desse género, e mesmo assim é difícil
 
Matrícula
13 Julho 2016
Mensagens
12
Infelizmente para se viver bem em PT precisas do dinheiro de um curso desse género, e mesmo assim é difícil
Daí que não exclua a possibilidade de sair de Portugal, se se revelar necessário. É triste, pois sou das pessoas que até gosta muito do seu país. Mas pronto, prioridades.
Além disso, dentro dessa área, lá fora é que estão as empresas e, consequentemente, os trabalhos mais interessantes.
 
Tópicos Semelhantes
Thread starter Título Fórum Respostas Dia
L ISCTE Ciência de dados, informática e gestão de empresas ou engenharia informática? ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa 0
millenafs27 UMinho Engenharia e Gestão de Sistemas de Informação vs. Engenharia Informática Universidade do Minho 2
ACasal Tecnologias de Informação vs Engenharia Informática vs Informática e Gestão para Empresas Tecnologias 2
Cláudia Rosalino Audiovisual e Multimédia vs Engenharia Informática vs Gestão Arquivo 1
J Engenharia Informática VS. Engenharia e Gestão Industrial Tecnologias 9
Alcinda Freitas Provas de Matemática para Ingresso à Universidade Aberta, Engenharia Informática Exames Nacionais e Provas de Ingresso 1
C Dúvida escolha de área do secundário para engenharia informática Ensino Secundário 1
A ISEP Mestrado em Engenharia Informática- Sistemas Gráficos e multimédia Instituto Politécnico do Porto 0
R Mudança de CBL para Engenharia Informática Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 2
Daniel Madureira Engenharia Informática e Design Ensino Superior - Geral 1
LeonardoFidalgo Como vou para Engenharia Informática tendo matemática B e preciso de exame de matemática A? Tecnologias 4
Sofia Mota Rodrigues ISEL Engenharia Informática e multimédia no ISEL Instituto Politécnico de Lisboa 0
namondor UAb Engenharia Informática | Universidade Aberta Universidade Aberta 0
RitaTeixeira1708 Engenharia Informática E Engenharia de Dados Tecnologias 4
A Engenharia física ou engenharia informática ou física Tecnologias 0
M Engenharia Informática onde estudar engenharia informática? em que universidade? Tecnologias 32
A Diferença entre Engenharia Informática e Engenharia Computacional Tecnologias 5
U Engenharia Informática v. Engenharia Eletrotécnica v. Engenharia de Telecomunicações Tecnologias 17
A Explicações Engenharia Informática 3ºano Ensino Superior - Geral 2
Inês Almeida Oliveira IPV Engenharia Informática no ESGTV Instituto Politécnico de Viseu 0
4 Portátil para engenharia informática Tecnologias 1
S UA Transferência Engenharia Informática Universidade de Aveiro 0
S Transferência Engenharia Informática Tecnologias 0
S UBI Transferência Engenharia Informática Universidade da Beira Interior 0
fsantos02 Engenharia Informática ou Engenharia Eletrotécnica? Tecnologias 5
Mariana Lança FEUP Mestrado em Engenharia Informática na UP Universidade do Porto 0
A Engenharia Informática ou Astrofísica? Tecnologias 2
U Destas universidades qual é a melhor opção para Engenharia Informática? Tecnologias 0
Ricardo Luís É física de 12ºano importante para engenharia informática do IST? Tecnologias 4
D Apontamentos em Engenharia Informática Tecnologias 0
fsantos02 Engenharia informática universidade vs politécnico Tecnologias 1
G Cursos que compartilhem cadeiras com engenharia informática Tecnologias 3
Tomás_Santos Sessão de Boas vindas - Núcleo de Estudantes de Tecnologias - ISCTE - Engenharia Informática - Engenharia de Telecomunicações e Informática Tecnologias 0
M ISEP Caloiros Engenharia Informática ISEP 2020/2021 Instituto Politécnico do Porto 1
J ISCTE ou ISEP engenharia informática Tecnologias 2
J Caloiros Engenharia Informática FCUL Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 111
C Engenharia Informática e Multimédia ou Engenharia Informática e de Computadores? (ISEL) Tecnologias 5
D ULusíada Matéria de Engenharia Informática do 1º ano Universidade Lusíada 0
G Engenharia Informática - Linux - Dual-Boot Ou Virtual Machine Tecnologias 2
Artur Putyato Engenharia Informática vs Engenharia de Software Tecnologias 7
S Ano Zero em engenharia informática Ensino Superior - Geral 3
Rodrigoofig Engenharia informática em Aveiro Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 2
J FEUP Candidatos Engenharia Informática e Computação FEUP 2020/2021 Universidade do Porto 1
gmcgs ISCTE Caloiros Engenharia informática ISCTE 2020/2021 ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa 42
S Melhores politécnicos para Engenharia Informática? Tecnologias 0
G UMinho Matemática (e Computação) vs Engenharia Informática Universidade do Minho 3
F Engenharia Informática: FCT vs FCUL Tecnologias 2
Gonçalo_Almeida_911 Engenharia informática - Caderno ou tablet Tecnologias 6
J Transferência para Engenharia Informática no IST Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 1
A Engenharia Informática: FEUP ou ISEP Tecnologias 16

Tópicos Semelhantes